JuPost da Ju
21 nov 14

Os Óleos de Cabelo Que Mais Uso

Cabelos

Se tem uma coisa que eu uso, amo e não abro mão são os óleos capilares. Pra mim é inviável lavar o cabelo e não finalizar com um óleo, ou mesmo sair de casa sem dar uma “ajeitadinha no frizz” com umas duas gotinhas de óleo, sabe? Ô troço bom!

Até por causa do blog acabo conhecendo muito mais opções, mas tem uns que acabo usando mais, que crio mais apego, que me apaixono completamente ou algo do tipo. Alguns são tipo “paixão de verão”, que eu amo loucamente por uns meses e depois “tomo abuso”, já outros, como o Silk Serum, da Lanza, atravessam estações na minha prateleira de preferidos… Acho que vocês sabem bem como é, né?

óleos de cabelo

Pois ontem fui fazer uma limpa aqui em casa e deixar só o que “mais uso” e os quatro óleos que não consegui me desfazer foram esses:

1. Healing Strength Neem Plant Silk Serum, L´anza, R$ 135,00: esse é meu vício desde meu último corte químico, uns 3 anos atrás. Ele é da “linha de força” da L´anza, e só “peguei  amor” quando meu cabelo ficou um bagaço, porque foi quando eu consegui realmente perceber o poder dele.

Num primeiro momento o resultado é o mesmo de qualquer óleo finalizador, só que com o tempo você vai percebendo que ele não é maquiagem, ele é tratamento, ele realmente fortalece os fios graças ao combo de ativos poderosos. É, até hoje, o óleo que mais gosto!

Tem resenha dele nesse post aqui e você pode comprar aqui.

óleo de cabelo

2. Huile Prodigieuse, Nuxe, R$99,00: Esse óleo é uma paixão recente, mas avassaladora! Tenho usado muito nas pontas, como umectação (sim, ele é maravilhoso pra umectação!), e também pra finalizar e tô amando! Pra quem tem o cabelo poroso, grosso ou muito danificado, é um achado, já que contém muitos óleos em alta concentração, podendo ser usado não só pra finalizar, mas pra tratar mesmo, fazendo umectações.

Não vivo mais sem ele nem a pau! Fiz resenha dele aqui e você pode comprar aqui.

óleo de cabelo

3. Oil Elixir, TRESemmé, R$29,00: É um óleo finalizador, não é óleo de tratamento e, embora tenha óleo mineral, funciona bem no meu cabelo. Fiz um comparativo entre ele, o Óleo Extraordinário e o Super Óleo 8, e acho que cada um funciona melhor em um tipo de cabelo, sabe? Pros grossos e muito porosos/danificados esse é, pra mim, o que mais “segura”, doma os fios.

Tanto a resenha como o comparativos estão nesse post aqui, e ele pode ser comprado em farmácias e mercados.

óleos de cabelo

4. SP Luxe Oil, Wella Professionals, R$113,90: É tido como um óleo reconstrutor que combate o frizz, amacia, doa brilho e protege os fios. Adoro o cheiro, que gruda nos fios, e gosto de fato de dar uma “iluminada” boa no cabelo. Não notei essa ação reconstrutora, mas amacia bem e não pesa, então o cabelo fica soltinho, sabe como é?

Ah, ele rende bastante, porque uso, uso, uso e ele não acaba nunca! rs Fiz resenha dele aqui e tem pra vender aqui.

óleos de cabelo

Agora quero saber: qual o seu óleo preferido? Conta aí, vai!

Beijos

Ju

JuPost da Ju
20 nov 14

2 Truques pra Conservar Bijuterias e Evitar Que Elas Escureçam!

Acessórios

Postei uma foto ontem lá no insta (@JuroValendo, segue lá!) com um truque pra evitar que as bijus fiquem escuras e todo mundo gostou, então resolvi fazer alguns posts por aqui com minhas gambis, porque “fazer arte” é comigo mesma!

1. Giz e Sílica: pra evitar que as bijus escureçam!

Uma das maiores responsáveis pelo “escurecimento” das bijus é a umidade, e isso pode ser resolvido de duas formas bem fáceis. A primeira é usar um pedaço de giz branco, daqueles de “quadro negro”, junto com as bijus, pois ele absorve a umidade, evitando que as peças fiquem escuras.

conservar bijuterias

A outra forma é usando saquinhos de sílica, que absorvem a umidade e evitam a oxidação das peças. Esses saquinhos de sílica vêm em potes de remédios, em bolsas, sapatos e várias outras coisas que a gente compra, então não jogue fora, vá guardando num potinho e reaproveite depois, tendo o cuidado de não deixar ao alcance de animais e crianças.

Já faço um post mostrando as dezenas de utilidades desse saquinho de sílica, tá? Mas comecem a guardar!

2. Verniz Brilhante: proteção prolongada!

O maior problema na conservação das bijus é mesmo a umidade, fora o fato de que não temos lá muito cuidado, né? Quando usamos perfume ou hidratante, por exemplo, e eles “pegam” na biju, isso já estraga, o suor em contato com a bijus também estraga e mais uma porção de coisas que a gente faz todos os dias, e isso sem falar na (falta de ) qualidade de algumas peças, né?

Pra preservar as peças, principalmente durante o uso, é preciso criar uma camada de proteção, e pra isso muita gente usa base incolor, que funciona bem, mas acho que a durabilidade não é tão boa e que deixa um acabamento grosseiro em peças mais finas.

conservar bijuterias

Outra coisa que funciona bem é o Verniz Vitral Incolor (usei o da Acrilex), que tem acabamento brilhante e transparente. Ele protege muito bem as peças e, embora não seja muito resistente a lavagens (eu sou esquecida e uso biju na piscina, na praia, então a coisa tem que ser potente, tá?rs), é uma opção mais eficaz que a base incolor.

Mas a solução para o problema quem trouxe foi Deide! Uma vez reclamei que o verniz vitral não tinha a durabilidade que eu gostaria nas bijus e a Deide falou, em tom de brincadeira, que eu deveria usar o verniz do portão, porque pra gente desastrada como eu só ele funcionaria. Foi brincadeira, mas eu fui testar, por que né… rsrs  Tive uma alergia absurda ao cheiro, mas o pingente não oxidou mesmo, e aí eu fui buscar soluções menos agressivas ao meu nariz! kkk

A melhor opção, de todas que testei, foi o Spray Verniz Brilho, da Suvinil, que é fácil de usar e aumenta muito a durabilidade das peças. Pra fazer o post comprei o da ColorGin porque não achei o Suvinil, e ele funciona bem, mas o Suvinil dá mais brilho! Se forem comprar peçam o de brilho, porque tem o fosco também, e esse último não deixa a peça brilhante. Se não acharem o da Suvinil, olhem o rótulo do verniz escolhido porque alguns não podem ser usados em metal.

conservar bijuterias

Na imagem tem a forma certinha de fazer, e a minha sugestão é, na primeira vez, usar uma só peça pra ir pegando o jeito, sabe? Comece pela parte de trás, borrife com leveza, formando uma “névoa” e deixe secar o tempo certo, sem mexer, e isso é essencial pra que o resultado fique bom. E não borrife de perto, o certo é a 25 cm de distância da peça, senão pode ficar “marcado”.

Ele pode ser usado nas bijus com pedras sem problema, e antes de começar “os trabalho” limpe peça por peça com uma flanela seca (jamais usem nada molhado pra limpar bijus, nem pensem em deixar de molho e muito menos ferver, como já vi muita gente fazer).

Mas, se as suas bijus já estão escuras a dica é se jogar na Flanela Mágica que mostrei nesse post aqui, porque ela tem um pozinho que clareia as peças, deixando-as clarinhas.

Já testou alguma dessas dicas? Conhece alguma outra? Conta aí menina!

Beijos

Ju

JuPost da Ju
20 nov 14

5 Dicas Pra Deixar os Pés Macios e Lisinhos no Verão!

Beleza

Verão é uma época em que os pés ficam mais expostos, já que a gente usa mais chinelinhos, sandálias e calçados que deixam os pés a mostra. O problema é que quase todo mundo tem os pés ressecados, e isso sem falar das unhas amareladas, das rachaduras e todas aquelas coisas que a gente detesta.

E aí começa o problema, porque eu , por exemplo, não gosto de expor os pés se eles estiverem feios, sabe? Acho que as “extremidades” (pés, mãos e unhas) devem estar sempre bem cuidadas, até por uma questão de higiene. E justamente por isso já tenho meus truques pra deixar os pés bonitos, o que não é muito fácil no caso de quem, como eu, é viciado em Havaianas!

pés macios

1. Evite o problema!

A primeira dica que eu dou é ficar ligada no que causa o ressecamento e as rachaduras e evitar isso. Já fiz um post aqui no blog explicando tudo isso detalhadamente, e quem quiser conferir é só clicar aqui.

As causas mais comuns para as rachaduras, o ressecamento e a formação de uma camada de pele grossa no calcanhar estão relacionadas com o excesso de peso, com sapatos sem apoio no calcanhar (as rasteiras e chinelinhos são grandes causadoras disso!), sapatos apertados, andar descalça (#culpada), não usar creme hidratante nos pés e algumas doenças, o que expliquei direitinho no post que indiquei acima.

pés macios

2. Hidrate os Pés Todos os Dias

Além de tomar muito líquido, porque a hidratação é de dentro pra fora, é essencial hidratar os pés todos os dias, de manhã e de noite. O ideal é usar hidratantes específicos, com ativos mais potentes e que tratem o problema mais rapidamente, como a ureia (grávidas não devem usar sem orientação médica), o lactato de amônia, o ácido glicólico, o ácido salicílico, o óleo de semente de uva e o ácido lático, por  exemplo.

Usei por muito tempo um produto formulado que era maravilhoso e até disponibilizei a fórmula aqui no blog pra quem quisesse fazer (post aqui), mas existem muitos outros produtos, e já fiz resenha de dois bem legais aqui no blog: o da Avon (post aqui), que é bom e barato, e o da Neutrogena (post aqui), que funciona bem em casos de ressecamento.

É fácil, também,  achar nas farmácias hidratantes de ureia, que são bem potentes. Eles tendem a ser um pouco mais caros, a depender da concentração da ureia, mas compensam bastante! Mas se quiser uma opção muito boa e barata pode se jogar no Creme Nivea (o da latinha azul!), que é bem pesado e hidrata bastante os pés, como mostrei nesse post aqui.

pés macios

O que eu faço é usar um produto mais leve de manhã, até pros pés não ficarem “escorregando” no sapato, e antes de dormir aplico um produto mais pesado, e se a coisa tá feia lanço mão de um truque que deixa os pés macios rapidinho: lambuzo os pés com o hidratante, passo muito mesmo, e depois pego aqueles plásticos que usamos pra embalar alimentos e enrolo os pés. Durmo com os pés “embalados” e só removo no dia seguinte, e aí os pés “amanhecem” muito mais macios, já que a absorção é potencializada.

3. Esfoliação é Essencial!

Sabe aquelas lixas pra pés? Evite! O organismo vai entender aquilo como uma agressão e quanto mais você lixa mais grossa a sola do pé fica. O certo é esfoliar os pés de uma a duas vezes por semana, e você deve usar as versões mais grossas porque a pele da região é mais grossa.

Não tem nenhum desse tipo em casa? Faça um com açúcar e óleo vegetal (ou sabonete líquido) e capriche!

pés macios

O melhor é deixar os pés de molho em 1 litro de água quente e 30 ml de vinagre (qualquer um) por 20 minutos e só depois esfoliar, porque isso vai amaciar rachaduras e calos, tornando a esfoliação bem mais potente. Tente fazer pelo menos uma vez por semana!

4. Escalda-Pés Hidratante

Quase ninguém mais faz escalda-pés, o que é uma pena, porque além de ser muito relaxante pode ajudar – e muito – a tratar os pés! Basta, uma vez por semana, colocar os pés imersos em 2 litros de água morna e 10 ml de algum óleo vegetal (até oliva serve) por 20 minutos.

Se você esfoliar os pés antes o efeito será ainda melhor, e após os 20 minutos (faz enquanto estiver assistindo a novela!) é só secar os pés com uma toalha, aplicando um hidratante em seguida. Pois é, bomba de hidratação pra deixar os pés lisinhos!

pés macios

5. Unhas Amarelas Nunca Mais!

Ô coisa feia é unha amarela, né não? E deixá-las branquinhas é tão fácil (e barato!) que não existe razão pra isso! Basta, como mostrei nesse post aqui, colocar as unhas “de molho” por 10 minutinhos em uma vasilha com 1 litro de água, 2 colheres de bicarbonato de sódio e 2 colheres de água oxigenada volume 10.

Passados os 10 minutos, enxágue os pés (e hidrate, pois a água oxigenada resseca) e as unhas estarão mais claras. Essa receita serve pras unhas dos pés e das mãos, faz diferença no primeiro uso mas quando mais a gente usa, mais clarinhas as unhas ficam. Ah, use 1 vez na semana.

Isso é o que eu faço e vem funcionando, mas se você tiver alguma dica divide aí!

Beijos

Ju

JuPost da Ju
19 nov 14

Bolo de Caneca de Chocolate

Comes e Bebes

Tempos atrás comprei uma “caneca de bolo” que já vem com a receita mas demorei a “testar” porque já tinha experimentado bolo de caneca antes e achado a pior coisa do mundo. Sério, o cheiro de ovo e a textura “de borracha” eram insuportáveis!

Quando testei a receita dessa caneca pela primeira vez continuei sentindo o cheiro de ovo, então resolvi acrescentar um tiquinho de canela em pó pra disfarçar o cheiro. Ficou bem melhor, mas ainda não estava como eu queria. Aí eu resolvi fazer a receita  no liquidificador pra só depois colocar na caneca e ele finalmente funcionou!

bolo de caneca de chocolate

Faz muita diferença “bater” os ingredientes (exceto o fermento e a farinha, que são misturados depois) por 2 minutos no liquidificador e só depois colocar na caneca porque a massa fica mais “fina” e o cheiro de ovo desaparece.

Ingredientes

  • 1 ovo
  • 4 colheres (das de sopa) de leite
  • 4 colheres (das de sopa) de açúcar
  • 3 colheres (das de sopa) de óleo
  • 2 colheres (das de sopa) de chocolate em pó
  • 4 colheres (das de sopa) de farinha de trigo
  • 1 colher (das de chá) de canela em pó
  • 1 colher (das de chá) de fermento em pó

bolo de caneca de chocolate

Como Fazer

Pra deixar as fotos mais “bonitinhas” mostrei a mistura feita na caneca, mas sugiro que vocês façam no liquidificador porque o cheiro e a textura ficam bem diferentes, tá?

Basta misturar todos os ingredientes, menos o fermento e a farinha de trigo, e bater por 2 minutos. Depois, coloque a mistura na caneca e vá acrescentando a farinha e o fermento, misturando bem. Em seguida é só levar ao micro-ondas por 3 minutos em potência máxima e tá pronto!

Quer deixar mais gostoso (eu sempre quero! rsrs)? Coloque uma calda de chocolate (chocolate em pó +leite + açúcar) bem quente ou “brigadeiro mole” quentinho. Fica uma delícia!

bolo de caneca de chocolate

Dicas Importantes

  1. A receita é com leite, mas gosto de usar leite de coco. O ideal é dar uma esquentadinha no leite ou no leite de coco antes (dessa vez tava gelado!).
  2. Usei farinha integral mas o gosto fica melhor com farinha (de trigo) branca. A farinha não deve ser batida no liquidificador senão a textura fica meio gelatinosa
  3. A medida da colher é sempre rasa.
  4. Pra essa receita a caneca deve ser de 300 ml, pelo menos, de cerâmica e ela nunca deve ir ao micro-ondas “cheia”,  porque acaba vazando.
  5. Jamais tampe a caneca senão a “massa explode” e meleca tudo! Ah, cuidado com a pele da gema do ovo (por isso gosto de bater no liquidificador!), porque se ela não for “rompida”, se não misturar direito pode fazer a “massa explodir”.
  6. Coma na hora! Só gosto de fazer na hora de comer porque  se deixar pra depois a textura muda.

bolo de caneca de chocolate

Claro que ainda prefiro o “bolo de forno”, que é mais fofinho e macio, mas é bom ter umas receitinhas assim “na manga” pra momentos “de sufoco”, né?

Alguém já testou? Tem alguma dica? Ah, vocês gostam dessas receitas rapidinhas? Me avisem porque essas são as minhas preferidas e posso postar mais coisas!

Beijos

Ju

Página 1 de 34112345
Up