31.03.2014

5 Dicas Pra Quem Quer Ficar Loira

loiro

Já tive tantos tons de loiro e já mudei esse cabelo tantas vezes que  acho difícil cair em alguma cilada hoje em dia, porque “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, né?

E eu aprendi foi errando mesmo e pagando caro pela minha teimosia e também por não questionar, por não observar, por não meter o bedelho na coisa, e tem 5 coisinhas básicas que eu aprendi e que vocês precisam aprender caso queiram ficar loiras (um loiro lindo, claro!).

1. Teste da Mecha

Ninguém toca em meu cabelo pra nada se não fizer um teste da mecha antes, porque se existe uma coisa que pode evitar desastres é esse teste, que é fácil de fazer e não toma tempo de ninguém.

cabelo loiro

Tá achando que é frescura, né? No dia que você tiver o primeiro corte químico (Nossa Senhora das Madeixas nos livre desse mal!) esse achismo fica pra trás, porque só quem já viu o cabelo partir e cair sabe o desespero que é passar por isso, que pode ser previsto e evitado pelo teste da mecha.

O teste da mecha, aliás, deve ser feito antes de todo e qualquer  procedimento químico, e isso inclui alisamentos, relaxamentos, progressivas, colorações, descolorações e por aí vai.

O que ele vai fazer basicamente é “medir” o grau de resistência dos fios, é verificar na prática se o cabelo aguenta ou não o procedimento químico que você quer fazer, se existe ou não incompatibilidade de ativos, tempo de pausa necessário e coisas do tipo. Ou seja, o teste da mecha é o que pode prevenir desastres!

E fazer isso é fácil demais: pegue uma mecha pequena na parte de “dentro” do cabelo, aplique um pouco do produto que você vai usar pra fazer a química e deixe agir pelo tempo necessário pra finalizar o procedimento (em casos de progressiva e alisamento, por exemplo, podem ter outros “passos”). Após retirar, observe as condições do cabelo, a elasticidade, a resistência, a porosidade e veja, em resumo, se o cabelo pode ou não “aguentar o tranco”.

descolorante cabelo loiro

O cabelo afinou? Ficou elástico? Muito poroso ou coisas do tipo? Engavete o projeto “loira do ano”, fortaleça o cabelo e só quando ele estiver recuperado pense em fazer o procedimento químico.

 2. Escolha um Bom Descolorante!

Ninguém dá atenção a isso, mas quem quer ter um loiro bonito e bem tratado precisa investir pesado em um bom descolorante! Um bom descolorante “abre” a cor em menos tempo e agride muito menos os fios, deixando a cor bem mais bonita.

Eu, Ju, não uso descolorante de farmácia nem a pau! Sinto muito, mas é uma economia das mais burras, porque o cabelo vai estragar mais e você vai gastar muito mais pra recuperar, e recuperar um cabelo detonado custa caro!

Existem excelentes descolorantes no mercado, e é uma coisa que você não vai precisar comprar com frequência, já que dura bastante. O meu preferido é o da Tec Italy, mas daqui a pouco coloco o post com meus 8 que mais gosto, tá?

cabelo loiro

3. Aprenda a Ter Paciência!

Não dá pra ser platinada do dia para a noite, e toda mudança no tom dos fios precisa ser gradual pra que o cabelo sofra o menos possível.

Meu cabelo já abriu do tom natural dele (castanho escuro) pro loiro claríssimo de uma só vez e algumas pessoas podem, a depender do cabelo e dos produtos utilizados, conseguir isso, mas é raro. É raro porque quanto mais escuro e grosso for o cabelo mais ele vai demorar pra “abrir” e muitas vezes são necessárias duas, três sessões de clareamento pra chegar ao tom que você deseja.

Comece aos poucos, até pra que o cabelo não fique tão detonado, porque o descolorante “remove” matéria do interior dos fios, o que deixa o cabelo mais fraco e vulnerável, e quanto mais “pancada” for a mudança, mais o cabelo sofre.

cabelos loiros

4. Escolha um Bom Profissional

Não dá pra economizar em química capilar, muito menos em “cor”, porque se o procedimento não for bem feito o cabelo acaba ficando feio e você insatisfeita, e não tem coisa pior, né? E quanto maior for a mudança, melhor tem que ser o profissional!

Esse é um investimento que evita perda de dinheiro no futuro, porque  “arrumar” um loiro feio custa caro!

5. Use Bons Produtos!

Antes de pensar na possibilidade de ficar loira saiba que você vai precisar tratar os fios com muito mais frequência, e o uso de bons produtos, que não são necessariamente caros, é pra lá de essencial.

produtos cabelo loiro

Tem um post aqui com o kit básico para cabelos loiros, e recomendo muito a leitura!

 + Cabelos Loiros

Fazendo isso, eu garanto que  os riscos de danos para os fios são bem menores!

Beijos

Ju

16.12.2013

Como Evitar Desastres Capilares?

Vocês assistiram a reportagem do  Fantástico ontem? Pois o que  foi mostrado ali acontece todos os dias, e pode acontecer com qualquer uma de nós, e é por isso que bato tanto na tecla de que  vocês precisam saber pelo menos o básico sobre cabelos, porque conhecimento é poder.

A verdade é que uma boa parte dos que se dizem cabeleireiros só sabem o básico, e como só sabem o básico, deveriam aplicar somente o básico, mas não é isso o que acontece.

Química capilar, seja ela qual for, não é brincadeira, e pra mexer com química você tem que saber, e não é um pouquinho não, é saber muito. É saber quais ativos são ou não incompatíveis entre si, e é saber o que não pode ser feito.

Como Evitar Desastres Capilares?

desastres capilares

Como é que uma cliente chega em um salão pra  alisar ou relaxar um cabelo e a cabeleireira não questiona se ela já tem alguma química nos fios? Como é que não faz o teste do mecha? Isso pra mim é inadmissível!

O teste da mecha é a maior “arma” de segurança que nós temos, e cabe ao cabeleireiro fazer e a nós exigir. Pelo teste da mecha dá pra saber facilmente se o cabelo vai ou não aguentar o procedimento proposto, bem como se o ativo que vamos utilizar é ou não compatível com o que já existe no cabelo.

O problema é que nunca vi ninguém fazer teste da mecha, e é aí que mora o problema, porque é um teste simples que pode evitar desastres futuros.

Outra coisa importante, e isso é obrigação de vocês, é querer ver qual o produto está sendo aplicado, momento em que se anota o nome do produto, a marca do produto e o ativo, porque assim a gente já tem “um norte”, já tem como saber o que existe naquele cabelo, o que, é claro, não exclui o teste da mecha.

desastres capilares

Não tem essa de “ah, é um produto secreto”, como muitos salões fazem. Salão de beleza não é a escola de Hogwarts e você não está em um filme de Harry Potter  pra deixar que usem em seu cabelo “ingredientes secretos”. Quando dizem que é “segredo”, pode ter certeza que tem coisa errada, e na maioria das vezes a química nada mais é que uma mistura de fundo de quintal.

Cabelo é sim o “acessório” principal da mulher, e qualquer coisa que detone um cabelo abala profundamente a nossa autoestima, então cabe ao que se diz profissional utilizar somente técnicas que tenha domínio, e cabe a cada um de nós  procurar sempre, ao menos para as químicas capilares, os melhores profissionais.

Bons profissionais podem até ser mais caros (ou não, porque tem excelentes profissionais em salões pequenos), mas isso é um investimento, porque se o cabelo arrebentar, o gasto será, com certeza, muito maior.

Beijos

Ju

 

 

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…