30.07.2020

Saúde Mental na Pandemia: Como anda a sua?

Oi meninas, que saudade de vocês! Como estão por aí? Por aqui estamos entrando nos eixos, e por isso quero muito falar sobre saúde mental na pandemia, sobre esse período de quarentena e isolamento social.

Logo no início vim aqui e compartilhei com vocês (veja o post aqui) que havia passado por um período de “pânico controlado” até que entendi que precisava focar na minha saúde mental.

E racionalmente entendi.

Fui colocando várias coisas em prática e acreditei que conseguiria manter o equilíbrio, afinal moro sozinha em local isolado, com muita área e muito verde.

Ou seja, viver “isolada” era algo que, ingenuamente acreditei, não seria um problema.

Me enganei. Na verdade, subestimei não só o isolamento, mas todo o contexto e os reflexos de tudo isso.

O fato de minha mãe e o esposo estarem aqui desde o início faz uma diferença absurda em todos os níveis, embora no início não tenha sido fácil fazê-la entender a real dimensão da coisa.

Mas a questão vai muito além disso.

Realmente parei de olhar notícias sobre a Covid-19, evito conversar sobre ou focar nisso, inventei um monte de coisas pra fazer e segui todas as dicas que acreditei que ajudariam.

E ajudaram. Só que nada disso foi o bastante e os últimos meses foram de uma montanha russa emocional.

saúde mental na pandemia de coronavírus

Antes da Pandemia: Miguelzinho

Pra começar, quando a pandemia começou eu estava imensamente fragilizada.

Do dia pra noite, sem “aviso”, sem que eu pudesse fazer quase nada, perdi meu Miguelzinho e isso me estraçalhou por dentro.

Pra muita gente “é só mais um gato”, mas pra mim ele era a mais pura expressão do amor, a minha cura pra um mundo de coisas.

Eu olhava pra Miguelzinho e via, naquela bolinha de amor, a face de Deus. Isso foi arrancado de mim de uma hora pra outra e até hoje não consigo falar sobre…

O máximo que consegui tá aqui, nesses dois posts do instagram: aqui e aqui.

O início da Pandemia

No início, passado o primeiro momento de pânico seguido de um período aparentemente equilibrado, começou a montanha russa.

Pra começar, a situação da minha cidade me desestabilizava dia após dia.

São 19 leitos de UTI pra atender 27 cidades e 850 mil habitantes.

Centenas de pessoas que não foram testadas (até hoje a questão dos testes é um problema imenso), monitoramento ineficaz, fiscalização inexistente.

como cuidar da saúde mental

E nada a ser feito. Nada. Porque a maioria absoluta achava que era histeria.

Aí os casos começaram a ter nomes, as mortes começaram a ter rostos e tudo começou a ficar muito próximo.

E eu não entendia porque as pessoas não entendiam.

Não as pessoas que precisam sair pra trabalhar, mas todas as outras, sabe?

Com pouco mais de 150 mil habitantes e sem testar a imensa maioria, temos 6054 casos suspeitos, 4573 “em quarentena”, 3126 casos confirmados e uma média de mais ou menos 100 novos casos por dia.

As pessoas? Andando nas ruas normalmente, mesmo com o comércio teoricamente fechado, a maioria sem máscaras, lotando mercados e praças, fazendo festas, se aglomerando de todas as formas possíveis.

Minha saúde mental na Pandemia

Diante desse quadro, passei meses brigando, e isso tava me acabando.

Comecei, com minha mãe, a fazer máscaras pra doar pra população carente, assim como kits de higiene e cestas básicas (até mostrei como tava montando nesse post aqui).

Nisso, até Pedro, esposo de minha mãe, começou a ajudar.

E esse foi um momento que me emocionou e fragilizou muito, porque o filho dele mora em Fortaleza, testou positivo logo no início, quando estava um caos, não tinha leito e ele não tinha o que fazer.

Mas foi costurar máscaras pra ajudar.

Esse “não ter o que fazer” me baqueou imensamente…

Mais e mais pessoas conhecidas começaram a testar positivo, algumas infelizmente faleceram e não segurei a onda.

Me concentrei em dar conta das coisas da casa, dos meus bichinhos, de minha mãe e só.

Não conseguia produzir conteúdo, não conseguia fazer outras coisas, não conseguia cuidar de mim.

montanha russa emocional
Minha Tapis!

Sentia (e sinto) uma falta enorme de poder abraçar pessoas que amo. De viver sem medo, angústia e ansiedade.

Montanha Russa Emocional

E passei semanas nessa montanha russa, as vezes um pouco melhor, as vezes pior.

Até que não só entendi, mas decidi que não poderia continuar como estava.

Primeiro porque a gente não faz ideia de quando tudo isso vai passar, de por quanto tempo mais vamos viver esse “novo normal“.

Segundo que tem coisas que a gente não tem como controlar, não tem jeito.
Então é focar no que a gente pode fazer e encontrar meios de se reinventar, de continuar vivendo pra sair disso mentalmente sã, na medida do possível.

Saúde Mental na Pandemia

Listei algumas coisas que tinha vontade fazer e achei que seria uma forma de, primeiro, sair do estado de inércia e angústia.

Fiz um trato comigo de me dar todo tempo que fosse preciso.

Aí quis fazer um arco de ferro pro jardim. Fiz.

Depois quis fazer um pergolado de madeira no jardim, porque sabia que era uma coisa que exigiria tempo, concentração, trabalho físico, pesquisa e conversa com amigo engenheiro pra me orientar.

Lembro quando postei no Instagram que ia começar e fiz uma enquete. A imensa maioria votou que eu não conseguiria fazer. E isso foi ótimo!

Levou semanas, mas o pergolado tá pronto, perfeito, seguro e ficando lindo.

Comecei a fazer comedouros e bebedouros de passarinhos, logo inventei de construir uma fonte com energia solar pra eles, fui cuidando das plantas fazendo mudinhas, cuidando das coisas de casa e me curando.

saúde mental na pandemia de coronavírus

Nesse período intensifiquei a apometria com a Thais (já faço um post sobre isso!), o reiki, a meditação, orações, banhos de ervas e uso de óleos essenciais.

Consegui trazer Tapis (minha gatinha) de volta pra casa, arrumei o quartinho dela e tô me esforçando muito pra que ela não saia de casa (e ela não saiu nenhum dia).

No meio disso, minha mãe teve um problema de saúde, eu tive alguns e Tapis ficou bem ruim umas duas semanas atrás.

Só que eu já estava muito mais fortalecida e consegui lidar com tudo isso da melhor maneira possível.

Como estão as coisas agora

Nesse momento, além do “Spa de passarinhos” hahaha, das plantas, do pergolado, da casa, do Instagram, dos meus bichinhos e da minha saúde mental e emocional, tô me dedicando a pintar e a voltar a escrever aqui no blog todos os dias.

Sempre quis pintar e vinha treinando e mostrando no Instagram sempre, mas nunca fiz curso nem sei nenhuma técnica. Ou seja, só dava ruim.

Mas continuei tentando todo dia até que resolvi deixar a coisa ir na intuição mesmo e finalmente consegui pintar alguns quadros que gostei.

Tô bestinha! hahahaha

Coloquei muito sentimento pra fora pintando. E, talvez por isso, hoje consegui sentar aqui e conversar (e que conversaaaa longa! rs) com vocês.

saúde mental na pandemia
As telas que pintei!

Fiquei feliz.

E agora começa a fase de voltar a escrever aqui no blog, produzir mais conteúdo, continuar cuidando das outras coisas e olhar mais pra mim, cuidar do meu físico, da minha alimentação e me fortalecer cada vez mais.

E vocês, como estão por aí? Como anda a saúde mental na pandemia? Querem conversar mais sobre isso?

Saudade de vocês. Saudade de estar aqui com vocês!

Ah, fiquem tranquilas que vou compartilhar o passo a passo de tudo com vocês, tá?

Um beijo enorme e um abraço bem quentinho, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

09.07.2020

Cleanance: Limpa Profundamente Sem Ressecar!

Hoje vamos falar dessa maravilha que é o Cleanance Gel de Limpeza, da Avène, que tem salvado minha pele nos últimos meses.

Conheço há anos, já falei dele por aqui várias vezes, inclusive no post de Top 4 Sabonetes Faciais para peles oleosas, e é frequentador assíduo das rotinas de pele nos stories.

Pra quem não acompanhou, passei semanas sem conseguir usar absolutamente nada no rosto, exceto água termal.

Minha pele, como vocês sabem, é extremamente oleosa, sensível e reativa. E quanto maior o nível de estresse, o que tá sendo muito comum nesse momento, pior ela fica.

E ficou. Aí saí testando tudo que tinha aqui e de todos o Cleanance foi o que conseguiu limpar profundamente, ajudando no controle da oleosidade, sem irritar nem ressecar nadinha.

Mas, vamos pros detalhes dele, né?

Gel de Limpeza Cleanance: Indicações e benefícios

De acordo com a Avène, “indicado para peles mistas e oleosas com tendência à acne, o Cleanance Gel de Limpeza Profunda garante uma pele livre de oleosidade sem ressecar. 

cleanance gel de limpeza avéne pele oleosa

Possui Tripla-ação antioleosidade e ação antibacteriana, que elimina a oleosidade da pele, regula a produção de sebo e reduz as bactérias causadoras da acne.

A composição conta com gliceril laurato e gluconato de zinco, que possuem potente ação anti-brilho e anti-inflamatória, agindo no controle da oleosidade e da acne, além do Coceth Sulfato de Zinco, tensoativo de função antibacteriana que atua tanto na bactéria responsável pela acne quanto nos germes responsáveis pela oleosidade, e a monolaurina, que tem tripla-ação seborreguladora.”

No mais, possui alta tolerância ocular e cutânea, e pode ser usado, inclusive, para demaquilar olhos (pra quem, como eu, tem blefarite alérgica ele é maravilhoso!)  e rosto.

É hipoalergênico, não comedogênico e não possui sabão.

Outra coisa importante é que estudos clínicos comprovaram que em 15 dias o Cleanance Gel entregou uma redução de 90% na oleosidade, de 85% de poros dilatados e de 82% de cravos.

Cleanance Avene: Apresentação e resenha

São 3 os formatos disponíveis de embalagem: 

  • 60 ml, que é perfeito pra viagens e também pra experimentar
  • 150 ml, que é o tamanho padrão pra uso diário
  • 300 ml, que tem o melhor custo-benefício

Tenho duas embalagens aqui, a de 300 ml já no fim, e a de 150 ml. É uma bisnaga plástica com tampa de flip-top que trava bem.

A textura é semelhante a dos sabonetes líquidos, só que mais grossinha e gostosa, sabe?

O cheiro é um absurdo de bom, aquele frescor limpo e rycoh que a gente tem vontade que não saia mais nunca da pele hahaha!

E uma coisa que amo forte é que ele tem água termal Avène na composição, que é sensacional, e consegue ter alto controle de oleosidade sem sensibilizar a pele, inclusive as mais sensíveis.

Uso duas vezes ao dia (manhã e noite) na pele úmida, massageando suavemente e enxaguando em seguida.

textura

Extremamente suave, ele limpa de forma bastante eficaz e potente, mas com delicadeza.

A pele realmente fica sequinha, com aquele sensorial delicioso de purificação e limpeza.

E tudo isso sem ressecar, repuxar e irritar a pele, que fica sedosa ao toque.

Com o uso contínuo a gente vai notando um maior controle da oleosidade e poros mais fechadinhos.

E como limpa muito bem, faz toda diferença, potencializando a absorção dos produtos de tratamento que uso depois.

Cleanance Gel de Limpeza Profunda: Resultados

Já tinha usado o Cleanance em outras ocasiões, então conheço bem seu resultado a curto, médio e longo prazo.

composição

Ele é imbatível pra combater a oleosidade sem ressecar a pele. 

Mas, garrei amor mesmo por ele estar conseguindo fazer isso no momento em que a minha pele está mais reativa e sensibilizada, sabe?

Portanto, quem tem pele mista e oleosa pode ir na certeza! Se, além disso a pele estiver mais sensível, se joga com gostoooo porque não tem erro!

E se nada estiver funcionando na sua pele, como aconteceu comigo, experimenta.

Cês vão garrar amor e não largar mais nunca!

Resenha cleanance avene

Preço e onde comprar

Quer mais motivo pra amar? Ele tem um rendimento excelente e dura muito (várias leitoras comentaram isso, confere na imagem abaixo!).

No mais, é extremamente eficaz e de uma marca líder, que é a nº 1 em dermocosméticos na Europa. Ou seja, sucesso!

E o preço é bem bom! 

A versão de 60 ml sai por R$35,99 (compre aqui), a de 150 ml sai por R$53,86 (compre aqui) e a de 300 ml  sai por R$80,99, mas comprando 2 unidades cada uma sai por R$72,89 (compre aqui).

Pra comprar na Drogaraia com 15% de desconto e pagar mais barato é só clicar aqui e usar o cupom JU15 . Aproveitaaaaa!

cleanance gel avene

Quem já usou? Conta pra gente o que achou!

Não conhece ainda? Garante logo o seu e depois volta pra contar o que achou, garanto que vai amar!

Beijos, Ju♥

*Publicidade

08.07.2020

Hidratantes Para Peles Oleosas: Top 6

Pele oleosa também precisa de hidratação, sobretudo no inverno. Pensando nisso separei 6 hidratantes para peles oleosas que são tudo de bom!

Claro que existem mais opções, e já falei de muitos aqui no blog. Mas, vou focar nas últimas coisas que usei, tá?

Melhores Hidratantes Para Peles Oleosas

melhores hidratantes para peles oleosas juro valendo

Hydrabio Sérum, Bioderma

Com ácido hialurônico e glicerina, o Hydrabio Sérum ajuda a regenerar a barreira cutânea e hidrata.

Extremamente leve, não pesa nadinha nem deixa a pele melequenta.

Hidrata com suavidade e eficácia, e entrega um ótimo resultado na pele oleosa. Ah, muito bom pra peles sensíveis e reativas também!

Vem com 40 ml e o preço não é dos melhores (R$103,99, compre aqui), mas rende bem e entrega um excelente resultado.

Hyalu 6, Adcos

Mais potente da lista, o Hyalu 6, da Adcos, conta com 4 tipos de ácido hialurônico e 2 bioestimuladores e é um verdadeiro tratamento de choque no quesito hidratação.

E consegue fazer isso com um sensorial mara, super leve, que deixa a pele sedosa e nada oleosa.

Tem resenha dele nesse post aqui.

Custa R$245,00 na loja virtual da marca (compre aqui), rende bastante e é maravilhoso!

Mineral 89, Vichy

Outro que já resenhei aqui e gosto demais!

Tem ótima ação reparadora, é bem levinho e na pele oleosa cumpre direitinho o papel de hidratar sem pesar. Também não irrita a pele.

Custa R$119,00 (compre aqui) e tem ótimo rendimento.

Hydrating B5, SkinCeuticals

Meu xodozinho por anos, ele é uma surra de vitamina B5!

Hidrata muito bem, mas com leveza, sem pesar nadica de nada na pele.

Tenho preferido as versões com ácido hialurônico por motivos de “a idade chega”, mas ele é maravilhoso!

Tem resenha completa dele aqui.

Vem com 30 ml, dura uma vida e custa R$294,00 (compre aqui).

Bepantol Derma

Clássico dos clássicos, o Bepantol Derma (versão em loção) tem a mesma função mesma do Hydrating B5, mas claro que a concentração e os resultados são diferentes.

Compro a versão em loção, coloco num borrifador e acho ótimo pra dar uma hidratada de leve, sem pesar, na pele!

Já falei milhares de vezes aqui sobre Bepantol na pele, no cabelo, em tudo. Clica aqui pra conferir!

Vem com 50 ml e custa R$24,90 (compre aqui).

Creme de Aveia Suave Pele Oleosa, Davene

Antes de começar já aviso logo: tem que olhar com cuidado pra ver se é o de pele oleosa!

É que o de pele seca tem a embalagem igual, então é fácil confundir.

Cumpre bem a função de hidratar e não deixa a pele mega sequinha, mas não acrescenta oleosidade nem tem sensorial melequento.

É leve mesmo, tem um ótimo preço e excelente custo-benefício!

Vem com 50g e custa R$27,00 (compre aqui).

Agora me conta, já algum algum desses hidratantes para peles oleosas? O que achou?

Usa algum outro? Qual teu preferido? Quero saber!

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…