Vizcaya
26.01.2015

Ácido Glicólico: 3 razões para amar!

Eu amo ácidos, amo, inclusive o ácido glicólico! Já perdi a conta de quanto tempo faz que uso e parei recentemente com o ácido retinoico (post aqui) porque minha pele estava muito fina e o calor muito intenso. Mas não abro mão deles porque noto que o efeito é mais rápido, sabe? E quando a gente chega nos 30 eficácia e rapidez são palavrinhas mágicas!rs

Antes de conversar com minha dermato sobre a troca do ácido retinoico, o soberano do reino dos ácidos, fui pesquisar sobre os vários ácidos existentes pra já chegar lá sabendo o básico, porque assim poderia tirar as dúvidas sobre cada um e dividir aqui com vocês.

 

ácido glicólico

Parti logo pro ácido glicólico, que já usei e gostei muito por causa da maior absorção e penetração na pele, e ele é, inclusive, utilizado junto com outros ativos pra facilitar a absorção dos mesmos.

Mas vamos aos 3 motivos do meu amar esse ácido:

O que é e para que serve o ácido glicólico

Pra começar, o ácido glicólico tem ação esfoliante, então além de ajudar na penetração de outros ativos, ele renova a pele, o que é música para os meus ouvidos (as balzacas entenderão!). Também atua no colágeno, combatendo e revertendo sinais de envelhecimento como rugas e linhas, além de manchas faciais.

É usado em cicatrizes, inclusive de acne, e ajuda bastante no caso de poros dilatados. E ele pode ser usado também no corpo, sendo bem indicado para o tratamento das estrias vermelhas.

Fora isso, o que mais me lembro do uso desse ácido é que ele melhora a textura da pele, deixando-a mais lisinha, mais suave ao toque, com mais “viço”, sabe?

ácido-glicólico

A depender da concentração ele pode ter ação hidratante, rejuvenescedora, esfoliante e por aí vai. Ou seja, é um “ácido Bombril”!

Ele irrita menos a pele e tem menos efeitos colaterais que o ácido retinoico

Um dos grandes problemas do ácido retinoico, que eu amo, é que ele tende a irritar a pele, principalmente nos meses mais quentes. Já o ácido glicólico tem menos efeitos colaterais e é mais bem tolerado, de modo que casos de irritações são menos frequentes e intensas.

Vale lembrar que quem usa ácido deve evitar o máximo possível a exposição solar e jamais sair de casa sem protetor. Já esqueci umas duas vezes e tive queimadura no rosto, que ficou inchado, com bolha e todo vermelho.

Sim, ele é menos eficaz que o ácido retinoico, mas seu uso também é mais seguro, sobretudo agora no verão, e seus efeitos colaterais, quando aparecem, se resumem basicamente a hiperpigmentação e eritemas.

ácido-glicólico

Ele é facilmente encontrado

O ácido retinoico é um medicamento e a sua venda depende de receita médica, já o ácido glicólico pode ser um medicamento, um cosmético ou um dermocosmético, a depender da concentração.

No caso de cosméticos ou dermocosméticos, ele é facilmente encontrado e sua compra é facilitada, de modo que em toda farmácia  dá pra achar hidratantes e sabonetes faciais, dentre outros, que contenham a substância. Um bom exemplo é o hidratante da Neutrogena, que já falei nesse post aqui.

Claro que o ideal é que um dermato indique o melhor produto pra sua pele, porque é ele quem vai saber qual a real necessidade naquele momento, qual ativo deve ser usado e qual a concentração desse ativo, mas pra quem não costuma frequentar um dermato (é um investimento gente!), o fato do ativo estar presente em produtos de venda livre facilita as coisas.

ácido-glicólico

Ácido Glicólico é amor!

Resumindo: prefiro apostar em produtos com ácidos, que são mais eficazes e fazem uma diferença maior na pele, e o ácido glicólico sai na frente em vários aspectos, já que é bem tolerado, tem vários usos, combate e reverte (até certo ponto, claro) o envelhecimento, e é encontrado em vários produtos de marcas que eu já conheço e confio. Ah, ele também pode ser manipulado, e aí são usadas concentrações maiores, mas nesse caso é necessária receita médica (ao menos aqui).

Alguém aqui usa ou já usou? Qual foi o produto? O que achou?

Beijos

Ju

Vizcaya
23.10.2013

Laser em Creme: Testei!

Um dos lançamentos da Consulfarma que mais me interessou foi o Laser em Creme, o tal do BioLumen Firm. Logo após a Consulfarma, em julho, fiz um post falando desse produto (aqui), mas demorei pra resenhar porque queria testar por mais tempo.

Em resumo, a promessa é um aumento de 50% na elastina, responsável, junto com o colágeno,  pela sustentação da pele, redução das rugas e pés de galinha. Achei as promessas similares com as do CelltoCell, que promete aumento de 115% de colágeno e 25% da elastina.

Laser em Creme: as promessas são boas!

laser em creme

A embalagem é de acrílico com tampa preta de rosquear, vem com 30 gramas de produto e concentração de 5% de BioLumen Firm. A textura é cremosa, o produto é branco e o cheiro é suave.

Ele espalha fácil e é absorvido imediatamente sem deixar qualquer resquício de oleosidade, e isso é a glória pra quem, como eu, tem a pele mega oleosa. Não irrita nem arde a pele, mesmo usando na região dos olhos, que foi onde eu mais caprichei por ser a parte mais problemática do meu rosto.

A indicação é usar pela manhã e a tarde, já que ele contém polifenóis que vai absorver a radiação UV e transformá-la em luz vermelha visível, que tem poder de cura sobre a pele.

laser em creme

Laser em creme funciona?

Minha pele já estava boa por causa do CelltoCell, que eu amo, mas achei que deu uma turbinada no viço, porque ela ficou mais bonita, com o aspecto de bem tratada, sabe como é? Em relação a elasticidade, manteve os resultados do CelltoCell, então acho que nesse aspecto eles são bem parecidos, porque a pele fica mesmo mais firme e hidratada.

Como minha pele não tem flacidez, não sei avaliar como ele agiria em peles de meninas um pouco mais velhas, mas a minha ficou mais hidratada e notei uma melhora na elasticidade, e isso reduziu sim as linhazinhas finas ao redor dos olhos.

Claro que os resultados não se comparam com o de um laser, afinal, trata-se de um creme. Os resultados dele são bem similares aos do Celtocell, só que o laser em creme é mais potente e apresenta melhora mais intensa na pele de forma mais rápida.

laser em creme

Ele custa 118 Dilmas e rende bem, pois basta um pouquinho pra espalhar por todo o rosto. O produto é manipulado e pode ser comprado em farmácias de manipulação, e o meu foi enviado para testes pela ArtVitta.

Alguém aqui já usou?

Beijos

Ju

*O produto foi enviado pela loja ArtVitta para testes e isso não influencia, de forma alguma, na opinião do autor do post.

17.09.2013

Creme Biônico com CelltoCell: Juventude no Potinho!

Fiquei doidinha com os lançamentos da Consulfarma, e um dos ativos que mais me despertou interesse foi o CelltoCell, que promete, simplificando, um milagre, porque, supostamente,  aumenta 115% do colágeno em 15 dias de uso. Vou repetir: 115% do colágeno em 15 dias de uso!

É ou não é pra ter um ataque de nervos? Quem já passou dos 30 sabe certinho do que estou falando, porque “aumento de colágeno” é uma expressão mágica nessa fase em que o colágeno começou a escambar ladeira abaixo!

celltocell

Pois bem, além de prometer essa melhora no colágeno, promete, ainda, aumentar a firmeza da pele em 11% e a elastina em 25%, o que garante uma textura melhor, mais elasticidade e firmeza.

Diz o laboratório responsável que:

“CelltoCell® é um dermocosmético com potente ação firmadora e rejuvenescedora. Este ativo estimula a comunicação entre as células da epiderme e da derme. Esta comunicação é importante para a pele, pois aumenta a secreção de fatores naturais de crescimento, que restabelecem a produção de colágeno e elastina, que podem chegar a níveis de peles jovens, aumentando a firmeza, melhorando a elasticidade e textura da pele.”

celltocell

Esse creme, que é manipulado, veio na caixa que as meninas da Art Vitta, a Paty e a Lu, me mandaram de aniversário, junto com outras coisas, e eu fiquei em dúvida se usava primeiro ele ou o laser em creme, mas acabei optando por ele, que tem a textura bem fina.

A embalagem é básica e bonita, com tampinha de pump e resistente. A textura é cremosa e super fina, e o cheiro é suave e gostoso.

Ele é absorvido imediatamente, não deixa resquícios, não deixa a pele brilhosa e espalha facilmente. Quem tem pele oleosa ou mista pode usar sem medo de ser feliz, porque com ele a oleosidade passa longe!

celltocell

Tô usando desde o dia 18 de agosto e gostando muito! Não posso avaliar se aumentou o colágeno em mais de 100% porque não tenho como fazer isso, mas é notória a mudança na pele, que está mais viçosa, mais elástica, mais hidratada e levemente mais firme. Pra 30 dias de uso achei os resultados muito bons, e escrevendo esse post hoje me dei conta de que deveria tentar usá-lo na região dos olhos, que é a minha área mais problemática, sabe?

Tem um vídeo muito legal do professor Maurício Pupo explicando o mecanismo de ação do produto e fazendo uma experiência com rosas que é chocante. Vale assistir!

Como ele é leve e fluído, rende muito, muito mesmo, pois basta um pouquinho pra espalhar no rosto todo. Ele pode ser usado a parir dos 20 anos, e deve ser utilizado duas vezes ao dia.

A composição é CellToCell 2% + QSP 30 gramas.

O preço é bem convidativo pra um produto com ativo novo e potente: 56 Dilmas! Quem quiser comprar/conferir, ele está a venda na ArtVitta (aqui).

Beijos

Ju

*O produto foi enviado pela loja ArtVitta para testes e isso não influencia, de forma alguma, na opinião do autor do post.

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…