26.09.2018

O Poder da Autorresponsabilidade, Paulo Vieira

Faz tempo que recebi do Paulo Vieira o livro O Poder da Autorresponsabilidade, e como tem exercícios e conceitos que acho bem interessantes, vou dividir aqui com vocês.

Estava com saudade de falar de livros por aqui! Vocês também?

Já tinha lido outros livros do Paulo, inclusive O Poder da Ação, que foi indicação da Rê, e o capítulo 3 fala justamente de autorresponsabilizar-se.

E isso é uma coisa que me desperta muito interesse, tanto que já escrevi um post sobre o assunto aqui, e vivo me observando pra não cair na confortável posição de culpar tudo e todos por coisas que aconteceram (ou não) por responsabilidade minha.

livro poder da autorresponsabilidade paulo vieira

E o fato de chamar a responsabilidade pra mim é uma libertação, porque se sou a responsável, está nas minhas mãos o poder de redirecionar as coisas e, assim, mudá-las.

Óbvio que não temos controle sobre uma quantidade imensa de situações que acontecem nas nossas vidas. Mas podemos decidir como lidar, como agir em relação a cada uma dessas coisas. Ou, ao menos, a grande maioria delas.

É fácil? Na grande maioria das vezes não, e bem sei disso. Só que é necessário.

O Poder da Autorresponsabilidade

E O Poder da Autorresponsabilidade trata justamente disso, de trazer pra si a responsabilidade das coisas que acontecem pra nos capacitar a mudar o que precisa e pode ser mudado.

É um livrinho pequeno, em formato de uma espécie de manual com o que o autor chama de “metodologia das 6 leis para a conquista da autorresponsabilidade”:

  1.  Calar-se em vez de criticar.
  2.  Dar sugestão em vez de reclamar.
  3. Buscar a solução em vez de buscar culpados.
  4.  Fazer-se de vencedor ao invés de vitimizar-se.
  5. Aprender com os erros em vez de justificá-los.
  6. Julgar as atitudes, e não as pessoas.

Essas 6 “leis” estão no capítulo 6, e acho muitoooo válidas, sabe?

livro poder da autorresponsabilidade paulo vieira

Em tempos onde criticamos tudo e todos, e apontamos o dedo com a mesma intensidade, é bom parar pra pensar, por exemplo, que ao invés de criticar a gente pode pontuar algo, sempre com delicadeza, ao tempo em que sugere uma forma diferente de fazer aquilo que iríamos criticar.

É tão mais produtivo, sabe? E focar em soluções é sempre mais inteligente que ficar “batendo” nos problemas.

A mesma coisa vale para as reclamações… E a gente reclama tanto, né? Mas porquê, ao invés de reclamar, o que não significa se calar diante das coisas, não apresentamos sugestões?

Porquê não usar o nosso poder de impactar o outro, porque sim, as palavras têm muito poder, para ajudá-lo a melhorar, para edificar?

Qual a razão de ficar procurando culpados quando podemos focar a nossa energia em resolver as coisas, que é o que realmente faz diferença?

livro-poder-da-autorresponsabilidade-paulo-vieira

Da mesma forma, porque ao invés de vestir a carapuça da vítima e negar os próprios erros, não podemos encará-los de frente e aprender com eles?

E, por fim, que tal descer do pedestal de semi-deus que não só julga, mas condena o outro como se não fôssemos todos humanos, passíveis de erros e falhas?

Todo mundo comete erros, gente. Pequenos, médios, gigantescos. E isso não pode definir uma pessoa. Então, uma coisa é julgar uma atitude que consideramos errada. Outra, bem diferente, é julgar (e condenar) uma pessoa com base nessa mesma atitude.

Enfim, é um livrinho interessante, que faz pensar e, pra mim, vale ser lido!

Alguém já leu? Ele custa R$9,90 nas livrarias de todo o país (compre aqui).

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

24.09.2018

No Box: 5 Moradores da Minha Pia

Com tudo de cabeça pra baixo por causa da mudança, e boa parte das coisas encaixotadas, esse tem sido um mês bem diferente na minha vida. Mas, do que consegui tirar e separar das caixas, esses 5 são os moradores oficiais da minha pia nas últimas semanas!

Alguns já conhecia, outros comecei a usar há pouco tempo, mas todos estão mais que aprovados!

1. Aromatizador Verbena, Vivah

Vocês bem sabem como cheiros são importantes pra mim, né? E pra conseguir me acostumar com minha nova casa e, de certa forma, com uma nova vida, uso os cheiros que são familiares, que me proporcionam uma sensação de aconchego, sabe?

Esse aromatizador de verbena, da Vivah, que comprei numa lojinha de produtos artesanais lá em Arraial é o que mais tenho usado. Ele já fica no banheiro, porque é acordar e começar a borrifar!

Não lembro exatamente o quanto paguei, mas foi baratinho, e quero litros dele!

minha pia no box

2. Sabonete Líquido Creme Soft Milk, Nivea

Meu sabonete corporal preferido da Nivea é aquele em óleo, mas esse veio em um #presskit, comecei a usar e tenho gostado bastante!

É super cremoso, parece um hidratante mesmo, e deixa a pele macia e cheirosa. Tem um cheiro bem suave e deixa o banho, aquele que tem sido meu ritual mais precioso do dia, mais gostoso.

Vem com 250 ml, custa R$7,50 e é vendido em mercados e farmácias.

3. Sal Esfoliante Corporal Lavanda e Oliva, Bio Extratus

A Bio Extratus juntou várias coisas que amo em um só produto, e já garrei amor! Quando vi pela primeira vez, pensei que fosse um sal de banho, mas na verdade é um sal esfoliante pra ser usado na pele úmida, durante o banho.

Ele é bem mais “fino” que sal grosso, e esfolia de forma muito gostosa, pois vai se “desfazendo” na pele umedecida, sabe? Espalha fácil, não agride, é bem confortável de usar e o cheirinho de lavanda é bem suave.

Vem com 400 g, que é bastante, tenho usado demais e custa R$36.48.

4. Quadrados de Algodão Baby, Ever Care

Sempre usei aqueles disquinhos de algodão, até que descobri os quadradinhos para recém-nascidos e não largo mais!

Eles são 100% algodão, muito macios, não têm nada que machuque nas bordas (já usei um disquinho que era super duro nas bordas e feriu a pele), vem com 50 unidades e é meu xodó pra limpar a pele (com água micelar, água floral, demaquilante, etc).

Vende em farmácias, com um quadradinho, que é bem maior que os disquinhos, a gente resolve o problema, e custa menos de R$10,00.

5. Sabonete de Glicerina, Granado

Amo esse sabonete, um verdadeiro curinga!

Tenho usado bastante pra remover a máscara de cílios (tenho blefarite alérgica, e remover com shampoo/sabonete infantil me ajuda demais!), lavar pinceis de maquiagem, remover a maquiagem vez ou outra, lavar as mãos e por aí vai.

Ele é super suave, já usei no rosto, inclusive, e custa R$15,00.

Já testou algum desses? Me conta o que achou!

E tô pensando em fazer alguns posts com coisas que tenho comprado pra minha casa (pouquíssimas coisas, aliás hahaha). O que vocês acham?

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

17.09.2018

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Comprei o Leave-In Inforcer B6 + Biotin, da  L´Oréal Professionnel, “na cega” uns 2 meses atrás, lá em Conquista, porque não achei o Selador Absolut Repair Pós-Química, que adoro.

Não conhecia a linha Inforcer, que é um tratamento de crescimento, com ação anti-quebra instantânea, enriquecida com biotina e vitamina B6.

Pelo que li no site da marca, os produtos da linha são indicados para cabelos com dificuldade de crescimento. Os resultados prometidos são fios mais fortes, resistentes, brilhosos, macios, saudáveis, com menos quebra e, consequentemente, um crescimento maior.

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Achei as promessas tentadoras, e como envolve fortalecimento e ação anti-quebra precisei de mais tempo para avaliar direitinho. Vamos lá!

Leave-In Inforcer B6 + Biotin: As promessas

O rótulo informa que “trata-se de um tratamento condicionante de fortalecimento e anti-quebra. A fórmula é enriquecida com vitamina B6 e Biotina para uma ação anti-quebra imediata.

Desembaraça instantaneamente os cabelos, tornando-os macios, fortes e fáceis de pentear. Dia após dia a fibra parece inquebrável.”

O modo de uso é simples: aplicar de 1 a 2 nozes de produto nas palmas das mãos e, em seguida, aplicar mecha por mecha no cabelo lavado e úmido. Não enxaguar.

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Resenha do Leave-In Inforcer B6 + Biotin

A embalagem é plástica, resistente e conta com tampa de pump com trava. A textura é cremosa, não muito densa. Ele é branquinho e bem cheiroso.

Vem com 150 ml e tem um rendimento excelente no meu cabelo.

É fácil de aplicar, não deixa o cabelo pesado, gorduroso nem nada do tipo, então realmente pode ser usado em qualquer tipo de cabelo, dos mais finos aos mais grossos.

No meu caso, que preciso de muita nutrição, finalizo com um pouco de óleo e o resultado fica bem bom.

A primeira coisa que notei é que o cabelo seca mais alinhado, inclusive nas partes que estão mais quebradas e costumam “arrepiar”, sabe?

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Não sinto, no meu cabelo, uma maciez grande quando uso somente ele, até por isso gosto de finalizar com um óleo. Meu cabelo é viciado, não tem jeito! rs

Em compensação, o brilho e a luminosidade dos fios aumentam muito! Também dá uma encorpada boa, mas isso comecei a notar tem pouco tempo.

Ajuda sim a fortalecer os fios e, até por isso, creio que auxilie na quebra resultante do enfraquecimento do cabelo, o que contribui para o crescimento.

Já falei muito sobre isso por aqui, e é fato que cabelo fraco não cresce. Ou melhor, pode até crescer, mas a gente não vê porque ele quebra.

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Então, se você está procurando produtos que ajudem os fios a ficarem mais fortes e combatam a quebra, esse leave-in é uma boa aposta.

Ainda não testei a máscara da linha, mas pretendo, até porque são produtos que reconstroem sem usar queratina, que muita gente não consegue usar por muito tempo.

Mas, independente do efeito do produto, que é muito bom, tem que lembrar de toda a rotina de tratamento, tá? Nenhum produto sozinho vai salvar o seu cabelo!

Leave-In Inforcer B6 + Biotin L´Oréal Professionnel

Preço e onde comprar

O Leave-In Inforcer B6 + Biotin custa R$77,00 na Americanas (compre aqui), e paguei uns 30 a mais no salão onde comprei. Ah, e ele é vendido em salões de beleza e lojas de produtos capilares.

Alguém já testou? Conta aí o que achou!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

11.09.2018

Casa Nova, Vida Nova!

Meninas, desculpa o sumiço na última semana. É que eu estou de casa nova, foi tudo muito rápido e, como vocês sabem, meu talento para “coisas de casa” é zero! hahaha Mas tô muito, muito feliz!♥

Quem acompanha o Instagram (@jurovalendo, segue lá!) já tinha visto, porque venho postando as coisas todas lá, e vou explicar como tudo aconteceu. Senta que lá vem história! rs

Já faz tempo que falo que quero me mudar, mas sempre foi de cidade. Nunca me adequei a temperatura daqui, sinto falta de coisas que gosto, como bons restaurantes, teatros, museu e cinema, por exemplo, e o fato de Jequié não ter um aeroporto dificulta tudo, pois me faz perder um tempo enorme quando preciso viajar, ou seja, sempre.

A minha ideia era me mudar pra Vitória da Conquista, que tem todos os benefícios de uma cidade do interior, é fria, tem ótimos restaurantes, shoppings, um comércio bem mais forte, onde encontro tudo mais facilmente, e aeroporto.

casa nova

Já tinha visto muitas casas por lá, e precisa ser casa por causa dos meus bichinhos, mas nenhuma era “a casa”, sabe como é?

Daí, na última semana de agosto, procurando pela internet corretoras na região, vi uma casinha branca, com cara de aconchego, e cliquei.

Dei de cara com um jardim verdinho na área da frente, cômodos muito iluminados e uma área enorme no fundo, que já imaginei cheia de plantas, flores, gargalhadas e meus bichinhos correndo para todos os lados.

Pra completar, a casa ficava em um condomínio na saída da cidade, um lugar bem silencioso (amo!) e muito fresco. É que Jequié é zona de transição entre caatinga e mata, e no condomínio já estamos perto da mata, então o clima muda.

E aí senti que precisava viver alguma coisa naquela casa. Intuição, sei lá… E em poucos dias (mesmo! rs) resolvi tudo.

No final da tarde do dia 30 de agosto fui conhecer a casa e me apaixonei mais ainda pela energia do lugar. Casa feliz, luminosa, aconchegante, parecendo abraço quentinho de vó, sabe?

E aí, olha que interessante: logo que entrei dei de cara com um pé de seriguela no jardim, minha fruta preferida. E no fundo tinha o que? Uma jabuticabeira, que todo mundo sabe que eu amo! E tinha pitanga também, duas, e muitos passarinhos cantando.

Casa nova é vida nova!

casa nova

Dia 31, de manhã cedinho, assinei o contrato e fui logo procurar “meu time”, porque apesar de linda, a casa precisava de alguns reparos e mudanças.

Gil começou a cuidar da reforma, começando pelo meu banheiro, porque gosto de banheiro claro e luminoso. Coelho foi olhar a parte elétrica e a iluminação, e Binho começou a cuidar do jardim, das plantas e dos canteiros.

Como a cozinha estava pronta, com todos os armários, achei melhor manter e chamei Rafa, marceneiro que sempre quebra meus galhos, pra renovar tudo por lá, trocando o que fosse necessário (inclusive a fórmica branca, que já estava amarelada).

Em seguida corri na @moreiramoveisprojetados pra pedir socorro a Ney, porque “precisava” de um banheiro novo em uma semana, no máximo.

Boa parte do meu trabalho é feita no banheiro, gente, então preciso de um banheiro iluminado e lindo, né? Ele foi medir na terça e no sábado já estava tudo instalado.

Pode deixar que vou postar detalhadamente tudo o que está sendo feito em cada cômodo, tá?

Vou fazer tudo com muita calma, porque, como falei lá no Instagram, casa, pra mim, é igual vida, a gente vai criando aos poucos, pra que ela conte as nossas histórias.

Então, não esperem diário de decoração ou algo do tipo… Teremos muitos antes e depois, vou mostrar cada coisinha que for comprando, e tudo isso será feito aos poucos, com cada objeto tendo significado pra mim.

casa nova

Ainda faltam alguns ajustes e a decoração!

E tem Feng Shui de casa nova sim!

Recebi ontem de tarde a análise do Feng Shui e da Radiestesia feita pela Mônica Cirillo, porque levo energia muito a sério, e também vou compartilhar isso com vocês.

No mais, a Mari, uma leitora muito especial, que é Arquiteta (@mariananusdeo.arquitetura, segue lá!), está me ajudando com dezenas de dicas (obrigada, Mariii!♥) e me orientando em diversas coisas, e a Isa, lá do @terravivapetshop, que também é decoradora, tem me dado muitassss ideias e me indicado os melhores lugares pra comprar e fazer algumas coisas (valeu, Isa!♥).

Por enquanto, o que está mais ou menos pronto é o banheiro do meu quarto e a cozinha, que ainda não tem fogão (panelas elétricas são muito úteis, tá? hahaha).

O espaço para o fogão é pequeno (90 de altura, 60 de largura, 53 de profundidade), só caberia um de 4 bocas, o que pra mim tá ótimo, mas ainda não sei se compro o fogão “de verdade” ou o Cooptok, muito menos qual marca escolher.

Se for o Cooptok, é melhor o elétrico ou a gás?

E a geladeira, gente? Tô com um frigobar porque gostei muito de uma da Samsung, mas Mainha sempre usou Brastemp e gosta também da Electrolux, e Deide cismou com uma Consul.

Ah, só pra avisar: não tem geladeira, mas a Adega tá funcionando maravilhosamente bem! Prioridades, né, mores? hahaha

Nas minhas salas não tem absolutamente nada ainda, exceto uma esteira com uma cesta de almofadas coloridas, e vai ficar assim até eu ir decidindo o que e como quero, ué…

Meu closet fica parcialmente pronto na próxima semana, e aí vou tirar as roupas dos caixotes (comprei uma arara também, por enquanto tá ótimo!).

casa nova

O projeto do meu quarto a Mari vai fazer e, assim como o restante da casa, quero tudo leve, aconchegante, claro, alegre e com poucas coisas.

Toda a parte de marcenaria farei na Moreira, porque além de fazerem tudo com perfeição, são responsáveis e cumprem prazos, o que, como vocês bem sabem, é essencial pra mim.

Quem me acompanha há mais tempo já viu o quanto já penei com marcenaria aqui, né?

Ah, uma coisa maravilhosa, migas: me livrei de Eduardo, o atendente virtual da Velox/Oi! hahahaha Vocês não sabem o tamanho da minha alegria em ficar livre desse abençoado!

É que a Velox é bem ruim lá (a operadora que “pega” melhor é a Vivo, e agora sou Vivo), e a Taty, uma leitora que agora é minha vizinha, indicou a @sudoestetelecom, que nem sabia que existia.

A internet é de fibra, peguei um plano super bom e comprei um roteador maravilhoso (não entendo disso, mas já tinha sido avisada que se o roteador não fosse muito bom em relação a coisas que não lembro, mas depois mostro procês, a coisa não funcionaria direito).

Resultado? Minha internet tá “tinindo”, muito estável, rápida e pega bem até na área da lavanderia. Vamos ver se continua assim, né? Acho bom!

Então, é isso… Sumi aqui do blog porque minha vida resolveu dar umas cambalhotas, agora sou uma quase dona de casa que precisa de todas as dicas possíveis de vocês e tá pra dar um piripaque com os preços das coisas, porque, minha gente, material de construção é absurdamente caro.

E isso sem falar dos móveis, né? Toda vez que vejo o preço de um sofá meu coração dispara! hahahahaha

Mas, essa semana estamos voltando ao normal e teremos posts todos os dias, tá? Minhas coisas já estão na minha casa, mas o cheiro da tinta me colocou pra fora temporariamente, daí tô dormindo e trabalhando aqui na casa de mainha até meu nariz suportar sem virar uma bola vermelha.

E, não esqueçam: vou precisar muito das dicas de vocês, tá? Obrigada pela paciência e por estarem sempre comigo, sempre!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

O que você acha do JV?
Acompanho há anos, é meu blog queridinho, com certeza ! <3 Não compro nada para cabelos ou pele sem antes ver se a Jú já…
As leitoras mais incríveis da vida
    Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
    Poste no instagram uma foto com a hashtag
    #JuroValendo