17.08.2014

Limites, Eles Não Existem Mais!

Eu achei que já tinha visto muita coisa bizarra nesse mundo, mas depois das selfies no enterro do Eduardo Campos (com o caixão, com a viúva…) compreendi que a falta de bom senso do ser humano ultrapassa qualquer limite.

Quando comentei isso no na fan page uma pessoa mandou mensagem dizendo que não via nada demais, que aquilo era um evento de grande porte e que ele era uma pessoa pública, então a esposa tinha que estar também a disposição do público.

limites

Oi? Como assim gente? Quando foi mesmo que as coisas se inverteram dessa forma? Evento de grande porte? Aquilo era a despedida do pai, do filho, do esposo, do amigo, do irmão de alguém, de um ser humano assim como eu e você. Aquilo era um momento de luto, de dor pela perda de uma pessoa amada, e esse momento precisa ser respeitado e preservado, sendo pessoa pública ou não, porque no momento do luto somos todos iguais.

É difícil entender? Então se coloque no lugar da mãe dele, dos filhos dele, da esposa dele. Se fosse com você, você gostaria?

E que palhaçada é essa de justificar todo tipo de absurdo com a afirmação de que é “uma pessoa pública”? Pública ou não, é um ser humano como qualquer outro, que tem sentimentos, que merece respeito. Não reconhecer isso é a mais absoluta falta de bom senso, de educação, de humanidade.

limites

As pessoas perderem sim todos os limites, e basta dar uma olhadinha nos comentários das redes sociais pra notar isso… O que não falta é gente que passa o dia “entrando” nas redes sociais alheias pra atacar com ferocidade. E o que mais se vê é o “ah, você é feia, é muito magra, é muito gorda, tem a boca torta, tem o nariz de pato…”

Tá, a pessoa é  feia… E aí, você quer que ela faça o quê, arranque o rosto?  Quer que ela faça o favor de nascer de novo? Quer que ela faça trocentas plásticas pra agradar o gosto alheio?

Sabe, não é bonito e muito menos “corajoso” criticar ninguém publicamente, apontar “defeitos”  ou características físicas. É grosseiro, é mal educado, é feio… E sim, você pode estar certo e a pessoa realmente ter o nariz de panela ou o pé de pato, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Você gostaria que fizessem isso com você, com sua mãe, com sua filha?  Pois é…

limites

Gente, não importa o quanto a pessoa é famosa, não importa o quanto ela é “importante”, não importa quanto poder ou dinheiro ela tenha, porque por trás de tudo isso existe uma pessoa exatamente como você. Uma pessoa que tem medos, inseguranças, que sofre, que comete erros, que mete os pés pelas mãos, que se arrepende… Um ser humano, só e apenas isso.

E é preciso que a gente enxergue isso, que antes de abrirmos a boca ou apertarmos o enter nos coloquemos no lugar do outro. Se imagine sendo aquela pessoa, passando pelo que ela passa, sendo alvo de tudo que ela é, sentindo as suas dores, e só depois disso, de uma avaliação criteriosa com boas doses de gentileza e educação de alma, abra a boca ou aperte a tecla.

Fica a dica! E fica a dica pra mim, pra você, pra A, pra B e pra todo o resto.

Beijos

Ju

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
32 comentários
  1. Vera Torres Ribeiro  17/08/2014 - 22h21

    Sábias palavras Ju…realmente alguns seres humanos
    perderam o bom senso e o respeito pelo próximo.

    • Ju  17/08/2014 - 22h31

      Não é Vera? Vi várias justificativas e tal, dizendo que eles eram muito populares, próximos das pessoas, que sempre tiravam fotos, mas gente, pedir uma foto num enterro me parece absoluta falta de senso, sério…

  2. Soeli  17/08/2014 - 23h53

    Sábias palavras Ju!

  3. Julia  18/08/2014 - 07h35

    Falou tudo Ju, por isso que cada dia que passa sou mais sua fã.
    Uma coisa em que eu fiquei também de boca aberta foi ver que assim que saiu a notícia sobre a morte dele as piadas se espalharam em segundos, fiquei indignada com tamanha falta de respeito. Vi essa frase e achei que combina com este momento: “Quem brinca com a morte dos outros é por que não tem vida em si pra gerar vida em outros” (Leno Santos).
    Gostaria muito que as pessoas usassem as redes sociais para o bem.
    Bjos linda
    Te admiro cada vez mais.

    • Ju  18/08/2014 - 08h27

      Bom diaaaa Ju! <3
      Ju, notei isso também... É uma pena que TUDO tenha se banalizado dessa forma, sabe? Não sei como é no resto do mundo, mas eu sou de uma cidade pequena, com costumes um pouco diferentes ou, como diz mainha, "atrasados", então eu sempre vi o respeito pelo luto alheio, um certo "ritual" nesses momentos, sabe?
      Eu sei que era uma pessoa pública, que eles sempre foram muito próximos do povo, mas justamente por isso eu esperava que se tivesse a consideração de respeitar esse momento, sem piadas, sem fotos sorrindo ao lado do caixão, sem pedir fotos com a viúva...Sei lá, estranhei demais.

      E que triste isso de piadas... Adoro humor, mas tem coisas que não tem que fazer piada, muito menos de mau gosto, e uma dessas coisas é o luto. E amei essa frase, amei!
      Obrigada pelo carinho, viu Ju?
      Beijos <3

  4. Caroline  18/08/2014 - 08h00

    Ju perfeita essa frase do Papa Francisco, as pessoas colocam defeitos nas outras para tentar esconder os seus. Admiro muito pessoas públicas e até as blogueiras porque vocês aguentam críticas de pessoas mal amadas que eu não aguentaria.
    Bjoo e oremos por um mundo melhor.

    • Ju  18/08/2014 - 08h22

      Rol, também achei essa frase ótima, li tempos atrás e guardei aqui… E é bem isso mesmo, as pessoas tão mais preocupadas em criticar os outros do que em superar seus próprios “defeitos” e limitações…Estranho!
      Boa semana pra ti!
      Beijos

  5. instadalara  18/08/2014 - 08h15

    Eu tenho medo da Humanidade pós redes sociais…
    Sinceramente, não sei que necessidade é essa que algumas pessoas tem em se mostrar para o outro o tempo todo… Ninguém vive mais nada! Ficam todas obcecadas nesse lance de fotografar, fotografar, escolher a melhor foto, filtrar, legendar, postar, ficar esperando os coments e as curtidas… ai que enfadonho esse ciclo vicioso ;\ Desabafei com a Juh :D

    • Ju  18/08/2014 - 08h20

      Lara, a coisa tá “meio” fora de controle, né?
      Não sei se é porque eu sou cáaaaaaa do fim do mundo, de uma cidade pequena, mas não acostumo com isso não… Quando tava na Chapada tinha uma turma no mesmo hotel que eu e fiquei impaciente porque cada passo era um flash… As pessoas não conversavam, postavam, e paravam TUDO pra tirar fotos… Não critico as opções de ninguém, mas ainda me causa muita, muita estranheza…

      • instadalara  18/08/2014 - 08h38

        Juh, eu me pego rindo algumas vezes pq eu olho para os escravos das redes sociais com muita estranheza, sem entender como conseguem se expor tanto :/ E eles me olham indignados de como eu consigo viver sem um facebook kkkkk Muito louco isso. Mas o bacana é cada um viver como acha bom :)
        Outro fato interessante que eu avalio é que geralmente as postagens são impactantes, como se o momento que estão vivendo fosse o máxiiiimo da vida humana… mas aí vc olha e na verdade estão todos só tirando fotos :/ Outro dia eu estava num rest daqui da minha cidade e uma blogueira bem ‘famosa’ aqui estava com umas amigas. Tipo duas! E eu vi a foto que ela postou no insta… e justamente assim: uma legenda como se o momento fosse beeem divertido, cheio de pessoas e de altas gargalhadas e tal. Mas elas passaram o jantar inteiro SÓ tirando a melhor foto, do melhor ângulo e postando, nem conversavam umas com as outras :| Muito maluco isso.

      • Ju  18/08/2014 - 10h19

        Verdade Lara…Isso acontece muito, muito, muito, e é uma pena, porque é um desperdício de vida, né?

  6. instadalara  18/08/2014 - 08h22

    Sim! Eu não tenho facebook e já ouvi que “eu não existo” e também já me perguntaram se a minha vida é “parada” ou se eu sou “depressiva” por isso não tenho face. Oi, Braseeel??? kkkk
    Sim! Eu tenho instagram. Mas ele não me escraviza.

    • Ju  18/08/2014 - 08h30

      Lara, eu te digo o mesmo… Todo dia me cobram mais “acontecimentos” de vida, mas gente, minha vida é a mais normal do mundo, de gente que trabalha o dia todo, que dá duro, que anda de cara lavada, com o cabelo enrolado num coque porque quase nunca dá tempo de arrumar… Quase nunca saio, só tenho férias 1 vez no ano e quando isso acontece quero aproveitar meu tiquinho de tempo, sabe?
      Vc tá certa, muito certa!

  7. Marilia Carvalhos  18/08/2014 - 08h49

    Sábia palavras Jú! Concordo em gênero, número e grau… ;)

  8. Ludmila Gomes  18/08/2014 - 08h52

    Assino embaixo Ju. Vergonha alheia desse povo que não tem respeito com o sentimento de perda. To indignada!

    Bom dia!
    BjoO

    • Ju  18/08/2014 - 10h14

      Verdade Lu, não tem mesmo… :(

  9. Juliana  18/08/2014 - 08h55

    Empatia, Ju, essa é a palavra! As pessoas simplesmente ignoram a sua existência. Realmente dá medo de viver nos dias de hoje, onde o respeito ficou para segundo plano! Adorei seu texto! Bjinhos

    • Ju  18/08/2014 - 10h14

      Verdade Ju, verdade!

  10. Lari  18/08/2014 - 10h00

    Concordo plenamente. As pessoas estão se tornando muito superficiais. E isso, acredito eu, é devido ao uso da internet mesmo, onde tudo se torna real e irreal ao mesmo tempo, não sei se dá pra entender meu pensamento… A “realidade virtual” deixou as pessoas frias, mais críticas e principalmente mais egocêntricas e egoístas, tudo se tornou muito impessoal. E é muito fácil cair nisso, quantas vezes me peguei julgando pessoas através das redes sociais, claro que guardei a opinião para mim, mas me choquei um pouco algumas vezes comigo mesma, tipo, quem sou eu pra julgar alguém? Mas essa ira virtual está cada vez mais presente. Sempre leio os comentários dos posts em grupos, blogs e as pessoas estão intolerantes demais! Apontam os erros de ortografia sem dó, criticam os pensamentos das pessoas… é um bullying coletivo e impiedoso! Ninguém mais tem direito de pensar “diferente da massa”. Numa época onde a liberdade de expressão é tão pregada, nunca vi tanta repressão e censura! Estou ficando temerosa pela humanidade… não sei onde iremos parar com tanto egoísmo! As pessoas passam por cima dos outros como rolos compressores, querem tudo fácil e na mão… enfim… vamos cuidar da nossa alma e torcer para que todos façam o mesmo.

    • Ju  18/08/2014 - 10h22

      Lari, disse tudo!
      Eu também já me peguei váriassss vezes fazendo isso (mas também guardo a opinião)… Julgando e condenando quem eu nem conhecia, não sabia a história, sabe? E o pior é que quanto mais a gente se expõe a esse tipo de coisa, e todos estamos expostos, maior o risco de se “acostumar” e encarar como normal, o que seria uma lástima…
      E quanto aos comentários nas redes sociais, eu fico chocada! Pegam alguém pra Cristo e meio mundo de gente cai em cima sem dó nem piedade, sem nem pensar em como aquilo pode fazer mal ao outro, sabe?
      Uma pena… :(

  11. Adriana  18/08/2014 - 10h25

    Absoluta falta de respeito pela vida, pela morte e pela dor dos “OUTROS”. E assim caminha a humanidade… onde vamos parar???

    • Ju  18/08/2014 - 10h52

      Pois é Adri, pois é… Triste isso!

  12. Roberta  18/08/2014 - 10h30

    Eu fiquei revoltada com isso tb Ju, o bom senso das pessoas parece que sumiu. Ontem assistindo a reportagem com as famílias chorei igual criança, meu coração se entristeceu imensamente em ver tantas famílias destruídas, filhos que vão crescer sem os pais e me choca ver pessoas que querem muitas curtidas em redes sócias em cima de tanto sofrimento. Inclusive umas das vitimas, o Geraldo Magela é da minha cidade , foi sepultado ontem…

    • Ju  18/08/2014 - 10h55

      Não é Ro? É a morte do bom senso… :(

  13. Mirelle Assis  18/08/2014 - 21h09

    Sabias palavras… Concordo plenamente… Certa vez vi no site da Globo uma foto do Zezé do Camargo com sua família e nos comentários pessoas falando horrores da aparencia do Neto dele… Um menino acho que de 3 anos e qdo uma pessoa respondeu que era um absurdo falarem tal coisa do menino… Massacraram o que foi contra dizendo que essa pessoa não servia pro mundo online…. E desde qdo pra estar on line precisa necessariamente ofender e maltratar o próximo. aquilo pra mim foi a gota d’água.

    • Ju  19/08/2014 - 10h57

      Mi, vou te ser bem honesta: eu evito ler esse tipo de coisa… Evito porque já entendi que é impossível mudar a cabeça dos outros, cada um vê o que quer, né?
      Júlia Petit disse uma vez que a internet era “o SAC do inferno” e é verdade. As pessoas não têm limites, empatia com o próximo e parecem entrar na rede somente pra massacrar, ofender, criticar… Uma coisa estranhíssima!

  14. Alessandra  18/08/2014 - 21h11

    Oi, Jú!Nunca comentei no blog, mas já acompanho a algum tempo. Vejo que você é muito educada, generosa e tem muito a nos ensinar …Parabéns!!!!

    • Ju  19/08/2014 - 10h53

      Oi Alê, tudo bem flor? Ahhh, pois comente mais, vamos papear, adoro! rs
      Obrigada, viu? <3

  15. Dal L.  18/08/2014 - 23h42

    Respeito foi pelo ralo, infelizmente… Principalmente depois do acesso tão fácil da internet, as pessoas metem o bedelho em tudo sem pensar em se colocar no lugar da outra. É triste e está cada vez pior, é horrível ver uma cena de alguém precisando de socorro e ao invés de ligar pro samu as pessoas filmam e tiram fotos, já vi isso e é ridículo. Não me conformo com o rumo que as coisas estão tomando da até medo. Sou sua fã viu, vc disse tudo. Um bj grande

    • Ju  19/08/2014 - 10h55

      Dal, é isso mesmo… E na internet a coisa virou uma esculhambação, uma pena!
      Boa semana pra vc flor!
      Beijos

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…
As leitoras mais incríveis da vida
    Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
    Poste no instagram uma foto com a hashtag
    #JuroValendo