06.05.2016

10 Coisas Que Aprendi com Relacionamentos

E ainda preciso aprender tanto...

Ahhh, o amor… Seria tão mais simples se as relações dependessem apenas dele, né? Mas relacionamentos são “coisas” que a gente constrói dia após dia, e como toda construção, não se faz com um tijolo só. E, justamente por isso, quanto menos habilidade e, principalmente, maturidade a gente tem, mais difícil a coisa fica.

Fica porque convivência não é fácil, e rotina também não. Porque nós, na imensa maioria das vezes, não sabemos sequer nos relacionar com nós mesmas, que dirá com o outro. Porque nos relacionamos pelos motivos errados, e nem nos damos conta disso. E por tantas, tantas coisas mais.

Eu não sou nenhuma especialista no assunto, e errei muito (muito!) mais que acertei. Mas, foram esses erros que me fizeram amadurecer, e mesmo tendo uma imensidão de coisas pra aprender ainda, existem lições que jamais vou esquecer, e é sobre elas que, resumidamente, a gente vai papear agora!

relacionamentos juro valendo

1. Não namore por carência

Namorar pra tapar buraco, porque você está carente, é a pior furada: não vai funcionar, o vazio vai crescer dia após dia, você vai se machucar e machucar o outro, porque pra entrar de verdade em qualquer história você precisa, primeiro, estar bem consigo mesma, e a carência, minha amiga, é a pior das conselheiras!

Já caí nessa algumas vezes (falei sobre isso nesse post aqui) e o resultado foi o pior possível, porque me perdi de mim mesma e só quando dei um basta na bagunça e passei por uma fase maravilhosa de solteirice terapêutica, curando minhas feridas e me conhecendo de verdade é que entendi que passei boa parte da vida me enganando e vivendo histórias que não tinham nada a ver comigo simplesmente pra não estar só, e justamente por isso me sentia cada vez mais só.

2. Ninguém tem a obrigação de te fazer feliz

O outro, seja quem for, tem que vir pra somar, pra compartilhar, pra te fazer bem, mas não coloque nas costas dele o peso de te fazer fazer feliz, porque isso é com você, não tem nada a ver com ninguém. A única pessoa que pode te fazer feliz é você, essa é uma responsabilidade sua, e se você ainda não aprendeu a ser feliz consigo mesma não tem milagre nem príncipe encantado que dê jeito!

3. Príncipes encantados não existem

Pois é, sabe tudo aquilo que você “aprendeu” nos filmes da Disney e nas comédias românticas? Trate de desaprender, porque é tudo mentira! Não existem pessoas perfeitas, e aquele cara que você sonhou, com todas as características que você idealizou, que vai te amar acima de todas as coisas, inclusive dele mesmo, que vai fazer todas as tuas vontades e transformar teu mundo num conto de fadas é pura ilusão.

Ilusão porque somos pessoas de carne e osso, que erram o tempo todo, que metem os pés pelas mãos, que se sentem perdidas, confusas e magoam os outros, muitas vezes sem querer, e a menos que você entenda isso e pare de esperar do outro o que é irreal, nenhuma relação vai funcionar.

4. Contos de fada também não!

Como as pessoas não são perfeitas e ninguém está aqui para caber nos nossos sonhos, é evidente que relacionamentos de comercial de margarina não existem, né? Na vida real, em relacionamentos reais, as pessoas brigam, se desentendem, comentem erros, ficam inseguras, são grosseiras às vezes, fazem coisas que o outro não gosta e tudo isso faz parte, porque convivência não é fácil, rotina muito menos e estamos todos aprendendo e tentando fazer a coisa funcionar.

relacionamentos juro valendo

Tentando porque relacionamentos não chegam prontos, embalados para presente. Eles são construídos no dia a dia, com erros e acertos, com duas pessoas diferentes aprendendo a conviver juntas, e a menos que você entenda isso e pare de criar expectativas irreais, vai passar o resto da vida frustrada.

5. A prioridade da sua vida é você

Sabe aquela “mania” de priorizar o outro e se colocar em último lugar na sua lista de prioridades? Tá errado! Assim como está errado deixar de ser quem se é pra tentar se moldar ao que o outro quer, deixar de lado os próprios sonhos  e planos pra sonhar os sonhos alheios, deixar de pensar e fazer por si mesma pra fazer pelo outro e pela relação, e um bocado e coisas mais.

Primeiro você tem que gostar de você, cuidar de você, fazer por você, porque se você não faz, ninguém vai fazer, não se engane. E, como já falei por aqui uma vez, se você começa a priorizar o outro e esquece de si mesma, rapidinho esse outro vai começar a sentir falta da pessoa que você era, aquela por quem ele se apaixonou. E, ao mesmo tempo, você vai, mesmo que inconscientemente, começar a “cobrá-lo” por tanta dedicação, e aí ó, morreu bucha de sena!

6. Não aceite migalhas

Relacionamento só deve existir se você se sente bem nele, se você se sente amada, se os dois estão igualmente presentes. Mas se, ao invés disso, o que você recebe são migalhas, se você precisa mendigar atenção, carinho ou qualquer outra coisa, tá na hora de cair fora de onde jamais você deveria ter entrado!

Não se ama sozinho e nada de bom e bonito se constrói dessa forma, com o outro te tratando como última opção. A única coisa você vai conseguir com isso é se machucar cada vez mais, é ver sua autoestima no chão, é se transformar num trapo, numa sombra mal acabada do que você deveria ser e não foi, como já disse, inclusive, nesse post aqui.

7. Tenha vida própria

Sim, vocês são um casal, mas nem por isso deixam de ser indivíduos, certo? E, como indivíduos, nada mais saudável do que ter vida própria, até porque quase nada é tão enfadonho como que ter do lado alguém que “vive pra você”. Eu gosto de gente interessante, de quem me acrescente, me mostre coisas diferentes, que viva experiências diferentes das minhas, e se a pessoa não faz nada sem mim, se vive grudada, se não tem amigos, ela vai acrescentar o que mesmo?

Isso envolve muito a questão da confiança, e como sem confiança não se constrói nenhuma relação saudável, sou a primeira a estimular que o outro tenha vida própria, porque da minha não abro mão. E se for pra ficar me preocupando com o que ele pode ou não fazer quando não está comigo, termino logo, porque quero ao lado alguém que esteja comigo de verdade, que me respeite e seja leal, estando eu presente ou não.

relacionamentos juro valendo

8. Respeito é bom e todo mundo gosta!

Acredito muito naquela historinha de que a gente está onde se coloca, e como eu me respeito, não existe a menor possibilidade de estar numa relação abusiva, onde não exista respeito, e esse tipo de relação, aliás, sequer deveria existir, né?

E ó, pra mim a coisa é simples: acabou o respeito? Pode enterrar a relação, porque sem respeito não tem amor que se sustente. E é aí que, mesmo existindo sentimento, é preciso, pro seu próprio bem, dizer “fim” e seguir em frente. Sobre isso, aliás, falei nesse post aqui.

9. O pra sempre sempre (?) acaba

Ninguém entra numa relação pensando no fim, claro, mas a verdade é que o tempo passa, a gente muda, o outro muda, a relação muda e não tem como prever se aquela história (ou qualquer outra) será eterna. Só que a gente age como se tivesse certeza que sim e acaba investindo tudo no “nós” e esquecendo do “eu”, e é por isso que, em muitos casos, quando a coisa acaba a gente tá só o pó.

Eu não tô dizendo que a gente deve começar já pensando no fim, não é isso. Estou dizendo que em relação aos sentimentos não dá pra ter certezas eternas, porque quando nós mudamos, quando o outro muda e/ou quando a vida muda, eles, os sentimentos, também podem mudar e a relação pode acabar.

Então, viva suas histórias da forma mais bela possível, faça planos, sonhe junto, mas não esqueça dos seus, não deixe de ser um indivíduo com desejos, sonhos, planos, amigos e vida própria, porque se um dia acabar você continua tendo você, o que não acontece quando a gente pega todo o nosso mundo, toda a nossa vida e coloca nas mãos de outra pessoa.

Falei mais sobre isso nesse post aqui, e aqui também.

10. Existem outros

Sabe quando a relação acaba e a gente fica “daquele jeito”, achando que “nunca mais” um monte de coisas? Então, a verdade é que talvez ele tenha sido só mais um cara, que provavelmente ele não é o amor da sua vida e que, sim, existem outros.

A vida é feita de histórias, e você não precisa ficar presa em nenhuma que não te faça feliz, que não preencha, que não exista mais. No início pode parecer que não, mas, vai por mim, você ainda tem muita coisa pra viver, muita gente incrível pra conhecer, é só se permitir…

Claro que tem muito mais coisas que eu poderia dizer, mas o post já ficou gigante e vou parar por aqui… Quem sabe um dia a gente continua, né? Um dia a senta aqui e fala das grandes paixões, da tal da química (sem ela não dá!) e tudo o mais que a gente quiser falar…

Por agora só quero saber o que você aprendeu de mais importante nas suas relações…Divide aí com a gente, vai!

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

29.03.2016

Quem Disse Que Tem Que Ser Pra Sempre?

Não, não tem...

Já falei por aqui ( O pra sempre sempre acaba) que não acredito em para sempre, porque as pessoas mudam, e aí mudam as vontades, os sonhos, as preferências, os projetos de vida, e não tem nada de errado nisso. Errado, pra mim, é cobrar do outro que ele continue sempre o mesmo, querendo sempre o mesmo, quando nós, se formos bastante honestas, também mudamos um pouco a cada dia.

E acho tão, tão injusto quando um culpa o outro por isso, sabe? Como culpar alguém por algo tão natural, gente? Como cobrar do outro que ele tenha, por toda a vida, que gostar de você, que estar com você? Não, não tem, e ele não é o pior cara do mundo por causa disso, sinto muito.

Quem disse que tem que ser pra sempre?

Tive esse conversa dia desses com uma amiga que “terminou” uma história longa, e ela ficou bem chateada comigo. Achou que eu estava do lado dele, que estava acobertando erros, que não estava sendo justa. E eu entendo que ela se sinta assim, porque quem é “deixado para trás” não se conforma e entra mesmo no jogo de culpa, mas isso está errado em tantos, tantos níveis…

Ninguém é obrigado a ficar com ninguém e, no terreno dos sentimentos, não existem garantias, não existe o seguro do amor eterno. Sentimentos mudam, relacionamentos acabam e errado, pra mim, é ser desleal, é ficar sem querer estar.

Mas, se a pessoa é leal, se ela fala a verdade, porque ela tem que ser crucificada por isso? Ah, tá, é o tal do compromisso… Compromisso de que vai ficar junto custe o que custar, mesmo que custe a felicidade dos dois. Mesmo que isso signifique, na prática, duas pessoas que mal conseguem dialogar, que não se respeitam mais, que se culpam por tudo, que não proporcionam mais alegria e felicidade ao outro. Mesmo que não exista,veja só, amor…

Consegue entender o quanto isso é triste? Consegue ver o quanto isso é cruel com você e, principalmente, com o outro? É isso mesmo, é esse tipo de compromisso, que você quer pra você e pra alguém que você diz amar, um compromisso com a infelicidade, com a tristeza, com a amargura?

Esse compromisso não quero pra mim, Deus me livre! O meu é só com a felicidade, só com o que me faz bem, e não entra na minha cabeça querer que alguém que já não me ama mais fique comigo simplesmente porque eu quero, porque um dia eu acreditei que seria pra sempre.

Acreditei não, fingi que acreditei, porque o pra sempre, pra mim, (quase?) sempre acaba. Mas pode acabar de forma bonita, com duas pessoas que viveram uma história incrível e que, por algum motivo, em algum momento, decidiram que era a hora certa de viver outras coisas.

E isso não significa, acho bom deixar claro, que eu não acredito no amor. Acredito demais, principalmente no que não prende, no que não obriga, no que não exige. Acredito em encontros profundos e em amores que surgem disso e que devem continuar enquanto fizer sentido, enquanto fizer feliz.

Deixou de fazer? É hora de dizer “fim”, porque nada precisa ser pra sempre, mas tudo pode ser bonito, tão bonito que, mesmo chegando ao fim, acaba sendo eterno dentro da gente.

Beijos, Ju♥

13.01.2016

Ele Não É o Amor da Sua Vida

Talvez até já tenha sido...

Não queria te dizer isso, mas preciso: não, ele não é o amor da sua vida.

Talvez até já tenha sido, quando você era outra, quando a vida era outra. Mas ele mudou, a vida andou, e você ficou aí, cega, parada, estagnada, fingindo acreditar no que, no fundo, não acredita. E esperando, esperando, esperando…

Esperando pelo quê mesmo?

Ah, já sei… Esperando que ele volte. Esperando que o conto de fadas que nunca existiu finalmente se concretize. Que ele mude, que seja o que você sonhou, que aconteça tudo o que você, por tanto tempo, desejou. Esperando pra, finalmente, poder viver, porque ele, veja só, é a única pessoa capaz de te fazer feliz, porque ele, só ele, é o amor da sua vida, quando, na verdade, o amor da sua vida deveria ser você.

ele-não-é-o-amor-da-sua-vida

Não, amiga, isso não é amor. Isso pode ser cisma, ego ferido, vaidade e, muito provavelmente, falta de autoamor, mas amor, amor de verdade? Não… O que você não aceita é ter “perdido”, não aceita é que ele tenha partido, que o amor  tenha acabado.

Mas acabou, porque nem todos os amores duram para sempre, e você precisa entender isso, pro seu próprio bem. E a culpa não é da outra, dos amigos ou de nada do tipo. Acabou, como quase tudo na vida,  só isso.

Acabou com ele, mas pode começar com outro, basta você se permitir… Porque sim, existem outros! Eu sei que você quer acreditar que só se ama uma vez, mas isso é uma bobagem… Existem amores e amores, histórias e histórias, e a vida é curta demais pra ficar presa em uma só, sobretudo se ela não existe mais, se não preenche mais, se o outro não te ama mais e se você, no fundo, nem sabe se isso é amor.

A vida é feita de encontros, de trocas de experiências, e há tantas, tantas pessoas incríveis no virar da esquina, tantas almas apaixonantes pelo mundo que podem vir a ser, por um momento ou pra sempre, quem sabe, o (segundo) amor da sua vida…

Mas pra isso você precisa desapegar de um passado que não existe mais, de um amor que, você sabe, não te ama mais. E precisa, sobretudo, deixar de ser a sombra da mulher maravilhosa que um dia você foi, sair do faz de conta e cair na real.

E nesse dia, quando ” a mulher da sua vida” for você, o homem da sua vida finalmente vai poder aparecer!

Beijos, Ju♥

30.11.2015

Manual da Fossa, Mica Rocha

S.O.S Pé na Bunda!

Sempre achei a Mica divertidíssima, e quando soube que ela lançaria um livro, o Manual da Fossa, fiquei louca pra ler, porque, gente, quem nunca tomou um pé na bunda, heim? Eu já, e não é fácil! É um golpe gigantesco na ego e, a depender da fase em que estamos na vida, o surto é garantido!

manual da fossa mica rocha

E como sei que todo mundo passa por isso, e que não existem receitas prontas, comprei o livro, porque, afinal, a gente nunca sabe quando vai tomar um pé na bunda e, quando (e se) isso acontecer,  é essencial ter uma mão, ou, nesse caso, um livro amigo pra ajudar!

O livro já começa com uma coisa bem interessante: um teste pra ver como anda a nossa autoestima. Vivo repetindo por aqui que essa é a coisa mais importante, a prioridade das prioridades, porque nada na sua vida, muito menos seus relacionamentos, vão dar muito certo se você não tiver muito amor e respeito pela pessoa mais importante da sua vida: você!

manual da fossa mica rocha

A linguagem é bem descontraída, e a Mica faz com que a gente se sinta no meio de uma roda de amigas, sabe? Só que ela é daquelas amigas que todo mundo deveria ter (e ser): ela fala a verdade, na lata, sem passar a mão na cabeça, mas de um jeito leve e pensando sempre no lado positivo de todas as coisas.

manual da fossa mica rocha

Ela fala dos tipos de términos, das fases da fossa, daquele mané que te dá um pé na bunda mas não larga o osso, das recaídas, do que a gente sente nesses momentos, das “crises de loucura”, de coisas que todo mundo tem vontade de perguntar quando passa por isso, além de dicas pra começar o próximo relacionamento com o pé direito e dos tipos de boy que a gente deve manter distância.

manual da fossa mica rocha

As partes com dicas da psicóloga também são muito legais, porque conseguem ser, ao mesmo tempo, profundas e leves, sabe? E a leitura é daquele tipo que a gente vai “engolindo” e quando percebe o livro já acabou. Melhor impossível!

O Manual da Fossa é muito mais que um livro pra quem tomou um pé na bunda. É um livro que, de forma leve e divertida, fala de autoestima, de aceitação, do cuidado que devemos ter com nós mesmas e de como precisamos nos colocar em primeiro lugar, como protagonistas das nossas histórias.

manual da fossa mica rocha

Vai por mim: esse é um daqueles livros que você precisa ter em casa, como uma “carta na manga” para momentos que não deveriam existir, mas existem: a fossa! Gostei demais e recomendo muito a leitura!

Comprei na Saraiva por R$17,50 (compre aqui) e chegou em uma semana. Alguém já leu? Conta aí o que achou!

manual da fossa mica rocha

Beijos, Ju♥

 

Página 1 de 812345
O que você acha do JV?
A primeira vez que li o blog, foi minha prima que me marcou numa postagem de resenha de algum produto de cabelo. O que chamou…
As leitoras mais incríveis da vida
  • Uma parede de cheiros, cheiros cheios de histórias. Cheiros que contam histórias...Cheiro de alegria. De coragem. De aventuras. De conquistas. De força. De amor. De festa. De celebração da Casa de Perfumaria do Brasil, uma festa linda e cheia de magia que a @naturabrasil preparou e que foi incrível em cada detalhe!❤️ Qual seu perfume preferido da marca? Eu amo todos de Ekos, tenho amor profundo pelos produtos da linha, não tem jeito! E o vermelhinho (nunca sei o nome!) bem docinho é o preferido de Deide, cês lembram que ela contou no blog? Garanti o dela pra não tomar bronca!🙈😂 #PerfumaNatura #acasadeperfunariadobrasil  #JuroValendo #JuViaja #PressTrip
  • Tem dias que São Pedro não colabora, né?🤔🙄 Tão fazendo o que aí? Eu aproveitei esse dia cheio de nuvens pra tentar colocar em palavras o que tá aqui, no coração. Passa lá no blog, o post é pra você, vai!❤️
#JuroValendo
  • Meu #tbt de hoje é do pôr-do-sol mais incrível da minha Bahia, na Ponta do Mutá, com a melhor pessoa (depois de mim, claro 😎💃🏻! Leonina na veia, migas!✨😂), um espumante gelado e paz, muita paz... 🙌🏻 Essa cordinha aí é feita de rolhas, nada mais apropriado...😂 Saudades, férias antes das férias! Chega logo, férias!🙌🏻🎉 #peninsulademarau #barragrande #pontadomuta #sunset #obomdabahia #Bahia #JuroValendo
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo