09.03.2021

Reaplicar Protetor Solar: Precisa mesmo?

Anos atrás falei aqui sobre a reaplicar protetor solar ao longo do dia, mas como existem muitas dúvidas e as coisas mudaram de lá pra cá achei melhor fazer um novo post.

Precisa reaplicar o protetor solar?

Antes de tudo, depende, e depende de várias coisas:

  1. Da quantidade de protetor solar que você aplica.
  2. Da estabilidade desse protetor solar.
  3. Se ele degrada ou não.
  4. Se permanece intacto ou não na sua pele

reaplicar protetor solar precisa ou não

Agora, depois dos 4 “dependes”, vamos para as perguntas importantes:

1.Seu protetor solar é de que tipo? Os filtros são 100% minerais/físicos? Ele é fotoestável?

2.Você sabe qual a quantidade correta de protetor solar deve ser aplicada no rosto e, efetivamente, aplica?

3.Você faz uma cobertura de cor (filtro com cor/base/camada de cor) excepcional e ela segue intacta ao longo do dia?

4.A camada de cor não escorreu, não derreteu, não borrou, não está falha, mas igualmente perfeita como no momento da aplicação?

5.Consegue garantir que a cama de baixo, ou seja, o protetor sem cor, também está intacto?

6.Seu protetor é realmente estável? Não degrada?

7.A camada com cor e a camada sem cor seguem homogêneas e íntegras ao longo do dia?

Reaplica ou não reaplica?

Se, levando em consideração todos os “dependes” e as perguntas o seu protetor continua exatamente como no momento da aplicação, sem falhas e você tenha aplicado a quantidade correta, você não precisar reaplicar protetor solar.

reaplicar protetor solar

A grande questão é que é altamente improvável que isso aconteça. Eu jamais consegui.

Aqui é absurdamente quente, transpiro muito, toco no rosto ao longo do dia e fricciono a pele com guardanapo ao redor dos lábios (tenho melasma acima dos lábios) nas refeições.

Então, mesmo estando em casa, sem me expor diretamente ao sol, meu protetor solar não dura o dia todo.

Portanto, aí já vem outra questão: exceto quando estou em exposição solar direta, tenho preguiça (trago verdades!) de reaplicar protetor solar, fazer cada camadinha novamente, sobretudo se estiver maquiada,

Erro meu? Com certeza, mas aqui trabalhamos com a realidade.

Enfim, o que faço e não abro mão mesmo é aplicar protetor solar em pó lá pras 2h da tarde.

É o ideal? Não. Mas é o que consigo fazer e, no meu contexto, tem funcionado bem.

O que uso há muitos anos, que já falei aqui várias vezes, é o da Adcos (veja resenha aqui) e gosto demais!

E vocês, como fazem por aí? Têm alguma dica? Quero saber!

Beijos, Ju♥

Bora ficar bem juntinha? Então vem comigo pro instagram! ⇒   @jurovalendo

05.03.2021

Desodorante Herbíssimo Funciona Mesmo?

Faz tempo que vejo muita gente falando do Desodorante Herbíssimo, aquele antigo, lembram?

Pois encontrei e comprei pra testar porque, minha gente, ele é mega baratinho!

desodorante herbíssimo fresh

Já fiz resenha de vários desodorantes aqui (clica aqui pra ver) e é uma coisa que tenho dificuldade porque transpiro muito e moro numa cidade super quente.

Gosto bastante do rosinha da Vichy e do Rexona Clinical, mas venho testando vários outros, inclusive um da Weleda, que é bem natural.

Mas, vamos começar pelo desodorante Herbíssimo, né?

Herbíssimo Creme: as promessas

Comprei a versão Herbíssimo Fresh, e de acordo com a embalagem trata-se de um “desodorante em creme antitranspirante sem álcool que protege por até 48h.

desodorante herbíssimo creme

Possui a fórmula Hidra +, que hidrata por até 24h e é dermatologicamente testado.”

Desodorante Herbíssimo: Resenha

A embalagem é plástica e bojudinha, com tampa de rosquear que trava bem.

Vem com 55 g de produto e rende muito bem.

A textura é cremosa, ele é branquinho e tem um cheiro bem suave e levemente cítrico.

O fato de ser cremoso e ter que tacar o dedo dentro pra pegar o produto, e depois tacar o dedo nas axilas me incomoda.

A questão é que se as mãos estiverem sujas e/ou contaminadas, os micro-organismos vão pro potinho (e se proliferam!) e para as axilas.

desodorante herbíssimo

Então, coloquei uma espátula pra pegar o produto e lavo após o uso.

Mas, assim como tem desvantagens, o desodorante cremoso também tem vantagens: geralmente são mais hidratantes, porque contém ativos que hidratam (e as axilas precisam de hidratação), o que faz toda diferença, sobretudo pra quem depila com lâmina como eu.

Da mesma força, é mais benéfico pra quem tem a pele dessa região mais seca e sensível.

É fácil de aplicar, espalha direitinho e não acumula num canto só.

Espero uns 3 minutinhos pra secar (tem que esperar, gente!), e isso já é um ponto pra se observar, porque se não esperar secar e vestir a roupa em seguida, vai transferir e deixar aquele aspecto durinho.

Falando nisso, não manchou nada. Mas, espero secar sempre.

É muito confortável de usar e não irrita nadinha a pele, mesmo nos dias seguintes a depilação.

textura

Segura a Transpiração e o Odor?

Tem boa ação desodorante e antitranspirante, mas a segunda dura bem menos.

Não tenho muito problema com o odor, meu caso maior é o excesso de transpiração.

E o que percebo é que o odor, ou seja, a ação desodorante, é boa, ele segura direitinho por umas 6 horas no calor, o que já é uma entrega ótima, sobretudo quando a gente leva em conta o valor do produto (paguei menos de R$4,00).

Já a transpiração, segura menos no calor. Nos dias menos quentes segura por mais tempo.

Ah, uma coisa importante: ele não derrete e nem escorre, tá?

Desodorante Herbíssimo compensa?

A entrega dele é boa, tem muitos pontos positivos e é um produto bem gentil com a pele.

desodorante herbíssimo

A eficácia é melhor que a de muitos desodorantes que custam, no mínimo, o triplo do preço.

O rendimento também é excelente, além do preço. Então, pra mim compensa sim, demais!

Não é o melhor dos melhores, mas tem um custo-benefício mara e dá conta do recado com gosto!

É vendido em mercados e farmácias e tem também outras versões.

Já testou? Me conta o que achou!

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Club House ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

24.02.2021

Melasma no Rosto: Como cuidar?

Essa semana começamos um especial sobre melasma, mais especificamente sobre melasma no rosto, e teremos 2 posts aqui por semana sobre o assunto, tá?

Além disso, também teremos conteúdo nos stories e no feed do Instagram, então já segue lá: @jurovalendo .

São muitas informações, então vamos aos poucos, combinado?

Antes de começar, baixe aqui esse material gratuito pra tratar o melasma preparado pela minha dermatologista.

O que é melasma?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais frequentemente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo.

Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar.

O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e à luz visível.

o que é melasma

Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.”

Existe o melasma epidérmico, dérmico e misto.

De forma simplificada, no melasma epidérmico há aumento de pigmento através da epiderme, que é a camada mais superficial da pele.

No melasma dérmico há um depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos.

Já no melasma misto existe um excesso de pigmento em certas áreas da epiderme e em outras áreas da derme.

o que causa melasma

O que causa melasma?

Não existe uma causa definida ou única. É sabido, contudo, que ele está relacionado sobretudo a exposição solar, a luz visível, a fatores hormonais, incluindo aqui o uso de anticoncepcionais e ao período gestacional, a algumas doenças e também a fatores genéticos

Contudo, sabe-se que os raios solares, incluindo aqui a luz visível, são fatores determinantes.

Além disso, existem coisas que pioram o melasma, algumas ainda sem comprovação científica, mas com muitos relatos em consultórios.

Quando, em 2013, falei aqui sobre manchas na pele e as recomendações da minha dermatologista, já se falava sobre essas causas de piora, como o estresse, a ansiedade, resistência à insulina, altas temperaturas (independente de exposição solar) e por aí vai.

Voltei a falar sobre nesse post aqui de 2015, que também tem muitas dicas boas, vale conferir!

Como tratar melasma no rosto?

Pra começar, antes de pensar em tratar é preciso passar por um dermatologista, que é quem pode diagnosticar e tratar de forma eficaz o problema.

Existem vários tratamentos possíveis, tanto em consultório, com procedimentos clareadores (como lasers, peelings, etc), quanto em casa, com o uso de produtos e/ou medicamentos tópicos.

Mas, a orientação básica e mais importante é a correta proteção contra raios ultravioleta e à luz visível.

melasma no rosto

Vale ressaltar que o melasma não tem cura, mas o tratamento ajuda a clarear, estabilizar e até impedir que as manchas voltem.

Proteção solar para melasma no rosto

Sou prova viva, com tudo documentado aqui no blog, que o quesito proteção solar pra melasma ganha novos tons a cada ano.

Quando comecei a tratar, lá em 2013, ninguém falava em luz visível e na importância do protetor solar com cor.

O essencial na escolha do protetor era observar o PPD, que deveria ser maior que 12 pra efetivamente proteger dos raios UVA, que causam manchas.

Nessa época eu tomava também o protetor oral, já fiz posts sobre ele aqui e farei um bem atualizado.

luz visível melasma manchas

Lembro que não tomava nada de sol, usava luvas pra dirigir, reaplicava o protetor até 4 (!!!) vezes ao dia e sim, a mancha reduzia, mas continuava muito visível.

Foi só entre 2017 e 2018 que comecei a usar, como última camada, protetor solar com cor pra proteger da luz visível.

E foi somente aí que o meu melasma no buço começou a ficar praticamente imperceptível.

Sobre luz visível recomendo fortemente esse post aqui.

Rotina de fotoproteção

Já faço aqui um post só falando de rotina de fotoproteção, da quantidade certa de aplicação, se é preciso reaplicar, como fazer isso sem remover a maquiagem e tudo o mais.

Mas, basicamente aplico duas camadas de protetor sem cor e finalizo com uma camada de protetor com cor.

Prefiro aplicar em camadas porque o acabamento fica melhor e a pele fica mais sequinha, sabe?

Divido a quantidade ideal de protetor por 3, sendo que duas partes são sem cor e uma com cor.

Juro que assim o resultado fica infinitamente melhor!

Já fiz um post aqui indicando vários protetores com cor pra melasma no rosto, e amava o Anthelios com cor, que infelizmente teve a fórmula modificada e não funcionou mais na minha pele.

Hoje, pro melasma, não conheço nada melhor que o Protetor Solar Stick FPS 80, da Adcos.

melasma no rosto

Vinha usando o FPS 55, que amo forte e já indiquei muito (e continuo indicando), mas depois dos estudos sobre essa outra versão, que tem a maior quantidade de óxidos de ferro do mercado, troquei com gosto!

Vale muito conferir os dados desse estudo na página da marca (clique aqui).

Já faço resenha dele, mas adianto que é espetacular, não conheço melhor!

Ele custa R$149,00 na loja virtual da Adcos, e lá nós temos cupom de desconto: é só usar JUROVALENDO em qualquer compra que vocês ganham frete grátis + 10% de desconto!

Compensa muito pelo efeito, pelo resultado e pelo rendimento, sabe?

Mas, nos próximos posts tratei mais opções!

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Club House ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

O que você acha do JV?
Adoro!! Sigo há muito tempo!!
3 Segredos Para Transformar a Energia da Sua Casa! Protetor solar para quem transpira muito: 3 dicas salvadoras! Azeite de oliva é tudo de bom pro cabelo! 4 Mitos sobre beleza da pele! Testamos: Perfume Shakira Dance Diamonds! Perfume Yes I Am Cacharel Perfume Idôle Lancôme: Elegância e Delicadeza! Pele madura: 3 Cuidados Essenciais!