JuPost da Ju
06 mar 15

Truque Certeiro pra Evitar Rugas!

Beleza

Já comentei por aqui, e também nas redes sociais, que tenho um problema com a região do meu olho direito, que tem dois traços bem marcados, coisa que não tem no olho esquerdo.

Desde que comecei a usar o All About Eyes, da Clinique, melhorou bastante o inchaço e suavizou a região, mas quando comentei sobre ele e meus dois tracinhos lá no Face, a Vivi, do Pop Topic, me alertou de que a posição de dormir poderia estar causando isso.

Como a Vivi sabe tudo, fui conversar com minha dermato e ela não só confirmou como me disse  que a Academia Americana de Dermatologia fez um alerta sobre isso tempos atrás, e me fez jurar dormir de barriga pra cima para todo o sempre. Chorey! hahaha

truque-pra-evitar-rugas

A questão é que a gente tende a dormir de lado ou com a cara enfiada no travesseiro, e essa compressão 8 horas por noite faz com que o rosto ganhe, ao longo do tempo, linhas e rugas de difícil tratamento. Esse tipo de ruga, aliás, tem até nome: rugas de travesseiro!

É por esse motivo que muita gente tem mais rugas de um lado que de outro, e tanto vale pra quem dorme de lado como pra quem dorme de bruço.

A solução é dormir de barriga pra cima, posição que não causa rugas nem sulcos no rosto, nem “marca” pescoço e colo. E vale também investir em fronhas de tecidos mais suaves, tipo o cetim, pra reduzir o atrito da pele com o tecido, o que é ainda mais válido pra quem não consegue dormir de barriga pra cima.

Eu consigo, até porque quando fiz a cirurgia de redução da mama passei meses dormindo de barriga pra cima, mas desacostumei e voltar pra esse hábito é bem chato no início, mas já noto diferença, principalmente quando durmo com alguma máscara facial, sabe? A pele acorda lisinha que é uma beleza!

O bom é que funciona e não custa nada, né? Ou seja, todo mundo pode se beneficiar!

Beijos

Ju

MonePost da Mone
05 mar 15

Look do dia: Calça Skinny Paetê e Top Cropped + Blazer!

Look do Dia, Moda

A verdade é que toda mulher gosta de brilhar, né meninas (ou pelo menos a grande maioria!)? E eu tenho achado muito bacana as possibilidades que a ¨moda¨ têm nos dado quando a assunto é brilho, principalmente porque acabou aquele mito de que brilho só pode ser usado à noite ou em grandes eventos, baladas, etc. Brilho pode, e deve, sim ser usado também durante o dia, mas com muito cuidado e sensatez, né gente? Vale lembrar que carnaval é só em fevereiro! rs

Calça-Skinny-Paetê

Se o assunto for festa, vale sim apostar nos vestidos e sem se preocupar se ele for todo brilhante ou de paetês (só cuidado com a cor escolhida se for para o dia), por ser peça única ele pode brilhar à vontade, mas aí você precisará maneirar nos acessórios e sapato. Agora, se for um evento mais informal, você pode optar por apenas uma das partes do look com brilho, pois assim fica mais fácil equilibrar a composição, principalmente pra quem não é muito acostumada ou não curte muito brilho.

Calça-Skinny-Paetê

A minha estrela do look de hoje, que foi fotografado pelo Rafael Taoda com assistência do Thiago Aguiar, é esta calça skinny maravilhosa da H&M, toda trabalhada no paetê! Como pensei em um look noite, optei por este top cropped, também da H&M, e joguei um blazer por cima para dar uma quebrada.

Calça-Skinny-Paetê

Para as meninas que não curtem mostrar a barriguinha, uma T-shirt mais básica também ficaria linda para este look (com ou sem o blazer). Sandália diva da Zara, cabelão ondulado feito pela Laura Taniguchi, a make também foi ela que fez, e estou pronta pra balada! rs

Calça-Skinny-Paetê

E aí meninas, gostaram? Vocês gostam de brilho? Deixem seus comentários e contem tudo pra gente, aqui ou lá no insta @simoneyoko e @jurovalendo!

Beijo

Si Yoko

JuPost da Ju
05 mar 15

Cuidar da Pele aos 30: O que Muda?

Beleza

Entrei na “casa dos 30″ 2 anos atrás e de lá pra cá minha pele mudou muito, assim como os cuidados com ela. E antes que você pense que pra ter uma pele boa é preciso gastar muito já aviso que a coisa depende muito mais de disciplina que de qualquer outra coisa, e que é possível sim encontrar produtos bons e baratos na farmácia ao lado.

O que muda aos 30?

Minha pele sempre foi bastante oleosa, e esse era o meu principal problema até uns anos atrás, só que aí virei a curva dos 30 e, gradualmente,  a coisa mudou. A oleosidade reduziu bastante e em alguns pontos (e épocas) minha pele fica seca, e isso acontece porque nessa fase a produção sebácea tende a diminuir, o que, no meu caso, foi bom.

cuidar-da-pele-aos-30-anos

Mas, nem tudo são flores: a produção de colágeno também é reduzida, o processo de degradação é mais acentuado e isso significa que a pele perde firmeza e ganha as primeiras rugas e linhas de expressão.

Pra piorar, a pele mancha com mais facilidade, na verdade pipocam de todos os lados, vindas de não sei onde! E pra mim, que tenho melasma, todo cuidado é pouco.

E é aqui que as noites mal dormidas começam a ficar estampadas na cara, que as roskas do final de semana começam a fazer uma diferença visível na pele e, pra quem fuma, os efeitos do fumo atacam com força total! Claro que essas coisas fazem mal desde sempre, mas aos 20 eu perdia noites seguidas e bastava “um dia” de sono pra que tudo ficasse aparentemente bem, e hoje a coisa é bem diferente!

Como cuidar da pele aos 30?

Os cuidados dependem das necessidades da sua pele, mas é essencial ir além da rotina básica de “limpar, tonificar, hidratar e proteger”.

Meu arsenal de guerra inclui sabonete facial, tônico (tô usando, na verdade, a água micelar, da Vichy), vitamina C, ácido (glicólico ou retinoico),  hidratante diurno e noturno, e muito filtro solar! Não disse que era guerra?rs

cuidar-da-pele-aos-30-anos

É muito importante usar algum creme com ativos clareadores pra uniformizar o tom da pele e corrigir manchas. A vitamina C ajuda nisso (tem post sobre os benefícios dela aqui) e gosto da manipulada, que é mais barata (post sobre a que eu uso aqui), mas existem ativos mais potentes, como o arbutin, o ácido fítico, o ácido kójico e a velha e eficiente hidroquinona, dentre outros.

Como há uma queda na produção de colágeno, é bom investir em substâncias que estimulem o novo colágeno, e aqui tem duas coisas que uso faz muito tempo: vitamina C, que falei acima, e o ácido retinoico (tem post sobre ele aqui), o amor da minha vida! rs

O ácido retinoico ajuda em muitas coisas e é excelente pra estimular a renovação celular, e eu tinha substituído, agora no verão, pelo ácido glicólico, que é muito bom também, mas já quero voltar pro retinoico, bora ver se minha pele aguenta! rs

Se o seu creme facial tiver ativos antioxidantes, é melhor ainda, já que eles combatem os radicais livres, que são um dos principais responsáveis pelo envelhecimento da pele. Ah, e vale também ficar de olho nos produtos que possuem substâncias tensoras, tipo o DMAE ou o tensine, porque eles ajudam na firmeza da pele.

Parece muita coisa, né? É por isso que gosto mais dos produtos manipulados, porque dá pra “juntar” várias ativos, e mostrei aqui e aqui as fórmulas que minha dermato passou (tô precisando voltar lá!).

cuidar-da-pele-aos-30-anos

E não acabou: é bom investir numa máscara facial pra recuperar o viço ao menos uma vez por semana, e antes dela esfolie a pele (aqui tem post com vários bons e baratos)! Máscara a gente faz em casa, minha gente, e já mostrei aqui a de argila, que eu amo, e a da Glória Maria, mas se quiserem posso dar mais receitinhas!

E, claro, aposte alto no filtro solar, o produto mais importante pra sua pele! Uso o da Bioré, que deixa minha pele sequinha, mas sem repuxar, e peço que fiquem atentas não só ao FPS, mas principalmente ao PPD, que deve ser maior que 12 pra prevenir manchas.

Quem explicou isso foi minha dermato, como mostrei nesse post aqui, e pra saber como identificar é só dar uma olhadinha nesse post aqui.

Como o post tá giga, deixo pro próximo os cuidados com a região dos olhos, pescoço e colo, bem como os extras (sim, eu experimento muita coisa, mas é por causa do blog), e prometo pra próxima semana um sobre minhas “cápsulas”, tá?

Agora contem aí o que vocês tão usando, quero saber!

+ Posts que podem ajudar

Beijos
Ju
JuPost da Ju
04 mar 15

Calça Jeans: 3 Dicas Pra Escolher o Jeans Perfeito!

Moda

Sempre que uso uma calça jeans lembro de Edmundo, meu professor de química do 2º grau, que dizia, em tom de brincadeira, que de jeans qualquer mulher ficava “nos trinques”.

E é verdade, o jeans certo modela o corpo e é o tipo de peça que jamais pode faltar no guarda-roupa, porque é coringa e “vai com tudo”.

E esqueça essa história de “jeans de momento”. O jeans certo é aquele que te veste bem, que tem um caimento perfeito no seu corpo, independente de marca, preço ou modelo. Aliás, jamais esqueçam isso: em relação a roupa, caimento é tudo!

calça-jeans

1. Jeans não é tudo igual!

Demorei pra entender que jeans não é tudo igual e que cada tipo dá um “efeito” diferente. O jeans mais grosso, por exemplo, me deixa desconfortável e tolhe meus movimentos, enquanto que a calça com stretch me deixa achatada e mais larga. O ideal, pra mim, é um jeans mais “macio” e com um pouco de stretch, pois garante liberdade pra me movimentar e não fica grudado no corpo.

O melhor jeito de escolher é, sempre,  experimentando!

2. Qual modelo escolher?

Não existe modelo certo ou errado, existe o que veste melhor o seu corpo. Eu tenho muita perna e bunda, e a calça que mais valoriza o meu corpo e, o principal, me deixa segura e confortável é a reta, com a cintura “no lugar” e nem muito alta nem muito baixa.

A modelagem feminina tradicional tende a ser mais “fina” na parte de baixo, e isso não funciona pra mim, já que, visualmente, me deixa menor e mais larga.

A calça com o cós logo abaixo do umbigo é ótima pra “disfarçar” a barriguinha, a flare tende a alongar, e o jeans escuro é sempre a aposta certeira.

calça-jeans

Quer disfarçar o tamanho do bumbum? Calças com bolsos que tenham costura em “V” criam esse efeito. Quer dar uma turbinada no bumbum? Bolsos cheinhos e com detalhes, e tecidos com lavagem são as melhores opções!

Quem tem os ombros mais largos que o quadril pode equilibrar as proporções com um jeans que chame a atenção pra parte de baixo, como a pantalona, boot cut (é mais larga na barra) ou flare.

3. O tamanho certo

Depois do caimento, o tamanho certo é a coisa mais importante pra definir o “jeans perfeito”, porque por mais incrível que a calça seja, se não for do seu tamanho não vai ficar bem em você!

Não é da minha conta, mas acho um horror calças que, de tão apertadas, parecem impedir a pessoa de respirar. E isso sem falar que elas fazem surgir gordurinhas onde não existem, né? Acho muito desconfortável!

A calça precisa ter o tamanho certo pra te deixar confortável, e quanto ao comprimento, eu prefiro as mais longas (minhas pernas são curtinhas), mas que não arrastem no chão. Mas, isso é o que funciona pra mim e pro meu tipo de corpo, e você precisa descobrir o que funciona melhor em você.

O que faço sempre antes de comprar um jeans é fotografar ainda no provador e comparar com outras,  porque assim tenho uma noção melhor de como ficou, sabe?

Isso é o que funciona bem comigo, mas se você tiver mais alguma dica compartilhe aí!

Beijos

Ju

Página 1 de 37512345
Up