13.09.2014

#100DiasDeBeleza: E Desde Quando Beleza Tem Padrão?

Um dia, não se sabe quando, alguém  que não tinha muito o que fazer (só pode, né?) definiu que bonito mesmo era ser magra. Magra não, pele e osso, e se o osso se sobressair tratem de mandar pra mesa de cirurgia. As baixinhas não teriam vez, e bonita mesmo era a mulher loira, de olhos azuis ou verdes, lábios carnudos, nariz pequeno e mais uma lista de exigências.

Não se enquadra nisso? Mas que absurdo! Trate de fazer dieta, de passar fome se preciso for, de malhar o dia todo, de fazer todos os tratamentos estéticos possíveis, se jogue nas mãos do cirurgião, do dermatologista, do cabeleireiro e só saia de lá nos padrões aceitáveis, porque aí, quem sabe assim, você consiga deixar de ser invisível.

padrão de beleza

Parece absurdo né? Mas o bombardeio diário que é feito pela mídia (com raríssimas exceções), de mulheres impossivelmente perfeitas “pede”, direta ou indiretamente, isso. E com isso nós, mulheres reais, perdemos completamente a perspectiva do que “devemos ser”, e a partir daí nada, absolutamente nada, parece bom o bastante, porque, vamos raciocinar, como “competir”com isso, gente?

Como se olhar no espelho e se achar incrível se a moça da revista ao lado nem poros tem? Não tem poros, não tem celulites, estrias, manchas… Na verdade ela não tem nada, porque ela sequer existe, não passa, em último grau, de uma manipulação de um programa de imagem…

padrão de beleza

A irmã de uma das minhas melhores amigas é modelo, dessas famosas, e um dia ligou pra casa, do alto dos seus 18 anos, aos prantos porque, pasmem, queria ser como ela era no editorial da revista. Ela queria ser ela depois de “editada”. Ela, assim como milhões de meninas e mulheres no mundo, queria o padrão impossível.  Vocês têm noção do que é isso?

Pois é isso que essa padronização burra da beleza faz. E faz mais, porque gera uma busca desenfreada por uma beleza irreal e inalcançável que é sim uma das grandes responsáveis por essa epidemia de baixa estima e de insatisfação que atinge mulheres do mundo inteiro.

padrão de beleza

E já que não dá pra “parar o mundo e pedir pra descer”, o que a gente deve fazer todos os dias é tentar não se contaminar com tudo isso, é valorizar a nossa beleza, o que nós temos de melhor, e o que nós temos de melhor é infinitamente mais bonito do que essa beleza fabricada que a gente, por vias tortas, tanto deseja.

Beleza não é um conjunto de traços perfeitos. Beleza é aquele “quê” de mágica que ninguém consegue explicar, e essa beleza não dá pra comprar e o tempo não consegue apagar, porque ela vem de dentro, e ilumina, e exala, e encanta…

padrão de beleza

Então, pare de tentar se enquadrar no que quer que seja, esqueça essa baboseira de padrões e olhe, com todo o amor do mundo, pra si mesma. Se olhou? Então trate de redescobrir o tanto de beleza que você tem aí e se apaixone perdidamente por si mesma, pela mulher incrível que existe aí dentro e que você ainda não consegue enxergar!

Beijos e bom final de semana! Ah, pra acompanhar os outros posts dos #100DiasDeBeleza é só clicar aqui!

Ju

20.02.2014

Você é Incrível… E Precisa Descobrir Isso!

Acho engraçado como a maioria de nós não faz a menor noção do quanto é incrível. Sim, incrível. E porque não sabemos, porque não enxergamos, não damos o devido valor a nós mesmas, ao que somos, a história que construímos, a vida que vivemos.

Incrível é sempre o outro, porque a vida do outro parece ser perfeita, ao contrário da nossa. Mas o outro, não raras vezes, também acha  que algum outro é que tem a vida maravilhosa, é que é maravilhoso, e não ele.

tumblr_lk9v97PuqA1qbdqo5o1_500

E nisso a gente perde tanto, a gente gasta tanta energia tentando ser o que já é, mas não sabe, que o tempo passa, não nos damos conta de tudo o que nós somos e deixamos de viver muitas coisas por isso.

Cada uma é bonita de um jeito, e é justamente nisso que reside a beleza, porque que graça teria se todas fôssemos iguais? E que graça teria se fôssemos “perfeitas”? Perfeição cansa, perfeição é óbvia demais pra ser bonita de verdade.

Bonita  mesmo é aquela covinha que aparece quando ele ri, a barba por fazer, o olho pequenininho, o nariz meio torto, o riso rasgado e tantas outras “imperfeições”. Sim, bonito é enxergar a beleza onde ela parece não existir, bonito é ver mágica no simples, no comum, no esquisito, no que é imperfeitamente perfeito.

mulher incrível

O que faz de você uma mulher incrível não é a ausência de celulites, o corpo malhado, o cabelo liso ou o rosto de boneca. O que te faz incrível é aquela gargalhada fora de hora, o sorriso largo, a alegria que contagia, o humor que desarma, o olhar que deixa o outro sem chão…

Perfeição é um padrão, e ninguém se apaixona por padrões. Nos apaixonamos por pessoas, inclusive pelas suas imperfeições, e é nisso que tá a mágica da coisa.

Uma pessoa linda pode até chamar mais atenção (e chama!), mas ninguém ama uma pessoa porque ela é linda, assim como ninguém ama uma pessoa só porque ela é perfeita. A gente ama aquela faísca que surge do nada e faz a “cabeça virar’. A gente ama a certeza nos olhos do outro. A gente ama mesmo o que a gente sequer consegue explicar.

tumblr_lukbhlmXEt1qghb5to1_500_large

E quem disse que “faísca” tem a ver com beleza? Tem nada! Isso é pele, é química, daquelas que quanto mais a gente mata a vontade, mais forte ela fica.

O que eu quero dizer com tudo isso? Simples: olhe pra você, mas olhe com carinho, e se apaixone perdidamente por si mesma.. Redescubra a mulher maravilhosa e única que você sempre foi, e enxergue o quão incrível você é. Incrível com todas as suas imperfeições, aliás, incrível inclusive por causa delas.

Sim, por causa delas, e isso te torna tão especial que você não só aceita suas imperfeições, como  dá risada de cada uma delas. Mais leveza na vida, sabe? Mais humor, mais ternura e menos dureza ao olhar pra nós  mesmas: é disso que a gente precisa!

Beijos

Ju

 

 

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…