03.04.2013

Qual a Melhor Escova Progressiva Sem Formol?

Já recebi milhares de perguntas sobre os mais variados assuntos nos e-mails, no Face e no Twitter, mas nenhuma é tão frequente quanto qual seria a melhor progressiva sem formol!

Quem me acompanha há mais tempo sabe que, ingênua, já fiz muita progressiva, acreditando no mito da progressiva sem formol.

Até que tive um corte químico por causa de uma selagem maldita que, pela lógica, deveria tratar o meu cabelo, mas fez justamente o contrário, porque, como acontece com a grande maioria dos produtos do mercado, tinha formol de forma “velada”.

Então, até que me provem o contrário, eu, que testo e tenho contato com dezenas de produtos capilares por mês, afirmo que nenhuma escova progressiva é boa e eu não indico nenhuma, porque TODAS que eu conheço são formuladas com formol, glutaral ou seus derivados, de forma clara ou, pior, velada.

Progressiva Sem Formol

Claro que se vocês quiserem usar, o direito é de vocês, mas a minha função, creio eu, é orientá-las da melhor maneira possível.

escova progressiva sem formol

O meu posicionamento é claro: se alisa tem que ter uma substância alisante, claro.

Qualquer pessoa precisa concordar que pra uma coisa alisar ela precisa ter uma substância alisante, certo?

Acontece que qualquer substância alisante para ser comercializada aqui no Brasil precisa ser registrada pela Anvisa, e, até a presente data, os ativos liberados como alisantes são  o hidróxido ou carbonato de guanidina, o ácido tioglicólico (tioglicolato de amônio), o hidróxido de sódio, o hidróxido de potássio, o hidróxido de cálcio e o hidróxido de lítio.

Existe escova progressiva sem formol?

Ah, e não, o formol NÃO é liberado pela Anvisa como alisante! Em nenhum caso, de forma alguma, ponto final. Se te disserem o contrário, estão mentindo.

O que a Anvisa libera é o seu uso como conservante, e na quantidade máxima de 0,2%. Portanto, nenhuma progressiva pode conter formol com a finalidade de alisar.

Então, qualquer coisa que prometa alisar e não contenha os ativos alisantes registrados pela Anvisa,  possivelmente contém formol de forma velada.

Se for alisante, tem que ser registrado e, sendo assim, são classificados como grau 2, de forma que em seu rótulo é possível encontrar o número do registro, que possui entre 9 e 13 dígitos. Se prometer alisar e não for grau 2, pode ter certeza que tem problema!

Escova de carbocisteína

E não, carbocisteína não alisa cabelo. Lisina não alisa cabelo.  Aminoácidos também não alisam os cabelos, assim como ácido glioxílico, que foi quem causou o meu corte químico, também não alisa o cabelo (encapa e detona, mas não alisa!).

Escova de ácido glioxílico

Pra quem não sabe, o ácido  glioxílico é um ácido aldeídico ( ácido formilfórmico), exatamente como o formol, e, conforme explicação dada pela  Profª Dra. Maria Valéria Robles, que inclusive faz parte da Câmara Técnica da Anvisa,  esse ácido quando aquecido se transforma em formol.

E é exatamente isso que acontece com as dezenas de escovas com  ativos “naturais” que prometem alisar os fios, porque, na verdade, elas possuem alguma substância que, quando aquecida, “se transforma” em formol, que, caso vocês não saibam, acaba com o cabelo.

Recado dado, né? Se deixa enganar quem quer! Já fiz outros posts sobre o assunto, é bom dar uma lida:

  1. Escovas Milagrosas e Ácido Glioxílico: Porque Não Usar?
  2. A Verdade Sobre a Escova de Carbocisteína
  3. Defrisagem, Selagem e Gradativa: Estão te Enganando!

Beijos, Ju

Quer mais dicas de cabelo como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…