Vizcaya
17.06.2019

Cantinho do Café: Como Montei o Meu

Apaixonada por cafés que sou, logo que me mudei comecei a salvar ideias para o meu cantinho do café, que está decorado no improviso, mas está pronto!

Desde o início sabia que ele seria no escritório, que é onde passo a maior parte do dia trabalhando e tomando café, claro rs.

E deixei um espaço ao lado pra, futuramente, colocar uma poltrona bem macia e um banquinho para os pés, assim aproveito esse cantinho pra leitura também.

cantinho do café

Posso colocar, também, duas cadeiras ou um sofá pequeno pra ficar proseando com quem vier me visitar, né?

Como montar um cantinho do café?

Inicialmente pensei numa mesinha ou aparador pequeno para o cantinho do café. Só que além de não encontrar nada nas medidas que precisava, achei tudo muito caro!

Aí fui na marcenaria, a Moreira ( não tem melhor), e pedi pra Ney fazer um móvel quadrado, com rodinhas, que tivesse 4 nichos.

Mesa do café e painel

Ela tem 75 cm de comprimento, 40 cm de largura e 80 cm de altura. Essa largura era o que tinha de disponível pra não atrapalhar a circulação, e pra mim é mais que suficiente.

como montar um cantinho do café

Usei o MDF preto por fora e Italian Noce, da Eucatex, por dentro, os mesmos da minha bancada e estante

Como queria uns nichos na parede, pra colocar plantinhas e quadrinhos, com iluminação embaixo, Ney deu a ideia de fazer um painel preto, que começa na altura do móvel do café e vai até o teto, já que não tinha ponto de energia próximo, quebrar a parede não era uma opção e não queria usar canaleta.

Com o painel, a fiação veio pelo forro e ficou escondida.

E ele não começa no chão porque se fizesse assim gastaria uns 60% a mais sem necessidade.

No painel tem dois nichos (Italian Noce) com led na parte de baixo (fotografei durante o dia, então a iluminação não fica tão nítida).

Paguei R$700,00 nos dois móveis e achei o preço ótimo!

Mas, dá pra montar gastando bem menos. Ao invés de mesinha ou aparador, dá pra fazer usando uma prateleira de vidro ou de madeira, por exemplo, e ao invés de painel um papel de parede (autocolante que é muito mais barato! rs).

Como decorar o cantinho do café?

Vi ideias maravilhosas de decoração pro cantinho do café no Pinterest, mas por enquanto estou usando coisas que já tinha em casa e pra mim tá ótimo!

Porta cápsulas para o cantinho do café

Fui olhar um porta cápsulas Dolce Gusto e Nespresso, mas achei tudo caro. Coloquei algumas em duas cumbucas pequenas, com detalhes em preto e branco, que já tinha aqui, e as outras ficam nos organizadores de crochê maravilhosos que uma leitora, a Jéssica, me mandou.

Aliás, vejam no instagram o trabalho da Jéssica (clica aqui pra ver), porque ela faz tudo o que a gente puder imaginar com aquele crochê grosso, sabe? De tapete a manta, passando por organizadores e enxovais, tem de tudo lá, fiquei doidinha! hahaha

decoração cantinho do café

Bandeja para café

Gosto de bandeja para organizar as coisas, e junto com o móvel do café veio uma bandeja de brinde, feita com o mesmo MDF utilizado.

Ela é retangular, tem o tamanho ideal e queria pra colocar as canecas que ainda não tenho hahaha.

Acabei colocando dois potinhos com biscoito e as cumbucas com as cápsulas.

Falando nisso, café com biscoitinho de goma é vida, então tenho sempre. Eles estão em potinhos de vidro que comprei pra colocar tempero lá na Le Biscuit por uma pechincha.

Cestas, xícaras e outras coisinhas

No primeiro nicho do móvel tem um moedor de café que uso com a máquina de café da Philco, que fica na cozinha. Trouxe pra cá porque ele é lindo e pronto! hahaha

mesa de café

Tem também duas xícaras pequenas que vieram num #PressKit da Nespresso. E o quadrinho no fundo foi uma leitora, a Tai, que pintou e me deu de presente.

No segundo nicho tem a máquina de café da Nespresso, os organizadores feitos pela Jéssica com as cápsulas, e o coraçãozinho.

Nos nichos de baixo coloquei duas cestas que tem pela casa toda, porque acho uma graça e elas estavam super baratas no mercado (R$19,90 nesse tamanho).

Acho que fica legal pra colocar pacotes de biscoito e caixinhas de cápsulas, sabe?

Na parte de cima tem também um vasinho dourado com um “verdinho”, e minha caneca dourada. Amooo!

cafeteira pequena

Decoração do painel

No primeiro nicho do painel coloquei dois potinhos com flor, um quadrinho usava como bandeja quando morava na casa de mainha, e um fundinho que imita uma treliça com trepadeiras.

Tinha comprado duas e estavam guardadas porque não deram certo onde eu queria colocar. Aproveitei pra colocar aqui!

O segundo nicho tá com um quadrinho que ficava na lavanderia e dois suportes com cachepôs dourados e folhagens.

Depois vou ajeitar direitinho, compras umas canecas (adoro aquelas que parecem de vó, esmaltadas) e outros acessórios, aí vou mostrando procês.

cantinho do café simples

Cafeteira / Máquina de café: qual escolher?

Várias de vocês disseram lá no instagram que têm dificuldade com máquina de café e cafeteira pequenas, e essa da Nespresso é uma ótima opção pra quem tem pouco espaço.

Adoro porque é pequena, baixinha e não ocupa muito espaço.

Já a branca, que é Dolce Gusto, é maior, mais alta e mais pesada. Só que esse modelo é bem antigo, ganhei anos atrás do ex-namô, acredito que tenham modelos menores.

Essa, inclusive, já tá nas últimas, e como gosto de outras bebidas quentes além de café, vou começar a pesquisar outras versões (de todas as marcas).

cantinho do café

Cês gostaram? Me digam o que vocês colocam no cantinho do café de vocês, quero ideias! rs

E pra ver mais posts do Ju de Casa é só clicar aqui, tá?

Beijos, Ju♥

Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

Vizcaya
08.10.2018

Sobre Morar Sozinha: O Primeiro Mês

Setembro foi um mês bem atípico aqui no blog, com poucas postagens, e isso tem muito a ver com o tal do morar sozinha, porque mudança, migas, pode ser um pouco, digamos, caótica.

E isso tem a ver não só com o fato de passar semanas com a vida em caixas, mas com questões internas mesmo, sabe? Ao menos no meu caso.

Já faz tempo que falo por aqui que queria mudar de cidade, e meus planos estavam todos direcionados para isso. Mas, do dia para a noite encontrei uma casa exatamente como queria aqui em Jee e a minha intuição dizia que precisava viver algumas coisas nela.

E eu só “segui”.

morar sozinha

Sobre morar sozinha: tudo fora do lugar!

Não pensei em móveis, reforma, bagunça, desorganização, nada. Nas duas primeiras semanas, além de malas, caixas e engradados cheios de coisas, só tinha em casa os armários da cozinha, as panelas elétricas (me salvaram!), a adega, minha cama, a bancada antiga de trabalho com a cadeira, uma esteira e uma cesta de almofadas.

Só que estava tão envolvida com as pequenas mudanças que estava fazendo aqui, com um entra e sai danado o dia todo, que não senti “falta” de nada.

Também imaginei que a bagunça duraria pouco e que seria tranquilo passar “alguns dias” (ô inocência hahaha) com tudo na base do improviso. Só que não foi exatamente isso o que aconteceu.

Como vocês sabem, tenho TDAH, sou extremamente metódica e dependo de organização pra viver. Simplesmente não consigo produzir no meio do caos, minha cabeça não funciona com bagunça, não dá.

Então sentar pra escrever era uma coisa que simplesmente não conseguia fazer. Eu olhava pra tela do computador e só enxergava minhas coisas espalhadas em caixas.

E isso me deixou muito angustiada, porque tinha muita coisa acontecendo aqui dentro e eu precisava escrever pra entender, pra me entender, sabe?

No meio desse caos, eu, que sempre gostei de ficar sozinha, comecei a me sentir só. Olhava para os lados, com salas e quartos “vazios”, e me sentia exatamente assim, porque além de não estar mais no meu porto seguro, a casa de minha mãe, não conseguia escrever, trabalhar, que foi o que fiz praticamente todos os dias nos últimos anos.

morar sozinha

E aí me dei conta de que precisava de mais do que somente trabalhar e cuidar de mim, que existiam outras “fatias” nessa “pizza” precisando de “recheio”.

Enxergar isso já é um passo enorme, e comecei, do meu jeito, a dar pequenos passinhos em outras direções.

No meio disso meu closet chegou e a bancada do escritório também. Ah, e também geladeira e fogão!

Com isso pude começar a organizar algumas coisas e ter uma sensação maior de “normalidade”, de que a vida já não estava tão bagunçada assim.

Essa semana, acho, chegam a minha mesa da sala, a estante e o gaveteiro do escritório. Com a mesa na sala, consigo escolher as cadeiras e começar a pensar em como deixar as coisas “com a minha cara”.

Nunca imaginei que fosse sentir falta de mesa e cadeiras, mas já vi que refeições na bancada da cozinha não são pra mim. Cresci com o hábito de sentar em volta da mesa com todo mundo junto pra me alimentar, e gosto disso.

Descobri que gosto também de sofá e, pra minha surpresa, de gente por perto. Silêncio é essencial, ter tempo pra mim também, mas ter pessoas especiais pra compartilhar as coisas é tão importante quanto.

No mais, tô colocando as coisas no lugar. Por dentro e por fora. Sentindo falta do colo mainha, mesmo estando lá  todo dia (é perto, gente!), sentindo medos que não sentia e me descobrindo mais forte e corajosa do que imaginava.

E sendo feliz.

Tenho milhões de outras coisas pra falar, e aos poucos vai saindo… Questão de tempo, eu sei.

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

03.10.2018

Lareira Externa Fácil, Linda e Barata: Como Fazer

Sempre via no Pinterest uns quintais com o que, pra mim, era uma fogueira diferente,  mas que a Mari, uma leitora que é Arquiteta, me disse que era uma lareira externa, e desejava loucamente.

Mas, lareira em uma cidade que fica na esquina do sol não faz sentido, né?

Não fazia, até eu mudar de casa. É que Jequié, simplificando, está localizada numa zona de transição entre caatinga e mata atlântica, e o meu condomínio fica “fora da cidade”, mais perto da mata, em um local alto, com muito vento.

E como tenho um quintal grande, onde a lua cheia parece ainda mais linda, cismei que faria uma “fogueira” ali.

lareira externa como fazer

Pesquisei na internet sobre lareira externa, vi que tem de vários tipos (com gás, lenha, elétrica,  ecologicamente corretas e por aí vai), mas queria algo fácil de manusear, que não precisasse quebrar nada e muito menos gastar muito.

Amo, por exemplo, as que usam madeira. Lembram a minha infância na roça de vó Nete, mas imaginei logo o trabalho de comprar lenha, armazenar, limpar tudo depois do uso e desisti.

Olhei as elétricas e as ecologicamente corretas, e achei várias lindíssimas, mas caríssimas. Gás não é uma opção porque é um troço que tenho medo…

Aí resolvi fazer minha própria lareira externa, porque né, criatividade é tudo na vida, meu povo!

Vi algumas ideias no Pinterest, e decidi que usaria um vaso de concreto igual aos que estou usando para decorar o ambiente, e que o fogo seria a base de álcool gel, como no aparelho de fondue que tenho aqui.

Tinha pensado numa versão redonda, mas o vaso desse tipo estava mais caro.  Escolhi o quadrado e fui de branco (acho lindo os terrosos), porque é a cor de todos os outros vasos do ambiente.

como fazer lareira externa

Aí comprei um saco de pedras brancas de tamanho médio, daquelas que são usadas no paisagismo, e fui atrás da grelha e do recipiente para colocar o álcool gel.

Numa loja perto da feira, que mistura materiais agrícolas com materiais de construção, achei a grelha e, procurando por recipientes resistentes ao fogo, encontrei um bem semelhante ao do aparelho de fondue, com tampa pra apagar e tudo.

A grelha ficou do tamanho exato do vaso, e mandei dar uma diminuída depois (Binho levou no ferreiro) pra que ela pudesse descer um pouco mais, sabe?

A grelha que comprei é bem forte e resistente, mas dá pra usar aquelas de churrasqueira sem o menor problema.

Juntando tudo, gastei menos de R$100,00 e ficou exatamente como eu queria!

Mas, vamos ao passo a passo, né?

Lareira Externa: O que você vai precisar pra fazer uma

  • Recipiente de concreto
  • Pedras resistentes ao fogo
  • Grelha
  • Recipiente para álcool gel

lareira externa como fazer

Como fazer uma lareira externa passo a passo

Ric colocou o vaso na parte lateral do quintal, numa quina, entre a piscina e um pequeno jardim. Aí fomos colocando umas pedras maiores, que já tinham no fundo da casa, na parte de baixo do vaso porque percebi que 1 saco de pedras foi pouco pro tamanho do vaso.

Colocamos as pedras até uns 15 cm antes do topo do vaso. Em seguida colocamos o recipiente para álcool gel, preenchemos as laterais com mais pedras e cobrimos com a grelha.

Depois cobrimos a grelha e a lateral com mais pedras, deixando apenas o meio sem cobrir para que pudêssemos colocar o álcool gel.

Aí colocamos o álcool, joguei o palito de fósforo aceso, o fogo subiu e nós tampamos a parte que não estava coberta com mais pedras.

lareira externa como fazer

Pra não precisar tirar as pedras pra colocar mais álcool, recomendo que o recipiente seja grande ou, caso você só encontre do pequeno, use mais de um.

Adorei o resultado e aproveitei pra fazer um fondue, colocar umas velas, um tapete, uns incensos e aproveitar a noite ali, do ladinho da minha fogueira.

O legal é que dá pra fazer em casa ou em apartamento, em recipientes grandes ou pequenos, pois o álcool gel é muito fácil de manusear e controlar, né?

Cês gostaram? Tô cheia de ideias para o meu “quintal” e tenho mostrado várias coisinhas no Instagram, principalmente nos stories (@jurovalendo, segue lá!).

lareira externa como fazer

Assim que ficar tudo pronto posto aqui pra vocês, tá? Acompanhem direitinho pelo #JuDeCasa!

E se fizerem a lareira externa voltem pra contar como ficou!

Beijos, Ju ♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…