15.05.2015

TDAH – Sim, eu tenho déficit de atenção

Já falei por aqui sobre o TDAH, e não é segredo pra ninguém que tenho déficit de atenção, né? Sei que muita gente ainda acha que esse tipo de coisa deve ficar “guardada”, mas acho justamente o contrário, que as coisas precisam ser colocadas “em cima da mesa” e tratadas com leveza e naturalidade.

Seriam necessários muitos vídeos pra conseguir falar tudo porque, afinal, são 32 anos de “experiência” e muita história pra contar. Mas, fui falando o que fui lembrando, assim sem “roteiro” nenhum. Então, com certeza “pulei” muita coisa e fui rápida, senão o vídeo ficaria gigante.

tdah-déficit-de-atenção

TDAH: Sim, eu tenho Déficit de Atenção!

Acho que não é necessário, mas não custa lembrar: quem pode te orientar sobre o TDAH é o seu médico (neuro, psiquiatra…). Eu só posso falar da minha experiência, do que vivi e vivo, porque cada pessoa tem uma trajetória diferente, com experiências também diferentes, então é impossível generalizar, inclusive em relação aos medicamentos.

Ou seja, veja o vídeo como um depoimento, como um relato, apenas isso. Não assista como um vídeo de informações médicas/teóricas, porque isso ele não é.

E se vocês tiverem qualquer tipo de dúvida ou se quiserem fazer alguma pergunta, podem fazer que faço um vídeo respondendo, tá? Nenhuma pergunta é “boba”, tudo é válido, gente.  Falo isso porque  um dos principais problemas em relação ao TDAH é a falta de informação ou, em muitos casos, a informação errada. É isso, aliás, que transforma uma coisa que pode ser simples em tabu, em bicho de sete cabeças.

Espero que vocês gostem do vídeo (eu vou melhorar nessa história de vídeo, tenham calma! rs) e quem quiser ler o post que escrevi sobre isso é só clicar aqui.

E se você ainda não se inscreveu lá no canal, bora tratar de fazer isso logo (clique aqui), viu? Tudooooo chega antes por lá pra só depois vir pra cá!

Beijos, Ju♥

Quer papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
32 comentários
  1. Raquel  15/05/2015 - 22h21

    Oi Ju!
    Também tenho TDAH e trato com a Ritalina comum de 10mg.
    Eu queria saber se você sempre tomou o Venvanse ou se já tomou Ritalina alguma vez. Se sim, você notou diferença significativa?
    Minha médica receitou a Ritalina porque eu disse que não podia gastar muito, mas ela acha que o Venvanse seria melhor. E eu não tenho com as ritalina essa sensação que voce descreveu em outro post “é como um míope que coloca os óculos e percebe, é assim que as coisas são pra todo mundo?” (foi alguma coisa assim que voce falou… Rsss
    Então minha pergunta é essa. Você sente que o Venvanse faz realmente a diferença frente à Ritalina?

    • Ju  18/05/2015 - 14h08

      Raquel, como expliquei no vídeo, passei pela ritalina “normal”, pela LA, pelo Concerta e pelo Venvanse, e pra mim faz uma diferença gigantesca, mas tudo depende do seu organismo, sabe?

  2. Danny  15/05/2015 - 23h22

    Eita Ju arretada da gota serena (aqui em Recife é assim.Hahaha. Tradução?! Eita Ju danada!Rsrs.) Sempre trazendo novidades, sempre ESCLARECENDO,sempre “ampliando horizontes”! É isso aí, Ju! Tem que falar MESMO, não tem porquê se fechar numa “bolha” e se esconder e, em alguns casos, se excluir. AMO Juro Valendo! Só agradecer por SEMPRE acrescentar. Beijoooooo.

    • Ju  18/05/2015 - 14h10

      Oi Danny!Eita, aqui é assim também, hahaha

      Exatamente, tem que falar, quanto mais a gente fala, mais quebra tabus!
      Obrigada você minha linda, muito obrigada!

  3. Tamara Farias  15/05/2015 - 23h33

    Jú.. vc arrasa sempre..
    Lembra do email que te enviei falando do meu TCC, que seria sobre o TDAH? Então, cada vez que vejo vc falando sobre o TDAH, tenho mais certeza que escolhi o tema certo. Quero levar esse assunto para todos os educadores, para que eles não julguem erroneamente seus alunos.
    Bjo..

    • Ju  16/05/2015 - 11h15

      Oi Ta! Lembro sim, claro!
      Leve mesmo, infelizmente tem uma “turminha” que não tem muito “tato” pra lidar com alunos um pouco diferentes…

  4. Jaqueline  15/05/2015 - 23h50

    Oi, Jú. Como é bom assistir um vídeo informativo como esse. Tenho um irmão que possui TDH e sei bem como é complicado encontrar um diagnostico preciso e lidar com pessoas má informadas. parabéns por sua superação. beijo enorme.

    • Ju  16/05/2015 - 11h14

      Jac, sua linda, obrigada!
      Olha, vi sua mensagem lá no insta… Já tá normal pra você os comentários, né?
      Beijos

  5. Line  16/05/2015 - 00h11

    Que demais! Também tenho TDAH, fico feliz de ver blogueiras influentes e inteligentes como você compartilhando e falando de maneira aberta sobre isso.

    • Ju  16/05/2015 - 11h13

      Oi Line,
      Ai, eu acho que tem que ser falado MESMO, e tratado de forma natural, senão esse “tabu” nunca vai acabar, sabe?

  6. tami diogenes  16/05/2015 - 00h33

    Oi Ju. Adoro tudo o que você aborda no blog. Acho o máximo suas dicas. Sobre o TDA, eu comprei um livro semana passada sobre isso. Chama-se Mentes Inquietas da médica Ana Beatriz Barbosa. Estou achando muito bacana a leitura.
    Bjos.

    • Ju  16/05/2015 - 10h52

      Oi Tami!
      Esse livro é excelente, principalmente porque a autora, além de ser psiquiatra, tem déficit de atenção, então ela “vive” o problema, né?

  7. leila  16/05/2015 - 09h16

    Oi Ju. Obrigada por tocar nesse assunto. Entendo perfeitamente o que vc passa. E até me emocionei em diversas partes do vídeo.
    Eu tenho a maioria dos sintomas porém, nunca conversei com ninguém a respeito disso pois tenho medo de estar me vitimando. Dando uma de coitadinha para esconder no fundo uma preguica. Como é feito o diagnóstico? Como eu poderia saber se meus sintomas são verdadeiros ou eu estaria me vitimando? Não sei se os médicos estão preparados pas à responder essa minha pergunta. Tenho a sensação que eles estão dando um tiro no escuro.
    Gostaria de conversar melhor com vc.
    Se puder me ajudar.

    ObrigaDa.

    • Ju  18/05/2015 - 14h14

      Oi Leila!
      Menina, procura um médico, sério… O certo é a gente viver bem, se tem algo atrapalhando a gente precisa ver o que é, sabe?
      Só um médico, após te avaliar, vai poder te responder isso… Mas, olha, será que você não tá,ao dizer que pode estar se vitimando, se punindo por uma suposta preguiça? E se não for preguiça? Eu investigaria, sério mesmo!
      Beijos

  8. Odete Pires  16/05/2015 - 11h16

    Bom dia, Ju
    Eu estava procurando informações do cronograma capilar e me deparei com este vídeo maravilhoso que só veio me ajudar. Meu filho possui 07 anos e tudo que você relatou eu identifiquei com ele (eu pensei nossa ela tá falando do Gabriel) todas as dificuldades relacionadas a aprendizado, organização, irritabilidade, tudo que falou é como estivesse descrevendo meu filho, há uma semana ele foi diagnosticado pelo neurologista como tendo TDAH eu estava lendo algumas informações a respeito para saber do que se tratava pois como você falou quase não se fala deste assunto mais você me ajudou a entender muito melhor com este vídeo. Te agradeço imensamente, à partir de hoje vou levar suas palavras comigo e vou saber como lidar com isso, acredito estar melhor preparada para ajudar meu filho.

    Obrigada!

    • Ju  18/05/2015 - 14h11

      Oi Odete, seja bem vinda! :)
      Fico muito feliz em saber que, de alguma forma, meu vídeo/post ajudou… E te digo, quanto mais você entender o Gabriel, mais longe ele vai!
      Beijos

  9. Sabrina Cattaneo  16/05/2015 - 12h32

    Ju amei o vídeo, já tinha lido o post que escreveu, ouvir vc compartilhando sua experiência sobre o assunto dá uma ideia mais ampla a respeito e vou te dizer qdo fala sobre foco, coisas que interessam e organização, vi minha filha ela é bem assim.

  10. Lully  16/05/2015 - 17h21

    Oi Ju ! Nossa, adorei esse vídeo, é muito bom para outras pessoas que também têm se identificarem e saberem que não estão sozinhas e que tem solução. Me emocionei junto com você. Eu tenho dislexia e fui diagnosticada somente na faculdade e sofri muito durante um bom tempo, sem me entender, me achava estranha. Mas, hoje me entendo e convivo muito bem com essa minha característica que me faz única e especial !
    Gosto muito de você ! Um beijo no coração !

    • Ju  18/05/2015 - 11h21

      Lully, muito obrigada, viu? <3
      E que bom que você consegue conviver bem com isso, é o mais importante!
      Beijos

  11. Tatiane Sanches  17/05/2015 - 07h20

    Nossa Ju! Parabéns pelo vídeo. Assistindo o seu vídeo eu percebi que acho que é isso que meu filho tem, pois ele não consegue aprender direito já está no quinto ano e não sabe ler e escreve poucas palavras. Mas ele é muito inteligente e como você disse só aprende o que interessa a ele. Gostaria de saber qual médico que tenho que procurar primeiro pra ter um diagnóstico? Beijos

    • Ju  17/05/2015 - 13h24

      Oi Tati, obrigada meu anjo! <3
      Olha, procura um neurologista ou um psiquiatra!
      Beijos

  12. Andréia  17/05/2015 - 12h21

    Olá :) que bom vc trazer a sua experiência aqui no blog, você fez psicoterapia também?

    • Ju  17/05/2015 - 13h24

      Oi Déa, já fiz sim! :)

  13. Emanuelle  18/05/2015 - 12h51

    Menina, que maravilha! Alguns anos atrás, durante uma sessão de terapia, minha psicóloga, após observar o que eu dizia em muitas sessões, comentou que era provável que eu tivesse TDAH. Eu achei aquilo um absurdo, completamente sem noção!! Eu disse a ela que não conseguia ver como podia ser possível, pois sempre fui CDF, sempre tirei notas altas, nunca fui pra prova final na vida, etc. Eu achava que TDAH era coisa de aluno relapso, bagunceiro, que não estudava, tirava notas baixas e perdia de ano. Desconsiderei aquele comentário e não procurei um médico. Imagine!! Quanto preconceito eu tinha por falta de informação… Anos depois, li um artigo sobre isso num site de saúde e parecia que uma cortina tinha caído diante dos meus olhos! Eu realmente tinha a maioria daqueles sintomas! E a autora do artigo sempre tinha sido CDF também, pois uma coisa não tem a ver com a outra… Estava matando um leão por dia, pois achava que aquela dificuldade era normal. Enfim, ainda não fui diagnosticada e uma amiga minha psicóloga acha que eu tenho características sim, mas não devo fechar diagnóstico. Agora eu que já acho que fecho o diagnóstico… Ela ficou de fazer um teste comigo e eu vou mesmo buscar um médico. O preconceito aprisiona e o conhecimento liberta! É isso aí, Ju! Mais luz sobre o assunto que certamente vai ajudar muita gente!! Bjoks :)

    • Ju  19/05/2015 - 14h23

      Oi Manu!
      Isso acontece porque passam uma noção muito errada pra gente, sabe? Já ouvi muitas vezes que “você não tem isso, quem tem TDAH é burro!”, e é meio que uma daquelas “lendas urbanas”, mas eu acho que falando, trazendo informações reais a gente ajuda a quebrar esse tipo de coisa, sabe?
      Busque mesmo Manu, a diferença com o tratamento é brutal!
      Beijos

      • Emanuelle  20/05/2015 - 16h08

        Valeu, Ju! Vou procurar sim!! Obrigada pela atenção! Beijokssss :)

  14. Hellida Maia  18/05/2015 - 18h02

    Ju, amei o vídeo…
    Super informativo e leve (no bom sentido)!

  15. Mariana  20/05/2015 - 17h38

    Ju,adorei o vídeo! Gostaria de saber se dirigindo você tem alguma “dificuldade” de atenção?

    • Ju  24/05/2015 - 13h12

      Tenho não Mari, nenhuma!

  16. MILEIDE  29/06/2015 - 10h55

    Oi..
    Adorei…
    Me ajudou muito,pensei que era só comigo.
    Acho que meu filho também está com sintomas…

  17. […] vezes no Face e muita gente pedia pra que eu fizesse um post (já fiz um vídeo também sobre isso, veja aqui), e quem quiser mais informações sugiro dar uma olhada no site do ABDA (aqui) e também no livro […]

  18. Darine  20/06/2016 - 15h07

    Oi Ju! Eu trabalho em uma escola pública e nossa clientela é muito carente. Cada vez mais temos contato com crianças que apresentam o TDAH. Nós não somos preparados e eu estou lendo e pesquisando tudo a respeito! Me interessa e ajuda muito ouvir de pessoas que tem o TDAH para que possa entender o que acontece dentro da pessoa… mas, sei também que cada um é cada um… se pudesse gostaria que me contasse mais a respeito do seu tempo na escola na idade em que descobriu o TDAH na sua vida… 6 ou 7 anos… como aprendeu a ler… e quando foi… se usaram um método diferente ou como era o tratamento das professoras… agradeço desde já! Meu sonho é fazer a diferença na vida das pessoas que realmente precisam da nossa ajuda.

O que você acha do JV?
Antes de conhecer o JV eu não sabia que existiam máscaras com fins diferenciados ... Pra mim "hidratação" era uma coisa só .. Hj entendo…