Vizcaya
27.10.2016

A Patrulha do Cabelo: É Seu, Use Como Quiser!

Sempre fui apaixonada por cabelos, coisa de leonina, acho. E desde que comecei a escrever em blog, falo de cabelos, mas nunca imaginei que um dia fosse presenciar uma coisa tão ridícula, abusiva e segregadora como a patrulha do cabelo alheio.

Sim, isso existe. E piora a cada dia.

Participo de diversos grupos de cabelo na internet e cada dia fico mais abismada com o nível das coisas que me obrigo a ler.

São mulheres criticando mulheres por causa da forma do cabelo, da cor do cabelo, do penteado que se usa no cabelo. Não, se o seu cabelo é cacheado, você tem que assumir, querendo ou não, gostando ou não, porque isso prova que você se aceita.

Patrulha do cabelo? Ele é seu, use como quiser!

patrulha do cabelo

Se o seu cabelo é crespo, não ouse alisar, porque cabelo alisado é pra seguir padrão. E não, você diz que gosta assim, que prefere assim, que quer assim, mas na verdade você está sendo manipulada e tenta a todo custo se adequar aos padrões. Coisa de mulher que não é emponderada, engajada, que não tem orgulho da própria história.

Seu cabelo é loiro e liso/alisado? Então você é basicamente uma bonequinha de luxo manipulada e dominada, o retrato fiel da mulher opressora. e se usar uma tiara é pior ainda, é coisa de mulher que quer ser princesa. E ai de quem ousar dizer o contrário.

Notam o grau do absurdo? Notam o tanto que isso é abusivo, invasivo e ditatorial?

Sabe a palavra LIBERDADE? Tenho ela tatuada, enorme, de um lado a outro do corpo. E na alma toda. Então não ousem querer determinar como eu devo ou não usar o meu cabelo. Como qualquer mulher deve ou não usar o próprio cabelo.

Cada uma tem que usar o cabelo como e do jeito que quiser, que se sentir confortável. É o seu cabelo, são as suas vontades, quem decide é você e ponto final. Isso sim é legítimo, e precisa ser respeitado.

Qualquer coisa que seja contrária a isso é uma afronta, um disparate, um despautério.

E se você, censora do cabelo alheio, tão politizada e conhecedora da própria história, acha que pode ditar regras sobre as escolhas alheias, se acha que quem não encaixa nas suas regras não serve, você não passa de uma ditadorazinha de meia pataca. Só.

E você, que se limita a julgar alguém (que abuso…) por causa do cabelo, esquecendo do que realmente importa, que são as ações de cada um, é tão rasa quanto aqueles que ditam padrões que você diz combater.

Ter o cabelo cacheado, crespo, liso ou de qualquer outro jeito não te faz melhor, mais engajada ou consciente que ninguém, deixe de ser superficial. Aproveite e aprenda um pouquinho sobre respeito, autodeterminação e outras coisinhas que você parece desconhecer.

Sabe o outro, amiguinha? Então, ele não é você. Cada qual no seu cada qual, entende? Não é difícil de entender não, é simples, bem simples.

Então pare, por favor, com essa palhaçada de ditar regras, de se julgar no direito de determinar o que as pessoas devem usar, ser ou fazer, porque as suas escolhas só valem pra você, elas não são parâmetro pra humanidade, tá?

E vocês, meninas, quando lerem esses absurdos na internet, não se deixem influenciar, não se calem,  não deixem que quem quer que seja diga como vocês devem viver. Esse é o tipo de coisa que a gente nunca pode admitir nunca, NUNCA.

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Vizcaya
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
35 comentários
  1. Lili Cotta  27/10/2016 - 15h40

    Ju, como é bom ler suas resenhas “porretas”!
    Como é bom saber que você tem coragem de expor o que realmente pensa e, assim, ajudar outras mulheres que não conseguem se manifestar contra esses abusos.
    Parabéns, minha linda…continue sempre assim.
    Um abraço fraterno da mineira-geminiana que te admira demais da conta!

    • Ju  27/10/2016 - 16h33

      Oi Lili, linda! <3
      Ah, não aguento, fico enlouquecida com essa patrulha, que é o que a gente menos precisa, sabe? Não me conformo com isso de jeito nenhum, sobretudo por partir de mulheres.
      Vixe, mineira e geminiana? Adoro! hahaha <3
      Beijos

  2. Alice Palandrani  27/10/2016 - 17h14

    Bem assim Ju, uma vez cheguei a ouvir que deveria deixar meu cabelo naturalmente cacheado, pois todo mundo estava usando assim. Não me sinto bem de cabelo natural, não me reconheço. Ah, obrigada pelos seus post’s, acompanho seu blog diariamente, nas redes sociais também, só não me manifesto muito. Beijão.

    • Ju  27/10/2016 - 17h44

      Já ouvi a mesma coisa inúmeras vezes, é um absurdo isso!
      E obrigada você, Alice! <3
      Beijos

  3. Vanessa  27/10/2016 - 17h19

    Além de lidar com esse tipo de coisa todos os dias, só quem não tem cabelo como eu ( sim, tenho calvície feminina androgenética), sabe muito bem o quanto é sem cabimento essas imposições. É tudo muito triste.

    • Ju  27/10/2016 - 17h43

      Muito triste mesmo, Nessa! :(

  4. Julia  27/10/2016 - 17h31

    Falou tudo Ju. Exatamente por causa dessa patrulha que hoje tenho problemas emocionais por conta do meu cabelo. Não consigo decidir como deixá-lo e isso vem me afetando demais, fico emocionalmente muito abalada, mas graças a pessoas como você que eu sei que vou vencer. Obrigada por tudo linda, é tão bom saber que mesmo longe você está tão perto.
    Obs.: Tb sou mineirinha só que libriana rsrs

    • Ju  27/10/2016 - 17h52

      Ju, use o que te faz feliz, o que te deixa confortável, o resto é coisa de gente doida que não tem noção do mal que faz!
      Fica bem! Ah, e o aniversário foi em outubro, né? Parabéns! <3
      Beijos

  5. Maria Carolina  27/10/2016 - 17h58

    Do alto dos meus 41 anos e algum conhecimento social e político, posso dizer que por trás de toda essa balbúrdia e falta de respeito tem pessoas sendo usadas ideologicamente sem ter a mínima consciência disso. Basta analisar e verá que em nenhum outro momento da história recente tivemos pessoas tão belicosas e tão fracas ao mesmo tempo, o que não deixa de ser uma ironia. Quando se tenta racionalizar absolutamente tudo, o resultado é esse. É o famoso dividir para conquistar. Quanto mais minorias brigando entre si, melhor.

  6. Paula  27/10/2016 - 18h41

    Ju, tb tenho calvíce androgenética, como a leitora acima, e sei exatamente como ela se sente. Sofro com as imposições.
    A pior parte é quando estão lavando seu cabelo nos salões de beleza por aí: “Nossa, como seu cabelo é pouquinho né? Por que você não procura um dermatologista ou faz tratamento X, Y ou Z?”
    Como se eu não soubesse disso! Como se eu não investisse meu tempo e dinheiro em vários tratamentos… Todo mundo sabe a solução mágica para o problema dos outros, pois é muito mais fácil dar palpite do que enfrentar seus próprios problemas.
    Adoro seu blog de paixão! Parabéns pelo trabalho. Beijos

    • Ju  27/10/2016 - 21h04

      Paulinha, que coisa triste… A que ponto chegamos, né? :(
      Que um dia isso acabe, porque não é possível um absurdo desses, sinceramente!
      Um beijo enorme e muito obrigada pelo carinho! <3

  7. Ana Carla  27/10/2016 - 20h02

    Sempre leio seus posts mas nunca comento. Dessa vez achei necessário. Quero curtir mil vezes esse post. Essas patrulhas da vida alheia são muito chagas.Não pode alisar o cabelo, não pode ser dona de casa, não pode optar por cuidar da família, não pode… não pode… não pode…
    As pessoas se acham donas da sua vida, dos seus direitos e você só tem direito de fazer o que elas aprovam. Que ridículo. Agora, além de se defender da sociedade machista, também temos que nos defender das mulheres tão opressoras quanto a sociedade machista que tanto condenam.
    Gente, a gente só quer viver em paz da forma que a gente escolheu viver. Só isso.
    Amei seu post. Concordo com tudo. Obrigada pelas palavras.
    Bj

    • Ju  27/10/2016 - 20h27

      Exatamente isso, exatamente! <3

  8. Thamiris  27/10/2016 - 21h27

    Nossa Ju essa msg tem a ver comigo agora tenho cabelo crespo e alisava aí parei or ta todo mundo usando natural só que não estou gostando dele assim a auto estima ta la em baixo então vou alisar pq mi sinto melhor

    • Ju  27/10/2016 - 22h20

      Tha, você tem que fazer o que te faz bem, o que te faz feliz, é só isso que importa!

  9. Manuela  27/10/2016 - 21h48

    Olá Ju, tudo bem?
    Sou nova por aqui e viciei! Recentemente fiz reflexos platinados e identifiquei um pequeno corte quimico…
    Fiz a sua receita de cauterizaçao e tambem aquela misturinha de mel e oleo vegetal. E uso a máscara reconstrutora
    da aquaflora…nada adiantou…meu cabelo só ficou mais macio. O que você recomenda? Aquele tratamento de choque
    com carga de argan e queratina? Obrigada querida.Suas dicas sao o máximo!

    • Ju  28/10/2016 - 09h54

      Manu, corte químico demora mais pra recuperar, é uma luta! As misturinhas ajudam muito, a de carga de queratina e a de carga de argan, e faça com mais frequência agora no início, seu cabelo precisa! Beijos

  10. Vanessa Stanck  27/10/2016 - 23h56

    Ju minha lindeza, fiquei tão feliz quando vc me respondeu naquele post “Aprenda a dizer Não”, que coisa mais gostosa saber que vc lembra de mim, realmente te acompanho desde o comecinho e posso ver o quanto vc cresceu, evoluiu e que a cada dia posta coisas incríveis e com tanta autenticidade. E esse post é mais uma prova disso. Amo seu blog, a maneira como escreve e principalmente a forma como vc instiga nós leitoras a pensar, a questionar e sobretudo a não sair por aí engolindo tudo o que a sociedade nos impõe. Eu, por exemplo, a minha vida toda tive cabelão, até que em 2012 resolvi cortar beeem curtinho e me senti no céu, é um sentimento de liberdade inexplicável que só quem sente pode entender. Mas a maioria das pessoas me julgaram: “Pq vc fez isso? Vc é louca, seu cabelo era tão lindo”… dentre outros comentários idiotas. É tão fácil julgar e se meter na vida alheia, mas o que essas pessoas não sabem é que meu cabelo é grosso, difícil de cuidar, saía do banho com os braços doendo depois de lavá-los, nada prático, mas depois que cortei, tudo mudou, ficou mais fácil e era algo que eu queria há muito tempo, ou seja, é bem melhor fazer aquilo que queremos, ou melhor, o que o nosso coração quer, só assim seremos verdadeiramente felizes.
    Super amei esse post, aliás, qual post desse blog que eu não gostei até hoje? Não tem nenhum, eu amo todos haha
    E amo vc também Ju, sempre fala o que pensa e inspira muitas meninas a serem autenticas e fiéis as próprias ideais. Vc é show!!!
    Bjão

  11. Meire  28/10/2016 - 00h28

    Me identifiquei muito. Tenho 45 anos e adoro cabelo curtinho, comecei a usar assim depois de um corte químico e hoje amo esse jeito, me sinto jovem e bem. Faço alisamento e também tô cansada desse excesso de informação sobre como Deixar o cabelo natural e ser ” moderna”. Tenho direito e vou usar do jeito que eu quero. Beijo Ju.

    • Ju  28/10/2016 - 09h52

      Isso mesmo, Meire! Use o que te faz feliz e ponto final! <3

  12. Laura cristiane batista bandeira  28/10/2016 - 01h53

    Chocada… Só isso. Cada vez mais me surpreendo com as coisas q o ser humano é capaz. Isso é tão bizarro q nem sei o q dizer. Lamento q existam pessoas assim, pq as mais infelizes são elas q querem controlar o mundo.

    • Ju  28/10/2016 - 09h51

      Né, Lau? Acho tão triste isso, tão triste… :(

  13. Renata  28/10/2016 - 08h01

    Eu descobri seu blog recentemente e já virou minha leitura diária. Embora não seja de escrever comentários, me vi na obrigação de agradecer. De verdade. Embora ache cachos lindos, eu não consigo me identificar e já tive que ouvir muitos absurdos por isso. E isso sempre me deixou meio mal, como se eu não tivesse o direito de ser feliz com meu cabelo do jeito que quero. É um alento ler esse texto, você ganhou mais uma fã! Um grande abraço.

    • Ju  28/10/2016 - 09h50

      Re, as pessoas estão mais preocupadas em encaixar as outras em seus próprios ideais que em vê-las felizes, esse é o problema. Mas não se importe não, é uma gente digna de pena!
      Um beijo enorme pra você! <3

  14. Jessica  28/10/2016 - 08h08

    Amei o texto, diz muito sobre quem julga tudo a todo momento, eu como uma pessoa que era adepta de progressiva e por vontade propria decidi não mais fazer, não porque sou melhor ou pior, mas porque o cabelo é meu, e não julgo quem faz, porque acima de tudo temos que nos sentir bem, e me sinto bem das duas formas!!
    As pessoas tem que deixar as pessoas serem felizes do jeito que são, sem se incomodarem ou não com o que o outro faz, você falou tudo e mais um pouco, adoreii!!

  15. Raquel Salles  28/10/2016 - 14h36

    Tô aqui, te aplaudindo de pé!!!!

  16. Iranei  30/10/2016 - 13h46

    Amei! parabéns pelo seu posicionamento estas palavras servem não só para: use seu cabelo como achar melhor, como também para como se vestir, enfim para tudo na vida. Encontramos tanta gente hipócrita no dia a dia, que só sabem criticar. E é fácil as pessoas falarem coisas ruins de você e você acreditar. temos sempre que passar a peneira e só nutrir as coisas boas.
    bjs!

  17. Valéria  30/10/2016 - 16h47

    POST DE UTILIDADE PÚBLICA!
    Ouso dizer que todas as garotas negras que alisam os cabelos já foram vítimas da patrulha do cabelo alheio. É incrível como os argumentos são os mesmos: “você tem vergonha de ser negra”, “você quer ser branca”, “esse cabelo é forçado, assuma o seu natural”, “usar o cabelo cacheado/crespo é um ato político, você vai ficar empoderada” e bla bla bla. Migue, pare, seje menas é vá cuidar do seu próprio cabelo e deixe o meu cabelo, a minha negritude e a minha consciência política em paz.

    Obrigada pelo post <3

  18. Amanda  31/10/2016 - 10h27

    Ameii! Meu cabelo, minhas regras!
    Ju você é demais!

  19. Daniela Zigante  31/10/2016 - 12h09

    Ótimo texto. Minha filha tem 6 anos e já enfrenta as críticas das coleguinhas da escola.
    Ela tem o cabelo enrolado e já é “julgada” pelas crianças da turma. Meninas com 7, 8 anos, já impondo um padrão.
    Tento sempre mostrar como seu cabelo é lindo. Quando alguém elogia, faço questão de destacar.
    Mas mesmo assim, tem ocasiões que ela pede para fazer escova e deixar o cabelo “lisinho”!!!!
    Adoro seu blog.
    Parabéns!!

  20. Niobe S  03/11/2016 - 01h19

    O que dizer sobre esse post? Obrigada, obrigada, obrigada! Era tudo o que eu precisava ler no dia de hoje.

  21. Caroline  22/11/2016 - 14h14

    Arrasou, Ju!!!!!!!!

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…