Vizcaya
14.04.2015

Mulher de 30: Um Brinde ao Surto!

Não tive crise dos 30 e até fiz um post aqui falando do quanto tava achando bom ser uma “mulher de 30”, do tanto de coisas que mudaram pra melhor, mas o fato é que, na esquina dos 33, tô surtando!

É claro que eu tô bem melhor, bem mais resolvida e mais segura que aos 20. Hoje eu me respeito muito mais. Respeito todos os “meus eus”, respeito minhas vontades e quereres, e respeito até aquilo que há de errado em mim, porque não, eu não sou perfeita, nem quero.

E como sou muito mais segura, como me aceito do último fio de cabelo ao dedão do pé, me acho muito mais bonita também, porque beleza tá bem longe de ser um conjunto de traços perfeitos. Ela é interna, e resplandece.

mulher-de-trinta

Então, se tudo está muito melhor, qual é o problema? O problema é que não fiz a grande maioria das coisas que queria ter feito, que gostaria de já ter realizado.

Ter mudado meu rumo (falei disso no vídeo sobre o começo do blog) foi um salto no escuro que, com certeza, me fez um bem enorme, mas atrasou alguns planos… Cada escolha é uma renúncia, eu sei, e também sei que, no momento certo, tudo vai acontecer, mas isso não convence esse bicho que tem aqui na minha barriga, mais conhecido como “inquietação”.

Não, eu não gostaria de estar casada, com filhos, uma profissão estável e uma casa com flores na janela. Ok, a casa com flores na janela eu queria sim, mas todo o resto nunca me interessou de verdade. Eu sinto falta das experiências que ainda não tive, dos países que ainda não conheci, dos livros que ainda não publiquei. Eu sinto falta da vida que eu quero ter.

As viagens que quero não são como as que eu já fiz, que foram sim incríveis, afinal não se pode dizer que não é incrível conhecer países tão diferentes do meu, mas “não foram eu”. Quero, ao menos uma vez na vida, colocar uma mochila nas costas (ok, uma mala gigante de rodinhas) e sair por aí, meio sem destino, decidindo a cada dia pra onde quero ir. Cansei de viajar como turista, quero viajar como viajante.

Quero viajar de bicicleta por algum país desconhecido. Quero plantar um “pé de lavanda” no quintal de casa e acompanhar todas as fases dele, aprendendo com cada uma delas. Quero “andar” de balão. Quero abraçar um urso e fazer amizade com um leão. Quero, quero muito visitar um vulcão.

mulher-de-trinta

Quero adotar uma iguana que já sonhei até o nome: Teodoro.  Quero conhecer Grasse e sentir milhões de perfumes no ar. Quero conhecer todos os lugares sagrados do planeta (só conheço Fátima, em Portugal!). Quero ir pro México.

Quero visitar uma cidade que amo em cada uma das estações, só pra ver como ela muda, como se transforma. Quero morar em muitas cidades, e ir embora antes que possa me acostumar com o lugar. Quero subir uma montanha e dormir sob as estrelas. Quero passar semanas em silêncio em algum mosteiro, num lugar bem alto, só eu e Deus.

Quero uma biblioteca gigante, recheada de livros, alguns escritos por mim. Quero perder o controle, chorar de felicidade, gargalhar até ficar sem ar, ter crises de riso, aprender a pintar. Quero fazer aulas de circo e ter um balanço na árvore pra brincar.

Quero tudo isso e muito mais. E quero não ter que explicar pra cada pessoa que eu tenho o direito de não querer o que elas querem, de não me enquadrar no que esperam de mim.

Mas disso a gente fala no próximo post, porque o “Mulher de 30” tem tanto assunto que parece não ter mais fim!

Agora me digam, como estão vocês aos 30, meninas? As dúvidas, as insatisfações, os sonhos, as conquistas… Contem tudo!

Beijos, Ju ♥

Vizcaya
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
54 comentários
  1. simone andrea p.santos  14/04/2015 - 14h14

    ja tô mais de dez anos a frente ahhahhahah mas tranquila ,dona de casa ,mãe de 4 filhos e confesso que tive uma crise de rebeldia qdo cheguei aos 40 uma crise de peraí to fazendo o q mesmooo??? mudei cabelo ,comportamento e me desliguei , senti um pouco de solidão ja que dois dos meus filhos foram p/ sampa e logo em seguida minha filha casou e fiquei só com a caçula mas as coisa entram no eixo aos poucos é a vida né …bjokas

  2. Lucaine Martins  14/04/2015 - 14h33

    Oi Ju!!! Entrei na casa dos 32… Muita coisa já mudou!! Quero muitas coisas assim como você, mas já fui casada, não tenho filhos, já amei, já me decepcionei, já chorei muito, já fiz coisas boas e ruins. Quero agora liberdade!! Sorrir, brincar, me cuidar, conhecer gente, viajar… Bsj

    • Ju  14/04/2015 - 14h52

      Lu, que venha tudo como você sonhou! <3

  3. Edilaine Freitas  14/04/2015 - 15h18

    Ah eeu t no 3.1 e confeso que estou bem indecisa,querendo fazer coisas diferentes mas ainda não descobri o que rsrsrs,enfim mas eu me amo mais agora do que quando tinha 20 engraçado não bjo amei esse post

    • Josuela Fontes  14/04/2015 - 17h52

      Além de todas suas considerações,as quais concordo plenamente, adorei chegar aos 35 e conhecer esse universo dos blogs…que embora muitos digam ser um mundo superficial, pra mim os que dizem isso pouco entendem que o conceito de beleza não se resume ao shampoo, ao perfume, ao creme facial da moda mas sim à sensação de bem estar e autoestima impreterivel a todas nós!seja la qual for a idade…Felicíssima pq aprendi isso na casa dos 30!Parabéns pelo blog!Muitos 30, 40, 50 p vc Ju!

      • Ju  14/04/2015 - 18h56

        Jo, disse tudo! <3

  4. Lara  14/04/2015 - 15h26

    Juh, estou na casa dos 30 também e apesar de ser casada há 10 anos, NUNCA pensei em filhos! Eu, meu marido e a nossa vida independente e cheia de viagens sempre me bastou, nos bastou. Mas venho pensando em filhos, na solidão que a minha vida pode se apresentar para mim nos fins dos meus dias. Os laços de família vão se perdendo sabe Juh! Justamente pq todo mundo vai formando a sua própria família…

    • Ju  14/04/2015 - 18h59

      La, isso aí é verdade!

  5. FABIANA  14/04/2015 - 15h36

    Oi Ju! Eu aqui de novo!!!
    Já estou com 37a e totalmente frustrada, pois não fiz metade do que eu queria ter feito. Tive uma criação muito rígida e fui criada no regime militar, pois meu pai é militar e devido a isso sempre tive que fazer o que ele quis e é assim até hoje! Não me sinto uma mulher de 37, sabe? Ainda me sinto uma menina e até minha aparência é de menina, ninguém me dá 37! Eu vivo a vida que ele quer e não minha própria vida como eu quero. Aconteceram vários fatos que acarretaram isso e não dá para entrar em detalhes. Talvez se vc soubesse acredito eu que vc entenderia.
    Enfim, estou exausta e carrego um fardo sozinha. Estou muito cansada! Já perdi a esperança de um dia fazer o que eu realmente quero e pelo que vejo vai ficar para próxima vida.
    Corra atrás dos teus sonhos e viva tudo intensamente!
    Bjs

  6. ERIKA  14/04/2015 - 16h00

    Oi Ju! To pegando gosto de comentar por aqui hihihi.
    Eu já estou com meus 3.5, já fui casada, tive meu filho muito antes do previsto (aos 16) e quando estava me acostumando com a vidinha acomodada veio o destino e zupt…tudo o que estava planejado foi pros ares. Acabei me separando, filho grande e eu que já estava acostumada a sempre servir a familia me vi sem saber o que fazer da minha vida. Ano passado foi o ano da crise de identidade (e da separação), do “to velha”, do “o que eu faço agora”. Mas aos poucos a poeira foi baixando e hoje to curtindo e muito a liberdade de poder fazer as minhas vontades, de estudar, viajar, de me cuidar (emagreci muitooo) e todo mundo que me vê fica espantado como “remocei” rsrs, de dar chance para o novo. Enfim, tudo isso pra dizer que idade está na nossa cabeça. Hoje me sinto muito melhor do que quando tinha meus 20 e pcos anos por exemplo e a duras penas descobri que ser feliz só depende de mim mesma, se vier uma pessoa para agregar ótimo, que transborde pq completa eu já sou. Bjs!! Adoro vc e seu blog!

  7. Paula  14/04/2015 - 16h16

    Oi Ju! Sabe eu nunca me preocupei muito com coisas de idade, me casei muito nova (18 anos) e com 32 fiz uma cirurgia de coluna que me deixou numa cadeira de rodas, então não tive problemas para pensar na idade (desde os meus 25 anos, eu ouço as pessoas falando que não aparento a idade que tenho) , hoje tenho 40 anos e vivo muito bem comigo mesma e me sinto mais bonita hoje do que quando tinha 20 , aproveito a minha vida ao máximo (não pude ter filhos) e me sinto linda e feliz com 4.0 :)!!! Bjs linda

  8. Audrey Guerra  14/04/2015 - 16h29

    Adorei o texto, Ju!
    Bom, eu já passei dos 30 faz um tempinho (tô caminhando para 35, mês que vem).
    Não aconteceu nada daquilo que eu previa quando era novinha e pensava no meu futuro. Eu sonhava em casar, ter filhos, morar numa casinha simples, fazer jantar para o marido quando ele chegasse em casa.
    Me ocorreu exatamente o contrário! kkkk
    Não casei, não tive filhos, moro na casa dos meus pais ainda (e morro de vergonha por isso), não faço jantar pra marido nenhum, e minha vida é mega atribulada, saio antes do sol nascer e volto quando ele já se pôs!
    Tenho minhas frustrações? Sim! Principalmente quando vejo amigos de infância fazendo a familia crescer, outros se casando, outros sendo avós.
    Mas não posso reclamar do que o destino me reservou. Viajei muito, conheço muitos lugares, a maioria dos meus amigos são de fora do Brasil – o que me permite poder viajar sempre com a desculpa de matar saudades – tenho meus bens, poucos, mas tenho, e claro, tudo que vivi nesta vida maluca, e minhas experiências inesquecíveis que ninguém tira de mim. No dia que eu fizer minha passagem para outro plano, tenho certeza que tudo que vivi vai comigo!
    Bjos! :)

  9. Carlinha  14/04/2015 - 16h38

    Juju, estou fazendo 28 anos esse mês e confesso que já estou surtando.. hahaha, não pela idade, como você mesma colocou, mas por o tempo passar tão rapidamente e eu ainda não ter feito tanta coisa que gostaria.. Antes tinha sonhos, e hoje tenho novos, pode isso? Estou passando por uma fase de aceitação e conhecimento comigo mesma, descobrindo novos quereres, novos sonhos, novos rumos.. Escrever um blog é um deles. Acompanho a tanto tempo tantos blogs, e sempre fico imaginando como seria ter o meu, colocar minhas ideias, contar as minhas experiências, escrever sobre a vida.. Quem sabe, ainda não abandonei a ideia! Mas a principal lição que aprendi, hoje com os meus 27, quase 28, é tão básica e tão simples, mas que demora tanto para aceitar: A grama do vizinho nem sempre é tão verde.. Fiquei muito tempo querendo o que os outros tinham, imaginando como a minha vida seria sensacional se eu tivesse isso, ou aquilo, se o meu corpo fosse como de tal pessoa, que esqueci de viver a minha vida. Hoje eu aprendi a me amar mais, aceitar meus erros, defeitos, classe social; aprendi a ser feliz do jeitinho que sou, e posso te garantir que sou muito mais Feliz! Um beijo no seu coração Lindona! O seu trabalho é uma grande inspiração ;)

  10. Vanessa Cazorla  14/04/2015 - 17h38

    Ahhh como não ter amar …me definiu! eu sou precoce, to nos 27 mas meu corpo se sente com trinta, to engordando (cara sempre fui vara pau)! Mãe de dois meninos, quero liberdade liberdade liberdade e amor próprio, pq descobri que não existe melhor coisa do que amar a si!

    • Ju  14/04/2015 - 18h56

      Oi Nessa! :)
      É isso aí, nadaaaaaa na vida é mais importante que o tau do autoamor, nada!

  11. Tatiane  14/04/2015 - 21h02

    Juu q texto mara!Ainda não fiz 30,mas tô perto e a idade não me assusta nem envelhecer, o q me assusta é nunca realizar meus sonhos!
    Tenho esses surtos sempre próximos ao meu niver, mas depois passa. kkk

  12. Rúbia Andréa Santos  14/04/2015 - 21h41

    Oi Jú,
    Eu amo o seu blog e você é uma pessoa linda por fora e maravilhosa por dentro. Continue desejando sempre! Só quem deseja tem o merecimento da conquista. Eu cheguei aos quarenta e pode ter certeza que você só irá colher coisas boas! Parabéns pelo blog e pelos textos. Eu tenho casa, profissão estabilizada, um Amor, mas me falta a coragem de realizar o meu sonho “secreto” ter um blog. Quem sabe um dia…beijos com carinho,
    Rúbia

  13. Juliana  14/04/2015 - 21h55

    OLha Jú fiz 32 esses dias mas, não me sinto com essa idade apesar das minha grandes responsabilidades, namoro a 5 anos e agora quero casar, mas estou terminando meu técnico em alimentos,e gostaria de fazer outro curso, mas o casamento no momento é que mais quero, mas são tantas coisas que quero, que parece que pulei de uma etapa da vida kkkk.

  14. Uedna  14/04/2015 - 21h58

    Menina, que blog é esse o seu?
    Entre as coisas que eu tava procurando pra por ordem na bagunça que tá minha cabecinha, era um blog de conteúdo. Eu queria ler muito sobre coisas que eu pudesse e no mercado da rua e comprar sabe? Há um ano parei de comprar coisas de beleza (tava meio de mal com a vida e meu cabelo viveu bem só com shampoo) resolvi voltar para o mundo da vaidade por que faz muito bem pra gente. Mas, entre tantos blogs, gostei de várias blogueiras mas nenhuma eu me sentia no meu universo sabe? e vc Ju tem um blog do jeitinho que eu procurava, você escreve e descreve muito bem, sem contar que esse jeitinho do interior menina, eu adorei! Só a vontade de ler tudo de uma vez que não pode né? Beijos, e adorei o texto. <3

    • Ju  15/04/2015 - 14h48

      Oi Ueda! :)
      Que bommmm saber disso, sinta-se em casa e boa sorte nessa nova fase, viu? Beijos <3

  15. Isabele  14/04/2015 - 22h00

    Eu ainda estou na casa dos 20 mas te dou todo o apoio de ir conhecer o mundo sem ter momento certo pra voltar! Novas experiências nos enriquecem e não há nada melhor! Vai passear e mostrar a nova Ju pra gente! <3

  16. Viviane Santos  14/04/2015 - 23h56

    Oi Ju. Me identifiquei muito com o que escreveu. Tenho 31 e me pego pensando nas mesmas coisas que vc. A sociedade me cobra marido, filhos…mas eu sinto que estou na melhor fase da minha vida e gostaria de poder aproveitar mais pois sei q passa muito rápido e isso me assusta. Acho que o q realmente sta mexendo comigo é a velocidade do tempo. Tenho medo de não dar tempo de fazer tudo que quero!!
    Adorei o post!! Bjsss

    • Ju  15/04/2015 - 11h21

      Vivi, o tempo tá voando e não dá tempo de tudo, isso que mais me angustia, sabe?

  17. Luana Carmo  15/04/2015 - 09h44

    Ju,que post lindo.

    Estou com lágrimas nos olhos, de verdade.
    Apesar de ter 23 anos,já estou agoniada com o que Deus tem pra mim no futuro. E o que você escreveu me atingiu em cheio. Contempla a maioria das coisas que tenho vontade de fazer na vida, mas que parecem estar tão distantes de mim.
    Sei lá, às vezes parece que nossas vontades e nossos planos, a cada escolha vão ficando mais longe de nós.
    Mas apesar de nem tudo dar certo, não significa que está errado. Acredito que os planos de Deus para nós ainda serão grandiosos, mesmo que não sejam o que idealizamos e sonhamos.

    Amo seu blog de paixão, desde que conheci não larguei mais.
    Bjus!!

    • Ju  15/04/2015 - 11h20

      Oi Lu! <3
      Fique calma que você ainda tem muito tempo, mas tenha um projeto de vida, vá planejando o que você quer e o que vc pode fazer pra conquistar essas coisas, pq a maioria das coisas não acontece por acaso, a planta não cresce de vez, começa como semente, a gente vai regando, "alimentando", e de pouquinho em pouquinho ela cresce...

      E que bom saber disso, me faz muito feliz! <3
      Beijos

  18. Sabrina Cattaneo  15/04/2015 - 09h49

    Oi Ju, post lindo viu… estou com 36 e essa semana ainda conversei com meu marido a respeito, não sinto q tenho essa idade mais confesso que qdo fiz 30 fiz uma auto analise, pra saber se tinha o que desejava ou ficou faltando fazer algo, acho q no fim o resultado foi positivo, lógico que as vezes falta uma coisinha ou outra mas no geral é como me imaginei, casada com minha filha tão desejada… hoje me aceito mais, me amo mais e deixei de lado a insegurança. Amo seu blog, bjss

    • Ju  15/04/2015 - 11h19

      Oi Sa! Que bom isso Sa, que bom… Eu já nasci velha, e não é a parte física que me incomoda, te juro, são as coisas que quero fazer, sabe? Mas tudo vai acontecer… Beijos

  19. sara  15/04/2015 - 12h45

    Lindo post, e me fez repensar meus desejos e sonhos nessa nova fase da vida… balzaquiana!!! bjs.

  20. Thais  15/04/2015 - 12h51

    Nooooossa! Tantos sonhos tão parecidos com os meus. E estou me programando pra isso.
    Que vc consiga realizar parte deles, assim como todas as mulheres.

    • Ju  15/04/2015 - 14h46

      Thai, vamos realizar sim, com certeza! <3

  21. Tati  15/04/2015 - 13h18

    Nossa Ju.. me identifiquei demais com vc.. e quase chorei! Pq a vida da gente é exatamente assim! Cheia de planos e sonhos… So que nem sempre realizamos!
    Eu to chegando nos 30, sou casada ha 12 anos e tenho dois filhos. Formada em ADM. MAs ainda ainda sinto que falta alguma coisa sabe… talvez sonhos que nao realizei, momentos que nunca vivi… e a gente sabe que o tempo vai passando, e a gente acaba olhando pra tras e tendo a certeza que ainda nao viveu o suficiente…
    Super beijo JU, amo seu blog, viciei e n largo mais! <3

  22. Carol  15/04/2015 - 15h35

    O meu post que já li até hoje, Ju! Nossos gostos são muitos parecidos, incrível ♥

  23. Débora  15/04/2015 - 19h54

    Ju e leitoras, perceberam como todas nós temos essas inquietações? nunca estamos plenamente satisfeitas e creio que esse é o sentimento mais humano que existe. E talvez por isso, estamos sempre em constante transformação.
    Vou completar 30 anos em setembro e tenho me questionado bastante a respeito das decisões que tenho tomado. A unica certeza que tenho é que se não formos sinceramente fiéis aos nosso valores e a respeito daquilo que queremos.. buscaremos aquilo que todos querem (ou ACHAM que desejam). Exemplo real: casamento e filhos.Muitas amigas ja casaram e agora começou a fase de nascerem os pimpolhos. Cheguei a surtar pensando:” o que ta errado comigo?”. Como se eu estivesse em DÍVIDA com a sociedade ou fosse um fracasso na vida pessoal por não estar acompanhando a “boiada”. A conclusão que cheguei: eu quero mesmo ser mãe? casar? Agora, a unica certeza que tenho é que sou apaixonada por viajar e que adoraria conciliar isso com um bom companheiro.
    Ju, se vc quer tudo aquilo que escreveu. Porque ainda não realizou? o que te impede de fazer isso?

  24. Leila  16/04/2015 - 21h13

    E para quem está no dilema, quero viver todos os meus sonhos x quero ser mãe?

    tô nessa fase…

  25. LUANA  17/04/2015 - 12h38

    Oi Ju! Estou na casa dos 3.0 e estou pirando com esse negócio de ficar mais velha. Sou casada há 13 anos, tenho uma filha de 12 e muitas frustações. Mas na vida é assim, cada escolha é uma renúncia. Sinto saudades até de coisas que não vivi e penso o tempo todo da seguinte forma:”e se eu pudesse voltar no tempo, minha vida seria diferente?” Sinceramente não sei!
    No momento sou um turbilhão de dúvidas, pensamentos e inquietações.
    Ameiiiii conhecer seu blog!! Obrigada por todas as dicas maravilhosas.Beijos

  26. Ju Tonaco  18/04/2015 - 13h14

    Olá Ju,
    Sou sua xará, no nome e em quase tudo que disse sobre vc!
    Sou Leonina do mesmo jeitim…aff..como sofro com isso.
    Estou com 34…com um pé nos 35…Ai meu Deus!!!Com tantos projetos como os seus…e bem parecidos tbm…sem saber como e quando eles acontecerão ou se acontecerão.
    Casada a 8 anos com um homem, digamos, bacana;mãe de uma menina incrível, que aos 3 anos e meio usa todas as minhas roupas, saltos e make´s.
    Aos 34 anos sei que estou muito melhor em vários aspectos, mas com uma ansiosidade fora do normal…estou até me tratando para não enlouquecer.
    O que mais me incomoda é a transformação da pele e corpo com a idade…mas sei que é uma questão de aceitação…já estou trabalhando isso…desde os 30, rsrs, até o fim do mundo.
    Se podesse voltar no tempo, teria iniciado os cuidados com a pele e corpo para prevenir os sinais, não teria exagerado tanto nas baladas, e teria dormido mais.
    Estou amando seu blog. me identifiquei.
    Parabéns, um grande beijo virtual e sucesso.

  27. Denise  18/04/2015 - 16h29

    Ju, ainda na saga dos PPD(s)??

  28. Raquel  19/04/2015 - 19h07

    Oi Jú! Amei seu texto… vc definiu a fase em que estou no momento… de tudo o que você falou que quer fazer, já fiz uma: peguei minha mala e fui parar na Nova Zelândia, sem conhecer ninguem e sozinha! E foi a melhor coisa da minha vida, tanto que criei uma inquietação dentro de mim de querer conhecer o mundo… que você possa realizar esses seus sonhos!! Adoro seu blog!! Bjos!!

    • Ju  22/04/2015 - 14h36

      Raquel, que maravilhaaaaaaa! Quero muito fazer isso também, muito! Que possamos realizar cada um dos nossos sonhos! :)

  29. Ju  22/04/2015 - 22h27

    De Ju para Ju, rs…

    Amei seu texto Ju, me identifiquei muito!!!

    Este ano quero me dar de presente um passeio de Balão (que é meu sonho desde pequena), pois em Agosto completo 30!

    Já a viagem fica em torno de um prazer zen em Cuzco, um prazer olfativo nas adegas de Santiago, em respirar novos ares nos campos de Dublin ou em me reencontrar na Toscana. #Planos

    Espero que vc realize tudo o que deseja!!! Sucesso e Saúde para poder curtir!!!

    Bjos…

  30. Tatyy  24/04/2015 - 20h30

    Ja tenho 33a e me sinto muito frustada tenho q mudar esse quadro…

  31. Michelle  30/04/2015 - 10h49

    Ju, estou com 36. Quando fiz 30 larguei tudo de ruim na minha vida e passei a ter a vida que eu sentia que precisava. Estava num caminho de envelhecer chata, triste e resmungona. Me separei, com minha filha aos 11 meses de idade, e fui curtir a vida. Namorei bastante, daqueles namoros que você tem de dois, de três, ao mesmo tempo. Um namorado em cada capital! Viajei bastante, fiz muitas amizades eternas. Aos 32 decidi mudar ainda mais a minha vida, agora de um jeito que pouca gente entendeu: casei-me com uma outra mulher e sou feliz até hoje. Larguei a progressiva e as luzes, assumi meus cachos e passei a cuidar mais do meu intelecto do que da minha aparência. resultado: amor próprio e felicidade são o que te deixam mais linda!!!! Sou feliz como nunca há três anos e meio e minha filhota, agora com quase sete, mora conosco e ama a família que tem. Não surtem, amem!

    • Ju  10/05/2015 - 15h03

      Miiii, não disse que final de semana responderia, tudo? Menina, as coisas vão acumulando e eu fico perdidinha! rs
      Olha Mi, vc tá mais do que certa, e merece muitas palmas pela coragem, não só de largar tudo, mas de “se assumir”, e isso em todos os aspectos! Ninguém merece passar a vida inteira triste e insatisfeita, sabe? E no fundo a gente faz ou deixa de fazer muitas coisas pensando nos outros, o que é uma besteira enorme, porque não são essas pessoas que vão ter que acordar todos os dias com o peso da tristeza e da insatisfação…
      Fico muito feliz em saber que estás feliz, é isso que importa!
      Beijos enorme e parabéns pela coragem! <3

  32. Michelle  08/05/2015 - 15h19

    Sério? Fiz um comentário enooorme contando a minha experiência e… não foi aprovado?!!? Eu era super fã sua, mas vi homofobia nisso. Claro, ninguém aqui contou experiência de ter “mudado de lado” depois dos 30 e ser feliz com isso. Muito triste. Perdeu uma fã, Ju. Que pena.

    • Ju  08/05/2015 - 16h15

      Miiiiiiiiiiiiii, fala isso não minha linda, tenho exatos 156 comentários ainda não aprovados porque não consegui responder ainda, e vou respondendo do topo pro final, então sempre embola, mas atualizo TUDO no final de semana!

      E, imagina, jamais deixaria de aprovar um comentário, muito menos por causa de uma “mudança de lado”, uma mudança de vida. Jamais faria isso, jamais, o que importar é estar feliz, todo o resto é bobagem! <3

      Sossega aí que até amanhã consigo aprovar e responder tudo! <3

      • Michelle  08/05/2015 - 16h23

        Obrigada pela resposta. Fiquei triste, pois já faz bem mais de uma semana que postei. Enfim, desculpe o desabafo. Continuo sua fã :)

  33. […] Mulher de 30: Um brinde ao surto! […]

  34. Kel  19/11/2015 - 11h39

    Jú, acabei de ler seu texto! 33 anos, casada (de novo e já arrependida) e sabe qdo parece que nada faz sentido! Tenho tantos sonhos e tenho deixado tanta coisa de lado e permitido tantos machucados que nem me reconheço mais! Sinto q o dia do “meu surto” está se aproximando e decidi que não terei mais medo dele! Já sonhando com tudo novo em minha vida!

  35. ju simao  20/01/2016 - 20h42

    De verdade?pessima miga nao consigo me char nos 30>>>. ja tentei de tudo,mudei roupaas, cabelos, pareçe ke nada esta bom,tento conversar com alguem da familia,mais e invão…..nao sei o ke fazer help.

  36. Valéria  04/05/2016 - 17h15

    Resumindo os últimos 3 meses: passei por um término de namoro, já fiquei com outros caras, levei um fora de outro, parei de Tomar anticoncepcional e me sinto extremamente triste kkkk parece que não me encaixo em nenhum lugar, nem na minha própria casa. Sinto que joguei minha vida fora, estou completamente sem rumo…rs

  37. Carla  19/09/2016 - 14h08

    Oi Ju! Amo seu blog, e é incrivel como nao estamos sozinhas nesse mundo. Tb estou nos 32, e ando numa fase bem deprê. Sempre fui magra, e meu corpo mudou mto desde os 30 (tipo aos 12 anos, qndo tudo muda na nossa vida da noite para o dia sabe?) Minhas roupas nao me servem mais, nunca tive problemas com isso, mas ultimamente so penso em perder toda essa gordura q se acumulou em mim. Estou solteira, nao tenho filhos, e tb td oq eu planejava pra mim empacou, nada mais acontece. Estou deprimida, sem animo, sem motivação para viver. Parece q tenho envelhecido 1 ano por mes, desde os 30. Eu q sempre fui cheia de vida, de riso, de leveza, de vontade de viver… hoje nem me reconheço mais, tenho saudade de mim! Seu blog tem me ajudado mto, obgda! Beijos!

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…