27.10.2016

A Patrulha do Cabelo: É Seu, Use Como Quiser!

Sempre fui apaixonada por cabelos, coisa de leonina, acho. E desde que comecei a escrever em blog, falo de cabelos, mas nunca imaginei que um dia fosse presenciar uma coisa tão ridícula, abusiva e segregadora como a patrulha do cabelo alheio.

Sim, isso existe. E piora a cada dia.

Participo de diversos grupos de cabelo na internet e cada dia fico mais abismada com o nível das coisas que me obrigo a ler.

São mulheres criticando mulheres por causa da forma do cabelo, da cor do cabelo, do penteado que se usa no cabelo. Não, se o seu cabelo é cacheado, você tem que assumir, querendo ou não, gostando ou não, porque isso prova que você se aceita.

Patrulha do cabelo? Ele é seu, use como quiser!

patrulha do cabelo

Se o seu cabelo é crespo, não ouse alisar, porque cabelo alisado é pra seguir padrão. E não, você diz que gosta assim, que prefere assim, que quer assim, mas na verdade você está sendo manipulada e tenta a todo custo se adequar aos padrões. Coisa de mulher que não é emponderada, engajada, que não tem orgulho da própria história.

Seu cabelo é loiro e liso/alisado? Então você é basicamente uma bonequinha de luxo manipulada e dominada, o retrato fiel da mulher opressora. e se usar uma tiara é pior ainda, é coisa de mulher que quer ser princesa. E ai de quem ousar dizer o contrário.

Notam o grau do absurdo? Notam o tanto que isso é abusivo, invasivo e ditatorial?

Sabe a palavra LIBERDADE? Tenho ela tatuada, enorme, de um lado a outro do corpo. E na alma toda. Então não ousem querer determinar como eu devo ou não usar o meu cabelo. Como qualquer mulher deve ou não usar o próprio cabelo.

Cada uma tem que usar o cabelo como e do jeito que quiser, que se sentir confortável. É o seu cabelo, são as suas vontades, quem decide é você e ponto final. Isso sim é legítimo, e precisa ser respeitado.

Qualquer coisa que seja contrária a isso é uma afronta, um disparate, um despautério.

E se você, censora do cabelo alheio, tão politizada e conhecedora da própria história, acha que pode ditar regras sobre as escolhas alheias, se acha que quem não encaixa nas suas regras não serve, você não passa de uma ditadorazinha de meia pataca. Só.

E você, que se limita a julgar alguém (que abuso…) por causa do cabelo, esquecendo do que realmente importa, que são as ações de cada um, é tão rasa quanto aqueles que ditam padrões que você diz combater.

Ter o cabelo cacheado, crespo, liso ou de qualquer outro jeito não te faz melhor, mais engajada ou consciente que ninguém, deixe de ser superficial. Aproveite e aprenda um pouquinho sobre respeito, autodeterminação e outras coisinhas que você parece desconhecer.

Sabe o outro, amiguinha? Então, ele não é você. Cada qual no seu cada qual, entende? Não é difícil de entender não, é simples, bem simples.

Então pare, por favor, com essa palhaçada de ditar regras, de se julgar no direito de determinar o que as pessoas devem usar, ser ou fazer, porque as suas escolhas só valem pra você, elas não são parâmetro pra humanidade, tá?

E vocês, meninas, quando lerem esses absurdos na internet, não se deixem influenciar, não se calem,  não deixem que quem quer que seja diga como vocês devem viver. Esse é o tipo de coisa que a gente nunca pode admitir nunca, NUNCA.

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…
Dicas para o perfume durar mais na pele! O Fim dos Cabelos Ressecados! Dicas de Beleza Rápidas Pro Inverno! Pontas estragadas nunca mais!