30.09.2015

Depois dos 30 não pode? Pode, pode sim!

Pode tudo e muito mais!

Acho engraçado como, com o passar dos anos, o “pode ou não pode” começa a ser determinado pela idade, como se depois dos 30 (ou dos 40, 50, etc) a gente não pudesse mais fazer um monte de coisas simplesmente porque “não fica bem”.

Não sei vocês, mas nas minhas escolhas diárias sequer lembro que já passei dos 30 e muito menos cogito a hipótese de deixar de fazer algo que quero por ser ou não “adequado” para a minha idade, porque, sinto muito, não é a contagem dos anos que determina as minhas escolhas.

Não vou deixar de usar o cabelo comprido ou de cortar uma franja porque isso “é coisa de menina”, como disseram por aqui esses dias. O “é coisa de menina” não é da minha conta, não tem importância pra mim e não vai, nem a pau, influenciar na forma como eu corto ou deixo de cortar o meu cabelo, como vivo ou deixo de viver a minha vida.

E isso, aliás, vale pra (quase) tudo, porque de roupa a sapato, passando por maquiagem, acessórios, perfumes,  viagens e tudo o mais,  sempre tem alguém pra dizer que “não fica bem”, que” não é adequado”.

depois dos 30 não pode

Como assim não fica bem, ô? Como assim não pode? Pode, pode sim! Pode depois dos 30, dos 40, dos 50, dos 100, se for o caso, basta você querer. O que não pode, mas não pode mesmo, é deixar de fazer o que você quer e ter a vida que você deseja por causa do  julgamento alheio.

Portanto, se o que você quer é  usar cores “doces”, estampas fofas, “roupa de menina”, preto da cabeça aos pés ou qualquer outra coisa, use! Quer maquiagem nada discreta, bijus enormes e tudo o que você tem direito? Tá esperando o que pra usar? Quer tentar uma faculdade nova, trocar de emprego ou fazer um mochilão pelo mundo? Se joga, amiga!

Não quer ter filho, não quer casar, não quer emprego fixo ou uma casa linda e com flores na janela? Não tem problema, é uma escolha,  ela é toda sua e de mais ninguém. É a sua vida e você tem todo o direito de viver da forma que quiser, sem que o outro te aponte o dedo por isso, porque afinal, é bem aquilo que se diz por aí: vida, cada um cuida da sua.

A vida é (ou deveria ser…) isso aí, é cada um cuidando da sua e arcando com as consequências das próprias escolhas, sabe? O que não pode é se limitar, deixar de ser o que se é, de vestir o que quiser e de traçar o próprio caminho por medo do que os outros vão achar, até porque, sempre vão achar alguma coisa mesmo, não é?

E sabe de uma coisa? Deixe, menina. Deixe que digam, que pensem, que falem, como bem diz a canção. E não se limite não. Você pode tudo, você pode mais, com 20 ou com 100, desde que seja isso que te faça feliz.

Você não tem como controlar o que os outros pensam ou dizem, mas tem como mudar o que sente em relação a isso, não deixando que o julgamento de quem quer que seja interfira na sua vida, e isso é o mais importante.

E você precisa entender, de uma vez por todas, que na sua vida quem manda é você, e isso inclui poder decidir todas as coisas, desde o brinco que quer usar até o rumo que quer tomar.

Sim, o poder de construir (e reconstruir quantas vezes quiser) a sua história e a sua identidade é seu e somente seu, e esse, assim como a responsabilidade que esse poder acarreta, você não pode, sob hipótese alguma, transferir para ninguém. Pense nisso!

+ Mulher de 30

Pra ver mais posts do “mulher de 30” é só clicar aqui, e se gosta desse tipo de conteúdo, clica no coraçãozinho aqui embaixo e fala aí nos comentários, porque é assim que “descubro” as preferências de vocês e preparo os posts que vocês mais gostam!

Beijos, Ju♥

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
18 comentários
  1. Julyana  30/09/2015 - 12h05

    Excelente! É isso mesmo, não se limitar nunca!

  2. Madalena Honório  30/09/2015 - 12h37

    Oi, Ju!!! Adorei seu texto!!! Eu sou apaixonada por estampas fofas e, mesmo tendo 30 e poucos (hahah) anos, não deixo de usa-las. Já sofri muitos julgamentos por isso mas estampas assim me fazem sentir mais leve, mais feliz e mais feminina. Por que raios deveria abrir mão disso em prol da opinião dos outros? Amo quando você escreve textos assim! =D Beijao!

  3. Isa  30/09/2015 - 12h44

    Adoro “Mulher de 30”, tenho 32!!!E faço o que quero, uso estampas de bichinho, trabalho com estojo da hellow kit, e amooo rosa!!Nem ligo quando falam que não posso, que é coisa de criança!!!
    Ah Jú, bem que vc podia falar de marcas de tinturas e corações que são boa e agridem menos os cabelos!Tô querendo escurecer e até agora não me decidi qual a marca que vai agredir menos, quero ficar sem químicas até os primeiros fios brancos começarem a aparecer.

  4. Danny  30/09/2015 - 13h03

    Eita texto lindo! É isso mesmo, Ju! Quem disse que não pode isso ou aquilo?! Até onde sei, quem impõe MEUS limites sou EU! E daí que já passei dos trinta?! Danço mesmo no meio da loja do shopping LO-TA-DA só porque a música “mexeu” comigo! Isso é coisa de criança?! Então sou criança! Da mesma forma que não gosto de short curtinho e que dizem que ainda posso usar, mas aí eu sou quase uma “velha” por gostar de roupas mais “compridinhas”. Vai entender esses limites sem padrões. Meus limites quem impõe sou eu, faço o que quero, e assumo TUDO que decorrer das minhas ações. E pronto! Beijo menina linda!

  5. PATRICIA  30/09/2015 - 13h34

    Gostei do post, e adoraria ter mais sobre esse assunto pois tenho 35 anos e volte e meia recebo comentários que não devia isso ou aquilo acho uma bobagem, pois só se pensarmos que estamos velhos ficaremos velhos temos que manter sempre a mente jovem para viver cada dia intensamente e aproveitar tudo que a vida nos oferece. Parabéns pelo post. Bjos…..

  6. Lucy  30/09/2015 - 15h11

    Eu mesma ai amiga! Vou pra balada com minha sobrinha, pra show, uso vestido e saia, e pode sim, aliás… eu não sei quem liga mais pra isso, se são as amigas da amiga mais nova, porque minha mãe mesmo não ta nem aí, não liga, quer é me ver feliz, minhas amigas, todas na minha idade e com cargos importantes, se divertem da mesma maneira, acho que é só ter educação, não ser vulgar, saber respeitar as escolhas do outro (a) e pronto, cada um se divirta como quiser.
    Eu decidi ser feliz e minhas escolhas não afetam minha família e nem meu caráter.

    Ótimo post! Seja você sempre!
    Beijão

  7. Janiny  30/09/2015 - 15h21

    Uiuiuiuiii ja faça trinta ano que vem….. E amo um monte de coisas que são ditas de menininha e não vou parar de usar nada. Um exemplo cassico e que minha festa de niger de 30 vai ser com o tema princesa cheiaaaaa de coroas,brilhos e tonas de rosa…

  8. Lara  01/10/2015 - 10h30

    Também não estou nem aí porque estou na casa dos 30. Sou bem mais eu hoje do que em qualquer outra época da minha vida :)

  9. vanessa  03/10/2015 - 14h03

    Pois é, eu tenho 36 anos, mas me privo de muita coisa que gostaria de fazer, pq me acho velha para fazer…. infelizmente acho q vou continuar pensando assim, pq me incomodaria mudar e fazer.

  10. Rita Alcantara  24/10/2015 - 19h17

    Boa noite ju!
    Entrei no seu blog pela primeira vez hoje adorei.
    Estava procurando uma dica de perfume para cabelo e apoveitei para para conhecer todos as dicas e sugestões.
    Gostei muito de td . Mas adorei esse texto sobre mulher de trinta penso exatamente igual, as pessoas querem determinar a nossa forma de viver e agir acho um saco, mas fiquei super feliz por saber que tem pessoas que comungam o mesmo pensamento meu.
    Parabéns vou te seguir no instagram.
    bjs!

  11. Tatiane Okamoto  16/12/2015 - 03h10

    Olá Jú, quero parabenizá-la pelo seu site/blog… amei todas as dicas e matérias e concordo com cada matéria/opinião sua postada aqui!!! Já está dicionada aos favoritos aqui no meu navegador!!!!!!!!!!!!!!!! Bjo

    • Ju  16/12/2015 - 13h26

      Obrigada, Tati, fico muito feliz em ler isso! <3

  12. Rosimeire Maria da Silva pereira  27/12/2015 - 10h20

    Amei o texto Ju, Bj!

  13. KD Costa  04/01/2016 - 09h48

    Concordo tanto-tanto-tanto com você! E como bem disse, essa confiança vale para todas as idades. Se tem um programa que me chateia é o tal “Esquadrão da moda”, pois querem padronizar todos, nivelar na mesmice: “para as gordinha tem que ser a roupa X”, “para as magras as roupas Y ficam melhor”, mas que chatice, acredito que quando abandonamos nossos gostos, nossa maneira de nos comunicarmos com o mundo, viramos um robozinho e a unica coisa que vai nos distinguir é o nosso numero do rg/cpf.

  14. Nária  11/01/2016 - 20h43

    Olá Ju, boa noite! Comecei seguir seu blog e estou cada vez mais encantada com seus posts, e esses sobre mulher de 30 então me deixou maravilhada, tem me ajudado muito principalmente nesse momento da minha vida.

  15. Jemima  30/01/2016 - 12h25

    Ju, apesar de ser tímida para comentar em outros blogs, tenho que te falar que me inspirei em você para começar a falar sobre “coisas de meninas” no meu blog!!! Valeuuuuuuuuuuu. Abraços!

    garotuda.blogspot.com

  16. Crislaine  30/08/2016 - 17h34

    Excelente texto Ju! Não cheguei nos 30 ainda (28) mas já estou sofrendo pressão da sociedade pra me vestir “igual a uma mulher” e não uma menininha. A verdade é que me sinto muito confortável de jeans e all star e não vejo problema em me vestir assim.

  17. Magali Stanck  10/10/2016 - 22h37

    Post maravilhoso Ju. Tenho 26 anos e mutias vezes me pego pensando que não vou fazer isso ou aquilo pq já estou ficando velha, mas “péraê”, como assim???Que ideias malucas que temos, o importante é se fazer feliz e tomar as decisões que vão nos fazer e bem e não pq nos disseram que é o correto.
    Vamos ser felizes com NOSSAS escolhas!!!hehehe
    Bjão

O que você acha do JV?
Ju, apenas gratidão por ter me ensinadona cuidar dos meus cabelinhos loiros com misturinhas e produtos acessíveis. Tenho um carinho enorme por vc. Beijos
As leitoras mais incríveis da vida
  • Os 5 do dia, porque eu tinha que vir falar dessa linha muitoooooo cheirosa do Boti, né? ☁️️💘O hidratante de mão é uma delicinha e nada grudento, assim como o corporal (não tá na foto mas mostrei ontem no Stories), que hidrata bem, deixa a pele cheirosa e não meleca nada. E ameiiiiiiii esse
  • Eu votei na Ju Lopes, do blog @jurovalendo, que já acompanho há alguns anos😍😍. É muito bom poder prestigiar profissionais como a Ju, que fazem um trabalho com tanto amor, competência e dedicação. Não é à toa que o Juro Valendo é o blog de beleza brasileiro mais acessado no mundo, segundo a Revista Exame!!! . Eta baianinha arretada!!! VOTEM!!! É bem rapidinho! 💕 💕. Obrigada e continue brilhando! 🌟🌟🌟 http://premioinfluenciadores.com.br/ #premioinfluenciadoresdigitais #jurovalendo
  • #behappy😊 #sejaluz #bloggers #sejamcheiosdoespiritosanto #loveu #beyourself #yourlife #yourlove #amesempre #gratidão #jurovalendo #iloveit❤️ #maqbellamakeup
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo