30.10.2015

Praias da Bahia: as 4 que você precisa conhecer!

E que são lindas de viver!

Já faz tempo que tô ensaiando falar mais de “coisas da Bahia”, e como o verão está chegando (por aqui ele jamais se foi, viu?rs) e nossas praias ficam lotadas, nada mais justo que falar das praias da Bahia, né? Nós fomos abençoados com praias lindas e eu prefiro, com 100% de certeza, as praias “do sul”.

Morei mais de 13 anos em Salvador e não foram poucas as vezes em que subi até Mangue Seco pela linha verde, passando por tudo quanto é praia que via pelo caminho, e é fato que as praias lá do litoral norte possuem uma infraestrutura bem melhor, mas em termos de beleza elas não se comparam as praias “cá de baixo”.

Claro que tudo é uma questão de gosto, e como só posso falar do meu, eis as praias que mais amo aqui e que vocês precisam conhecer!

1. Moreré

praias da bahia moreré

*essas fotos foram tiradas por mim

Já tem uns 5 anos que não vou a Moreré, então não sei como estão as coisas por lá, mas é, com certeza, uma das praias mais lindas que já vi na vida!

As pessoas geralmente ficam em Boipeba e vão pra Moreré de lancha pra passar o dia, mas sempre preferi ficar lá, e a pousada que mais gosto é a Alizées Moreré, que é incrível (vejam o site deles aqui).

Moreré tem uma vegetação luxuriante, é isolada, tem piscinas naturais protegidas por barreiras de corais, águas transparentes, praias completamente desertas e um ar de paraíso que é fascinante. Vale muito fazer passeios pela região, e não deixe de ir a Ponta dos Castelhanos, uma praia deserta que tem a melhor caipirinha de limão siciliano da Bahia!

2. Itacaré

praias da bahia  itacaré

Itacaré é, praticamente, quintal de casa, já que fica pertinho daqui e perdi as contas de quantas vezes já fui pra lá. A chegada é feia e a cidade, na última vez que fui, estava muito mal cuidada, mas as praias são incríveis! Nunca fico nas praias de “dentro da cidade”, prefiro as de fora (prepara pra caminhar, viu? As trilhas são pela mata, e é tudo muito lindo!), que são deslumbrantes e mais “selvagens”.

Tem bons restaurantes,  várias festinhas legais no verão e uma quantidade boa de pousadas, além de resorts maravilhosos, como o Txai (veja aqui) e o Itacaré Eco Resort (veja aqui).

No site oficial tem mais informações sobre Itacaré, e o meu conselho é: fujam de lá nos feriados e na época de festas “grandes”! Sério, fica impraticável!

3. Barra Grande

praias da bahia barra grande taipus de fora

Vou pra Barra Grande desde guria, é a praia da minha infância, então conheço desde a época em que era totalmente isolada, com acesso bem difícil, somente por barco/lancha (os carros ficavam em Camamu), e, saudosista que sou, acho que naquela época ela era bem melhor! rs

Passei muitos verões sentada naquele cais, que tem um pôr-do-sol incrível, me apaixonei ali algumas vezes (ahhh, o verão!), andei muito até Taipus de Fora pra ir até as piscinas naturais ver os peixinhos. A infraestrutura de lá agora é muito melhor, e ela foi eleita como a sexta praia mais bonita do país.

Tem ar de “vila de pescador”, áreas ainda desertas, muita gente bonita e festinhas “pé na areia” que são tudo de bom! Pra quem quiser mais informações sobre Barra Grande é só clicar aqui.

4. Morro de São Paulo

praias da bahia morro de são paulo

Ô coisa linda nessa vida é Morro de São Paulo, minha gente! Tô indo pra lá em janeiro ou fevereiro com a Vii Rocha, do Todo Estilo e a Rafa, do Só Para Meninas, porque quero apresentar minha Bahia pra elas, amigas lindas que a internet me deu, e vamos mostrar tudo para vocês, tá?

Morro é incrivelmente linda, tem boa infraestrutura, praias incríveis e festinhas das boas (a noite da “segunda praia” é mara!). Lá tem pousadas pra todos os gostos e bolsos, e eu gosto bastante da Passárgada (veja aqui) e do Portaló (veja aqui). Pra quem quiser mais informações sobre o local, é só clicar aqui.

Praias da Bahia: Conselhos úteis

A Bahia é linda e tem praias incríveis, mas em quase todas a infraestrutura não é das melhores, e no verão, quando a coisa lota, fica impraticável e a coisa acaba meio que perdendo o encanto, sabe? Portanto, sempre que possível, prefira ir na baixa temporada ou em épocas sem “festa”.

Claro que existem exceções, mas no geral a coisa complica, tudo fica muito cheio, o trânsito fica insuportável e já aconteceu de, por exemplo, faltar água pra tomar banho no dia de ano novo. Pois é! rs

Como falei de 4 lugares diferentes, não dei muitos detalhes (como chegar, onde ficar, o que comer, etc), senão o post ficaria enorme, mas se quiserem saber mais de algum desses lugares é só avisar aqui nos comentários, tá?

Beijos, Ju♥

 




16.09.2015

Look do dia + Conhecendo o Japão!

O Denpark é lindo!

conhecendo o japão Denpark

O post de hoje é um pouquinho diferente: resolvi mostrar para vocês o look que usei em um passeio no último final de semana, mas também mostrar um pouquinho do parque que fui conhecer aqui no Japão (quem me acompanha no insta @simoneyoko já viu algumas fotos). Muita gente pede mais posts sobre o Japão, então resolvi unir o útil ao agradável e, se vocês gostarem e quiserem, posso fazer mais posts deste tipo, assim vocês ficam atualizadas com meus looks e conhecem o Japão junto comigo. O que me dizem?

conhecendo o japão Denpark

Sobre o Denpark: que lugar lindo! Foi inaugurado em 1977  e fica localizado na cidade de Anjo, na província de Aichi (do lado de casa e eu ainda não havia estado lá!). Tem como objetivo proporcionar maior contato das pessoas com a natureza  e ajudar a aliviar o estresse do dia a dia. Sua atração principal são as belíssimas flores, que formam lindos jardins ao longo de todo o parque, mas também encontramos vários parquinhos voltados ao entretenimento infantil, além do trenzinho que circula por toda a área, lojinhas de brinquedos e de lembrancinhas, e barraquinhas com comidas típicas.

conhecendo o japão Denpark

Ao longo do ano são realizados diversos festivais no Denpark, um dos mais famosos é o Festival das Flores, que ocorre entre 14 de março e 6 de maio (primavera aqui no Japão) e tem também o Hanabi (queima de fogos de artifício), que sempre acontece no verão. O parque é totalmente acessível à deficientes físicos e disponibiliza cadeiras de rodas logo na sua entrada , além de carrinhos para bebês e guarda volumes. O ingresso custa em torno de 5 dólares por pessoa (minha filha de 6 anos não pagou).

conhecendo o japão Denpark

Uma das coisas que mais gostei lá dentro foi uma exposição de cenários em 3D, super interessante, me diverti horrores! (rsrs). Mas, para ter acesso à exposição tivemos que pagar a parte.

Agora vamos ao look: básica, despojada, porém arrumada, eu optei por um jeans destroyed, com blusinha básica, mas super charmosa, botinha com salto não muito alto e mais grosso, que é bem mais confortável, já que eu sabia que precisaria andar muito e alguns acessórios para complementar. Quase zero de make e cabelo ao natural, não reparem porque eu tava preguiçosa nesse dia! (rsrs)

conhecendo-o-japão-Denpark

  • Calça Jeans e Bota, Bershka/ Blusa, Zara/ Bolsa e Pulseiras, Birbby/ Brinco, Coco- Ilhéus.

Beijo enorme, Si Yoko

28.12.2014

Coisas do Japão: As Principais Tradições do Reveillon no Japão

O final do ano está aí e eu quis fazer um post diferente para vocês! Já que tantas meninas comentam sobre as curiosidades que têm sobre o Japão, resolvi fazer um post falando um pouco sobre a cultura do reveillon aqui na terra do sol nascente!

E posso dizer para vocês que, de um modo geral, apesar dos diferentes costumes a intenção dos japoneses é a mesma que a nossa, virar o ano em paz, livre de pensamentos e ações negativas, e ao lado da família e amigos especiais.

O Reveillon no Japão

reveillon no japão

Os Rituais:

Um dos principais rituais para a chegada do Oshougatsu (ano novo) aqui no Japão é Oosouji (limpeza). Eles costumam limpar as residências, templos, escolas e até o local de trabalho, acreditando que desta maneira receberão o ano de alma limpa.

Outra forte tradição é o Hatsumode ( a primeira visita do ano ao templo), que ocorre a partir do dia 31 até o dia 3 de janeiro. As pessoas costumam ir vestidas com os trajes típicos japoneses para fazerem suas orações e também comprarem novos talismãs que tragam boa sorte. É de costume também deixar os talismãs antigos para serem queimados. Os templos sempre lotam durante este período!

No dia primeiro de janeiro tem a tradição do Hatsuhinode (o primeiro nascer do sol do ano), onde os japoneses se reunem com os familiares e amigos e vão para litorais ou montanhas para assistir o primeiro nascer do sol do ano.

reveillon-no-japão

A Decoração:

É comum vermos lindos arranjos de Kodomatsu (arranjo de bambu e ramos de pinha) em residências ou estabelecimentos comerciais. O bambu representa a força e o crescimento, e os ramos representam vida longa, já que o pinheiro tem as folhas verdes durante todo o ano.

O Manekineko (gato da sorte) também é muito tradicional em todo o país. Com tamanhos e cores variadas, eles são feitos de cerâmica ou porcelana japonesa e o seu objetivo é atrair fortuna às pessoas e aos seus negócios. Dizem que o melhor é quando se ganha o gato da sorte!

A Comida:

A refeição consumida tradicionalmente pelos japoneses no ano novo é o Osechi-ryori, um obento (marmita) especial que é servido em caixas também especiais chamadas jubako, com algumas das comidas típicas aqui do Japão. Além do Mochi (bolinho de arroz), preparado à partir de uma goma que eles fazem de arroz (o arroz é cozido apenas em água e posto em um pilão de madeira, onde é socado até virar goma), tem também o  Toshikoshi Soba (macarrão de trigo sarraceno).

reveillon-no-japão

Segundo a tradição, o Mochi deve ser oferecido aos deuses antes do seu consumo. Tradição essa que se originou de uma lenda chinesa que diz que quem comê-lo no ano novo estará comendo o espírito do arroz, enriquecido pelos deuses. E o Toshikoshi Soba garante longevidade e é uma forma de se despedir do ano velho e saudar o ano novo, portanto é um prato indispensável no reveillon japonês.

E ao invés dos fogos de artifício tradicionais no Brasil e em outros países pelo mundo, é mais comum ouvirmos por aqui, próximo à meia-noite, as badaladas dos sinos dos templos, mais precisamente 108 badaladas que representam os pecados dos homens. Eles acreditam que as badaladas afastam os pecados, nos purificando para receber o ano novo. Este é um ritual Budista e se chama Joya no Kane.

Meninas, tem muito mais informações, mas tentei fazer um resumo do que achei mais interessante para mostrar pra vocês. Espero de coração que vocês tenham gostado e que 2015 seja um ano iluminado para cada uma de vocês que nos acompanham aqui durante todo o ano. Muito obrigada pelo grande incentivo que vocês nos dão sempre!

Beijos e um Feliz Ano Novo!!!

Si Yoko

18.06.2014

Oi Férias!

Avisei no Face um tempinho atrás que sairia de férias agora em Junho/Julho, lembram? É por isso que as coisas estão um pouco lentas aqui, principalmente em relação aos comentários,  ao Face, ao Insta e ao e-mail, porque são muitos (ainda bem! rs) e eu tô tão cansada que não tô conseguindo dar conta.

férias

É que eu tenho muitas “obrigações” que vão bem além do blog e tô acumulando tudo há uns 3 anos e sem ter tempo pra nada, mas nada mesmo, sabe? Não reclamo porque adoro tudo o que eu faço, agradeço aliás, mas chega uma hora em que a cabeça não aguenta e é preciso parar pra recuperar as energias.

Por isso decidi dar uma pausa pra mim mesma e no meio dessa pausa dar uma viajada pra Chapada, um lugar que sempre me faz bem, que me reenergiza e que amo muito!

Férias

A internet lá não é das melhores (ops, aqui também não é rs), principalmente porque vou “pro meio do mato”, vou fazer trilha, e também quero evitar postar porque o intuito é descansar, né? Então nos  dias que ficarei por lá peço que tenham paciência com o atraso nas respostas, tá?

Já está atrasado porque precisava colocar minha vida em ordem, e isso inclui médico, dentista, salão (voltei pro loiro, já mostro!), casa, bicho e tudo mais, mas aos poucos vou organizando tudo, então se você não teve resposta ainda ou se o comentário não foi aprovado, tenha um pouquinho de paciência que em pouco tempo tudo se normaliza.

fériasPrometo que a partir do segundo semestre terei MUITO mais tempo para o blog, vou conseguir enfim aceitar os convites que chegam pros eventos (aleluia!), vou conseguir ter mais contato com vocês e vou produzir mais conteúdo, com mais qualidade, com fotos bacanas e coisa bem diferentes, tá?

Ah, e também terei mais tempo pra fofocar com vocês, porque essa é uma das partes que mais gosto nessa coisa toda de blog!

E se tiver alguém aqui que esteja indo pro Vale do Pati e pro Capão nos próximos dias, bora marcar de tomar um vinho quente, né?  Ahhh, e já tô com o endereço de 3 leitoras aqui anotado pra filar um café com bolo (promessa é dívida e eu não esqueci! kkkk), porque eu sou dessas!

chapada

Isso aqui é Chapada, tá? Amoooo!

Enfim, tem posts programados pra todos os dias porque não quero  ninguém sem a “dose diária de beleza”, então vocês nem sentirão a minha falta (mas eu sentirei de vocês, com certeza! ♥)

E pra quem quiser conhecer um pouquinho da Chapada é só acompanhar o Insta (@JuroValendo, segue lá!) e a Fan Page que vou postando tudo por lá, tá?

Beijos e até a volta!

Ju

 

Página 2 de 3123
O que você acha do JV?
Amo JV !!! Minha bíblia capilar. Tá com dúvida, vai lá que você acha a resposta! E se não achar, a Ju providencia! Amo, Amo,…
As leitoras mais incríveis da vida
  • A esmaltação não é nova, mas é só pra contar pra vocês que já tem post no blog falando sobre a cor #trend do momento: #MillenialPink - vai lá conferir! ➡️Link na bio⬅️ O esmalte e o #sussa da @esmaltecolorama 😍 #blogbellealmeida #unhadodia #postnovo #blogged
  • Quanto mais a gente agradece, mais coisas boas acontecem!

#obrigadasenhor🙏 #blessed #amooquefaco #mundodamoda #mundodamaquiagem_oficial #universodamaquiagem #maccosmetics #kryolan #marykay #batomnude #brushes #loveislove #blogger #pinterest #makeupartist #ppf #catharinehill #maquiadoradesucesso #briggitecalegari #jurovalendo #instaamigas2017
  • Ainda no tema
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo