Vizcaya
21.05.2016

Quando é Preciso Mudar…

Nunca foi fácil pra mim falar de qualquer coisa que eu sinta. Eu escrevo, racionalizo, tento entender e resolver tudo internamente pra só depois tomar alguma atitude, sabe? A impressão, pra quem está de fora, é que tudo sempre está bem, e talvez por isso as pessoas mais próximas se assustem quando decido mudar alguma coisa, porque parece que a coisa é brusca, é do nada, mas nunca é. E é nessa fase que tô agora, de muitas, muitas mudanças, porque quando é preciso mudar, a gente tem que mudar, não tem pra onde correr!

Já faz tempo que venho sentindo uma ansiedade muito maior que o normal, que venho analisando coisas, pessoas, sentimentos e, sobretudo, a minha vida, e depois de umas duas ou três crises fortes de ansiedade, daquelas que a gente fica meio que desesperada e chora descontroladamente sem saber o motivo, entendi que a “barragem estava pra romper” e que eu precisava parar de fazer “reparos emergenciais” e mudar.

Mas mudar o que, exatamente? Quase tudo talvez seja a resposta mais adequada, e aos poucos vou falando disso por aqui…

Quando é preciso mudar, a gente tem que mudar!

E como sempre acho que arrumando por fora fica mais fácil arrumar por dentro, comecei a mudar meus hábitos e minha rotina, mas tudo no meu ritmo, porque minha cobrança em relação a mim mesma não tem limites, ela sempre exige mais.

Passei os últimos 3 anos me dedicando exclusivamente ao blog, dormindo e acordando pensando nele, fazendo dele a prioridade da minha vida, quando, na verdade, minha prioridade deveria ser eu mesma. E isso, em algum momento, me fez começar a questionar tudo isso aqui, porque, por mais louco que seja, comecei a ficar ressentida pelo espaço que criei e alimentei com tanto amor e tanta dedicação.

Até que uma pessoinha muito especial, que tem o dom de me dar banhos de água fria e me fazer enxergar as coisas como elas são e não como quero que sejam, me fez entender que o problema não estava no blog, estava em mim, na minha falta de limites quando foco em alguma coisa e esqueço de todo o resto, inclusive de mim.

Daí sentei com uma folha de papel e um lápis, e fui tentando lembrar quais eram as coisas que eu gostava muito de fazer, que me faziam muito bem, que me davam muita alegria, mas que tinham ficado pra escanteio, e resolvi voltar a fazer cada uma delas, mas fazer agora.

quando é preciso mudar juro valendo

E não, eu sei que isso não é “a solução”, mas é o começo.

O primeiro passo foi voltar a fazer coisas acompanhada, porque, ao contrário da grande maioria, que não faz nada só, sempre tive a tendência de ser autossuficiente, de sair só, de viajar só, de fazer minhas coisas só, de ficar só. Ao invés de fazer atividade física com um fone no ouvido, tô indo com a Nanda (todo mundo no Snap já conhece hahaha) todos os dias. Ao invés de passar horas lendo (sim, tudo demais é sobra), tenho usado meu tempo livre pra ficar com as pessoas que gosto, falando besteira e dando risada.

Saí ontem e, pela primeira vez em muito tempo, comprei coisas pra mim e não pro blog (ou pra testar pro blog). Comprei roupa de academia, roupa de sair, besteirinhas naturais (Clorofila líquida, chás, etc), óculos lindos e entrei na farmácia pensando em mim, coisa que, cês sabem, vai contra minha natureza, porque já entro na farmácia pensando em produtinhos pra testar por aqui.

Resolvi voltar a fazer trilha e já tô organizando a ida pro Vale do Pati, lá na Chapada. Voltei a dançar. Vou pro Coffee, que é a festa da época de São João (na verdade é no São Pedro, mas tudo bem…rsrs) que mais gosto, mas que não ia há anos. Tirei dois sonhos, daqueles gigantes, do papel e comecei a dar os primeiros passinhos para realizá-los.

quando é preciso mudar juro valendo

Reorganizei os meus horários pra passar 6 horas me dedicando ao blog, ao invés das 10 ou mais dos últimos anos, e isso, tenho certeza, vai me fazer render mais e melhor, porque tendo tempo pra mim, pra fazer e viver coisas diferentes, tiro meu cérebro da zona de conforto e tenho muito mais assuntos pra falar por aqui.

Com isso, consigo me alimentar sem pressa e nos horários certos, fazer atividade física todos os dias, fazer acupuntura, reiki e meditação,  ir ao médico, ao salão, descansar. Prosear na casa dos tios, dar risada com os amigos, ter tempo pra brincar com os meus bichos, cuidar das minhas plantas, fazer coisas novas, cuidar de mim, por dentro e por fora, e, principalmente, pra viver.

Porque chega uma hora em que a vida pede pra ser vivida e não empurrada com a barriga. E essa hora é agora.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Vizcaya
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
23 comentários
  1. Denise  21/05/2016 - 15h37

    Ju, vc está certíssima. Sua vida não é um reality show. Vc produz conteúdo, mas o conteúdo que vc produz não pode ser o centro da sua vida.
    Força e luz nesse momento!

    • Ju  21/05/2016 - 16h46

      De, muitooo obrigada! <3

  2. Bruna Bussular  21/05/2016 - 19h09

    Ahhh Ju, fico muito feliz em ler tudo isso! A gente sempre quer se dedicar demais ao que a gente ama, mas as vezes se esquece de que o primeiro amor somos nós mesmas.
    Tenho certeza de que você cuidará do blog com tanto carinho e dedicação em 6 horas do que quando era antes, pois estará se sentindo bem consigo mesma sabe como?
    Mete o pé e vai na fé que tudo que você almeja vai se realizar!

    Ahhh e faça trilha sim. Eu fiz semana passada e estou apaixonada!
    olha meu post: Trilhando Montanhas – Monte Aghá – Piúma/ES

    Fica bem!
    Beeeijos
    Bruna Bussular – Wellness Lifestyle Blog

    • Ju  21/05/2016 - 19h28

      Bru, sua linda, muito obrigadaaa! <3
      Tava muito agoniada, muito... Tô me sentindo mais leve agora... E vai se realizar sim, tenho certeza! <3
      Já vou olhar, adoroooooo trilha, adoro!
      Beijos

  3. Renata vasconcelos  21/05/2016 - 19h41

    Aii Ju me identifiquei muuiito com tudo que vc falou , pena que nao tenho a mesma coragem que vc … Sabe quando algo te incomoda mais vc nao consegue desapegar dessa coisa :(

    • Ju  21/05/2016 - 22h23

      Re, sei sim, e vou te dizer uma coisa… Não é fácil, dá uma insegurança danada, um medo absurdo, mas todas as vezes em que senti isso na vida e não tive coragem de me decidir a vida decidiu por mim e não foi bom, eu sofri mais e causei mais sofrimento, então entendi que se a gente não desapega, vai se envenenando um pouquinho todos os dias e aí já era…

      Coragem, menina, você PODE!
      Beijos <3

  4. Bianca  21/05/2016 - 22h31

    Você é foda Ju! Me vejo acomodada em quase tudo e também queria ter essa coragem, mas minha hora vai chegar! Obrigada por me inspirar a ser melhor, a ir além, a não ter medo de mudar. Bjo no seu coração!

    • Ju  21/05/2016 - 22h34

      Bia, linda, sou nada, também me acomodo às vezes, e demoro a tomar decisões, mas quando tomo, já era rs
      E vai chegar sim, tenho certeza!
      Obrigada você por estar aqui sempre aqui e me trazer tanto carinho, obrigada!
      Beijos <3

  5. Luciana  22/05/2016 - 00h05

    Oi Ju…
    Fazia um bom tempo que não dava uma passadinha por aqui e, quando o fazia, acabava só dando uma bisbilhotada sem comentar.

    Esse post seu chamou muito a minha atenção, pq acompanho o blog há muito tempo, e sei que o mesmo foi a materialização de um espaço de comunicação, interação e troca, o qual iniciou enquanto um hobby e por fim tornou-se também o seu trabalho.

    Sempre foi notória para mim a excelência com a qual vc desenvolve as matérias aqui no blog, desde a sua criação até os dias de hoje, buscando cada vez mais o melhor para nós, leitoras. E isso toma tempo, muito tempo. Às vezes me perguntava: “onde há espaço pra Ju fora do blog? Será q existe ‘vida-pós-blog’ pra Ju?” rsrs isso tudo porque eu te via lançada aqui de corpo e alma, o tempo todo, ora testando produtos, ora gravando vídeos, ora publicando textos incríveis, ora se desdobrando pra responder a trilhões de dúvidas pipocando nos posts. Como dar conta?

    Bom… o que eu quero dizer é que fico extremamente feliz de vc ter conseguido perceber que esse é o momento de tirar um pouco o pé do acelerador. Eu sou muito parecida com vc no perfeccionismo, e isso consome a gente demais!

    Eu tenho aprendido a duras penas que a vida, dinâmica como é, nos faz enfrentar constantes mudanças e isso nos exige momentos de reflexão sobre nossos caminhos, escolhas e, sobretudo, PRIORIDADES. O que é prioridade hoje, pode já não ser mais amanhã, e precisamos estar atentos a isso para não focar no trivial e deixar abandonado aquilo q de fato é importante!

    Por mais que as mudanças não sejam fáceis, afinal o medo do novo e do desconhecido nos faz tremer nas bases e desejar permanecer agarrado a tal “zona de conforto”, a gente precisa encarar e aproveitar esses chacoalhões da vida para reciclar, renovar, descartar…. coisas, atitudes, e até mesmo pessoas, porque é como vc disse: tudo demais é sobra!

    Nessas horas que consigo perceber o quanto a palavra “NÃO” é importante em todo esse processo… algo que sempreeeee na vida tive dificuldade de dizer para os outros… e a cada “sim” forçado um pouco de mim era deixado pra trás. Isso não é legal, e a consequência disso tudo é que ainda tento desfazer a trilha percorrida tentando resgatar os pedaços de mim (leia-se: amor próprio) que ficaram pelo caminho.

    Depois de muito divagar, só quero deixar registrado que te desejo o melhor, hoje e sempre, independente de quais escolhas estejam por vir. Mas com uma condição: que essas escolhas sejam feitas a partir de um olhar para si mesma, pois essas certamente serão as escolhas mais assertivas!

    Beijo grande Ju!

    • Ju  22/05/2016 - 23h32

      Oi Lu!

      Então, tudo isso foi maravilhoso, e foi necessário também, mas eu “pesei na mão”, passei do ponto, sabe? Chegou um momento em que eu não estava mais conseguindo me encontrar em mim mesma, porque tudo relacionado a mim sempre ficava pra depois, Lu, mas eu sou tão, mas tão teimosa que foi difícil reconhecer que eu precisava separar um pouco as coisas, porque o blog, de certa forma, sou eu sem palavras, mas eu não posso ser só isso…

      Consome mesmo, e fico muito, muito, muito feliz e grata com o seu apoio, o seu cuidado, o seu carinho. Isso não tem preço! <3

      É difícil dizer não, é difícil colocar os "pingos nos is", terminar, recomeçar... É doloroso, mas faz a gente crescer, né? Porque não dá pra viver numa redoma por medo de doer, né?

      Mas, já deu tudo certo, Lu, porque não importa o que aconteça depois das escolhas, o que vale mesmo é não se acomodar e conseguir colocar as coisas no lugar, sendo fiel ao que a gente é, ao que a gente sente, né?
      Um beijo enorme pra você, e muito obrigada! <3

  6. Fernanda  22/05/2016 - 00h30

    Ju,lindona sempre fico muito atenta a suas matérias ,mas está em questão me ajudou muito muito perfeito tudo …muito me ajudou ,porque o briga interna que tenho diariamente comigo ,enfim eu me vi demais neste texto !
    Adorei esta nova fase sua !
    Amei sua decisão !

    • Ju  22/05/2016 - 13h10

      Oi Nanda!
      Que bom saber disso, fico mais feliz ainda em saber que, de alguma forma, isso pôde te ajudar!
      Obrigada pelo apoio, viu? <3
      Beijos

  7. Natalie  22/05/2016 - 07h26

    Juuuuu quanta coisa inspiradora! A sensação que tive quando li foi aquela de quando um ano acaba e o outro começa! De novas chances, oportunidades, de mudanças, de fazer aquilo que prometi e não cumpri no ano anterior. Muito bom! Tenho loucura pra conhecer a Chapada! Vale do Pati, Capão, Morro do Pai Inácio….aqui em Jequié tem um grupo de pessoas investindo em coisas novas como aulas de Acroyoga, Escalada, Trilhas, viagens…é muito bom! Tenho me sentido mais leve! “Tamo junto” nas mudanças aí! Beijo, lindona!

    • Ju  22/05/2016 - 13h09

      Oi Nati! :)
      Minha sensação tem sido essa também, sabia? Um recomeço…
      Ai, eu AMO a Chapada, já fui várias vezes, não perdia uma chance, mas fui deixando pra lá, acredita? Quero muito passar uns dias no Capão (tenho um amigo que tem pousada lá!), fazer o Pati…
      Me conta desse grupo, quero saber!
      E muito obrigada por tudo, pelo seu carinho, pelo seu apoio…
      Beijos

  8. Monique Daniela bispo  22/05/2016 - 09h21

    Muito feliz por vc ju, é isso aí força,foco e fé. Sua determinação me inspira!
    Bjs ,te adoro demais

  9. Monique Daniela bispo  22/05/2016 - 09h21

    Muito feliz por vc ju, é isso aí força,foco e fé. Sua determinação me inspira!
    Bjs ,te adoro demais

  10. Sílvia Camargos  22/05/2016 - 18h19

    Nossa tudo que precisava ler hoje neste final de domingo…
    Cuidar de nós….
    Adoro seu blog

  11. Sílvia Camargos  22/05/2016 - 18h22

    Tudo que eu precisava ler neste final de domingo…
    Cuidar de nós…
    Adoro seu blog ❤️

  12. Danni  23/05/2016 - 08h08

    Olá jú
    Também to precisando para de empurrar com a barriga e viver o agora.
    Fazer umas mudanças e to precisando pra já.
    Boa sorte você vai conseguir.
    Bjss!

    • Ju  23/05/2016 - 08h09

      Obrigada, Dani, e força aí! ;)

  13. ISA  23/05/2016 - 09h14

    Jú, vc sitou que vai arrumar tempo pra tudo, menos p seu namorado rs está solteira?

    • Ju  23/05/2016 - 10h48

      Não Isa! É que ele não mora aqui, mora em outra cidade! <3

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…