15.12.2015

Mulher de 30: Dá Pra Ser Feliz Sem Ter Uma Carreira?

Dá pra ser feliz como você quiser!

No dia do post da Glamour, várias meninas levantaram a questão do “ser feliz sem ter uma carreira” e achei que seria legal falar disso por aqui, já que, afinal, o que é felicidade pra um pode não ser para o outro, e não tem nada de errado nisso.

Errado é querer rotular as pessoas, é querer dizer o que elas devem fazer ou sentir, como elas devem viver. Errado, pra mim, é o tal do “você tem que…”. Porque, se as pessoas são diferentes, e todas elas são, como é que se pode tentar fazer com que elas se encaixem no mesmo padrão e queiram as mesmas coisas? Não dá!

O que me parece é que, por termos chegado tão longe em relação às gerações passadas, por termos conquistado tanto, e em tantos aspectos, espera-se que todas nós desejemos uma carreira, que nos dediquemos loucamente a ela e que ela seja prioridade em nossas vidas.

dá-pra-ser-feliz-sem-ter-uma-carreira

E espera-se também que sejamos excelentes esposas, mães exemplares, irmãs, filhas e amigas maravilhosas e por aí vai. Esperam mesmo, e esperam muito mais.

Só que nem todo mundo quer uma carreira, assim como nem todo mundo quer casar ou ter filhos, e felicidade, nesses casos, é justamente isso. Se pra você, workaholic assumida, a carreira é prioridade absoluta e felicidade suprema, pra vizinha aí do lado impossível mesmo é ser feliz sem ver os filhos crescerem, acompanhando todas as fases, todos os dias, enquanto pra amiga da porta da frente felicidade é uma profissão estável, um casamento feliz, filhos crescendo e cachorros brincando.

Tudo é questão de ponto de vista, e a coisa é bem simples mesmo, viu? É bem aquilo que já falei por aqui: cada ponto de vista é o ponto de vista de um ponto (Leonardo Boff, a Águia e a Galinha). Ou seja, o que é felicidade pra um não é, necessariamente, pra outro, porque né, o que seria do verde se todo mundo gostasse de azul?rs

Tenho uma amiga, advogada, que jamais exerceu a profissão porque nunca quis, porque o sonho dela era casar e ter filhos, e ela é muito feliz assim. Tenho amigas que amam suas profissões e nem pensam em deixá-las de mão ( e tenho outras que detestam também rs). Tenho amigas, duas, que jogaram tudo pro ar, e enquanto uma foi se dedicar ao projeto mais importante da sua vida, criar sua filha, a outra, a Ma (lembram dela?), foi estudar arte pelo mundo. Tenho amigas que trabalham por dinheiro e só. E tenho um amigo (sim!) que trabalha pelas férias, porque o que ele quer é viajar o mundo, e é isso o que ele faz há alguns anos.

E todos eles estão, dentro de suas realidades, bem felizes com suas escolhas.

Mas, o julgamento alheio não deixa de existir, e cada um deles é julgado de uma forma. Ou porque trabalha demais, ou por só pensa em férias, ou porque deixou de trabalhar para cuidar dos filhos, ou porque não pensa em filhos, ou porque se dedica demais ao relacionamento, ou porque não tem tempo para o relacionamento e por aí vai.

As pessoas julgam mesmo, inclusive eu e você, e vão julgar sempre, mas o que os outros falam é problema deles, porque fruto das experiências deles, não tem nada a ver com você e não deve servir de farol pra pautar a sua vida e as suas escolhas.

Essas, aliás, devem ser feitas de acordo com os anseios do seu coração. E só!

Beijos, Ju♥

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
16 comentários
  1. Paulinha  15/12/2015 - 10h07

    Era tudo que eu precisava ouvir/ler hoje, não dá pra ficar um dia sem vir aqui!
    Brigada Ju, bom dia <3

    • Ju  15/12/2015 - 11h03

      :) Bom diaaaa, Paulinha!

  2. Paula  15/12/2015 - 11h31

    Jú, palmas de pé para esse post!!!!
    Você não poderia ter dito o que disse de forma melhor.
    Adorei!!!

    Esse post deveria ser lido pelo mundo todo!!!
    Beijo grande sua linda!

    • Ju  15/12/2015 - 12h15

      Paulinha, obrigada! <3
      Beijos, sua linda!

  3. Carol  15/12/2015 - 11h32

    Olá Jú! = )

    Quem dera se tds pensassem assim, né?!

    Sempre jugam as nossas escolhas, pra se ter ideia já me perguntaram se serei completa por escolher não ter filhos srrs

    Como vc msm já disse, pra ser feliz vc não depende de ninguém e mt menos de escolher o q a maioria escolhe, se é q escolhe, pra fazer sentido a vida!!!

    Bjoks

    • Ju  15/12/2015 - 12h15

      Carol, é complicadíssimo isso… Sempre me perguntam as mesmas coisas.. Tenho uma preguiçaaaaaaaa rsrs

  4. Bruna Souza  15/12/2015 - 11h44

    Juuuuuu…. Você viu meu e mail???
    Um beijao.

    • Ju  15/12/2015 - 12h12

      Bru, ainda não, mas depois do almoço vejo e respondo! <3
      Beijos

  5. daniela  15/12/2015 - 14h08

    Adorando seus posts…. é bem assim mesmo! Só pq tenho 35 anos e ainda não casei e não tenho filhos sou cobrada toda hora! Mas é apenas porque eu não quero…. a vida realmente não deve ser igual pra todo mundo né! bj

    • Ju  15/12/2015 - 15h42

      Dani, todo mundo cobra, super sei como é isso, mas não se importe não, vá ser feliz e ponto!
      Beijos

  6. Melissa Arantes  15/12/2015 - 15h00

    Aos 23 anos fui mãe de um menino lindo, perfeito (a razão da minha vida). Vivi com o pai dele por 7 anos, abandonei a faculdade, mas o casamento não deu certo e nos separamos. Passei um bom tempo hibernando profissionalmente, sem pensar no futuro. Em novembro de 2013 resolvi fazer um concurso público, pois estava muito insatisfeita com o clima no meu trabalho. Estudei e fiz a prova. Óbvio que não passei, mas decidi perseguir isso e depois de um ano estudando e fazendo provas, resolvi que queria fazer o curso de Direito. Fiz o Enem, coisa que nunca havia feito, consegui uma bolsa integral e hj sou acadêmica do segundo período. Depois dos 30, tive um novo direcionamento. Sou realizada como mãe, noiva (não quero casar, cada um na sua casa, hehe), estudante, com um gato preguiçoso e gordo dormindo no tapete… Sou feliz por minhas escolhas.
    Rumo ao MP :D

    • Ju  15/12/2015 - 15h41

      Mel, é isso o que importa, ser feliz com as próprias escolhas! <3

  7. Eliete Lopes.  16/12/2015 - 21h16

    Olá querida Ju! Bem oque eu tinha comentado no dia do post da glamour. Bjos adorei.

  8. Luciana Leonel  20/12/2015 - 00h35

    Jú gostaria de saber a respeito de um sabonete líquido da Jonhson de glicerina é de bebê para lavar da cabeça aos pés comecei usar ele 2 vezes ao dia para lavar o rosto pra depois aplicat ocreme facial mas to achando que meu rosto depois que lavo na hora Não percebi nada mas depois na parte da testa fica bem oleosa qual vc me indicaria pra lavar o meu rosto já que minha pele é mista e num precinho bom!bjsssss!

  9. Alessandra  15/01/2016 - 17h49

    É verdade Ju, achei o seu texto muito lindo. Às vezes nos preocupamos tanto com o que os outros pensam, que acabamos esquecendo de sermos felizes com o que realmente nos faz feliz. Beijos, Alê!

O que você acha do JV?
Antes de conhecer o JV eu não sabia que existiam máscaras com fins diferenciados ... Pra mim "hidratação" era uma coisa só .. Hj entendo…