Vizcaya
17.04.2016

A vida não é um conto de fadas… Ainda bem!

É muito melhor que isso!

Não que seja culpa da internet, mas é fato que as redes sociais (principalmente o Instagram e seu mundo perfeito) são, em grande parte, meio que responsáveis pela “glamourização da vida”, pela venda de um conto de fadas que simplesmente não existe, mas que a gente, no fundo, sonha e talvez até acredite.

A gente sonha com um eterno verão, onde tudo é lindo, onde tudo é riso, onde tudo é festa, e esquece que a vida é feita de estações, e que pra ter significado, pra ter profundidade, pra ser vivida de verdade, a gente precisa passar por cada uma delas.

A vida pode (e deve) ser maior que qualquer conto de fadas!

Precisa porque a vida é cíclica, e as estações da alma (e da vida) vão se repetindo sempre, mas de forma diferente, num eterno vai e vem, e se a gente não vive e respeita cada uma delas até a última gota, se a gente tenta “pular” a estação que julgamos não ser tão boa assim pra viver eternamente em outra, a gente não cresce, não amadurece, não “anda”, fica aprisionado no tempo.

Não se vive só de riso, assim como não se vive só de choro. Cada dia tem um tom, e se é pra celebrar, vamos lá. Se é pra chorar, a gente chora. Se é pra plantar, a gente planta e espera a colheita, que, tenha certeza, na hora certa vai chegar. Na hora certa a gente vai amar, vai deixar de amar, vai separar, e vai começar tudo de novo.

Tem época pra manter os pés no chão, épocas onde o peso é tão grande que a gente não consegue nem sonhar. Onde falta força, falta coragem, falta vontade de realizar. Mas, não mais que de repente, chega o momento de sonhar os sonhos mais lindos, de correr atrás, de não ter mais medo, de confiar cada vez mais na vida, de botar pra quebrar.

Tudo é fase, cada uma traz um aprendizado, e a gente precisa aprender a viver tudo isso com beleza, com leveza, porque uma vida não é feita só de verão.

É preciso viver o inverno, da vida e da alma, muitas e muitas vezes. É preciso passar por perdas, por lágrimas, por dores, por limitações e por todas as coisas que a gente não deseja, porque essa é a fase onde a gente mais cresce e aprende, inclusive sobre nós mesmas. E dela a gente sai muito mais forte, e forte não só pra recomeçar, mas pra saber apreciar a primavera que logo chega.

E como chega bonita, hein? E chega bonita porque a gente aprendeu, porque cresceu, porque agora o desabrochar tem muito mais força e beleza. Porque depois de conhecer a tristeza, a alegria é muito mais intensa, e a felicidade também. Essa é a fase da colheita externa, onde tudo parece dar certo, onde a gente realiza muito, sonha e faz acontecer.

E aí vem o verão, a época da celebração, do nosso auge, do nosso conto de fadas pessoal. Aqui parece que nada pode nos atingir, e tudo o que importa é se divertir, é aproveitar e realizar, realizar, realizar.

Mas essa fase também passa, porque tudo, até as melhores coisas, um dia cansam e precisam de evolução, e aí a inquietação vem e começamos a nós questionar e a questionar o mundo ao redor. É o outono da vida, a época do “mudam-se os quereres, mudam-se as vontades, muda-se o ser, muda-se a confiança: todo o mundo é composto de mudança, tomando sempre novas qualidades”, como bem dizia Camões.

Apesar dos conflitos internos e de tantas, tantas dúvidas, o outono é das estações mais lindas, porque nos impulsiona a mudar, e é mudando que a gente cresce. E querendo coisas novas voltamos a sonhar e a plantar, pra depois do inverno, onde nada parece dar muito certo, mas onde, na penumbra, tudo ganha força, podermos ver muitos deles brotar, se realizar.

E só se realizam, plenos e cheios de significado, porque vivenciamos todas as estações, porque mergulhamos fundo, aprendemos e crescemos com cada uma delas.

E só depois disso entendemos que conto de fadas é pequeno, é raso, é pouco demais pra uma vida de verdade, e a gente merece muito, infinitamente mais!

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Vizcaya
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
11 comentários
  1. Emanuella  17/04/2016 - 14h50

    Ju amei esse post. Estou passando por uma fase da vida de dias chuvosos, mas, tenho fé que logo logo chega o verão.

    • Ju  17/04/2016 - 14h53

      Manu, chega sim, chega….

  2. Natalie  17/04/2016 - 15h40

    Dona Ju e seus posts de domingo…é muito amor! Estou na fase dos pés no chão em que o peso está grande…não estou andando, estou me arrastando! Mas sabe quando você sente que a única coisa que te resta são os sonhos? Porque são eles que estão me mantendo de pé, me arrastando para “ganhar fôlego” e logo estar mais perto da primavera e também da realização de algumas coisas…digo algumas porque nunca deixamos de sonhar, almejar e ai de nós se não tivéssemos sonhos!!!! Seus posts são muito inspiradores Ju! Parabéns (mais uma vez e de novo e novamente e sempre…) Beijoooo!!!

    • Ju  17/04/2016 - 20h46

      Nati, sua linda, aguenta aí que já passa… Passa e vc sai muito mais forte disso, vai por mim… <3

  3. Verônica  17/04/2016 - 19h41

    Que linda mensagem e texto! É verdade, tudo é cíclico e passageiro e todas as estações tem o seu significado e o seu valor, tanto as estações do ano como também as da alma.

  4. Gabrielly  18/04/2016 - 10h24

    Ju, belíssima mensagem!

    • Ju  18/04/2016 - 10h39

      Obrigada, Gabi! <3

  5. Igor  18/04/2016 - 20h53

    Tudo verdade, um texto lindo, escrito sábiamente por você, Ju! É sempre bom ler coisas assim, já guardei essa beleza de mensagem e vou compartilhar, vale a pena! Ah, gosto muito do blog e da sua pessoa, acompanho, mas comento bem pouco..dá uma preguicinha hihi, mas de coração; pelo seu trabalho vale, ô se vale! Bjs

  6. Thais  19/04/2016 - 08h50

    Juuuuu sua lindaaaa !
    Ameiiiiiiii sua mensagem. Costumo dizer que a vida é feita de ciclos, graças a Deus esses dias estou bem, acontecendo coisas boas, mais olha passei por um ano inteirinho de inverno e achava que nunca mais o sol iria voltar a brilhar em minha vida, mais sabe, ainda bem que Deus nao nos dá o que pedimos e sim, aquilo que precisamos !!!
    Beijos

  7. Luanay Cunha Alves  25/04/2016 - 14h37

    Oi Ju,
    Sempre curto muito esses posts de reflexões, porque sempre mexe comigo, esse então, falou profundamente! Vivi o outono á poucas semanas atrás, com duvidas, vontde de mudar, mudar a vida, mudar minha forma de enxerga-la e vivê-la, e agora estou vivendo o inverno, onde as repostas das dúvidas e perguntas do outono estão se confirmando ou até sendo respondidas de uma nova forma, mas sei que tudo isso vai passar, vou plantar e esperar a colheita, que em breve a primavera vai chegar! Como é importande vivermos o inverno também, ele faz parte da nossa vida, precisamos para amadurecermos, dar mais valor ao verão. Suas palavras ilustraram de uma forma muito sábia e bela de entender a vida!!! Obrigado!!! Você é uma linda!!!

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…