Vizcaya
18.08.2016

Kit Antiidade: Os Produtos Que Tenho Amado!

Pele jovem por muito mais tempo!

Faz tempo, e não é pouco, que cuido da minha pele, e vejo isso como um investimento com retorno garantindo, porque, com o uso dos produtos certos, incluindo os antiidade, a pele vai ficando cada vez melhor, o que significa que não vou precisar me preocupar tão cedo com procedimentos mais invasivos.

Quando começar a usar produtos antiidade?

Muita gente tem dúvida sobre quando começar a usar esse tipo de produto, e a regra é que a gente comece com os cuidados básicos o mais cedo possível, porque, como diz meu nutrólogo, o envelhecimento começa no útero! hahaha

Brincadeiras à parte, os cuidados precisam sim começar cedo, e depois dos 25 eles passam a ser “obrigatórios”, porque é quando a produção de colágeno começa a cair, a pele começa a “mudar”, a manchar mais facilmente e as linhas e rugas começam a aparecer.

produtos antiidade juro valendo ju lopes

Quem começa a cuidar mais cedo, lá pelos 20, sai na frente, porque nessa idade a performance metabólica é mais eficaz, então os resultados são melhores, mas nunca é tarde demais pra começar!

O importante é entender que é muito mais vantagem prevenir que remediar, tá? E pra entender um pouquinho mais sobre isso, sugiro esse post: Quando Começar a Usar Produtos Antiidade.

Os produtos antiidade que estou usando

O meu foco maior é proteger a pele pra evitar a formação de manchas, a piora do melasma, a degeneração do colágeno e o envelhecimento precoce.

Pra isso, aposto num bom protetor solar e opto por produtos, além da sua função “original”,  que também ofereçam proteção solar. O que tenho usado há meses é o Bioré Bright Face Milk, que é maravilhoso para peles oleosas, e nas últimas semanas tô testando o Hidratante Multiprotetor Diurno Make B, do Boticário, que tem FPS 50,  PPD alto (+++) e proteção infravermelho.

Uso o ácido retinoico manipulado (já falei sobre os benefícios dele aqui) 2 ou 3 vezes na semana, e é o tipo de produto que uso há anos no inverno e não abro mão, porque faz muita diferença! Pra saber mais sobre ele, dá uma olhadinha nesse post: Ácido retinoico – Faz maravilhas na pele!

Também uso uma vitamina C tópica, pois ela funciona para várias coisas:  ilumina, clareia, refina os poros, atenua rugas, estimula a síntese do colágeno, tem ação antiidade e por aí vai.

produtos antiidade juro valendo ju lopes

Até o final da semana passada estava usando a Nutridetox-C, do Boticário, que é bem boa, mas acabou e voltei para a manipulada, que tem 20% de vitamina C e também ácido hialurônico (5%), que hidrata ajuda demais a pele, como falei nesse post aqui.

Essa vitamina C manipulada é aquela antiguinha da ArtVitta (post aqui, vende aqui), só que agora ela é potencializada pelo ácido hialurônico e tô achando boa, mas preciso de mais tempo pra ver os efeitos e resenhar direitinho pra vocês, tá?

Fora isso, tô usando o Clair, da Profuse, um clareador super leve que pode ser usado durante o dia e tem resveratrol, ácido kójico, alpha-arbutin e vitamina C, além de proteção solar (FPS25).

Já faço um post mostrando como encaixo cada um na minha rotina, mas adianto que não é necessário usar tudo isso. Um bom protetor solar, preferencialmente com antioxidantes, um ácido que ajude na renovação da pele, algo que tenha ação clareadora e um hidrante dos bons é mais que suficiente.

Mas, aí vai depender do seu gosto e do seu bolso, né? Se fosse pra escolher apenas uma coisa, ficaria com um filtro solar maravilhoso, seguido do ácido retinoico e da vitamina C, coisas que não costumo abrir mão!

Ah, também tomo bastante colágeno, tô usando o DMAE em cápsulas e comecei com o Nutricolin, mas falo sobre eles em outro post!

E vocês, o que usam? O que acham que vale muito, que não dá pra abrir mão? Dividam comigo!

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

 

Vizcaya
18.09.2015

ácido hialurônico é tudo de bom para a pele!

Mas não é tudo igual!

Entre as sugestões de posts que vocês deixaram lá na Fan Page tempos atrás, tinha uma questionando sobre o ácido hialurônico, se ele funcionava mesmo para preencher as rugas, e como acho que ainda existe uma certa “confusão” em relação a isso, resolvi fazer um post explicando.

Ácido Hialurônico: o que é?

O ácido hialurônico é um dos ativos que mais gosto pra pele, justamente por ser extremamente versátil, entregando resultados diferentes de acordo com a forma de uso, que pode ser tópica, injetável ou oral.

Esse ácido, que é naturalmente produzido pelo organismo e reabsorvido no processo de regeneração celular, possui a capacidade de atrair, reter e fixar a água na pele, preenchendo os espaços existentes entre as células, o que garante uma pele mais firme, hidratada, viçosa e com textura mais homogênea.

acido hialuronico

Acontece que, assim como acontece com o colágeno (falei sobre ele aqui), a partir dos 25 anos começa o “ladeira abaixo”, ou seja, a produção de ácido hialurônico pelo organismo começa a diminuir, deixando a pele mais ressecada e dando lugar aos primeiros sinais do envelhecimento.

E é nesse momento que o uso do ácido hialurônico, sobretudo na superfície da pele, é indicado, já que ele vai ajudar a manter a umectação natural, evitando, até certo ponto, que a pele comece a “murchar”.

Ácido hialurônico não é tudo igual!

O  problema é que ele é “vendido” como preenchedor de rugas, e sim, ele pode preencher rugas, mas não com o uso tópico, como centenas de produtos prometem.

Acho essencial falar sobre isso porque fico retada quando vejo propaganda com isso, porque, gente, isso é enganação, né? Pra preencher tem que fazer preenchimento de ácido hialurônico, então não esperem isso de nenhum produto aplicado na pele, mas vou explicar tudo direitinho, vamos lá!

Ácido hialurônico tópico

Ácido hialurônico tópico

O ácido hialurônico de uso tópico (presente em cremes, loções, etc) é um excelente hidratante que vai agir, via de regra, na camada superficial da pele, ajudando a reter água e a suavizar linhas finas e superficiais causadas, principalmente, pelo ressecamento. Ele não vai preencher rugas e muito menos proporcionar mais volume ou firmeza no contorno facial, e isso precisa ficar claro.

A forma microionizada é a que mais vem aparecendo nas composições dos produtos, já que assim parte dele consegue penetrar nas camadas mais profundas da pele e outra fica na superfície da pele, garantindo que não ocorra perda da hidratação.

Geralmente vem combinado com outros ativos, inclusive antioxidantes, que potencializam o tratamento, deixando a pele ainda mais bonita.

cremes com acido hialuronico

Ácido hialurônico injetável: preenchimento com ácido hialurônico

Se o uso tópico já é bom, o uso do ácido hialurônico injetável é puro poder! Aqui sim ele é capaz de preencher não só rugas, mas também o bendito do bigode chinês e as regiões onde perdemos massa, como nas olheiras, nos lábios e nas bochechas, por exemplo.

Uma coisa que vale ressaltar, de acordo com o Dr. Valcinir Bedin,  é que possível injetar ácido hialurônico na pele sem a função específica de preencher, mas sim de melhorar o tônus da pele, suavizando as rugas e linhas mais finas e ajudando no rejuvenescimento, e isso em todas as regiões, mas principalmente no colo, nas mãos e no pescoço.

Ele também é eficaz no tratamento das cicatrizes de acne, quando ficam “depressões” na pele, e da celulite, quando o tratamento é, digamos, um pouco mais agressivo.

O preenchimento com ácido hialurônico é feito com um gel preenchedor, cuja concentração é variável e depende do resultado desejado. A parte boa é que os resultados são visíveis rapidamente, geralmente 3 dias após a aplicação, duram até 1 ano e o procedimento não é doloroso (ô glória! rs).

preenchimento com ácido hialurônico

Sim, a pele tende a ficar um pouco inchada e com hematomas por alguns dias após o procedimento, mas não é nada que impeça de trabalhar, como no caso do laser de CO2 (veja nesse post aqui), por exemplo, que fiquei parecendo um monstrinho rsrs.

Ácido hialurônico de uso oral

Aprendi sobre o uso do ácido hialurônico de uso oral com a Si, porque no Japão, onde ela mora, isso é uma febre e existem não só cápsulas, mas “suquinhos” e “aguinhas” enriquecidas com ácido hialurônico! Esse, aliás, é um dos ativos preferidos das japonesas, e como elas têm uma pele absurdamente incrível (vejam nesse post se não tenho razão!), também quero me acabar no ácido hialurônico rsrs!

O que a Si toma (ela já postou no insta @simoneyoko e @jurovalendo) é o The Collagen, da Shiseido, que tem zero calorias, sabor de frutas, vem com 1.000 mg de colágeno, ácido hialurônico e 4 tipos de vitamina que prometem deixar a pele linda, mas ele, infelizmente, ainda não chegou por aqui.

Mas, não fiquem tristes porque temos as cápsulas, que  podem ser manipuladas, e aí tem que ter indicação de um dermatologista, já que é ele que vai prescrever a quantidade ideal, que varia de 100 a 300mg. No mais, o ideal é que as cápsulas de ácido hialurônico contenham também ativos antioxidantes, além de colágeno, pra garantir resultados ainda melhores.

acido hialuronico em capsulas

Quero litros!

Tanto na fórmula do meu hidratante diurno (veja aqui) quanto do noturno (veja aqui), que voltei a usar, o ácido hialurônico está presente, mas pretendo, até o próximo mês, fazer o preenchimento com ele no “bigode chinês”, já que o meu é de origem genética mesmo, todo mundo aqui em casa tem esse troço bem fundinho e me incomoda.

E sobre as cápsulas, vou conversar com minha dermato e, se ela achar interessante, formular pra mim, aí conto aqui pra vocês, tá?

E se alguém já usou ou usa, ou fez algum tipo de preenchimento ou tratamento com esse ácido, conta aí, todo mundo quer saber!

Ah, além dele, existem outros três ativos que amo e acho maravilhosos pra pele, confiram aí:

Beijos, Ju♥

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…