25.07.2014

10 Coisas Que Eu Amo Na Bahia

Ninguém conhece mais uma cidade ou um estado do que quem vive nele, e foi pensando nisso que resolvi criar uma Tag pra mostrar o que mais gostamos no nosso estado.

Vou começar pela Bahia, porque é de onde eu sou, mas quero que vocês enviem as 10 coisas que vocês mais amam nos estados de vocês, e explico certinho como isso será feito no final do post, tá?

bahia

1. Jorge Amado: Leonino típico, Jorge Amado é, desde sempre, o meu escritor preferido.  Foi gigante, foi sábio, foi simples, foi tudo aquilo que só os grandes homens conseguem ser.

2. As Igrejas: não sou católica, mas é impossível não se deslumbrar com as igrejas de Salvador… É arte pura! A de São Francisco, no Pelô, é absolutamente incrível, e tenho amor pela de Nossa Senhora da Conceição da Praia.

bahia

3. Carnaval: Já achei chato, já amei e hoje tô gostando na “medida certa”. Gosto da mistura, de todo tipo de mistura, e gosto de estar no “chão”, nos blocos, porque camarote me deixa entendiada (os daqui são ótimos, mas gosto mesmo é de ficar “no meio do povo”!). Pelo menos 1 vez na vida é preciso passar o carnaval em Salvador, “brincar” nos blocos, ver o Ghandy descer (adoro!) e, pras solteiras, trocar muitos colares por muitos beijos.

4. São João: A festa mais famosa daqui é o carnaval, mas eu amo o São João, amo! E tem pra todo gosto: pra quem gosta da coisa mais tradicional, pra quem gosta de farra, pra quem prefere um clima mais intimista… Tenho gostado demais do São João da Chapada, mas na época da faculdade fui frequentadora assídua de Amargosa, Cruz, Senhor do Bonfim, Ibicuí e por aí vai… #Abafa

5. Acarajé: Minha nossa senhora das calorias, valei-me! Como resistir ao acarajé? Comeria acarajé (e abará também!) no almoço e no jantar (sem camarão, porque não como “carne”) pra todo sempre feliz da vida! E com bem pimenta, sem carurú, pequenininha e quentinha. É amor real, é amor verdadeiro, é amor pra vida toda!

Ah, e tem que ser acarajé de “banquinha”, com a Baiana toda de branco!

bahia

6. As Praias: Ahhh, as praias da Bahia… Barra Grande, Morro de São Paulo, Boipeba, Itacaré e Cumuru são as que mais amo, além de Moreré. Só um conselho: evitem na alta temporada… Fica cheio demais e ainda acho que a estrutura deixa a desejar.

7. Roskas de frutas: Roska existe em muitos lugares, claro, mas amo encontrar as minhas preferidas em todo barzinho ou restaurante que chego! Peçam a de seriguela ou umbu-cajá e me agradeçam depois, tá?

Bahia

8. Chapada Diamantina: A Chapada é um lugar mágico, e pra quem gosta de aventura e de natureza é o paraíso! Já fui muitas e muitas vezes, e sempre quero mais! As trilhas são incríveis, tem boas pousadas, bons restaurantes, lojinhas bacanas e muita gente criativa.

9. Moreré: A Bahia tem praias lindas, e é  lógico que prefiro as mais desertas, mas Moreré tem um “quê” de paraíso, sabe? De lá dá pra fazer vários passeios legais, e tanto pra ficar quanto pra comer indico muito o Alizées. Moreré tem gosto, e pra mim é de suco de mangaba e pão com azeite de alecrim, que comia no Alizées. Delicioso!

bahia

10. Elementais: Eu amo a Elementais e arrisco dizer que, pelo menos, 30% das minhas roupas são de lá! As peças têm cor, vida e charme, e lá eu encontro quase tudo o que quero, então pra mim já é “patrimônio” da Bahia! rs (p.s: não tenho nem nunca tive nenhum tipo de vínculo com a marca).

Claro que tem dezenas de outras coisas, lugares e pessoas que amo, e posso até fazer posts indicando (é só vocês pedirem, né?rs), mas essas foram as 10 coisas que lembrei primeiro.

Agora quero saber quais são as 10 coisas/artistas/escritores/lugares/etc que vocês mais gostam no estado (ou na cidade) de vocês! Quem quiser participar é só mandar um e-mail pra [email protected] com o nome, o estado, as 10 coisas que mais gosta  com as justificativas,  1 foto de cada uma dessas coisas (coloquei mais porque sou exagerada!rs) e 1 foto sua.

Duas vezes ao mês um post como esse, cada um com um estado diferente, vai aparecer por aqui, e as indicações agora são todas de vocês!

Beijos

Ju

 

22.06.2014

Instagram da Semana: Chapada!

Desculpem a ausência de posts, mas foi porque precisamos mudar pra outro servidor e também porque tô na Chapada e a net aqui é bem ruim.

Como expliquei no outro post, tô de férias e tirei uns dias pra vir pra Chapada.

chapada diamantina

Saí de Jee na quinta de manhã cedo e vim de carro até Lençóis, e a “recepção” não poderia ter sido melhor: o clima tá uma delícia, tudo continua aconchegante e intimista, as bebidas continuam incríveis e as comidas pra lá de saborosas. Tô em casa! rs

Me sinto em casa por aqui porque adoro o fato de ser um lugar onde a gente encontra pessoas do mundo inteiro, onde todo mundo fica a vontade, onde o calçamento é de “pedrinha” e as mesas ficam no meio da rua, onde sempre tem velas, cheiros e enfeites, onde ninguém está preocupado com a vida do outro, onde as pessoas são receptivas, são leves e onde tudo parece ter um encantamento, sabe?

chapada diamantina

Pois bem, assim que cheguei “abri os trabalhos” com uma roska deliciosa de tangerina com capim santo e limão lá no Absolutu (escreve assim mesmo), um restô bem legal que tem por aqui. Quem passar por lá pode experimentar o  bolinho de risoto de açafrão com recheio de gorgonzola e me agradecer depois, tá? É de comer rezando!

Outro restô que adorei por aqui foi o Doce Vida, que tem muitas massas (todas artesanais) e uma decoração bem rústica e aconchegante. Pedi um gnocchi  de batata doce (tem de aipim também) com molho pesto e tava delicioso!

Ah, falando em delícia, a roska de abacaxi do El Jamiro também é bem legal!

chapada diamantina

Ops, era “acabada e esbaforida” rs

Cada dia tô fazendo uma trilha diferente e, embora já tenha feito quase todas várias vezes, continuo amando como se fosse a primeira vez. Subi o Pai Inácio logo na sexta  (1120 m de altitude) e é, com certeza, a vista que mais gosto aqui da Chapada, mais que da Cachoeira da Fumaça. Ops,  levei meu filtro dos sonhos pra lá porque me disseram que deveria levá-lo em um local que fosse sagrado pra mim, e esse é com certeza um desses lugares!

Ah, falando nisso tirei foto da pedra em formato de coração… Lindo, né?

chapada diamantina

E Ozzynho, claro, é meu super companheiro de viagem! Ele adora fazer trilha, tem muita resistência e não dá o menor trabalho… Morro de orgulho! kkk

Ontem fiz o Serrano e o Salão de Areia, aqui em Lençóis mesmo, e consegui fotografar mais um coração, dessa vez uma mistura da água com a sombra…

chapada diamantina

E o São João chegou, viu? Ontem de noite teve quadrilha na praça e adorei! Minha festa preferida é São João, a mais simples de todas… Amo, amo e amo!

chapada diamantina

Hoje vim pro Vale do Capão, o lugar mais mágico da Chapada… Tenho amigos que moram por aqui e aproveitei pra visitar Renato, um amigo que tem pousada  aqui. Tá bemmm animado, mas do jeitinho “do Capão”, sabe? Cortininhas de chita nas portas e janelas, fogueira, bandeirolas…Tudo fofo!

chapada diamantina

Ah, enlouqueci nas bijus de pedras, que amo, e comprei vários trevos e figas de pedras diversas, e no fim  saí com a sensação de que deveria ter comprado tudo, porque as peças são lindas e muito baratas.

Assim foi a minha semana, e quero saber como foi a de vocês!

Beijos

Ju

P.s: só vou conseguir responder os comentários quando voltar das férias!

 

 

09.06.2014

Especial Comidas Juninas: Munguzá

Vocês gostam de São João? É minha festa preferida! Aqui, aliás, o mês de junho é todo de comemoração, porque dia 13 é festa do padroeiro, que é Santo Antônio, depois vem o São João e o São Pedro. Ou seja, forró e comida gostosa o mês inteiro!

Do dia 1º ao dia 13 tem as “barraquinhas de Santo Antônio” e embora não seja mais tão legal como era quando eu era criança, continuo indo “passear” por lá pra, sendo realista, comer maça, uva e morango do amor! Isso que é fidelidade, viu? rs

Mas, sempre que posto lá pelo insta (@JuroValendo, segue lá!) e pelo Face as gordices daqui perguntam  como fazer e tal, e resolvi que esse ano vou compartilhar algumas receitas por aqui, tá?

comida junina

Ah, uma coisa que preciso ressaltar é que os nomes mudam de lugar pra lugar, mas só posso falar pelo que usamos aqui, né? Vou começar com o munguzá (mungunzá, mucunzá, etc), o velho e bom “chá de burro” que muita gente conhece como “canjica”, mas até dia 18 vou colocando uma receita por dia!

Vocês Vão Precisar De:

  • 500 g de milho branco
  • 2 litros de água
  • 1 coco ralado
  • 2 litros de leite
  • 2 xícaras de açúcar
  • Chá de cravo, cravo-da-índia e canela a gosto

munguzá

Como Fazer

Lave o milho e deixe de molho de um dia para o outro pra “amolecer”. No dia seguinte, coloque o milho na panela de pressão e acrescente os 2 litros de água, cravo, canela em pau, uma pitada de sal e deixe cozinhar. Quando estiver cozido, “coe” o milho pra sair toda a água e, em uma panela aberta, acrescente  o leite, o coco ralado (quanto mais coco, melhor!) e o açúcar.

Enquanto a mistura está  em fogo baixo engrossando, faça um chá com 1 cravo e meia xícara de água. Misture o chá  na panela em que está o milho e deixe até engrossar. Aí é só servir!

Eu prefiro quente, mas tem quem tome gelado, tipo sobremesa mesmo.

Muita gente faz com leite condensado, mas não gosto, e gosto de colocar o chá de cravo porque fica muito mais saboroso! Ah, quando for ralar o coco, deixem uns pedacinhos maiores… Fica tão bom!

Qual receita vocês querem pra amanhã?

Beijos

Ju

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…