Vizcaya
15.06.2016

Shampoo que Alisa: The First, Richée e Bian Ton

Nas últimas semanas várias meninas mandaram e-mail perguntando sobre o shampoo que alisa e resolvi pesquisar pra saber um pouco mais, porque, apesar dessas coisas me deixarem desconfiada, tudo o que mais quero é encontrar uma solução segura pra quem quer alisar os fios mas não pode usar os alisantes tradicionais, que são incompatíveis, via de regra, com outras químicas.

 Ou seja, quero uma solução para as “órfãs da progressiva”, que não querem formol ou derivados.

O mais famoso shampoo que alisa é o The First, da Sweet, que diz ser o primeiro shampoo alisante do mundo, mas procurando um tiquinho mais a gente encontra outros, como o Shampoo Alisante Richée e o Smoothing, da Bian Ton.

Shampoo que alisa o cabelo funciona?

shampoo que alisa

Não tive acesso a composição completa do The First, mas na embalagem que vi na internet e no site da marca consta a informação de que ele contém ácido salicílico, ácido lipóico, ácido glicólico, ácido lático e ácido hialurônico, mesmas substâncias presentes no shampoo da Bian Ton.

Já a composição do Shampoo Alisante Richée tem ácido glicólico, ácido esteárico, ácido lático, ácido málico e ácido hialurônico.

Todos eles são compatíveis com todas as químicas, inclusive guanidina, tioglicolato, hidróxido de sódio, coloração, descoloração, carbocisteína e por aí vai, mas existe a ressalva de fazer o teste da mecha antes, como em qualquer química capilar.

A promessa é de um procedimento rápido e prático,  com o mesmo efeito da progressiva, alisando os fios, reduzindo o volume e eliminando o frizz, sendo que esse resultado dura de 3 a 4 meses.

Nos comentários das lojas que comercializam os produtos, vi a ressalva de que eles não devem ser usados em gestantes e lactantes sem recomendação médica.

Antes de qualquer coisa, fui olhar se os produtos eram registrados, se estava tudo ok, porque isso é o básico quando se trata de química capilar, até porque ninguém quer correr riscos desnecessários, né?

Aí fui no site da Anvisa, na parte de consulta de cosméticos, e como produtos para alisar cabelos são grau 2, procurei logo lá. Não achei.

Olhei a ficha técnica do Shampoo Alisante Richée, lá no site da Belíssima Cosméticos, e o EAN é 7898594740548, mas quando procurei por esse código, que no campo de pesquisa de cosméticos da Anvisa só existe para grau 1, a resposta foi “ nenhum registro encontrado para essa consulta”.

 Shampoo alisante: Atenção!

shampoo que alisa

Procurei pelo EAN do The First, que, de acordo com o site da Belíssima, é 7898584621598, e a resposta foi a mesma do produto anterior. Resolvi procurar pelo nome e não encontrei nada na Anvisa para Shampoo Alisante ou Shampoo Que Alisa.

Como achei o CNPJ da empresa responsável pelo Richée, procurei também lá no site da Anvisa e não achei esse produto, com esse nome. Não achei o CNPJ da empresa responsável pelo The First, então não pude fazer a consulta, mas como grau 2, de produtos que alisam, que é o que ele (e todos os outros) promete, não encontrei na busca pelo nome do produto nem do fabricante.

Fuçando no Mercado Livre, encontrei nesse link aqui a informação “Anvisa 25.351.258204” para o The First, mas também não encontrei nada lá no site da Anvisa. Contudo, como essa informação não consta no site do produto nem no produto, porque só posso falar pelo que vi, não levo em consideração porque né, Mercado Livre cada um escreve o que quiser…

Assim como os demais, não encontrei nenhuma informação no site da Anvisa sobre o shampoo da Bian Ton, e quem quiser conferir e procurar direitinho é só clicar aqui.

Como não encontrei informações sobre os produtos na Anvisa, sequer vou tecer comentários sobre eles, já que precisaria saber, no mínimo, se eles estão registrados como grau 1 ou 2 (se alisa tem que ser 2…), mas infelizmente não encontrei nada.

Existe algum shampoo que alisa o cabelo? Cuidado!

Se alguém aqui tiver a embalagem dos produtos e puder mandar fotos do rótulo pra que a gente possa pesquisar tudo direitinho, agradeço, porque o que mais quero é dar opções, desde que sejam seguras, a quem quer o cabelo liso sem formol ou derivados.

Sobre escova progressiva sem formol já falei nesse post aqui, e vale pra qualquer coisa que prometa alisar sem substância alisante. Recomendo a leitura!

E se as marcas puderem fornecer o número do processo ou da autorização na Anvisa, agradeço e, aí sim, posso falar, com a ajuda de um químico, alguma coisa sobre a composição.

P.S: A Sweet entrou em contato comigo e informou o número do processo (25351.034460/2016-78), e lá consta que ele é grau 1, está no grupo de shampoo sem finalidade específica e é isento de registro. Quem quiser conferir é só clicar aqui e aqui.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Vizcaya
30.11.2013

Formol Disfarçado: Como Identificar?

Já comentei por aqui que recebo “propostas” diariamente pra falar de progressivas, mas que sempre que peço a formulação pra ver se tem formol disfarçado, começa a enrolação.

Quando  digo que vou comprar o produto pra mandar analisar a fórmula, o bicho pega, porque insistem em me enviar, mas eu sei bem como a coisa funciona, e não vão fazer comigo o que fazem com a Anvisa, sabe?

Acho MUITO falho que o produto a ser liberado seja enviado pela empresa, porque é evidente que empresa nenhuma vai enviar pra Anvisa produto com formol. Mas, todo mundo sabe que, em muitos casos, o que vai pra Anvisa é bem diferente do que vem pra gente.

O que deveria ser feito, já que os fiscais não fiscalizam,  eram “análises” surpresa, como já aconteceu em muitos casos, mas aí, mesmo quando rola interdição cautelar, a empresa sempre alega que o problema foi no “lote”, que a adulteração foi feita depois que o produto saiu da empresa, já que a amostra de retenção, que é a que vai pra Anvisa, encontra-se em acordo com a legislação.

Formol Disfarçado: cuidado!

formol disfarçado

Mas, já falei muito sobre isso aqui e sou da opinião que informação é o que não falta, se engana quem quer.

A questão hoje  é sobre um suposto produto que alisa  sem formol, mas também sem as substâncias alisantes permitidas pela Anvisa. Já não aguento mais falar nesse assunto, mas se tem uma coisa que me irrita profundamente é  gente que acha que acha que todo mundo é burro ou se deixa enganar facilmente.

A coisa é simples: só alisa se tiver substância alisante, e se tiver substância alisante, é grau 2 na Anvisa. Fora isso, só vai deixar o cabelo “esticado” se tiver derivados de formol. Então, não vem com historinha dizendo que é um ativo revolucionário que passou por testes no país A, B ou C não porque eu não sou burra.

O que me surpreendeu no caso desse produto específico, é que a empresa se dispôs a enviar uma foto do rótulo, como se realmente não tivesse o que temer.  Só que eu não trabalho sozinha, e eu já expliquei aqui que todos os meus posts que envolvam informações sobre ativos químicos são avaliados sempre por duas pessoas: uma química que trabalha na indústria cosmética (amiga, te amo!) e, se for produto pra cabelo, um tricologista.

progressiva com formol disfarçado

Formol Disfarçado: Como Identificar?

Pois bem, na análise do rótulo não identifiquei ácido glioxílico, carbocisteína ou oxiacetamida, substâncias  mais comuns encontradas em produtos desse tipo. Mas, tinha outra coisa que faz o mesmo efeito, porque é também o que chamamos de formol disfarçado: Methylene Glycol.

O Methylene Glycol nada mais é do que o chamado “formol líquido”, vez que trata-se da reação de uma molécula de formol dissolvida em água. Essa substância pode ser convertida em várias coisas, a depender da temperatura, do pH, da concentração e da presença de outros ativos, mas o fato a Scientific Committee On Consumer Safety já constatou e declarou que o Methylene Glycol (glicol de metileno), embora seja quimicamente diferente, é equivalente ao formol. Quem tiver dúvidas sobre isso, sugiro a leitura do  “laudo” emitido em junho de 2012 pelo Europen Scientific Committee  On Consumer Safety, que é um comitê europeu de segurança dos consumidores.

E assim como usam esse ativo, usam outros que são, de forma simplificada, formol mascarado ou variações de formol:

  • Methanal (Metanal)
  • Óxido de Metileno
  • Oxymethylene (Oximetileno)
  • Methylaldehyde (Metil aldeído)
  • Oxomethane (Oximetano)
  • Formalina (Formalin)
  • Aldeído Fórmico

progressiva formol disfarçado

Outros nomes do formol

Outros possíveis nomes, que são, em verdade, nomes de produtos diversos contendo formol, são,  de acordo com o Departamento de Saúde Pública da Califórnia (California Department Public Health):

  • BFV
  • Fannoform
  • Formalith
  • Fyde
  • Ivalon
  • Karsan
  • Lysoform

Engraçado que, no Instituto Nacional do Câncer (lá tem textos sobre o formol porque, embora a grande maioria não dê a menor importância, essa substância é altamente cancerígena), num texto sobre formol, esses produtos aparecem como sinônimos do formol, mas até onde sei são produtos que contém formol, inclusive desinfetantes (Lysoform, por exemplo).

Mas, o post era só pra exemplificar nomes usados pra “substituir” o formol e enganar o consumidor que não quer usar a substância, mas é levado, por má fé de muitas empresas, a usar.

Pra quem quiser mais informações, vale ler esses posts:

Beijo, Ju

29.08.2013

Cuidados Antes da Progressiva

Antes de começar, já aviso logo: sou absolutamente contra progressiva por vários motivos, e já fiz alguns posts explicando AQUI, AQUI e AQUI.

Mas como sei que muitas de vocês fazem e vão continuar fazendo, quero que isso seja feito da melhor maneira possível, então decidi fazer uma série de posts sobre cuidados antes e depois da progressiva, tá?

A progressiva, ao contrário do que muita gente pensa, não trata o cabelo, que parece ficar mais brilhoso e macio porque o fio está encapado. Só que, quando o efeito passa, o cabelo está muito pior do que antes. A grande maioria não consegue notar isso porque refaz a progressiva antes que ela mostre sua “verdadeira face”, mas em pouco tempo o cabelo vai afinando, ficando poroso e quebrando facilmente.

escova progressiva

Não acho que os cuidados antes da progressiva evitem que o cabelo passe por esses problemas que falei acima, mas eles reduzem os problemas, sobretudo no caso da primeira progressiva.

Pra começar, apesar de todas afirmarem que são compatíveis com todos os procedimentos químicos, não acreditem e façam o teste da mecha, até porque é  ele que vai determinar se o cabelo vai aguentar ou não a progressiva.

Você já tem alguma química no cabelo? Qual? É muito importante informar isso pra pessoa que vai aplicar a progressiva no seu cabelo, pois alguns ativos são incompatíveis com outros, e incompatibilidade química gera corte químico, que, pra quem não sabe, faz com que os fios se partam no local onde a química foi aplicada. Ou seja, seu cabelo vai cair e ficar elástico, e recuperar um cabelo assim demanda muito tempo e dinheiro.

Todos os ativos, de todas as progressivas, são danosos, porque nenhuma delas é clara  quanto aos ativos que alisam, até porque o que alisa é determinado pela Anvisa, e não existe nenhuma progressiva que contenha os alisantes permitidos pela Anvisa.

cuidados antes da progressiva

Contudo, tenham MUITO cuidado com o ácido glioxílico, que está presente na grande maioria das progressivas, selagens e botox capilar, porque esse ativo, que é da família do formol, é extremamente instável e causa corte químico, inclusive em cabelos saudáveis, e falo isso por experiência própria, pois causou no meu. Além de me fazer perder dois palmos de cabelos, o ácido glioxílico queimou o meu couro cabeludo e me deu uma alergia grave.

Saindo dos ativos, vamos para algumas observações básicas:

1- O cabelo está fraco, quebrando ou poroso? Não alise! Progressiva não trata (nenhuma progressiva trata cabelo), e mesmo que o cabelo não arrebente todo após a progressiva, quando o efeito passar o resultado será desastroso, porque ele estará muito pior. Portanto, recupere o cabelo antes pra não se arrepender depois!

2-Dez dias antes da progressiva  faça uma reconstrução potente!  O ideal é começar a tratar e reconstruir o cabelo bem antes, mas, não sendo possível, faça pelo menos uma reconstrução antes da progressiva. A reconstrução vai fortalecer o cabelo, doando aos fios nutrientes essenciais que garantem a integridade da fibra capilar após o processo de alisamento. Isso ajuda a minimizar os danos que o cabelo vai sofrer, e como cabelo encapado não absorve corretamente os nutrientes, é a oportunidade que você tem de tratar o cabelo, porque depois da progressiva todo tratamento será superficial.

escova progressiva

3- Não pinte ou faça mechas no mesmo dia da progressiva! O cabelo precisa de, pelo menos, 20 dias de intervalo entre uma química e outra, e isso vale para qualquer química capilar.

4- Escolha muito bem a pessoa que vai aplicar a progressiva no seu cabelo, porque a coisa pode ficar muito pior se a aplicação for feita por quem não tem conhecimento e, pior, experiência, já que problemas podem acontecer e a pessoa precisa ter conhecimento suficiente para agir em uma situação dessas!

Por exemplo, se o cabelo começar a partir, a pessoa precisa, imediatamente, aplicar um produto, como o Extreme Up, que reduza os danos.

Daqui a pouco falo sobre os cuidados após a progressiva!

Beijos

Ju

O que você acha do JV?
Eu simplesmente amo esse blog!!! Já perdi a conta de quantos produtos comprei depois de ver resenhas daqui, porque sei que são reais. Bioextratus foi…