12.04.2017

Ansiedade: O Que Tem Funcionado Comigo

Essa semana perguntei lá no nosso grupo do Facebook quais assuntos vocês queriam  que eu falasse nos textos de “comportamento”, e  ansiedade foi, disparado, o tema mais citado. Como é algo que conheço bemmmm, infelizmente, mas que tenho conseguido lidar numa boa, fiz uma vídeo ao vivo lá ontem e resolvi sintetizar tudo em um post hoje.

Adoro, aliás, fazer vídeos ao vivo lá no Facebook porque existe uma troca muito boa, a gente conversa, se conhece, se ajuda, fica mais próxima sabe? Ontem a Velox não ajudou muito e acabei fazendo 2 vídeos, pra quem quiser conferir é só clicar aqui e aqui que já vai certinho para os vídeos.

E, claro, tudo que vou falar aqui é a minha experiência, não é a opinião de um profissional (porque eu não sou psicóloga nem nada do tipo), eu sou só uma menina que lida com isso há muitos anos.

ansiedade

Ansiedade: Conheçam a “Gertrudes”

Passei a vida repetindo que era ansiosa, muito, e tive crises fortes de ansiedade em vários momentos, e só quem passa por isso, quem sente, na pele e na alma, sabe como é ruim, sufocante e limitante. Tive fobia social, fiz anos de terapia e hoje sei exatamente quais são os meus gatilhos, como evitá-los, como lidar com tudo isso e, principalmente, parei de repetir que sou ansiosa, porque a ansiedade não é o que ou quem eu sou, ela é só uma parte, hoje bem pequena, da imensidão de coisas que formam essa pessoinha aqui.

E sim, trato a ansiedade como uma “pessoa”, Gertrudes, e quando ela começa a pairar ao meu redor já aviso logo que “aqui não” e começo a fazer tudo o que aprendi ao longo de todos esses anos pra mandá-la para bem longe.

A terapia me ajudou muito durante todo esse processo, mas no sentido de compreender quem eu sou e, com isso, conseguir lidar com situações que me deixavam ansiosa. Mas, foi olhando pra dentro e me conhecendo, me aceitando, me amando e aprendendo a lidar com meus medos que consegui reduzir, e muito, “Gertrudes”. rs

Como Controlar a Ansiedade

Cada caso é um caso, claro, e só posso falar do que funciona comigo, e de tudo o que já fiz o que funcionou e/ou vem funcionando é isso, ó:

Descubra o gatilho

O primeiro passo foi descobrir quais eram os meus gatilhos, o que me deixava ansiosa, e pra isso fazer um pequeno diário com horários é uma ótima ideia. Aí é só anotar os horários do dia em que você fica mais ansiosa, o local onde você está, com quais pessoas, em qual situação. Em pouco tempo a gente consegue identificar o que (ou quem) desencadeia o problema.

O meu gatilho são lugares e pessoas que eu, por algum motivo, não gosto, e aí vamos pro segundo ponto.

Evite pessoas e ambientes que não te façam bem

Sei que nem sempre a gente pode fazer esse tipo de escolha, porque em muitas casos a gente não tem escolha, e eu já passei por isso, mas hoje evito ao máximo estar perto de pessoas que eu não gosto, que não gostam de mim ou de ambientes onde não me sinta bem, sabe?

Até consigo lidar com isso, se for necessário, mas é uma escolha que fiz na vida, de não ter por perto quem não me faça bem, e pra mim, que tive fobia social, isso é fundamental. E conheço muitos casos em que a ansiedade era causada por um lugar e/ou uma pessoa ou um grupo de pessoas, e quando o gatilho foi eliminado, a ansiedade foi reduzida.

ansiedade

Converse, converse, converse!

Falar é terapêutico, e a gente precisa, de algum jeito, colocar pra fora, sabe? Essa é uma parte mais difícil pra mim, porque sempre “guardo” tudo, não confio facilmente e só exponho algo quando me sinto segura com a pessoa que está ouvindo, mas todas as vezes em que consegui me abrir senti um alívio muito grande.

E escrever também me ajuda demais. Quanto mais eu escrevo, melhor me sinto, e nisso o blog é muito importante. Blogar, aliás, me salvou de muitas formas.

Faça atividade física

Eis outra coisa que farei mais a partir desse mês, porque ajuda demais na ansiedade, sobretudo quando é alguma atividade ao ar livre, como andar, correr, nadar ou pedalar, por exemplo, porque consigo “respirar” melhor, sabe? Dançar também me dá um alívio grande, é uma catarse, me acalma.

Mas, não importa qual seja a atividade física, o que importa é fazer alguma que você goste, e fazer sempre.

Cuide de você

Essa agonia do dia a dia, onde a gente não tem tempo pra nada e vive correndo, só piora a ansiedade, por isso acho essencial tirar, todos os dias, um tempo pra cuidar de mim. Gosto muito de reiki, que me acalma, assim como gosto de meditação, de parar um pouquinho pra respirar profundamente várias vezes, de usar um óleo essencial, colocar uns incensos e por aí vai.

Tomar um chazinho de erva-cidreira ou capim-santo, lendo um livro cheio de mensagens boas também me faz um bem enorme, me dá serenidade. E nunca fico sem óleo essencial de lavanda, e todas as vezes em que “Gertrudes” começa a dar as caras, aplico umas gotinhas nas têmporas e no pulso, e isso já muda meu foco, me coloca em uma “vibração” diferente, sabe?

Florais para ansiedade

Amo florais, já falei disso aqui várias vezes, e uso sempre. Tenho o Rescue (concentrado) para as emergências, e uma fórmula específica para ansiedade, que uso faz tempo. Se vocês quiserem posso disponibilizar aqui pra vocês, é só avisar nos comentários. Mas, o ideal é que um terapeuta floral te indique, tá?

Coaching e Programação Neurolinguística

Comecei tem pouco tempo, mas o processo de coaching e o PNL têm me ajudado muito na ansiedade, e esse nem era o foco, na verdade. A gente trabalha várias coisas nas sessões, que acontecem por Skype, já que ela não é daqui de Jee, e eu tenho conseguido performar melhor, entender o que realmente quero e o que preciso fazer (ou não) para conseguir atingir as minhas metas, e ver resultados rápidos em relação a tudo isso me deixa muito menos ansiosa no dia a dia.

ansiedade

Tem me ajudado demais e é uma coisa que tem muito a ver comigo, que sou prática e prefiro trabalhar o que quero mudar e realmente mudar que ficar voltando pra raiz do problema, sabe?

Pra quem tiver interesse, faço com a Renata Rocha, e tem mais informações sobre como funciona no blog dela (veja aqui).

Remédio Para Ansiedade

Já tomei remédios para ansiedade, inclusive o Ansitec, que fiz post por aqui, mas a longo prazo não achei os resultados bons, porque não resolvia o problema. Contudo, não dá pra negar que nos momentos mais críticos eles foram essenciais, mas hoje não uso e não sinto falta.

E vocês, já passaram por isso? Como conseguem lidar, trabalhar a ansiedade? Dividam com a gente, é muito bom ter contato com a experiência de quem já passou por isso e saber que não estamos sozinhas.

Beijos, Ju ♥

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
18 comentários
  1. Maurina  12/04/2017 - 12h57

    Ju, além do Rescue, qual outro floral que você usa ?

    • Ju  12/04/2017 - 14h22

      Maurina, tomo uma composição, já tô fazendo posts sobre!
      Beijos

  2. Aline  12/04/2017 - 13h09

    Oi Ju tenho. TDAH desde a adolescência minhas ansiedade já se tornou crônica além de tudo que a ansiedade causa que só quem passa por isso pode entender, fico tremendo mais que vara verde oque me impede de conseguir manter uma rotina e fazer várias coisas. Meu médico diz que isso é meu inconsciente me auto punindo que enjoado que descobrir o pq , oque não faço a menor idéia rsrs por mais que busque na memória não encontro nada que me deixe assim até em dias que estou super feliz e animada a bendita aparece já tomei vários remédios e ainda tomo mais nenhum que conseguiu realmente resolver toda essa angústia e inesplicada e sem sentido, gostaria sim que vc disponibizace a fórmula do seu floral, e como vc toma comprei um manipulado que segundo a vendedora seria pra isso, mais não senti diferença alguma fora o gosto horrível. E muito bom ouvi a experiência de alguém com o mesmo problema que conseguiu dominar essa benção que é a ansiedade .

  3. Erica Fidalgo  12/04/2017 - 14h17

    Em relação ao primeiro item, o local e pessoas que não me fazem bem estão no local de trabalho, e no momento não tenho como mudar, mas estou trabalhando nisso… Muito boas suas dicas, como sempre !!!

    • Ju  12/04/2017 - 14h21

      Erica, essa é a parte mais difícil, porque às vezes, e eu vivi isso por anos, a gente não tem o que fazer, e é horrível!
      Mas vai mudar, segura firme aí!
      Beijos <3

  4. Geisa Exaltação  12/04/2017 - 16h09

    Ju, a anciedade que tenho é gatilho pra enxaqueca, hoje tomo uma baixa dosagem de propanalol com um composto vitamínico receitados pelo médico e prático o exercício da respiração, passo mal quando estou em um lugar desagradável e perto de pessoas que meu santo não bate começo a falar baboseira e as vezes parece até que não sou eu, descobri que a procrastinação por má organização era outro gatilho.
    Não tem coisa pior que ir pra emergência com enxaqueca e tomar vários medicamentos e a dor não passar, até pq medicamentos não aliviam a euforia interna.

  5. Mariene  12/04/2017 - 16h50

    Top!!!Sou concurseira e quando sai um edital ou tenho provas, a ansiedade vem com td.Estou fazendo uso do rescue, da pratica da natação 2 vezes por semana e yoga 1 vez por semana.Tem me ajudado mto…Bjs Ju

  6. Tatiana  12/04/2017 - 19h10

    Tive crises de pânico e através das várias pessoas que me ajudaram, inclusive minha psiquiatra, aprendi a fazer exercícios de respiração e desde então quando sinto algum mal estar começo a respirar e fico bem. Minha psiquiatra me explicou que quando estamos ansiosos nossa respiração fica curta e nosso cérebro registra perigo mas quando respiramos profundo e calmamente nosso cérebro produz substâncias de bem estar. Deixo esse depoimento porque a respiração transformou a minha vida e qualquer pessoa pode fazer.

  7. Samanta  12/04/2017 - 21h56

    Há alguns meses descobri minha ansiedade. Já tive casos de desmaios, enjôos, tontura… Nunca soube ao certo a procedência, sempre achava que era por um motivo ou outro, até ir à um neurologista e ele me falar que eu não tinha problema algum e isso era reflexos da ansiedade.
    Sabia que eu era ansiosa. Mas não imaginei que fosse tanto, a ponto de refletir dessas formas em mim. Fiz 3 meses de terapia. Mas não me dei muito bem. Ficava extremamente ansiosa em como seria a sessão, o assunto que eu abordaria, enfim.. hahaha sei lá.. não curti muito.
    Me indicaram acupuntura.
    Estou fazendo ela junto com auriculoterapia e estou gostando muito. Me sinto mais leve, menos preocupada com as coisas…
    E junto à esses tratamentos, comecei também aula de dança. Outra coisa que foi muito positiva.
    Estou curtindo, me sentindo mais auto-confiante, enfim..
    E driblando essa ansiedade toda.

  8. Sandra Marques de Paiva  13/04/2017 - 07h59

    Neste momento estou a passar por uma fase em que penso, será que chego a amanhã? Porque todos os dias parece que vou morrer. Tem sido horrível. Só queria poder desaparecer por uns tempos, até conseguir ficar mais calma. A cabeça parece que pesa mais que o corpo, o estômago anda sempre às voltas, a visão fica constantemente nublada, é um sentimento de mau estar geral. Já nem apetite tenho. A única coisa que me faz sentir bem é dormir, mas nem dormir consigo fazer direito.

  9. Simone  13/04/2017 - 08h00

    Estou passando por um momento difícil também, depressão e ansiedade… Estou tomando medicação e fazendo terapia… Há um tempo também comecei a evitar alguns lugares e pessoas… Mas ainda não sei se é por conta da depressão ou da ansiedade… Mas acabei me restringindo e quase não tenho mais vida social por causa disso… Espero que com o tempo as coisas mudem e eu consiga me socializar novamente… Não sinto vontade de sair… Às vezes até me animo, mas acabo desistindo e perdendo completamente a vontade de sair ou de receber visitas em casa… E isso é muito ruim, porque acaba afetando a família toda e eles não entendem…

  10. Joane  13/04/2017 - 08h30

    Oiii Ju sei bem como é ter essa ansiedade minha ansiedade é tão tensa que se não me cuidar passo mal como desmaios, frios e calafrios, falta de apetite, insônia isso me acompanha por muito tempo mas nunca tratei e nem tomei remédio algum, não é fácil conviver com isso muitas vezes falta de ânimo não tenho vontade de sair e outro detalhe costumo roer muito as unhas e principalmente contato ao público onde vou estar se tiver muita gente me sinto mal e tonturas também tenho.

  11. Mariana  13/04/2017 - 08h37

    Ótima dica Tatiana, obrigado por compartilhar!!!!

  12. Mariana  13/04/2017 - 08h49

    Olá meninas, eu também tenho esse tipo de problema.
    Estou em crise no casamento a 5 anos, mas não aceitava os problemas, tinha muito bloqueio quanto a isso.
    Ano passado ao passar por uma cirurgia, por descobrir ter endometriose, resolvi me aprofundar nisso, li muito, comecei tratamento homeopático, espiritual (sou Kardecista) e terapêutico com uma psicóloga e estou me descobrindo.
    É muito estranho perceber que aos 32 anos você mesma não se conhece, não sabe seus limites….mas está sendo ótimo descobrir.
    Tive algumas crises de ansiedade durante esses anos, mas sempre achei que fosse apenas nervoso. Mas no final desse último ano tive 2 em 2 dias seguidos que achei que estava morrendo e isso me alarmou, então fui pesquisar sobre o que senti e descobri ser a tal crise de ansiedade, acho que o top.
    Agora voltei a fazer atividades físicas em casa mesmo devido $, zumba (que gosto muito e prefiro fazer em casa mesmo porque minha coordenação motora ficou no útero da minha mãe…rsrsrsrs) e Yoga, que nunca imaginei um dia fazer, mas nossa como me ajudado. Exatamente como a Tatiana falou anteriormente, respiração ajuda demais!

    Desejo que todas consigam de alguma forma se libertarem desse mau….bjinho e desculpem esse textão.

  13. Elen Santos  13/04/2017 - 08h53

    Nossa Ju vc é usada por Deus pra ajudar a gente sabia? Esse post não poderia ter vindo em melhor hora. Sofro com ansiedade muito forte e venho sofrendo com insônia por mais de 2 anos em virtude da ansiedade. Vou tentar tudo que vc mencionou. Muito obrigada! Deus continue te dando essa sabedoria.

    • Ju  13/04/2017 - 10h58

      Elen, linda, espero que te ajude! Um final de semana lindo pra você! <3
      Beijos

  14. Rose Poli  13/04/2017 - 10h35

    Oi Juuu.. e uma tristeza essa Ansiedade.. sofro muito com isso, osu uma verdadeira boma relogio.. isso me prejudica demais .. Minha vida … ha um ano tive essa noticia que me estress todo era a TAG… fize ainda faço tratamentos com remedios.. vou ao psiquiatra.. Olha mas so quem tem sabe como e ruim.. qdo os pensamentos tomam conta.. te desestrutura totalmente.. Mas tenho fe.. que um dia vou me livrar dela.. bjos adoro vc !!!!

  15. Gabi  13/04/2017 - 15h50

    Oi Ju, sabe quando parece que alguém está te descrevendo!?
    Sempre leio seu blog, mas nunca havia comentado e hoje, mais que nunca, me identifiquei…costumo dizer que sou feita de carne, osso e muita, mas muita ansiedade.
    Após uma crise que ninguém sabia identificar o que era e vários médicos, um plantonista me encaminhou ao psiquiatra como “caso grave/emergência”, me senti um ET…eu só pensava (pré conceito estabelecido) que não era louca para ir no psiquiatra, mas ao mesmo tempo alguém precisava me ajudar, pois em 8 dias já tinha emagrecido quase 8kg e tinha a nítida sensação que ia morrer.
    A primeira pergunta que ele me fez é o que tinha acontecido pra me deixar assim e eu não sabia, não tinha nenhum motivo, muito pelo contrário, estava na melhor fase da minha vida, em todos os sentidos.
    Com o passar do tempo e as consultas, descobri que eu tinha medo de sentir medo, muita dificuldade para falar dos meus sentimentos, somatizava tudo e achava que eu poderia resolver tudo sozinha, mas levei uma sacudida que me fez repensar valores, atitudes, nas pessoas, e acima de tudo, mudar.
    Hoje, após 2 anos, algumas recaídas e muitas conversas sobre o assunto, ainda faço uso de medicação (em bem menos quantidade), mas posso dizer que mudei e pra melhor. Ainda não consigo não me sentir ansiosa, mas estou, dia a dia, evoluindo e acima de tudo, tentando. Para mim, é um processo lento e doloroso, um dia de cada vez.

O que você acha do JV?
Ju, flor, descobri seu blog faz poucos meses mas já estou fã! Suas receitas e dicas de beleza são maravilhosas. Sinto que estou conversando com…
As leitoras mais incríveis da vida
  • Antes e Depois 😍😍😍 #amomeutrabalho #delineado
#maquiagembh #inxtalove
#amomaquiagem #instagood
#makeupslaves #maquiagemdenoiva
#makebasica #makeupartist
#kryolanmakeup #kryolancosmetics
#amobatom #madrinhadecasamento
#catharinehill #lehpequenomakeup #blogueiras #blessed🙏 #automaquiagem #tutorialmakeup #hudabeauty #maccosmetics #bitarrabeauty #mk #jurovalendo #maqbellamakeup #makebyme
  • HIDRATAÇÃO POWER 💪🏻
Depois de platinar o cabelo novamente, é preciso cuidar muito! Hoje fiz uma super hidratação com o Tarja Preta da @lolacosmetics é com o Salva Fios desenvolvido pela @jurovalendo. Depois finalizei com o BB Cream da Lola antes de secar. Meu cabelo está brilhante e super macio. Esse trio é tão power que vai rolar até post no blog com detalhes!
.
.
.
.
#jurovalendo #lolacosmetics #hidratação #hidratacaocapilar #cabelos #cabelo #platinadas #loiro #vaidosa #rapunzel #dicasdecabelo #cuidadoscomocabelo #beleza #produtos #soscabelos #instago #instagram #instalike #cabelobonito
  • Eu pedi um sorriso e ela deu uma gargalhada😂😂😂😍😍 #felicidadecontagia #maquiagemdenoiva #maquiagemdebutante #catharinehill #esfumado #delineadoesfumado #amobatom #amomeutrabalho #batommate #bitarrabeauty #blogueiras #blessed🙏 #justdoit✔️ #jurovalendo #inxtalove #inxtabloggers #lehpequenomakeup #ppf #brutaveresppf #pausaparafeminices #maqbellamakeup
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo