Vizcaya
03.02.2016

Mulher de 30: Sobre o Tipo de Pessoa Que Eu Quero Ser

Sempre e cada vez melhor!

Alguma vez você já parou pra pensar sobre o tipo de pessoa que você quer ser? Eu tenho uma ideia bastante clara da pessoa que eu já fui e da que eu sou, e trabalho duro todos os dias pra me tornar a pessoa que eu quero – e vou – ser.

Nós não viemos prontos. Somos humanos e, portanto,  falhos e imperfeitos. Mas podemos, e devemos, ser melhores a cada dia, porque é pra isso, também, que estamos aqui. Pra evoluir.

E a gente evolui a partir do momento que em que toma as rédeas da própria vida, como autor da própria história, e entende que não há ninguém pra culpar, ninguém em quem se escorar, ninguém pra responsabilizar. A responsabilidade é toda nossa, e que bom que é assim!

Responsabilidade pelas próprias escolhas e pelas consequências delas, porque, não se engane, tudo na sua vida é fruto das suas escolhas, e cada palavra, gesto e ato que você pratica hoje, você colhe amanhã. Não, a vida não está te punindo, ela jamais faria isso, você só está colhendo o que semeou, e se a semeadura é boa, a colheita é melhor ainda.

sobre-o-tipo-de-pessoa-que-eu-quero-ser

E o que quero todos os dias é que minha semeadura seja a melhor possível, é que cada palavra, pensamento, ato e gesto sejam generosos, sejam justos, sejam bons, sejam grandiosos, não importa o preço que eu tenha que pagar por isso.

Quero que a minha palavra seja sempre impecável, que ela sempre construa, ajude, eleve, alegre. Que os meus olhos vejam sempre o melhor de cada pessoa, não por ingenuidade, mas por opção. Não porque as pessoas, assim como eu, não tenham defeitos, mas porque eu prefira valorizar suas qualidades, focar no que elas têm de bom pra que elas se tornem ainda melhores.

Não quero jamais robotizar as minhas ações, reagir, viver no piloto automático sem sequer perceber o que acontece ao meu redor. Mais que isso, o que acontece dentro de mim.

Não quero parar de sentir… Quero continuar enxergando, ao invés de apenas olhar. Escutando, ou invés de apenas ouvir. E amando, o mais profundamente que minha alma conseguir.

Não preciso, e quero continuar não precisando, de medalhas, de fanfarras, de solenidades, de ostentação. Não quero ser andor de procissão, ou, como dizia Jorge, o Amado, “pavão de opulência nem gênio de ocasião”. Eu gosto do simples, do que é de verdade, do que é puro. Gosto do riso solto, da educação de alma, do abraço que é um porto seguro, de mãos generosas, de olhares que comovem, de pequenos gestos que tocam no fundo e mudam a vida. Eu gosto é da celebração, da alegria sem fim.

E o que eu quero, todos os dias, a cada segundo, é ser o melhor que eu puder ser, porque a oportunidade de estar aqui, na matéria, é rara demais pra ser desperdiçada sendo rasa, sendo pequena, sendo medíocre, sendo, enfim, um quase nada.

Eu quero uma vida bem vivida, da qual eu possa me orgulhar. Eu quero laços verdadeiros, com os quais eu sempre possa contar. Eu quero chegar no fim da vida e, antes de fechar os olhos e partir, poder sorrir. Sorrir por ter a certeza que vou partir com a alma melhor, maior e mais bonita do que quando cheguei aqui. E todo o resto é nada.

Beijos, Ju♥

Vizcaya
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
20 comentários
  1. Cris Reis  03/02/2016 - 14h04

    Juuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu !
    Que texto mais lindo !
    Até me emocionei .
    Simplesmente , parabéns !

    • Ju  03/02/2016 - 14h13

      Cris, linda, obrigada! <3

  2. Gabrielle  03/02/2016 - 14h14

    Linda msg JU, tocou o coração e fez pensar na vida e no que somos. Obrigada por compartilhar conosco.
    Bjão Gabi

    • Ju  03/02/2016 - 14h50

      Oi Gabi!
      Que bom que gostou, fico feliz! <3
      Beijos

  3. Dalila  03/02/2016 - 14h47

    Ju! perfeito este texto!
    Admiro sua forma de se expressar, é simples mas faz a gente sentir! Bjs

    • Ju  03/02/2016 - 14h49

      Da, obrigada, minha linda! <3
      A ideia é justamente essa: ser simples e clara, como tem que ser. Beijos <3

  4. Regiane  03/02/2016 - 16h18

    Espetacular, amei o texto!!!!! Vc é muito top!

    • Ju  03/02/2016 - 16h52

      Regi, que bom que você gostou! :)
      E obrigada! <3
      Beijos

  5. Natalie  03/02/2016 - 19h30

    Que texto! Que mensagem! É tão difícil essa parte de enxergar o melhor e fazer o melhor quando só recebemos “espinhos”…tem pessoas que parecem ter o dom de ferir, machucar…mas ainda assim eu prefiro semear o bem…às vezes se torna difícil, outras vezes impossível…rs mas no fim, sempre vale a pena deitar, e dormir em paz e tranquila sabendo que “fiz o melhor que pude, ofereci o que tinha de bom”. Parabéns por todos os textos do “Mulher de 30” e acho digno providenciar um livro, pra ontem!rsrsrs Beijooo

    • Ju  04/02/2016 - 11h43

      Oi Nat! <3
      É complicado conviver com gente assim, sei bem... Mas eu acho que essas pessoas são as que mais precisam de ajuda, sabia? Estão secas por dentro e sequer percebem...
      hahaha Vou providenciar o livro, pode deixar!
      Beijos

  6. Su Carvalho  04/02/2016 - 10h19

    Oi Ju,
    passei a acompanhar seu blog há umas semanas, e estou amando!!!
    Seus textos, sua forma de explicar tudo que faz!

    Parabéns!!!

    • Ju  04/02/2016 - 11h33

      Su, muito obrigada, fico muito feliz em saber que estás gostando! <3
      Beijos

  7. PATRICIA  04/02/2016 - 12h22

    Nossa muito lindo o texto, e com certeza vai fazer muita gente parar e pensar na própria vida, valorizar o que tem.
    Parabéns adoro ler os seus textos.

    • Ju  04/02/2016 - 12h34

      Obrigada, Paty! <3

  8. Andreia  08/02/2016 - 00h46

    Ju vc é uma gracinha to amando o Blog…
    E esse texto era o que eu precisava p hoje
    Que Deus possa continuar te Abençoando
    Bjo

  9. Renata  09/02/2016 - 20h34

    Jú!!!!!! Que textp maravilhoso! Já te disseram que vc é uma escritora de mão cheia? Serviu de inspiração para mim, que sou uma mulher de (quase) 30 (tenho 28). Sou sua fã! Cada dia mais fã. Parabéns!

    • Ju  10/02/2016 - 10h39

      Re, sua linda, ainda vou escrever livros, cê vai ver!
      E, menina, os 30 são a melhor fase, e os 40 serão melhor que os 30 e por aí vai! hahaha

  10. Rafaela  10/02/2016 - 17h48

    Ju, suas palavras refletem o pensamento de muitas pessoas e você consegue externar com maestria, tocando no fundo da nossa alma, impossível não se emocionar, difícil não se identificar. Obrigada por me fazer experimentar tantas sensações ao ler o seu texto, obrigada por me fazer despertar para mudanças e anseios que são necessários em nossas vidas. Certamente a sua colheita será muito farta. Um forte abraço!

  11. marcia  13/02/2016 - 07h08

    Muito bonito!!!!!parabéns.

  12. Débora Oliveira  03/03/2016 - 17h01

    Ju
    Que lindo, nossa, preciso ler isso todos os dias rs

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…