Vizcaya
09.07.2014

Óleo Facial: Um Banho de Beleza Pra Sua Pele

Se, tempos atrás, alguém me falasse que usar óleo facial era uma boa aposta, eu daria risada, afinal minha pele sempre foi oleosa ao extremo.

Quando falo de óleo, falo de óleo vegetal, que tem a textura mais grossa, porque já usei muito o óleo essencial de melaleuca pra ajudar no controle da oleosidade, só que óleos essenciais têm restrições de uso, já que na maioria dos casos não podem ser aplicados diretamente na pele, mas explico isso melhor depois.

O fato é que tratar a pele com óleos tem sido uma indicação bem comum, tanto que inúmeros produtos com essa função estão desembarcando por aqui.

óleo facial

Tratando a pele com óleo facial

A função essencial do óleo, nesse caso, é formar uma barreira de proteção que impede a perda hídrica, o que mantém a pele hidratada. Só que eles vão além, já que são recheados de vitaminas, de antioxidantes e de outros nutrientes que podem ajudar a tratar a pele, combatendo o ressecamento, mas também ajudando a acalmar, regenerar, proteger e evitar ou amenizar as manchas de pele, dentre outras coisas.

Parece uma ótima proposta, e é, mas é preciso ter muito cuidado na escolha do óleo, porque cada pele “pede” um tipo diferente, com funções específicas, e o uso inadequado pode causar danos a pele. Ah, e não custa lembrar que óleo mineral não deve ser usado, né? Se for mineral não serve, porque esse óleo não trata, só “maquia”.

Apostem sempre nos óleos vegetais, associados ou não aos óleos essenciais, que são super concentrados.

Os óleos indicados para cada tipo de pele

Vejam abaixo uma seleção de óleos e a indicação pra cada tipo de pele:

Pele Seca: óleos super emolientes, como os de abacate, argan, amêndoa doce, jojoba, gergelim e rosa mosqueta são ótimas apostas! Os óleos essenciais que podem ajudar são os de cedro, lavanda, mirra, cistus, camomila, laranja, palmarosa, néroli, olíbano, gerânio, rosa, patchouli, pau rosa, sândalo, sálvia e vetivert.

óleo facial

Pele Sensível: óleos que ajudem a acalmar a pele, como lavanda, calêndula e camomila são boas pedidas.

Pele Normal: a pele normal se beneficia de óleos como o de jojoba, calêndula, girassol e semente de uva.  Os óleos essenciais que podem ajudar são os de camomila, bergamota, lavanda limette, laranja, gerânio, manjerona, palmarosa rosa, pau rosa, sândalo e vetivert.

Peles mistas e oleosas também podem usar!

Pele Mista: a pele mista responde bem aos óleos vegetais de andiroba e calêndula. Óleos Essenciais que ajudam: ylang ylang, rosa, pau rosa, palmarosa, vetivert, sândalo, lavanda, gerânio e mirra.

Pele Oleosa e/ou Acneica: os óleos  de semente de uva, de avelã, de rosa mosqueta, de copaíba e de jojoba são boas indicações, já que são mais leves. Quanto aos óleos vegetais, pode apostar no de tea tree (melaleuca), pinho, copaíba, alecrim, hortelã pimenta, tangerina, eucalípto globulos ou citriodora, grapefruit, lemongrass, limão tahiti ou siciliano e coriandro.

Pele Envelhecida: a pele envelhecida precisa de óleos com alto poder de hidratação, além de bom teor de antioxidantes, como o óleo de jojoba, oliva, gergelim, gérmen de trigo e semente de uva. Óleos essenciais que ajudam: benjoin, louro, mirra, olíbano, palmarosa, pau rosa, rosa, sândalo, gerânio e noz moscada.

Pele Manchada: um óleo que funciona muito bem nesse tipo de pele é o óleo de rosa mosqueta (falei dele nesse post aqui), que ajuda a clarear e renovar a pele, já que  é rico em vitamina A.

Falando em preço, eles são mais altos sim, mas como a quantidade usada é bem pouca, pode ser um investimento interessante, né?

Alguém aqui já usou?

Beijos

Ju

Vizcaya
23.10.2013

Laser em Creme: Testei!

Um dos lançamentos da Consulfarma que mais me interessou foi o Laser em Creme, o tal do BioLumen Firm. Logo após a Consulfarma, em julho, fiz um post falando desse produto (aqui), mas demorei pra resenhar porque queria testar por mais tempo.

Em resumo, a promessa é um aumento de 50% na elastina, responsável, junto com o colágeno,  pela sustentação da pele, redução das rugas e pés de galinha. Achei as promessas similares com as do CelltoCell, que promete aumento de 115% de colágeno e 25% da elastina.

Laser em Creme: as promessas são boas!

laser em creme

A embalagem é de acrílico com tampa preta de rosquear, vem com 30 gramas de produto e concentração de 5% de BioLumen Firm. A textura é cremosa, o produto é branco e o cheiro é suave.

Ele espalha fácil e é absorvido imediatamente sem deixar qualquer resquício de oleosidade, e isso é a glória pra quem, como eu, tem a pele mega oleosa. Não irrita nem arde a pele, mesmo usando na região dos olhos, que foi onde eu mais caprichei por ser a parte mais problemática do meu rosto.

A indicação é usar pela manhã e a tarde, já que ele contém polifenóis que vai absorver a radiação UV e transformá-la em luz vermelha visível, que tem poder de cura sobre a pele.

laser em creme

Laser em creme funciona?

Minha pele já estava boa por causa do CelltoCell, que eu amo, mas achei que deu uma turbinada no viço, porque ela ficou mais bonita, com o aspecto de bem tratada, sabe como é? Em relação a elasticidade, manteve os resultados do CelltoCell, então acho que nesse aspecto eles são bem parecidos, porque a pele fica mesmo mais firme e hidratada.

Como minha pele não tem flacidez, não sei avaliar como ele agiria em peles de meninas um pouco mais velhas, mas a minha ficou mais hidratada e notei uma melhora na elasticidade, e isso reduziu sim as linhazinhas finas ao redor dos olhos.

Claro que os resultados não se comparam com o de um laser, afinal, trata-se de um creme. Os resultados dele são bem similares aos do Celtocell, só que o laser em creme é mais potente e apresenta melhora mais intensa na pele de forma mais rápida.

laser em creme

Ele custa 118 Dilmas e rende bem, pois basta um pouquinho pra espalhar por todo o rosto. O produto é manipulado e pode ser comprado em farmácias de manipulação, e o meu foi enviado para testes pela ArtVitta.

Alguém aqui já usou?

Beijos

Ju

*O produto foi enviado pela loja ArtVitta para testes e isso não influencia, de forma alguma, na opinião do autor do post.

17.10.2013

Ácido Retinoico: Faz Maravilhas na Pele!

Postei no insta (@JuroValendo) uma foto com umas tranqueiras que comprei na farmácia ontem, e no meio das coisas tinha a treinoína (tretinoína = ácido retinoico), e como eu disse que ela era “vida pra pele”, muita gente perguntou o que era e pra que servia, daí resolvi fazer um post explicando.

Uso ácido retinoico fez bastante tempo e não dispenso de jeito nenhum porque foi o que transformou minha pele, que era muito mais oleosa, tinha mais manchas e era bem mais  grossa.

Testei todos os ácidos que vocês puderem imaginar, só que minha pele sempre foi grossa e, por isso, só senti mudanças mesmo quando “ataquei” a pele com ácido retinoico 0.05%.

O que é Ácido Retinoico tretinoina, retinoides

Depois que fiz isso consegui alternar com outros ácidos, como o ácido azeláico e o ácido mandélico, e e a coisa funcionou bem, mas o milagre foi feito com a tretinoína/ácido retinoico mesmo.

Para que serve Ácido Retinóico

O ácido retinoico é, com certeza, o queridinho dos dermatologistas, pois ele funciona pra muita coisa e é bastante eficaz pra potencializar o clareamento da pele, estimular a produção de colágeno, melhorar a irrigação da derme, melhorar a firmeza, reorganizar as fibras elásticas e ajudar na renovação celular, controlar a oleosidade e tratar a acne e reduzir rugas e linhas, dentre outras coisas.

Fora isso, é o melhor renovador que existe e deixa a pele viçosa e bonita. Pra tratar e evitar o envelhecimento esse ácido é “babadeiro”, porque faz tudo de uma vez e, melhor, rápido.

Melhor ainda: dá pra usar no rosto, nas mãos, no colo, no pescoço e também nas estrias (tem um post aqui sobre o tratamento da Lilly com esse ácido nas estrias).

cuidados-uso-acido-retinoico1

Ácido retinoico para o rosto: meu tratamento

Ácido retinoico  tem que ser indicado por um dermatologista, pois existem efeitos colaterais e se os devidos cuidados não forem tomados a pele fica pior, muito pior.

Sim, mas farmácias dá pra comprar esse ácido livremente na concentração de 0.025% e 0.05%, mas ele é um medicamento, não é um creme que você usa de “qualquer jeito”.

Quando comecei a usar esse ácido, foi na concentração de 0.05% em gel (tem em gel e em creme), que é intermediária, até a minha pele se acostumar.

Depois fui pra concentração de 0.1%, e hoje eu alterno, pois no inverno uso uma concentração maior, já que moro em um lugar muito quente, e no resto do ano fico na concentração mais baixa, que é de 0.025%.

Logo no início do tratamento é comum que a pele fique vermelhada, descamando e “ardendo”, por isso é importante ter acompanhamento de um dermato pra que ele veja qual a melhor forma de uso pra você.

No início eu usava três vezes na semana e misturava com algum hidratante  ou um pouco de água termal até que a pele “acostumou”.

ácido retinoico

Ele só deve ser usado no período noturno, e assim que você acordar corra pra lavar o rosto e se entupa de filtro solar pois ele aumenta a sensibilidade ao sol, o que pode, literalmente, queimar a pele, mas é queimar mesmo, de formar bolhinha. Ou seja, não dá pra brincar e nem pra esquecer!

Outra coisa que é bom falar é que, sendo  fotossensível, ele estimula a produção de melanina em contato direto com o sol, e se você não proteger a pele muito bem vai acabar cheia de manchas.

Coisas que aprendi usando ácido retinoico

Como já uso esse ácido faz tempo, tem umas coisinhas que fui aprendendo, como, por exemplo, a não usar nenhum produto que contenha álcool, enxofre ou ativo irritante (inclusive esfoliantes) enquanto estou usando o ácido, pois a pele irrita absurdamente e, em alguns casos, “queima”, e isso já aconteceu comigo.

ácido retinoico

No início do tratamento não use o ácido na pele úmida pois ele é forte e a pele úmida absorve muito mais, o que pode causar irritações.

Além disso, cuidado com a quantidade e cuidado com a concentração, que deve ser sempre a menor pra ver como a pele vai reagir ao produto. Se a pele estiver irritada, sensibilizada ou machucada não use ácido, porque o quadro vai piorar!

Tem muito mais coisas pra falar sobre esse ácido, mas tudo que lembrei agora coloquei aqui.

Onde comprar ácido retinoico?

Ah, ele pode ser manipulado e na maioria das vezes uso assim, já que minha dermato insere ele nas minhas fórmulas, mas nas farmácias vende (Vitanol A, Vitacid, etc) e ele não é caro.

Comprei o Vitacid (0.025%) ontem por 15,50 Dilmas, e ele rende muito pois só pode usar pouquinho, sabe?

Enfim, é o meu ativo preferido (também amo argila, mas aí é outra coisa!), e mesmo sendo um ativo bem antigo, é imbatível!

Quando não uso o de farmácia, que mostrei no Top 10 Produtos de Farmácia Para o Rosto, uso manipulado, como na fórmula passada pela minha dermato (post aqui).

Outros Ácidos Que Salvam a Pele

Beijos

Ju

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…