12.06.2016

Sobre a Mágoa e Outros Venenos Emocionais

Tempos atrás decidi fazer um detox na minha vida (Detox na vida, por favor!), mas um detox interno, de sentimentos mesmo, um faxinão daqueles, e fui obrigada a abrir certas portas dentro de mim que ficavam convenientemente fechadas, e nisso encontrei, pra minha surpresa, muita mágoa escondida.

Primeiro fiquei com vergonha de, tendo um pacto aberto com a alegria e a leveza, descobrir que tinha tanto veneno aqui dentro, mas depois de algum tempo observando aquela bagunça toda resolvi que era hora de fazer uma limpa, de pegar uma flanela, limpar e organizar tudo aquilo.

Não foi fácil… Não foi fácil porque, como bem diz minha amiga astróloga, com Marte em Escorpião no meio do céu, eu não esqueço. Mais que isso: eu espero pacientemente, sem pronunciar uma única palavra, o momento certo de dar o troco, mesmo que isso leve anos.

Não foi fácil admitir isso pra mim mesma e pro mundo, mas foi preciso, porque é assim que a gente transforma sombra em luz. E foi difícil, muito difícil  me ver como uma pessoa que acumulava tanto veneno e que, sim, no fundo, bem lá no fundo, era vingativa.

mágoa venenos emocionais juro valendo ju lopes

Não era essa a pessoa que eu imaginava ser. Não era essa a pessoa que eu desejava ser. Mas o fato é que junto a tantas outras coisas boas existia sim uma parte “ruim”, e eu não queria mais essa parte dentro de mim.

Então, metódica que sou (Mercúrio em Virgem, né mores?rs), peguei várias folhas em branco e fui escrevendo o nome de todas as pessoas que já tinham me magoado a ponto de não me deixar esquecer,  relembrando, pela última vez, cada uma daquelas mágoas.

Lembrei da coleguinha que colou chiclete no meu cabelo na segunda série (não mexe no meu cabelo! hahaha),  da professora que disse que eu jamais aprenderia nada, das palavras ditas por pessoas amadas em momentos de raiva, dos silêncios que me feriram, de cada gesto, palavra ou olhar que tenham me causado dor.

Aproveitei e escrevi também o nome de todas as pessoas que eu lembrava de já ter magoado, e a lista foi grande… Mas, pra minha surpresa, maior ainda foi a lista das vezes em que eu mesma me magoei, em que fui negligente comigo, em que permiti que me magoassem.

Passei horas olhando pra tudo aquilo, chorando, soluçando, e me prometi que nunca mais, por motivo algum, guardaria tanta coisa ruim dentro de mim, que meu espaço interno seria morada de coisas boas, e só. Queimei cada uma daquelas listas e, internamente, perdoei e pedi perdão, sobretudo a mim mesma, por ter sido, sem ao menos perceber, tão cruel comigo, tão cruel com o mundo.

Cruel sim, porque o fato é que todas as vezes em que a gente se lembra de cada uma dessas mágoas, nós punimos o outro e a nós mesmos novamente, num ciclo que nunca se acaba, que só causa mais dor e que não é justo, porque punição infinita pelo mesmo erro pode ser qualquer coisa, menos justiça.

Talvez não seja muito fácil entender isso porque a dor cega e a gente quer que o outro pague, que ele sinta na pele tudo aquilo que nos fez sentir, mas que sinta pra sempre, que seja pra sempre “culpado”, e esse sentimento, tão humano, é legítimo, mas não é correto.

Não é, porque justiça é pagar uma vez pelo mesmo erro, e nós queremos que o outro pague pra sempre, e com isso nós também pagamos pra sempre. Não é, porque julgamos e condenamos o outro com base no que ele foi e fez, e não no que é e faz.

Não é, porque a verdade é que a gente passa a vida carregando o peso morto do passado nas costas sem enxergar que, seja lá o que tenha acontecido, passou, acabou, não existe mais. E já que é assim, é preciso “liberar” isso e seguir em frente, porque todo mundo vai errar o tempo todo, vai se magoar muitas vezes, mas a vida é isso mesmo, são experiências, a gente vive, aprende, solta o que tiver que soltar e continua a caminhar.

E assim, de coração limpo e alma leve, se vive muito melhor. Garanto!

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

07.06.2016

Com Quem Realmente Você Pode Contar?

Já parou pra pensar com quem realmente você pode contar? Em quem são as pessoas que verdadeiramente estão ao seu lado e torcem por você? Fazia tempo que não pensava nisso, mas li ontem um texto do Matheus Rocha que, de verdade, me fez chorar.

Chorei, primeiro, de gratidão pelos amigos que tenho, que são poucos, mas são de verdade. Que sempre estiveram ao meu lado, que nos momentos mais difíceis me estenderam as mãos, que não usam máscaras e se mostram como são, que vibram com minhas vitórias e torcem por mim.

Chorei pensando na sorte que tenho em ter essas pessoas tão especiais que, mesmo espalhadas pelo mundo, então perto, presentes. Chorei por saber que elas entendem a minha falta de tempo e essa rotina louca, que conhecem as minhas falhas e defeitos, e que estão comigo mesmo assim.

Chorei por todas as vezes em que elas acreditaram em mim, quando nem eu conseguia. Por todas as vezes em que elas não me deixaram jogar os meus sonhos pro ar, acalmando meu coração, segurando a minha mão. Por todos os esporros e “sacodes”, por todas as verdades que berraram quando eu teimava em não ouvir. Por todas as vezes em que vi olhinhos brilharem e corações vibrarem por mim. Chorei, chorei mesmo, porque isso é raro.

Mas chorei também pensando no tanto de energia e tempo desperdiçados com gente que, no fim, só aparece quando precisa de alguma coisa ou quando não está tão bem assim, que não soma, só suga, e que eu, desatenta, sequer percebia. Chorei por gastar vida com quem não tem um segundo pra mim. Chorei porque me senti usada e, pior que isso, porque me permiti ser usada. Porque sim, a responsabilidade é minha.

E aí fiquei pensando que droga de carência é essa que faz com que a gente finja não perceber determinadas coisas, sabe? O que é isso que faz com que a gente aceite menos, muito menos, do que dá? Que medo é esse que nos faz manter na vida, como protagonistas, aqueles que sequer deveriam estar por lá?

Não sei se é só o medo de estar só. Acho que é mais que isso, mas ainda não sei “que mais” é esse. O que sei é que não quero mais perder tempo com gente assim, porque se não for de verdade, não serve mais pra mim.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

27.05.2016

Mude Quantas Vezes Quiser

Não sei quando foi que ficou decretado que a gente tinha que ser, querer, fazer, sonhar ou desejar sempre a mesma coisa, como se a mudança não fosse uma constante na vida, mas o fato é que sempre que a gente tira uma peça do lugar as pessoas ao redor começam a questionar e, não raras vezes, mudam completamente a forma de nos tratar.

Eu, que sempre fui partidária das mudanças, e que mudo o tempo todo, consigo lidar com isso numa boa, mas não deixo de achar engraçado como isso impacta algumas pessoas, como se as nossas mudanças fossem um grito de guerra contra elas. E não, não são.

Você tem total liberdade pra mudar e escolher novamente quantas vezes achar que deve, e esse é um direito seu, diz respeito a você e a mais ninguém. Ninguém, porque até onde sei o seu compromisso principal, o mais importante, é com você mesma, com quem você é, com o que sua alma quer.

Já me disseram que isso é egoísta, que é cruel, mas, pra mim, a pior forma de crueldade é a que fazemos com nós mesmas quando tapamos os ouvidos para os anseios do nosso coração, quando vamos contra nós mesmas para manter o que não nos faz mais feliz, porque isso é escravidão.

É escravidão quando você mantém qualquer coisa que não queira mais por compromissos que você firmou lá atrás, como se você pudesse garantir que fosse continuar sempre a mesma e, assim, fosse desejar sempre o mesmo. Mas a gente faz isso o tempo todo, porque precisamos de estabilidade, precisamos de certezas, precisamos de garantias.

Porque é mais fácil se iludir e fingir que a vida não é instável, que muda o tempo todo, que mudamos o tempo todo. Porque é mais cômodo acreditar nas redomas que construímos pra manter o nosso mundinho protegido que encarar o fato de que não temos controle da grande maioria das coisas. Porque tudo isso é muito mais confortável que encarar as verdades que a gente deveria, mas não quer, ver.

Mas, se formos bastante sinceras e corajosas, veremos claramente que não dá pra garantir nada quando se trata de sonhos, desejos e vontades. Quando se trata de sentimentos. Porque a gente muda, a vida muda, o outro muda e, de repente, o que era deixa de ser.

E quando isso acontece você precisa ser honesta com você e com os outros, porque isso evita que todos sigam vivendo uma mentira. Porque você não tem que sacrificar a si mesma pra fazer ou manter ninguém feliz. Porque não é pra isso que você está aqui. Porque não é justo com você. Porque é desonesto com o outro. E com a vida.

É difícil, eu sei. E dói, dói muito. E assusta, dá medo, bagunça tudo, mas é a coisa mais bonita que você pode fazer com você, porque é a única forma de ser fiel a quem você realmente é, de construir a vida que você quer.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

21.05.2016

Quando é Preciso Mudar…

Nunca foi fácil pra mim falar de qualquer coisa que eu sinta. Eu escrevo, racionalizo, tento entender e resolver tudo internamente pra só depois tomar alguma atitude, sabe? A impressão, pra quem está de fora, é que tudo sempre está bem, e talvez por isso as pessoas mais próximas se assustem quando decido mudar alguma coisa, porque parece que a coisa é brusca, é do nada, mas nunca é. E é nessa fase que tô agora, de muitas, muitas mudanças, porque quando é preciso mudar, a gente tem que mudar, não tem pra onde correr!

Já faz tempo que venho sentindo uma ansiedade muito maior que o normal, que venho analisando coisas, pessoas, sentimentos e, sobretudo, a minha vida, e depois de umas duas ou três crises fortes de ansiedade, daquelas que a gente fica meio que desesperada e chora descontroladamente sem saber o motivo, entendi que a “barragem estava pra romper” e que eu precisava parar de fazer “reparos emergenciais” e mudar.

Mas mudar o que, exatamente? Quase tudo talvez seja a resposta mais adequada, e aos poucos vou falando disso por aqui…

Quando é preciso mudar, a gente tem que mudar!

E como sempre acho que arrumando por fora fica mais fácil arrumar por dentro, comecei a mudar meus hábitos e minha rotina, mas tudo no meu ritmo, porque minha cobrança em relação a mim mesma não tem limites, ela sempre exige mais.

Passei os últimos 3 anos me dedicando exclusivamente ao blog, dormindo e acordando pensando nele, fazendo dele a prioridade da minha vida, quando, na verdade, minha prioridade deveria ser eu mesma. E isso, em algum momento, me fez começar a questionar tudo isso aqui, porque, por mais louco que seja, comecei a ficar ressentida pelo espaço que criei e alimentei com tanto amor e tanta dedicação.

Até que uma pessoinha muito especial, que tem o dom de me dar banhos de água fria e me fazer enxergar as coisas como elas são e não como quero que sejam, me fez entender que o problema não estava no blog, estava em mim, na minha falta de limites quando foco em alguma coisa e esqueço de todo o resto, inclusive de mim.

Daí sentei com uma folha de papel e um lápis, e fui tentando lembrar quais eram as coisas que eu gostava muito de fazer, que me faziam muito bem, que me davam muita alegria, mas que tinham ficado pra escanteio, e resolvi voltar a fazer cada uma delas, mas fazer agora.

quando é preciso mudar juro valendo

E não, eu sei que isso não é “a solução”, mas é o começo.

O primeiro passo foi voltar a fazer coisas acompanhada, porque, ao contrário da grande maioria, que não faz nada só, sempre tive a tendência de ser autossuficiente, de sair só, de viajar só, de fazer minhas coisas só, de ficar só. Ao invés de fazer atividade física com um fone no ouvido, tô indo com a Nanda (todo mundo no Snap já conhece hahaha) todos os dias. Ao invés de passar horas lendo (sim, tudo demais é sobra), tenho usado meu tempo livre pra ficar com as pessoas que gosto, falando besteira e dando risada.

Saí ontem e, pela primeira vez em muito tempo, comprei coisas pra mim e não pro blog (ou pra testar pro blog). Comprei roupa de academia, roupa de sair, besteirinhas naturais (Clorofila líquida, chás, etc), óculos lindos e entrei na farmácia pensando em mim, coisa que, cês sabem, vai contra minha natureza, porque já entro na farmácia pensando em produtinhos pra testar por aqui.

Resolvi voltar a fazer trilha e já tô organizando a ida pro Vale do Pati, lá na Chapada. Voltei a dançar. Vou pro Coffee, que é a festa da época de São João (na verdade é no São Pedro, mas tudo bem…rsrs) que mais gosto, mas que não ia há anos. Tirei dois sonhos, daqueles gigantes, do papel e comecei a dar os primeiros passinhos para realizá-los.

quando é preciso mudar juro valendo

Reorganizei os meus horários pra passar 6 horas me dedicando ao blog, ao invés das 10 ou mais dos últimos anos, e isso, tenho certeza, vai me fazer render mais e melhor, porque tendo tempo pra mim, pra fazer e viver coisas diferentes, tiro meu cérebro da zona de conforto e tenho muito mais assuntos pra falar por aqui.

Com isso, consigo me alimentar sem pressa e nos horários certos, fazer atividade física todos os dias, fazer acupuntura, reiki e meditação,  ir ao médico, ao salão, descansar. Prosear na casa dos tios, dar risada com os amigos, ter tempo pra brincar com os meus bichos, cuidar das minhas plantas, fazer coisas novas, cuidar de mim, por dentro e por fora, e, principalmente, pra viver.

Porque chega uma hora em que a vida pede pra ser vivida e não empurrada com a barriga. E essa hora é agora.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Página 5 de 4534567
O que você acha do JV?
Sempre arrasando Jú Lopes! Acabei de ler a crônica na revista da Júlia Pinheiro, Achei perfeita a forma como descreveu a virada do ano para…
As leitoras mais incríveis da vida
  • Maquiagem formanda😍😍😍
Agende seu horário: 31 99254-8715

#desafioUPA #projetoUPA #maquiagemformanda #maquiagembh #maquiagembrasil  #lehpequenomakeup #brunatavaresppf #universodamaquiagem_oficial #nathaliateodoromakeup #alinepinheiromakeup #alcantaramakeup #makeupartist #makeclassica #delineadoringlot #delineadografico #delineado #bloggers #blogueirasbrasil #universodasnoivas #catarinehill #eyes #batommarykay #marykaybrasil #mk #jurovalendo #kryolanbh #kryolanbrasil
  • Aqueles olhos...🎵🎵🎵
Agenda aberta para cursos de auto maquiagem. 📲 3199254-8715

#amomaquiagem #amomeutrabalho #maquiagemformanda #maquiagembh #maquiagemcontagem #pausaparafeminices #brunatavaresppf #maqbellamakeup #universodamaquiagem_oficial #universodasnoivas
  • Hoje por aqui tô é fazendo festa de tanta felicidade, chegou os desapegos maraaaa da Ju Lopes @jurovalendo 😍❤👌🍀
E a pessoa aqui ficou ainda mais feliz quando viu os batons lindos dá @lizbranquela ( eram desejos de consumo, mais o orçamento não colaborava 😀 ).
Ju obrigado pelo carinho, pelo bilhetinho tão lindo, te desejo todo sucesso do mundo.
#EntendiTuaLetraSim 
#MeEmocionei
#MuitoFeliz
#JuroValendo 😘❤🍀😍🙏
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo