25.12.2014

Sobre o Vício em Celular e a Eterna Falta de Educação

Se tem uma coisa que me deixa retada da vida é ser “trocada” por um celular. Acho de uma falta de educação absurda, sabe? Não só de educação, mas de gentileza.

Como assim que você sai com as pessoas e não presta atenção no que elas estão falando? Como assim não olha pra elas, não interage, não se interessa pelo que elas falam?

Celular é ótimo, Whatsapp é fantástico e não vivo sem Instagram, Facebook, Twitter, Pinterest e por aí vai. Passo o dia inteiro conectada e, no meu caso, é essencial, só que quando estou com alguma pessoa ao lado (ok, exceto aquelas que não gosto rs) evito usar o celular e prefiro cultivar aquela relação,  porque, afinal, aquela pessoa está ali “gastando” o tempo dela comigo e o mínimo que posso fazer é retribuir na mesma moeda.

vício-em-celular

Ou seja, o problema não é o celular ou as redes sociais, o problema é o mal uso que se faz deles.

E esse “mal uso” tem chegado a níveis lastimáveis, e não é raro ver duas pessoas em uma mesa sem que uma sequer olhe pra outra. Diálogo então, nem pensar!

Cadê as risadas, as conversas calorosas, o partilhar a vida? Cadê o jogar conversa fora, o bater resenha ou coisas do tipo? Não existe mais, exceto por uma fração de segundo, pra uma foto no instagram, pra gerar a ilusão de que as pessoas estão realmente se divertindo, quando, na verdade, cada uma está teclando com fulano ou sicrano e deixando os outros de lado.

Não, não tem nada demais postar uma foto ou outra, responder uma mensagem urgente ou atender a um telefonema, mas acontece que a coisa está bem longe disso, né?

Eu já fui muito tolerante com isso e já tive um quase vício também, mas anotei, como uma das minhas “resoluções de ano novo”, não participar mais desse tipo de coisa. Se estiver em uma mesa, em grupo, e a pessoa não olhar pra mim, não conversar, não se interessar pelo que está acontecendo ali naquele momento, dou as costas e ponto final.

vício-em-celular

Se estiver com uma só pessoa e ela me ignorar pra ir brincar de internet, levanto e vou embora. Vou mesmo, até porque não tenho cara de figurante de rede social, né?

Acho que as pessoas estão tão viciadas na vida virtual que estão esquecendo a vida real, esquecendo de construir e alimentar relações fora da telinha, como se a vida virtual tivesse tomando – mesmo – o espaço da vida real, o que é uma pena.

E é pensando nisso que faço aqui um pedido: quando estiver com alguém, esteja realmente com esse alguém. Converse, pergunte, compartilhe, viva aquele momento, tenha a gentileza de ceder o seu tempo e a sua atenção pra pessoa que está ao seu lado, e tenha a educação de não agir como se o outro fosse um enfeite.

A internet é maravilhosa desde que se faça bom uso dela, mas passa a ser uma prisão, e das piores, quando te escraviza, porque não existe prisão pior do que aquelas que a gente não consegue ver. E sim, mesmo que de ouro, grilhões ainda são grilhões.

Beijos

Ju

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
16 comentários
  1. Fernanda  25/12/2014 - 22h57

    Ai, Ju, que texto maravilhoso esse. Essa atitude de estar perto das pessoas e ignora-las por causa das redes sociais é tão comum hj em dia, mas que realmente é uma tremenda falta de educação. Valoriza-se mais as curtidas de uma foto tirada pra ‘parecer’ que estamos com alguém do que a conversa olho no olho cheia de troca e de sentimentos envolvidos. Precisamos ser mais responsáveis no trato com o próximo, educação e respeito nunca saem de moda. Ah, e vida real, encontros reais são bem mais legais. Bjo.

    • Bia  01/01/2015 - 18h51

      Ju,tudo aue eu gostaria de falar você soube dizer. Esse tempo não está fácil mesmo,só indo pela fé. Ótimo post autêntico e verdadeiro. Do jeito que tem que ser a vida ! Deus te abençoe. Bjs

  2. Glaucia Silva  26/12/2014 - 00h06

    Concordo e assino em baixo. Não tenho whats nem insta (e o marido tbem não) e face só pra fins comerciais. Internet é pra adicionar coisas boas e conhecimento na vida e não privar dela. é realmente lastimável que muitas pessoas vivem uma vida virtual e fingem que são super felizes. Onde será que isso vai parar?

  3. Giovana Rodrigues  26/12/2014 - 01h29

    Suuuuper concordo Ju! Fico super chateada quando saio com a família, amigos, etc. e percebo que cada um fica preso em seu mundinho virtual. E eu falo mesmo que na próxima vez não vou se continuarem desse jeito haha. Tem um sociólogo chamado Zygmund Bauman que aborda esse tipo de coisa em suas teses sobre o que ele chama de “sociedade líquida”, essa sociedade que despreza as relações interpessoais e troca de amigos, namorados, etc. como se fosse roupa. A propósito, tô LOUCA pra ler os livros dele rsrs

    • Ju  26/12/2014 - 21h29

      Gio, é a era do Fast Food! rs

  4. Sy Santos  26/12/2014 - 11h58

    Oii Ju bom diaaa,olha realmente essa situação é muito chata, sábado eu estava na praça de alimentação do Shopping e vi uma cena dessa, o namorado almoçando e a namorada sentada de frente pra ele mexendo no celular( whatsApp),parecia que o homem nem estava ali, até que teve um momento que ele não aguentou e reclamou e ela ainda se chateou, então ele levantou e foi embora e ela atras mexendo no celular, total falta de respeito e de amor ao próximo, infelizmente tem pessoas perdendo muita gente por causa dessa falta de respeito. Que venhamos abrir os olhos para isso. bjoks Ju desejo para você e sua família uma ótima entrada de ano e que tudo coopere para o seu bem.

  5. Caroline  26/12/2014 - 13h04

    Concordo em tudo o que você escreveu neste post Ju. Acho muita falta de educação uma pessoa ficar mexendo no celular numa roda de amigos, numa festa ou quando estiver somente você e ela. Eu não tolero isso e chamo a atenção da pessoa, se não gostar pode ir pra casa e se trancar no quarto sozinha com seu mundinho virtual que com certeza ela não fará falta.
    Bjoo e sucesso.

  6. suellen cristina  26/12/2014 - 14h27

    Concordo muito com voce ju.eu nao tenho nenhuma rede social apenas o email,acho muito chato estar conversando com uma pessoa e ela estar grudada no celular,e ainda por cima perguntar:o que voce falou?e muito chato prefiro levantar e sair.beijos linda ahh estou amando o seu sorriso nas fotos..

  7. Marilia  28/12/2014 - 11h21

    Uma vez eu estava numa roda de amigos que estavam conversando no WA, pasmem, alguns entre si, mas foram incapazes de abrir a boca. Como na época eu fugia de celulares mega tecnológicos com medo de ficar desse jeito, andava com um livro, tirei o livro da bolsa e comecei a ler. Levei gritos, xingos, tiraram fotos minhas. Aí eu perguntei “vcs estavam reclamando porque eu estou dando atenção a um livro porque vcs estão prestando atenção em seus celulares?”. Algumas respostas foram “to jogando mas posso conversar”, “to falando no wa, mas to ouvindo”, dentre outras pérolas. Muito calma disse “eu to lendo, e só posso ler, pois quero fazer isso bem”. E continuei minha leitura, assim se passaram dois livros meus nas duas semanas seguintes de intervalos de aula até que esse grupo desligou o celular e pudemos conversar, quem não se adaptou, caiu fora da roda. Engraçado que o incomodo do grupo foi o fato de que eu estava lendo, não o fato de que ninguém interagia por conta dos celulares, ficou banal as pessoas pararem de falar pra ficar no celular, mas parar de falar pra ler um livro, quem é doido?
    Hoje em dia tenho um celular com WA, é prático sim, mas quando saio com amigos ele fica no silencioso na bolsa.

  8. Fernanda Fusco  31/12/2014 - 19h23

    Ótimo post!
    Sou uma amante da tecnologia deste que me entendo por gente, mas nunca, na minha vida toda, troquei alguém por um vídeogame, celular ou computador – alguns deles serviram de recurso para a nossa interação em alguns momentos, mas nunca deixei ninguém de lado por conta disso.
    Nunca entendi essa nova cultura do status, que vale mais ter do que ser, sabe? De sair para uma balada X com alguém somente para postar fotos bonitas no Instagram, e não aproveitar o momento.

  9. monique  02/01/2015 - 10h48

    Juuu,feliz ano novo…
    olha vou te falar einh,esse texto tinha que ser lido por milhares de pessoas,é muito chato isso,aconteceu com um casal de amigos o seguinte: ele odeia celuar(sim existe raramente uma pessoa assim rs) e ela adora,ama e não deixa um minuto de lado..
    pois bem,dias atrás ele de saco cheio dela ficar de bate papo no Whatsapp deu o fim no relacionamento,não tinha atenção que queria e muito menos carinho da parte dela,mais sempre de risadinhas nesse vicio..
    ela estava almoçando com ele quando o vicio tocou e ela revirava a comida e lia,e ele ali na frente dela..

    isso ainda vai dá muita confusão,as pessoas tem que ter bom senso.. outro dia meu namorado estava jogando no celular e eu do lado,reclamei logico,então ele não deu ideia,fomos a uma festa onde eu fiquei jogando pra ve a reação dele,ele mandou eu sair do vicio…
    não sai,conclusao: brigamos..

    acho que a tecnologia e bom senso das pessoas estão quase nulo.

    bjuus

  10. wylzeimar  23/11/2015 - 09h29

    Eu gostei muito do seu comentário. A falta de educação agora é compartilhada na velocidade da sua internet. Já pensei em reduzi-la, mas aí as visitas vão ficar mais tempo me mostrando aqueles vídeos chatos pelo celular. Por enquanto, fico sempre torcendo para que nem uma delas me peça a senha do WiFi; aliás, se for para isso, seria melhor que nunca viessem.

  11. Denilson  30/12/2015 - 19h31

    Moro no Rio de Janeiro e faço uso do metrô para trabalhar. Uma das coisas que mais irrita com esses viciados em celular são os que ficam digitando bobagens no whasapp, eles não se seguram em nada e quando o metrô freia, elas simplesmente caem e se apoiam nas outras pessoas. Deveria existir uma campanha educativa para uso de aparelhos em público. Muita falta de educação!

  12. celeste de oliveira peres  22/06/2016 - 14h52

    isso parece comigo quando estou cm uns amigos rsrs

  13. francisca noberto tomaz  01/02/2017 - 18h01

    oi, ju, suas palavras são autêntico e verdadeiro de uma imensa realidade , é isso mesmo que vem acontecendo as pessoas não se respeita mais. senta do nosso lado e ao mesmo tempo tão distante
    não conversa ,não interagem fica ligado nas redes sócias sem da a minima para pessoa ao lado e uma grande falta de educação e gentileza beijos ju…..

  14. Julia  07/04/2017 - 08h58

    Realmente isso vem se tornando cada vez mais corriqueiro, esses dias mesmo fui encontrar alguns amigos que a tempos não se víamos e quando nos sentamos e um barzinho pra conversar cada um simplesmente pegou o celular e já caíram de vez no mundo digital, a gente fica triste com essas situações. As pessoas deveriam rever essas atitudes e mudar.

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…
Dicas para o perfume durar mais na pele! O Fim dos Cabelos Ressecados! Dicas de Beleza Rápidas Pro Inverno! Pontas estragadas nunca mais!