Vizcaya
09.11.2016

Ácido Tranexâmico Para Manchas, Melasmas e Olheiras

Como vocês sabem, eu adoro ácidos, adoro! E hoje vamos falar sobre um deles, o ácido tranexâmico, que, entre outras coisas, é indicado para tratar manchas, melasmas e olheiras.

Ácido, pa mim, é amor! Eles podem até ser mais agressivos, mas agem mais rapidamente. E como mancha é um troço que incomoda, rapidez é tudo, né? E eficácia também, lógico! rs

Ácido tranexâmico: para que serve

O ácido tranexâmico (ATX) é mais conhecido por sua ação antifibrinolítica, sendo comumente utilizado no tratamento e profilaxia de quadros hemorrágicos. Mas, já há algum tempo ele vem sendo utilizado em hipercromias, que são as manchas decorrentes de desordens de pigmentação, ou seja, os melasmas.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Também é eficaz para tratar outros tipos de hipercromias que não as melanodérmicas, como as olheiras, por exemplo.

Ácido Tranexâmico para melasma

No Congresso Mundial de Dermatologia de 2015, bem como no último Congresso da Academia Americana de Dermatologia e no Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica o uso do ácido tranexâmico foi bastante discutido no tratamento do melasma, sobretudo quando utilizado por via oral.

É que essa substância previne a ativação do melanócito pela radiação ultravioleta e também por outros estímulos, como o estresse, o hormonal e o mecânico, por exemplo, o que o torna um importante adjuvante no tratamento do melasma.

É importante falar isso, porque até o momento não existe cura para o melasma. Trata-se de uma discromia crônica, de tratamento constante, o que garante a redução e o controle do problema, mas não a sua cura.

Se alguém te promete a cura, tá mentindo. Pode perguntar a qualquer dermatologista, tá? Tenho melasma no buço, trato há anos e ele nunca desapareceu. Está menos evidente, mais claro, mas continua lá. E no verão ele sempre piora, viu? Já aviso logo!

O ácido tranexâmico não é um clareador

Outra coisa relevante em relação a esse ácido, é que o seu mecanismo de ação está associado ao sistema de proteção da pele. Importante lembrar que o ácido tranexâmico não é um clareador, mas sim, como bem disse a dermatologista Denise Steiner, “um inibidor da cascata inflamatória gerada pelo sol, que após atingir o DNA das células (queratinócitos) que por sua vez repercute no melanócito devido à formação de plasmina.”

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Seu uso oral, que também possui ação anti-inflamatória, já vem sendo utilizado por dermatologistas, assim como a versão tópica e injetável, que tem se mostrado a mais eficaz.  já existem trabalhos científicos do mundo inteiro que atestam a sua eficácia.

Seu uso no tratamento do melasma foi relatado pela primeira vez no final da década de 70, no Japão, e de lá pra cá muitos outros estudos foram feitos. Eles, inclusive, possuem um produto chamado Transino, que contém ácido tranexâmico,  piridoxina, cisteína, ácido ascórbico e piridoxina e pantotenato de cálcio que dizem ser milagroso para o melasma!

Aqui no Brasil, por exemplo, existe um estudo feito no ambulatório de residência médica em dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes, com pacientes com idade entre 23 e 52 anos, que usaram durante 12 semanas esse ácido na forma tópica e injetável.

O estudo concluiu que, na forma injetável, 66,7% dos pacientes notou melhora no melasma. Já no uso tópico, 37,5% dos pacientes sentiram diferença.

O uso injetável é o que vem sendo mais utilizado, justamente por ser mais eficiente, e o tratamento varia de pessoa para pessoa. Geralmente são indicadas de 6 a 8 aplicações, que são semanais.

As manchas amenizam bastante e a manutenção do resultado depende muito dos hábitos do paciente, sobretudo do uso do filtro solar diariamente, e da forma correta.

ácido tranexâmico nas olheiras

Existem vários tipos de olheiras, e cada uma pede um tratamento diferente, porque as causas são diferentes.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

No caso das olheiras mistas, que é o tipo mais comum, o ácido tranexâmico é indicado e pode ser de grande ajuda, já que, dentre outras coisas, previne a pigmentação induzida pelos raios UV.

Como qualquer outro tratamento para olheiras, ele não garante a cura, muito menos sozinho.  Até porque, ,vale lembrar,  olheira é o tipo de coisa que você vai precisar tratar sempre (a depender da causa). Ah, e os produtos tópicos ajudam a prevenir a formação das olheiras e amenizar a sua aparência, mas não  fazem milagre.

Já vi vários produtos manipulados para olheiras contendo esse ácido e outros ativos, e os preços não são super altos, ficam abaixo de R$100,00.

Quem pode usar?

Como qualquer outro produto, existem contra indicações. E, nesse caso, é preciso tomar bastante cuidado, sobretudo no uso oral e injetável. Ele não deve ser usado em pacientes com coagulação intravascular, por causa do risco de trombose, e em pacientes que tenham pré-disposição a trombose.

No caso do uso oral, vamos simplificar: ele é um anti hemorrágico e pode causar trombose, cujo risco é ainda maior pra quem faz uso da pílula anticoncepcional. Ou seja, a maioria das mulheres.

Então, nem pense em fazer a louca e usar sem orientação médica, tá? Só o seu médico pode dizer o que é melhor para o seu caso, se essa ou outra substância, e se você pode ou não usá-la.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Pele manchada: mais informações

Vou deixar alguns links que podem ajudar quem tem manchas, tá?

Alguém já usou esse ácido? Conta aí o que achou, quero saber!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Eu simplesmente amo esse blog!!! Já perdi a conta de quantos produtos comprei depois de ver resenhas daqui, porque sei que são reais. Bioextratus foi…