Vizcaya
20.04.2017

Hirudoid Gel Para Olheiras Funciona?

Tempos atrás publiquei aqui uma misturinha com Hirudoid gel para olheiras que uma leitora, a Nessa, ensinou, e fiquei super interessada para usar depois de noites “não” dormidas, que é quando fico com olheiras.

Comprei logo depois e usei algumas vezes vezes misturado com Bepantol, porque Hipoglós na região dos olhos deixou minha pele super irritada, e realmente notei uma melhora no arroxeado, mas acabei deixando de lado, sei lá por qual motivo.

Acontece que uns 2 meses atrás a veterinária de Ozzynho indicou essa mesma pomada pra ele, que estava com um hematoma na patinha, daí fui comprar (a outra tinha vencido) e comentei com uma amiga, que é oftalmo, e ela me deu um esporro violento, então achei que o mais correto seria vir aqui conversar com vocês, porque essa é uma receita que compartilhei aqui e que várias dermatologistas indicam em blogs e redes sociais.

Até a Sabrina Sato já falou que usava essa misturinha, recomendada por sua dermatologista, e a coisa meio que disseminou na internet, porque realmente pode funcionar, pode ajudar em alguns casos, mas não é uma coisa tão inofensiva quanto parece.

hirudoid gel para olheiras

Para Que Serve a Pomada Hirudoid?

O Hirudoid gel, assim como a pomada Topcoid, é um produto a base de mucopolissacarideos indicado para reduzir hematomas (aquele roxo que gente como eu “não sabe de onde veio” haha), varizes e inflamações.

Como ela reduz hematomas, que são arroxeados, e as olheiras também tendem a ser assim, “entendeu-se” que o seu uso poderia funcionar, sobretudo quando usado com algum creme ou pomada mais hidratante. A lógica está correta, o problema é que a pele da região dos olhos é muito mais sensível  que a pele do braço ou da perna, por exemplo.

A região dos olhos é mais vascularizada superficialmente, o que significa que os vasos sanguíneos são mais superficiais, e a pele mais fina, sensível e frágil, além de menos resistente, já que possui menos colágeno e elastina. Por causa disso, é uma pele que irrita muito facilmente, o que também colabora com o envelhecimento local.

E é por isso que os dermatologistas são tão enfáticos quando afirmam que a regra básica para tratar a região dos olhos é que o cosmético usado nessa região seja exclusivamente para os olhos. Por ser mais frágil, a região precisa de um produto leve, fluído e com uma concentração de ativos mais baixa, sempre aplicado em pouca quantidade, já que a pele mais fina torna a absorção dos ativos mais eficaz, e qualquer exagero pode causar irritações e, a depender dos ativos, até queimaduras.

O Uso do Hirudoid Gel para Olheiras

A olheira pode ser causada pela vascularização superficial ou por conta da hipercromia, e todos os dermatos que já fui foram unânimes em afirmar que nenhum cosmético acaba definitivamente com as elas. Em muitos casos, a depender das causas, eles amenizam, reduzem, mas não acabam.

hirudoid gel para olheiras

Então, que ninguém use o Hirudoid ou qualquer outro cosmético achando que vai ficar livre das olheiras porque não vai. Ele também não “funciona” em qualquer tipo de olheira, apenas nas vasculares, quando surgem após uma noite com poucas horas de sono ou um dia cansativo, por exemplo. Nas olheiras de fundo pigmentar ele não entrega nenhum tipo de melhora.

Mas, Ju, se pode melhorar em alguns casos, mesmo temporariamente, qual o problema? O problema é que quando ela não funciona, e não funciona pra muita gente, o estrago é enorme e inclui uma pele craquelada, queimada, irritada, ardida e, em alguns casos, ferida. Inclusive temos relatos disso no post da misturinha para olheiras aqui, e uma leitora comentou que o líquido que ela tinha na bolsa abaixo dos olhos foi “drenado” depois de passar a pomada e as bolsas ficaram super inchadas.

Esse tipo de reação é mais comum em peles mais sensíveis, mas pode acontecer com qualquer pessoa, e o problema não é a pomada, que é ótima, é o seu uso de forma não indicada.

Então, assim, muito cuidado com essa pomada, porque ela até serve para olheiras, mas não é indicada e pode causar problemas ainda piores.

Nunca tive problema com ela, mas se existe essa possibilidade é preciso sim deixar claro para que ninguém corra riscos desnecessários. Ela tem um preço baixo (paguei R$18,00), mas o resultado pode sair bem caro!

Você já usou? Divide aí com a gente o que achou!

Beijos, Ju♥

Vizcaya
09.11.2016

Ácido Tranexâmico Para Manchas, Melasmas e Olheiras

Como vocês sabem, eu adoro ácidos, adoro! E hoje vamos falar sobre um deles, o ácido tranexâmico, que, entre outras coisas, é indicado para tratar manchas, melasmas e olheiras.

Ácido, pa mim, é amor! Eles podem até ser mais agressivos, mas agem mais rapidamente. E como mancha é um troço que incomoda, rapidez é tudo, né? E eficácia também, lógico! rs

Ácido tranexâmico: para que serve

O ácido tranexâmico (ATX) é mais conhecido por sua ação antifibrinolítica, sendo comumente utilizado no tratamento e profilaxia de quadros hemorrágicos. Mas, já há algum tempo ele vem sendo utilizado em hipercromias, que são as manchas decorrentes de desordens de pigmentação, ou seja, os melasmas.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Também é eficaz para tratar outros tipos de hipercromias que não as melanodérmicas, como as olheiras, por exemplo.

Ácido Tranexâmico para melasma

No Congresso Mundial de Dermatologia de 2015, bem como no último Congresso da Academia Americana de Dermatologia e no Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica o uso do ácido tranexâmico foi bastante discutido no tratamento do melasma, sobretudo quando utilizado por via oral.

É que essa substância previne a ativação do melanócito pela radiação ultravioleta e também por outros estímulos, como o estresse, o hormonal e o mecânico, por exemplo, o que o torna um importante adjuvante no tratamento do melasma.

É importante falar isso, porque até o momento não existe cura para o melasma. Trata-se de uma discromia crônica, de tratamento constante, o que garante a redução e o controle do problema, mas não a sua cura.

Se alguém te promete a cura, tá mentindo. Pode perguntar a qualquer dermatologista, tá? Tenho melasma no buço, trato há anos e ele nunca desapareceu. Está menos evidente, mais claro, mas continua lá. E no verão ele sempre piora, viu? Já aviso logo!

O ácido tranexâmico não é um clareador

Outra coisa relevante em relação a esse ácido, é que o seu mecanismo de ação está associado ao sistema de proteção da pele. Importante lembrar que o ácido tranexâmico não é um clareador, mas sim, como bem disse a dermatologista Denise Steiner, “um inibidor da cascata inflamatória gerada pelo sol, que após atingir o DNA das células (queratinócitos) que por sua vez repercute no melanócito devido à formação de plasmina.”

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Seu uso oral, que também possui ação anti-inflamatória, já vem sendo utilizado por dermatologistas, assim como a versão tópica e injetável, que tem se mostrado a mais eficaz.  já existem trabalhos científicos do mundo inteiro que atestam a sua eficácia.

Seu uso no tratamento do melasma foi relatado pela primeira vez no final da década de 70, no Japão, e de lá pra cá muitos outros estudos foram feitos. Eles, inclusive, possuem um produto chamado Transino, que contém ácido tranexâmico,  piridoxina, cisteína, ácido ascórbico e piridoxina e pantotenato de cálcio que dizem ser milagroso para o melasma!

Aqui no Brasil, por exemplo, existe um estudo feito no ambulatório de residência médica em dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes, com pacientes com idade entre 23 e 52 anos, que usaram durante 12 semanas esse ácido na forma tópica e injetável.

O estudo concluiu que, na forma injetável, 66,7% dos pacientes notou melhora no melasma. Já no uso tópico, 37,5% dos pacientes sentiram diferença.

O uso injetável é o que vem sendo mais utilizado, justamente por ser mais eficiente, e o tratamento varia de pessoa para pessoa. Geralmente são indicadas de 6 a 8 aplicações, que são semanais.

As manchas amenizam bastante e a manutenção do resultado depende muito dos hábitos do paciente, sobretudo do uso do filtro solar diariamente, e da forma correta.

ácido tranexâmico nas olheiras

Existem vários tipos de olheiras, e cada uma pede um tratamento diferente, porque as causas são diferentes.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

No caso das olheiras mistas, que é o tipo mais comum, o ácido tranexâmico é indicado e pode ser de grande ajuda, já que, dentre outras coisas, previne a pigmentação induzida pelos raios UV.

Como qualquer outro tratamento para olheiras, ele não garante a cura, muito menos sozinho.  Até porque, ,vale lembrar,  olheira é o tipo de coisa que você vai precisar tratar sempre (a depender da causa). Ah, e os produtos tópicos ajudam a prevenir a formação das olheiras e amenizar a sua aparência, mas não  fazem milagre.

Já vi vários produtos manipulados para olheiras contendo esse ácido e outros ativos, e os preços não são super altos, ficam abaixo de R$100,00.

Quem pode usar?

Como qualquer outro produto, existem contra indicações. E, nesse caso, é preciso tomar bastante cuidado, sobretudo no uso oral e injetável. Ele não deve ser usado em pacientes com coagulação intravascular, por causa do risco de trombose, e em pacientes que tenham pré-disposição a trombose.

No caso do uso oral, vamos simplificar: ele é um anti hemorrágico e pode causar trombose, cujo risco é ainda maior pra quem faz uso da pílula anticoncepcional. Ou seja, a maioria das mulheres.

Então, nem pense em fazer a louca e usar sem orientação médica, tá? Só o seu médico pode dizer o que é melhor para o seu caso, se essa ou outra substância, e se você pode ou não usá-la.

ácido tranexâmico manchas melasma olheiras

Pele manchada: mais informações

Vou deixar alguns links que podem ajudar quem tem manchas, tá?

Alguém já usou esse ácido? Conta aí o que achou, quero saber!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

15.10.2014

All About Eyes, Clinique: O Melhor Creme Para a Área dos Olhos!

Faz tempo que cuido da pele e invisto sem dó (não é gasto, é investimento!), mas a região dos olhos sempre foi problemática, sempre! E o engraçado é que o problema é duas vezes maior de um lado do que de outro, sabe? Meu olho direito tem duas marcas que mais parecem linhas férreas, porque são fundas, e isso sem falar no inchaço constante e nas olheiras, que não são gigantes, mas existem!

All About Eyes

Usei por muito tempo o Redermic Yeux, da La Roche Posay ( falei dele aqui e aqui),  e gosto, só que ele não resolveu meu problema, embora seja um produto bom e eficaz, e tava enlouquecida atrás de um bom produto pra região dos olhos.

O grande problema é que nessa área a pele é mais fina e sensível, então é preciso um produto específico, e como já passei dos 30 e o meu objetivo não é só prevenir, mas também remediar, queria algo mais potente, sabe?

All About Eyes

Daí quando comprei o kit pra pele oleosa da Clinique (post aqui) veio de brinde um creme pra região dos olhos e eu comecei a usar, mas sem grandes esperanças… E me apaixonei!

Diz no site da marca que trata-se de um “creme para a área dos olhos que diminui a aparência das bolsas, olheiras e linhas finas. Uma fórmula leve em gel que ajuda a manter a maquiagem dos olhos no lugar. Para uso pela manhã e à noite, sob os olhos e nas pálpebras. Testado oftalmologicamente”.

All About Eyes

O meu é amostra grátis e vem com 5 ml, e a versão normal, que eu já fiz o pedido, vem com 15 ml, o que parece bem pouco, mas rende bem. A embalagem é bojudinha e resistente, e a tampa é de rosquear. A textura é de um gel creme bem leve, ele é meio bege e o cheiro é confortável.

Ele espalha fácil, não é pegajoso nem melequento e em pouco tempo a pele absorve completamente, deixando uma sensação aveludada. Nos primeiros dias o que notei foi que a pele da região ficou mais macia e viçosa, como se estivesse “revigorada”, sabe? Só que, aos poucos, a melhora na parte de baixo do olho direito, que é o problemático, foi gritante!

All About Eyes

Imaginei que os dois traços super marcados fossem rugas, mas agora vejo que não, que eram linhas e inchaço, porque se fossem rugas não melhoraria tanto em tão pouco tempo, né? Não sei qual é o pó de pirilimpimpim que ele tem, mas desinchou rapidinho a pele da região, deixando a expressão bem mais harmônica.

Não notei melhora nas olheiras, embora perceba que a região fica mais viçosa e revigorada. Quanto as linhas, acho que suaviza sim, mas só usando por um tempo maior pra conseguir ver qual o efeito na profundidade e no tamanho delas.

All About Eyes

O fato é que pro que eu precisava (e nem sabia! rs) ele funcionou muito, mas muito bem! Ficava super incomodada quando ia tirar fotos aqui pro blog, porque o lado direito ficava estranho, e nas fotos que tirei na última semana notei uma boa melhora.

Claro que não faz milagre e nem se propõe a isso, e lógico que ainda tem muito o que melhorar, mas pro meu caso foi o melhor até hoje! Já usei outros que podem até ser mais “potentes” (eram mais caros! rs), só que não resolviam o problema, não porque não fossem eficientes, mas porque não eram os mais indicados pro que eu precisava.

All About Eyes

Lá no site da Clinique ele tá saindo por R$139,00 (aqui), e tem também a versão pra pele seca, que dizem ser mais grossinha, mais pesada. E se você tem dúvida de como escolher o melhor produto pra região dos olhos, é bom dar uma olhadinha nesse post aqui!

Alguém já usou? O que achou? Conhecem algum melhor?

Beijos

Ju

* O produto foi comprado pelo autor do post e o blog não possui nenhum vínculo com a loja/marca citada.

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…