20.08.2018

Sobre Amizades Abusivas: Cuidado!

Cada vez mais a gente fala sobre relacionamentos abusivos, mas o foco, quase sempre, são os amorosos, quando, na verdade, qualquer tipo de relação pode ser abusiva. Sim, existem familiares abusivos, colegas de trabalho abusivos e, também, amizades abusivas.

E é sobre amizades abusivas que quero falar hoje, já que, a essa altura do campeonato, não era algo que eu imaginasse que pudesse viver.

Vivi esse tipo de situação quando era mais nova, de maneira muito mais branda,  e mesmo assim demorei anos pra entender e me recuperar, porque, não se engane, quanto mais sutil é a coisa, mais demora pra que a gente caia na real. E maior é o estrago.

Eu conhecia exatamente os “sinais”.Tinha absoluta consciência da importância de escolher criteriosamente com quais pessoas dividir a minha vida, porque amigo, pra mim, é sagrado. Amigo é a família que realmente importa, é companheiro, parceiro de vida.

amizades abusivas juro valendo

E, ainda sim, de alguma forma que não consigo compreender, eu não vi, não percebi e sucumbi.

Porque a coisa é muito, mas muito sutil…

Sobre amizades abusivas

A pessoa parece realmente gostar e se preocupar com você. E por achar que é preocupação, que ela quer o seu melhor, você começa a absorver as “observações” feitas constantemente, sempre focadas no que “está faltando”, no que você “precisa melhorar”, porque nada é bom o bastante.

Você não é bom o bastante.

E não importa quantas coisas incríveis você faça, quantas pessoas reconheçam o seu valor, a sua capacidade ou qualquer outra coisa, ela sempre vai, sutilmente, minimizar, desmerecer,  desvalorizar.

E depois de um tempo, sobretudo quando trata-se de alguém que você admira, você começa a acreditar. Acredita que não está à altura, que não é bom o bastante, que não é capaz… E passa a se anular.

Quando chega nesse ponto, minha amiga, sua insegurança já está no topo, a autoestima no chão e você, cheia de dúvidas e medos, simplesmente para de acreditar em si mesma.

Mas não para por aí…

Sabe as suas conquistas? Parecem não existir. Sabe a tua vida, as tuas histórias? Ela não tem o menor interesse. Sabe as tuas dores, aquelas que te despedaçam? São invisíveis pra ela, que sempre está ali falando e descarregando em você todos os problemas do mundo.

amizades abusivas juro valendo

O que você faz? Escuta, pontua, apoia, porque amigo é, também, pra isso, né? E como acha que ela é sua amiga, e faz parte do pacote entender as limitações do outro, se engana dizendo que é falta de tempo, e se recusa a enxergar.

Porque enxergar significa assumir a responsabilidade por tudo isso, por ter permitido que isso acontecesse. Por ter sido fraco.

Eu já tinha entendido, meses atrás, o quanto aquela pessoa me fazia mal, o quanto aquilo era tóxico. A minha intuição, aliás, gritava enlouquecidamente, mas só consegui colocar um ponto final quando, já esgotada emocionalmente, ouvi mais uma vez as coisas de sempre e tive uma crise no meio da rua.

Sabe quando você não consegue respirar? Quando você chora de soluçar até, literalmente, cansar? Foi isso. E só aí consegui me afastar, sobretudo emocionalmente.

No entanto,  ainda questiono, como num post que escrevi aqui,  que droga de carência é essa que faz com que a gente finja não perceber determinadas coisas, sabe? O que é isso que faz com que a gente aceite menos, muito menos, do que dá? Que medo é esse que nos faz manter na vida, como protagonistas, aqueles que sequer deveriam estar por lá?

E me pergunto como, logo eu, tão firme pra tantas coisas, tão da turma do “comigo não”, que não aceito ter o espaço invadido, o tom de voz alterado, que não negocio respeito, me deixei levar…

Ainda não tenho a resposta, mas estou buscando-a, pra aprender de vez a lição.

E vocês, em algum nível, já passaram por isso? Se quiserem ler mais posts como esse é só clicar aqui e/ou participar do nosso grupo fechado lá no Facebook, o Mulher de 30.

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
7 comentários
  1. ZILANDRA  21/08/2018 - 10h16

    ESTOU DETECTANDO UMA AMIZADE ABUSIVA ULTIMAMENTE
    SHOWWW DE POS

  2. Munique Hagge  21/08/2018 - 15h38

    Pior que quando essas coisas acontecem comigo, é tao difícil saber agir… amei seu post, estou sempre por aqui, bjs!

    http://www.interacaofeminina.com.br

  3. Priscila Honnda  21/08/2018 - 16h54

    Eu vou me distanciando quando começo a identificar algumas coisas nas amizades. Adorei o post Ju e fora que faz a gente abrir o olho.

  4. Madalena Honório  21/08/2018 - 17h53

    Ju, que situação pesada! Que lindo que vc teve forças para romper esse relacionamento tão tóxico! Falamos e ouvimos muito sobre relacionamentos amorosos abusivos (eu mesma passei por um que quase me matou) mas esquecemos o quanto qualquer pessoa ao nosso redor pode ser grande sugadora da nossa energia! Acho que o remédio para todas elas é o mesmo: distância e crença no nosso valor! Fique bem!

  5. Mariana Felipe  22/08/2018 - 16h37

    Eu também tive que me afastar de algumas amizades, Ju. É complicado no começo, mas depois a gente vê que foi o melhor.

    • Ju  24/08/2018 - 15h02

      Com certeza, Mari!

  6. Mirna Godoy  24/08/2018 - 05h54

    Eu tinha uma “amiga” que eu pensava que além de sentimento mútuo seria para sempre. Sempre fui o depósito de seus anseios. O legal, o gostoso, o lado leve da vida ela dividia com outras pessoas. Mas a gente sempre perdoa, releva e quer crer que a pessoa é sim sua amiga. Em janeiro, a prefeitura em que trabalhamos decidiu que todos os profissionais da educação deveriam voltar a sua secretaria de origem. Pois ela me infernizou do dia 3 a 26/1. Todos os dias. Sem se preocupar se eu estava bem ou não com a situação. Quando ela desligava visivelmente mais tranquila, do lado de cá eu me sentia esgotada. Dia 27 minha mãe morreu. Ela jamais ligou para saber como eu estava ou estou. A “amizade” de mais de 20 anos, morreu e foi enterrada também naquele fds. Enlutei. Mas aprendi a lição!

O que você acha do JV?
Acompanho há anos, é meu blog queridinho, com certeza ! <3 Não compro nada para cabelos ou pele sem antes ver se a Jú já…
As leitoras mais incríveis da vida
    Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
    Poste no instagram uma foto com a hashtag
    #JuroValendo