Vizcaya
25.06.2015

Ahhh, o São João…

Ahh, como eu amo o São João! É minha festa preferida desde sempre e por vários motivos: tem fogueira, tem forró, o clima tá frio (amo!), tem muitas bebidinhas e comidinhas deliciosas, as ruas ficam enfeitadas, as pessoas ficam mais alegres e todo mundo pode participar.

são joão

No interior, principalmente nos menores, as portas ficam abertas e todo mundo vai na casa de todo mundo tomar um licor e comer alguma “coisinha”, e quando eu era criança, lá na fazenda de Vovó, era uma alegria enorme ver que todo mundo, minha família, os amigos, as pessoas que trabalhavam lá na fazenda e suas famílias, celebravam juntas, brincavam juntas, se divertiam juntas.

Era uma festa só, e ela durava até o São Pedro, porque minha vó Nete era viúva e dizia que São Pedro era o protetor das viúvas.

são-joão

Hoje as festas “cresceram” e na maioria dos lugares a coisa é regada a bandas famosas e festas gigantescas, e eu já fui pra maioria deles, em várias cidades aqui do interior, mas gosto mesmo é do “pé de serra”, sabe? Gosto do clima mais intimista, do sanfoneiro, dos fogos (menos as bombas! rs), de ficar sentada perto da fogueira contando história e dando risada.

Depois que vovó morreu, o São João perdeu um pouco a graça e só ano passado me animei pra “aproveitar”, daí fui pra Chapada Diamantina, um dos poucos lugares que ainda têm o “meu clima” de São João, mas esse ano fiquei por aqui mesmo e ó, foi tão bom!

são-joão

Foi todo mundo pra casa de tia Iana, teve fogueira, crianças soltando fogos, muita risada e alegria, várias comidinhas, bebidinhas e forró “do bom”.

Ah, quando eu falo todo mundo, falo de quem estava aqui, porque a família é bem grande e faltou foi gente, mas ó, isso não é problema, porque mesmo não “agenciando” os primos, avisei que quem quisesse entrar pra família era só avisar, e as meninas ficaram foi animadas! hahaha

são-joão

E postei também uma foto minha de corpo todo, dessas de espelho, mesmo morrendo de vergonha, porque  sou “velhinha”, gente, eu uso roupas mais “sérias” e clássicas, não sei usar essas coisas mais “moderninhas”, sabe? Super acho que terno é um uniforme e cabe em qualquer lugar, não sei não usar blazer, e só me entendo com calça social, saias e vestidos rodadinhos e no joelho.

E, falando nisso, ainda tive que parar minha farra ontem pra falar umas coisas que fiquei “entalada” lá na Fan Page, porque vivo falando por aqui que tô uma bolinha (acho fofo hahaha), que já pesei mais de 100 kg, e ainda tenho que ficar lendo comentário de gente sem noção (foi uma só, ainda bem!) que acha que, por estar acima do peso, eu não posso falar de beleza, tenho que me esconder e ser infeliz.

são-joão

Não dá, né? Sou feliz demais da conta e isso não estragou nem um tiquinho do meu dia, mas quis responder lá porque sei que isso acontece com muita gente e acho que todo mundo tem que se achar incrível como é e jamais permitir que ninguém diga o contrário!

Agora contem aí, como foi o São João de vocês? Ah, e relevem a (falta de) qualidade das fotos, porque a fumaça deixou tudo “fubento”! rs

Beijos, Ju♥

Vizcaya
24.06.2015

Receita de Bolo de Milho

Nos últimos dias postei algumas vezes no insta (@JuroValendo, segue lá!) e na Fan Page um bolo de milho super molhadinho que minha mãe faz e um monte de gente pediu a receita, daí pedi pra que ela explicasse direitinho, porque ela já faz “no olho”, meio sem medida, sabe?

Não tem o passo a passo porque não tinha pensado em fazer disso um post, e porque quando postei uma foto dele hoje de manhã algumas meninas pediram a receita pra fazer ainda hoje, no São João, então vai só a receita mesmo, tá?

Vocês vão precisar de:

  • 4 ovos
  • 2 xícaras de açúcar
  • 3 colheres de manteiga
  • 4 xícaras de flocão de milho
  • 1 caixa de leite de coco (pequena)
  • 3 colheres (das de sopa) de óleo
  • 1 lata de milho verde
  • 1 pacote de coco ralado (sem açúcar)
  • 1 colher (de sopa) de fermento em pó

receita de bolo de milho

Como Fazer

1. Bata as claras em neve e reserve.

2. Bata no liquidificador o milho verde com o leite de coco até ficar bem cremoso e reserve.

3. Coloque as gemas, o açúcar e a manteiga na batedeira e bata até que fique um creme homogêneo.

4. Acrescente o flocão de milho e o óleo, e vá mexendo com uma colher de pau, não usa mais a batedeira (diz ela que isso faz toda diferença!).

5. Em seguida, vá colocando aos poucos o creme de milho verde com leite de coco (do nº2). Quando estiver homogêneo, acrescente o fermento em pó, as claras em neve e o coco ralado.

6. Misture tudo com a colher de pau e leve pra assar numa assadeira untada. Quando o bolo estiver douradinho, tire do forno e sirva!

Pra incrementar

Eu adoro esse bolo quente (#soudessas), porque fica molhadinho, mas tenho 3 truques pra “incrementar” a coisa, olha só:

1. Se colocar coco ralado em cima da massa, como naquele bolo de limão que mostrei nesse post aqui, ele fica ainda mais gostoso. Eu só espalho por cima, na quantidade que tiver em casa, e pronto.

2. Outra ideia é, depois de assado, jogar coco queimado por cima do bolo, e faço em casa mesmo! Vou colocando pequenas quantidades de coco ralado (faço com o ralado “na hora”, nunca tentei com o de pacotinho) numa panela antiaderente rasa, com o fogo bem baixo, e mexendo com uma escumadeira plástica.

Primeiro o coco vai perdendo a umidade e depois fica bem douradinho, uma delícia!

3. Eu gosto de bolo “do dia”, porque no dia seguinte ele já não tá tão molhadinho, sabe? Daí, quando sobra pro dia seguinte, fervo 200 ml de leite, deixo ficar morninho, misturo com 1 pacote de coco ralado e jogo por cima do bolo… Fica uma delícia!

Essa é a receita de minha mãe e fica molhadinho, mas amanhã posto a minha, que fica bemmm cremoso, tipo um bolo molhado, tá?

Beijos e bom São João!

Ju♥

24.06.2015

Guarda-Roupa Inverno: O que Não Pode Faltar!

O inverno chegou aí no Brasil, hein meninas? Enquanto isso eu tô curtindo o maior calorão aqui no Japão,  engraçado isso! (rs) Bem, nós já sabemos que esta é uma estação que nos permite um pouco mais de pompa e elegância, o que é a parte mais bacana da temporada, pelo menos  pra mim, que não curto muito passar frio.

Mas, é bom ter um certo cuidado na hora de montar o guarda-roupa de inverno, certo? Até porque, têm aquelas tendências que nem sempre vêm para ficar, são passageiras e talvez não compensem o investimento. Além disso, o clima varia muito de um estado para o outro aí no Brasil, e no Nordeste (minha terra), por exemplo, o frio não chega a ser tão rigoroso quanto no Sul do país, e aí as pessoas precisam adaptar o seu guarda-roupa ao clima de sua respectiva região, exceto aquelas pessoas que viajam muito, seja a trabalho ou a turismo, e precisam estar sempre preparadas.

Guarda-Roupa-Inverno

Eu listei algumas peças que são essenciais e indispensáveis em um guarda-roupa de inverno, aquelas peças que não podem faltar e que também não saem da moda, então você não precisa se preocupar, pois elas são investimentos certeiros e você irá utilizá-las em outros invernos também.

Cardigã

Peça super versátil, que pode ser usada com tudo, desde um vestidinho, fazendo uma linha mais romântica, a um look mais fashion, dando todo um charme especial à produção. Normalmente feito de tricô ou linha, o cardigã tradicional é um casaquinho de botões, com gola redonda ou V, que pode ser encontrado em diversas cores, estampas ou listras e, os mais arrumadinhos, com aplicações e pedrarias, o que deixa a produção mais luxuosa. Ideal para a meia estação ou para lugares que não fazem tanto frio, hoje em dia os cardigãs podem ser encontrados na versão maxi e em tecidos bem diferentes.

Guarda-Roupa Inverno

Suéter

Tá aí mais uma peça versátil, porém um pouco mais despojada, mas que, com a combinação correta, vai te deixar ainda mais elegante, além de muito confortável e quentinha. Suéter é vida no inverno, pode ser usado tranquilamente no dia a dia com calça, e a dica é optar pelas skinnys para contrastar com a modelagem larguinha do suéter, com saia ou também com shorts, vai depender do estilo de cada pessoa. Uma boa dica para usar o suéter no trabalho é colocar uma camisa por baixo e deixar a gola para fora e, se possível, a manga também, amo este estilo! Ah, e temos ainda os moletons, que estão fazendo a vez do nosso queridinho, cada dia mais estilosos, uma ótima pedida para quem gosta de ousar mais.

Guarda-Roupa Inverno

Jaqueta de Couro

Ela é uma clássico do inverno, né? Você pode até fazer um investimento um pouquinho maior nesta peça, porque entra inverno e sai inverno e a jaqueta de couro está sempre lá. Também muito versátil, ela dá uma cara mais rock and roll à produção e te deixa super estilosa. Uma combinação simples e super usável é a calça skinny, camiseta e jaqueta de couro, mas são inúmeras as possibilidades de look com esta peça e ,a depender do modelo, a jaqueta pode ser usada em produções mais elaboradas também. Um pouquinho de cuidado com as jaquetas mais curtas, elas podem achatar a silhueta, o ideal são aquelas um pouquinho maiores, principalmente para as meninas mais baixinhas. Se você é daquelas que gosta de ousar, aposte nas jaquetas de couro coloridas!

Guarda-Roupa Inverno

Botas

Uma das grandes protagonistas da estação, as botas são uma peça chave para compôr looks de inverno e você precisa ter pelo menos uma no seu armário. Sejam elas ankle boots, passando pelos coturnos e chegando as de cano médio ou longo, escolha a que mais lhe agrada e que combina com o seu estilo e se jogue nas ¨butinas¨. Algumas meninas meninas estão apostando nas botas de cano longuíssimo, aquelas que vão acima dos joelhos, mas esta não é uma opção para qualquer pessoa, precisa ter perna pra mais de metro pra usar uma bota dessas (rsrsrsrs).

Guarda-Roupa-Inverno

Meia-Calça

Outra grande aliada nos dias mais frios é a meia-calça (aquela de fios mais grossos), que aquece e, de quebra, quando combinada a um sapato da mesma cor, alonga a silhueta, além de deixar a produção de inverno super charmosa. Se você faz o tipo moderninha, pode apostar nas meias estampadas, mas lembre-se que neste caso ela fica sendo a estrela do look, então pegue leve no restante da composição.

Guarda-Roupa Inverno

Para quem mora nas regiões mais frias do Brasil ou em países onde o inverno é muito rigoroso, como aqui no Japão, essa lista cresce muito, são casacos, mantas, luvas, gorros e vários acessórios que não podem faltar, caso contrário a pessoa congela geral, mas esses cinco que falei no post são essenciais em qualquer inverno!

E vocês meninas, o que não pode faltar no guarda-roupa de inverno de vocês? Compartilhem aí as sugestões, e se quiserem ideias de looks, nesse post aqui tem 15 looks prontinhos pro inverno, e nesse outro aqui tem as tendências mais fortes pro inverno 2015!

Beijos, Si Yoko

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…