24.02.2021

Melasma no Rosto: Como cuidar?

Essa semana começamos um especial sobre melasma, mais especificamente sobre melasma no rosto, e teremos 2 posts aqui por semana sobre o assunto, tá?

Além disso, também teremos conteúdo nos stories e no feed do Instagram, então já segue lá: @jurovalendo .

São muitas informações, então vamos aos poucos, combinado?

O que é melasma?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, “melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais frequentemente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo.

Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar.

O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e à luz visível.

o que é melasma

Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.”

Existe o melasma epidérmico, dérmico e misto.

De forma simplificada, no melasma epidérmico há aumento de pigmento através da epiderme, que é a camada mais superficial da pele.

No melasma dérmico há um depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos.

Já no melasma misto existe um excesso de pigmento em certas áreas da epiderme e em outras áreas da derme.

o que causa melasma

O que causa melasma?

Não existe uma causa definida ou única. É sabido, contudo, que ele está relacionado sobretudo a exposição solar, a luz visível, a fatores hormonais, incluindo aqui o uso de anticoncepcionais e ao período gestacional, a algumas doenças e também a fatores genéticos

Contudo, sabe-se que os raios solares, incluindo aqui a luz visível, são fatores determinantes.

Além disso, existem coisas que pioram o melasma, algumas ainda sem comprovação científica, mas com muitos relatos em consultórios.

Quando, em 2013, falei aqui sobre manchas na pele e as recomendações da minha dermatologista, já se falava sobre essas causas de piora, como o estresse, a ansiedade, resistência à insulina, altas temperaturas (independente de exposição solar) e por aí vai.

Voltei a falar sobre nesse post aqui de 2015, que também tem muitas dicas boas, vale conferir!

Como tratar melasma no rosto?

Pra começar, antes de pensar em tratar é preciso passar por um dermatologista, que é quem pode diagnosticar e tratar de forma eficaz o problema.

Existem vários tratamentos possíveis, tanto em consultório, com procedimentos clareadores (como lasers, peelings, etc), quanto em casa, com o uso de produtos e/ou medicamentos tópicos.

Mas, a orientação básica e mais importante é a correta proteção contra raios ultravioleta e à luz visível.

melasma no rosto

Vale ressaltar que o melasma não tem cura, mas o tratamento ajuda a clarear, estabilizar e até impedir que as manchas voltem.

Proteção solar para melasma no rosto

Sou prova viva, com tudo documentado aqui no blog, que o quesito proteção solar pra melasma ganha novos tons a cada ano.

Quando comecei a tratar, lá em 2013, ninguém falava em luz visível e na importância do protetor solar com cor.

O essencial na escolha do protetor era observar o PPD, que deveria ser maior que 12 pra efetivamente proteger dos raios UVA, que causam manchas.

Nessa época eu tomava também o protetor oral, já fiz posts sobre ele aqui e farei um bem atualizado.

luz visível melasma manchas

Lembro que não tomava nada de sol, usava luvas pra dirigir, reaplicava o protetor até 4 (!!!) vezes ao dia e sim, a mancha reduzia, mas continuava muito visível.

Foi só entre 2017 e 2018 que comecei a usar, como última camada, protetor solar com cor pra proteger da luz visível.

E foi somente aí que o meu melasma no buço começou a ficar praticamente imperceptível.

Sobre luz visível recomendo fortemente esse post aqui.

Rotina de fotoproteção

Já faço aqui um post só falando de rotina de fotoproteção, da quantidade certa de aplicação, se é preciso reaplicar, como fazer isso sem remover a maquiagem e tudo o mais.

Mas, basicamente aplico duas camadas de protetor sem cor e finalizo com uma camada de protetor com cor.

Prefiro aplicar em camadas porque o acabamento fica melhor e a pele fica mais sequinha, sabe?

Divido a quantidade ideal de protetor por 3, sendo que duas partes são sem cor e uma com cor.

Juro que assim o resultado fica infinitamente melhor!

Já fiz um post aqui indicando vários protetores com cor pra melasma no rosto, e amava o Anthelios com cor, que infelizmente teve a fórmula modificada e não funcionou mais na minha pele.

Hoje, pro melasma, não conheço nada melhor que o Protetor Solar Stick FPS 80, da Adcos.

melasma no rosto

Vinha usando o FPS 55, que amo forte e já indiquei muito (e continuo indicando), mas depois dos estudos sobre essa outra versão, que tem a maior quantidade de óxidos de ferro do mercado, troquei com gosto!

Vale muito conferir os dados desse estudo na página da marca (clique aqui).

Já faço resenha dele, mas adianto que é espetacular, não conheço melhor!

Ele custa R$149,00 na loja virtual da Adcos, e lá nós temos cupom de desconto: é só usar JUROVALENDO em qualquer compra que vocês ganham frete grátis + 10% de desconto!

Compensa muito pelo efeito, pelo resultado e pelo rendimento, sabe?

Mas, nos próximos posts tratei mais opções!

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Club House ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo


Deprecated: related_posts está obsoleto desde a versão 5.12.0! Use yarpp_related em seu lugar. in /usr/share/nginx/www/jurovalendo.com.br/wp-includes/functions.php on line 4861
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…