Vizcaya
23.06.2015

Lápis Corretor Incrível Intense Circus – O Boticário

E o tanto que amei os produtos da coleção Intense Circus, heim? Achei tudo muito fofo, e todos os produtos que testei são bem legais, inclusive o Lápis Corretor Incrível, um trocinho super útil!

Não sei se com vocês é assim, mas minhas mãos não me obedecem e sou desastrada, o que significa que maquiagem sem um borrão aqui e outro ali simplesmente não existe na minha vida! rs

Lápis Corretor Incrível Intense Circus - O Boticário

Tá, nada que cotonete com demaquilante não dê jeito, mas é muito melhor ter uma coisa que facilite a vida, né? E o que facilita, nesse caso, é o tal do Lápis Corretor Incrível, que, de acordo com a marca, ajuda a “apagar aqueles pequenos acidentes durante a aplicação da sua make. Tão prático de usar, que até parece mágica, o Lápis corretor só precisa ser aplicado sobre a área borrada para a sua fácil remoção.”

O produto é um lápis mais gordinho e a textura parece de cera, só que uma cera que “escorrega”, porque ele desliza super bem.

Lápis Corretor Incrível Intense Circus - O Boticário

Vi no site que dá pra ser utilizado pra corrigir máscaras, delineador e batons, inclusive o vermelho, e a forma de uso é simples: basta passar o lápis no lugar que está borrado pra corrigir e usar um cotonete depois pra remoção, caso seja necessário. Ou seja, ele é pra corrigir, não é pra remover, entende?

Testei com um batom claro cremoso, um batom escuro matte, um delineador preto e com glitter azul, lápis preto e máscara de cílios.

Lápis-Corretor-Incrível-Intense-Circus---O-Boticário

O lápis preto e o batom claro cremoso ele corrigiu facilmente e sem a necessidade de completar a remoção com o cotonete. No batom escuro matte e na máscara de cílios a correção foi eficaz, mas precisei usar o cotonete pra remover os resquícios, e achei de boa porque a promessa dele é corrigir, não é remover, né?rs

Aqui vale ressaltar que quando usei pra corrigir aquelas “carimbadas” (pontinhos) que a máscara de cílios deixa nas minhas pálpebras, porque meus cílios são enormes e “encostam” mesmo,  o lápis foi bem eficaz e não precisei de cotonete depois pra remover nada depois.

Já o delineador não conseguiu corrigir de primeira e precisei dar várias passadinhas pra corrigir, removendo os resquícios com cotonete depois,  e na parte com glitter ele não deu certo.

Lápis-Corretor-Incrível-Intense-Circus---O-Boticário

De modo geral, gostei do produto, principalmente pra limpar a máscara que insiste em “carimbar” a minha pálpebra superior e o lápis preto que insiste em borrar. Acho que é um bom produto pra ter na necessaire e quebrar um galho, sabe?

Ele custa R$17,99 e tá em promoção na loja virtual da marca por R$12,59. Ah, gostei muito do potencializador de sombras (resenha aqui), do kit de pincéis (resenha aqui) e da máscara de cílios (resenha aqui) dessa coleção, compensam muito!

Alguém mais já testou? Conta aí o que achou!

Beijos, Ju♥

Vizcaya
22.06.2015

Óleo de Rícino: Usos Para o Cabelo e a Beleza!

Depois daquele post com uma “máscara” de óleo de rícino, também conhecido como óleo de mamona, para ajudar no crescimento de cílios e sobrancelhas (post aqui), várias leitoras comentaram que usavam óleo de rícino no cabelo e adoram os resultados por muitos motivos.

Fiquei super curiosa e fui me “inteirar” do assunto, porque né, se o bichinho é tão bom a gente precisa conhecer, mesmo que ele seja fedido e indicado como laxante (pois é…).

O que é e para que serve

O óleo de rícino, também conhecido como óleo de mamona ou castor oil, é rico em sais minerais, vitamina E e ácidos graxos, como o ácido oleico, linoleico, linolênico, palmítico, esteárico e, principalmente, em ácido ricinoleico, que tem ação emoliente e ajuda na retenção da água, o que mantém pele e cabelo hidratados.

Claro que ele possui outras propriedades e indicações importantes, mas vou me restringir a área da beleza, tá?

óleo de rícino no cabelo

Óleo de rícino para o cabelo

Nos fios, o óleo de rícino tem ação hidratante, já que ajuda a reter água (e sim, existem óleos de ação hidratante), e nutritiva, sendo indicado pra revitalizar os cabelos, sobretudo os mais secos e ressecados.

A forma mais comum de usar é pra potencializar máscaras, como falei nesse post aqui, ou em umectações, como mostrei aqui. Mas é ótimo, também, pra pontas duplas e ressecadas, e a forma de usar é como expliquei nesse post aqui.

Quando o cabelo está com as pontas muito ressecadas, vale aplicar o óleo de rícino nas pontas antes da lavagem, deixando agir por 1 hora e lavando normalmente em seguida.

Aplicado diretamente no couro cabeludo, dizem ser eficaz pra remover as toxinas lá depositadas e combater as infecções e fungos que podem causar a queda dos fios. Por causa disso, é indicado também para oleosidade excessiva no couro cabeludo, sobretudo quando existem fungos e bactérias estimulando a produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

Nesse caso, o ideal é aplicar um pouco do óleo no couro cabeludo, massagear e lavar em seguida, sem deixar agir por muito tempo.

Suas propriedades antifúngicas ajudam a combater a caspa e também previnem a descamação do couro cabeludo.

Cresce cabelo mesmo?

Também ajuda no fortalecimento do cabelo e, por melhorar a circulação sanguínea local e estimular a atividade celular no couro cabeludo, dizem que ajuda no crescimento dos fios. Mas aí o uso deveria ser, principalmente, no couro cabeludo, acompanhado de uma massagem suave.

Conheço muita gente que já usou o óleo de rícino pra estimular o crescimento dos fios ou pra reduzir a queda, mas como não usei por tempo suficiente pra ter certeza, não posso afirmar a eficácia nesse aspecto.

O cuidado deve ser com a quantidade usada, já que se usado em excesso ele deixa o cabelo extremamente pesado e pegajoso, sabe? No meu cabelo, das vezes que usei, a medida é de uma colher daquelas de chá, daí vou molhando as pontas dos dedos e espalhando, mas a medida vai depender do tamanho e volume do seu cabelo.

Ah, já li alguns textos que afirmam que esse óleo ajuda a encorpar os fios, mas não encontrei nenhum estudo que embase essa teoria, então não tem como afirmar se funciona ou não, só testando mesmo!

óleo-de-rícino-no-cabelo

Na pele, na sobrancelha e nos cílios

A função do óleo de rícino na pele é, basicamente, hidratante, e geralmente seu uso é conjugado com outros óleos ou cremes. Sua indicação é para peles secas, já que ajuda a reter a umidade na derme, e também para peles oleosas, já que tem ação adstringente, é pouco comedogênico e reduz a proliferação bacteriana.

Rico em vitamina E, tem ótima ação cicatrizante, sendo, por isso, muito indicado para prevenção de cicatrizes e estrias (a estria é uma cicatriz), bem como no tratamento de estrias recentes (as vermelhas).

Também pode ser usado  no ressecamento do calcanhar ou misturado com o creme para combater o ressecamento dos pés, e também para queimaduras solares, mas sempre misturado com algum creme de hidratação, jamais aplicado diretamente sobre o local.

Já vi indicações dele para celulite, mas não há nada que indique ele trate esse problema. O que pode acontecer é melhorar o aspecto da pele, dando a sensação de que as celulites estão menos visíveis.

Sua aplicação na sobrancelha e cílios melhora o crescimento e deixa os fios mais grossos e fortes. É preciso bastante cuidado ao aplicá-lo nos cílios, para que não caia nos olhos, e a forma correta de aplicação, tanto para cílios quanto para sobrancelhas, está nesse post aqui.

Nas unhas e cutículas

Nas cutículas prefiro usar o óleo de rosa mosqueta, na receita caseira para afinar cutículas que ensinei aqui no blog, mas pode-se usar também o óleo de rícino, que vai ajudar na hidratação das cutículas e, assim, proteger mais as unhas, ajudando no seu fortalecimento.

Pode-se usar o óleo diretamente nas unhas, 2 ou 3 vezes na semana, antes de dormir, ou fazer a receitinha que falei acima.

Contraindicações e cuidados

Embora não existam estudos que comprovem, o uso tópico do óleo de rícino não é considerado totalmente seguro para gestantes, lactantes e crianças de até 12 anos. Ele também não pode ser aplicado nas orelhas, na boca e nos olhos.

Já a sua ingestão, que não é o tema do nosso post, mas é comum para quem deseja um efeito laxativo, é contraindicado para pessoas com colite ulcerativa, doenças inflamatórias intestinais, doença de Crohn, doenças intestinais, cólon irritável, gestantes, lactantes, crianças ou qualquer pessoa que tenha sintomas de obstrução intestinal.

Preço e onde comprar

Pra quem gosta desse óleo e deseja um muito bom, indico o da Laszlo, que vem com 120 ml, custa R$42,00 (compre aqui) e é extra-virgem, de uso cosmético.

Mas, se você ainda não conhece e quer fazer um teste, vale experimentar os que são vendidos em farmácias, geralmente em potinhos de 30 ml, que são bem baratinhos (R$5,00, em média). Ah, vale lembrar que esses últimos são vendidos como laxantes!

Para conferir todas as receitas caseiras com óleo de rícino para pele e cabelo é só clicar aqui. E se você já usou o óleo de rícino no cabelo e tem algum segredinho, divide aí!

Ah, e se alguém aqui já testou o óleo de rícino pro crescimento capilar, conta aí como foi a experiência!

Beijos, Ju ♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

22.06.2015

Sabonete de Enxofre: 10 opções pra espinhas e oleosidade!

Não foram poucas as vezes que já falei por aqui do sabonete de enxofre, até porque, tendo a pele oleosa, ele é meu velho conhecido, né? Tem quem torça o nariz por achar a substância muito forte, inclusive o seu cheiro, porque sim, ele é fedido, mas a verdade é que o enxofre é extremamente útil pra pele, é só optar por uma concentração adequada às necessidades da sua pele.

Para que serve o sabonete de enxofre?

O enxofre é muito usado na terapêutica dermatológica devido a sua ação queratolítica, queratoplástica e anti-séptica, sendo efetivo para tratar várias doenças de pele, caspa e seborréia. No mais, é bem eficaz na regulação da produção sebácea, tendo ação secativa, o que significa que ajuda em casos de oleosidade na pele e nos cabelos, e também no tratamento da caspa.

A concentração usada varia entre 2 e 10%, e é possível encontrar muitas opções de sabonete de enxofre nas prateleiras das farmácias, inclusive opções boas e baratas, ó só:

Sabonete de Enxofre: os melhores

sabonete de enxofre

1. Sabonete de enxofre Granado: esse sabonete é antigo e eficiente, e já apareceu por aqui algumas vezes, inclusive no Top 10 Produtos Faciais de Farmácia (clique aqui). Vem com 7% de enxofre e é indicado pra controlar a oleosidade da pele e do couro cabeludo, além de ajudar no tratamento da acne.

Custa R$5,00 em qualquer farmácia ou na loja da Granado, e é do tipo que não acaba nunca! rs

2. Sabonete Sulfuroso, Granado: Sua pele é bem oleosa? Se joga no Sulfuroso! A concentração dele é mais alta que o anterior, é de 10%, e ele é indicado pro controle da acne, pra oleosidade da pele e do couro cabeludo, e também em cados de dermatites.

Custa R$4,00, é vendido em farmácias, rende muito e já falei dele nesse post aqui.

3. Sabonete Enxofre, Asepxia: Esse sabonete é ideal para peles oleosas e vem com a promessa de remover o excesso de oleosidade, secar e prevenir cravos e espinhas  e desobstruir os poros.

Custa R$6,89, é vendido em farmácias e no site da marca tem mais informações sobre ele (clique aqui).

4. Sabonete Sastid: Vem com ácido salicílico e enxofre, que garantem ação queratolítica e fungicida, sendo indicado no tratamento da acne e também da seborreia.

O cheiro é bem forte e deixa pele super sequinha, e costumava usar apenas 2 vezes na semana, senão a pele começava a repuxar, sabe? É vendido em farmácias e custa R$ 12,69.

5. Salder-S: Esse sabonete é bem bom e, assim como o Sastid, vem com enxofre e ácido salicílico na formulação. Limpa bem, é fedido, ajuda no controle da oleosidade e não deixa a pele repuxando.

Custa R$16,00, é vendido em farmácias e falei dele nesse post aqui.

Sabonete de enxofre é bom, barato e funciona!

sabonete de enxofre

6. Dermax, Galderma: Assim como os dois sabonetes anteriores, contém ácido salicílico (3%) e enxofre (10%), sendo indicado no tratamento da acne, no combate e oleosidade excessiva, sendo eficaz também contra a pitriase versicolor e a malassezia furfur.

Custa R$20,92 e é vendido em farmácias.

7. Sabonete Secativo Acne Solutions, Adcos: Sou meio suspeita pra falar da Adcos, porque é uma marca que eu amo demais, mas esse sabonete (a linha toda, aliás!) é maravilhoso! Ajuda a eliminar e secar espinhas, ameniza a vermelhidão e deixa a pele mais lisinha, sabe?

Tem enxofre, zinco, ácido salicílio e ácido lactobiônico, não é fedido e é comercializado em duas versões: em barra (R$44,00)  e em gel (R$75,00). É vendido na loja virtual da Adcos.

8. Sabonete Actine: Esse é bem famoso no controle da oleosidade e na desobstrução dos poros, e tem a vantagem de não deixar a pele repuxando, sabe? Além de enxofre, ele conta com PCA, aloe vera e murumuru, então controla a oleosidade e suaviza ao mesmo tempo, evitando que a pele fique muito seca.

Usei a versão líquida, que custa R$34,90, e a versão em barra custa R$22,46.

9. Sabonete Antiacne, Granado: A base é 100% vegetal e conta com enxofre e ácido salicílico, sendo indicado pra limpar profundamente a pele acneica, ajudando no tratamento.

Ele é um pouco mais caro que os demais sabonetes com enxofre da marca (custa R$9,50), é vendido em farmácias  e falei dele no Top 10 produtos bons e baratos para peles oleosas (clique aqui).

10. Dermotivin Salix Barra: Indicado pra pele com acne, o Salix Barra contém ácido salicílico e enxofre, que ajudam a desobstruir os poros, remover impurezas e estimular a renovação celular. Custa R$30,84 e é vendido em farmácias.

sabonete de enxofreComo usar sabonete de enxofre?

Uma coisa muito importante em relação ao sabonete de enxofre é a forma de uso, porque não são todos que devem ser usados todos os dias. É que se o sabonete for muito “forte”, seu uso deve ser restrito a duas ou três vezes na semana pra não deixar a pele muito ressecada e repuxando, e causar efeito rebote depois, que pode deixar a pele ainda mais oleosa.

O Sulfuroso, da Granado, por exemplo, usava 2 ou 3 vezes na semana, somente de noite, porque ele é mais forte. Já o da Adcos e o Actine usava diariamente sem o menor problema, porque eles não deixavam a pele muito seca e não causavam efeito rebote, mas isso a gente só “aprende” testando, vendo como a pele reage, sabe?

Vale lembrar que nem toda pele reage bem ao enxofre, assim como o ácido salicílico, então é sempre importante ter a indicação de um dermato, tá?

Já usou algum? O que achou? Conta aí, menina!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…