25.07.2014

Qual o Melhor Tratamento Depois das Luzes?

Já recebi essa pergunta por aqui muitas e muitas vezes, e já fiz vários posts sobre hidratação, nutrição e reconstrução, mas resolvi fazer um resumão, tipo aqueles que a gente usa antes de prova, que só tem os macetes, sabe?

Vamos lá!

Quando descolorimos os fios, eles perdem “matéria”, perdem nutrientes, principalmente proteínas, o que é um problema porque na constituição do cabelo as proteínas estão em maior número. Ou seja, você faz luzes e perde muito do que o cabelo mais precisa pra ficar forte e saudável.

luzes

Então, pra que o cabelo se recupere é preciso uma “injeção” de proteínas, e é por isso que a reconstrução é o primeiro tratamento que faço após as luzes, se possível ainda no salão.

A partir daí o tratamento (ou os tratamentos) a ser feito vai depender do que “diz” o seu cabelo, e cada cabelo, em cada momento, diz uma coisa diferente. Recomento muito a leitura desse post aqui (Saiba do que o seu cabelo precisa), pois nele explico as 5 fases básicas dos danos capilares.

As situações possíveis são muitas, mas vou me concentrar nas mais comuns, tá?

Luzes: O Depois – 4 Situações Comuns

Caso 1: Você já reconstruiu e o cabelo está extremamente elástico? Ele precisa de mais reconstrução, claro que intercalando com hidratação e nutrição.

Pra saber se o cabelo está ou não elástico puxe um fio de cabelo e observe se ele volta ao formato normal. Se ele não voltar, se ele estiver muito fino e frágil e arrebentar, se ele parece um chiclete,  ele está elástico e, portanto, precisando de proteínas.

Nesse post aqui explico mais detalhadamente como saber se o cabelo precisa de mais reconstrução, nutrição ou hidratação.

luzes

 

Caso 2: Você reconstruiu  o cabelo, ele não parece frágil,  mas é puxar o fio e ele quebra? Ele está ressecado e sem brilho? Bom, esse fio não possui elasticidade, ao contrário do primeiro caso, e precisa de hidratação.  Já expliquei direitinho nesse post aqui como saber se o cabelo precisa de mais hidratação, vale conferir!

Caso 3: Você reconstruiu várias vezes e o cabelo, que parecia melhorar, desandou de vez, está “duro” e acaba quebrando por causa disso? Dê um tempo na reconstrução e se jogue na hidratação e, principalmente, nutrição, pois seu cabelo está com excesso de proteínas!

Isso tem acontecido demais gente, por isso é preciso ter muito cuidado com o excesso de produtos reconstrutores, já que esse excesso de proteínas é tão prejudicial quanto a falta, e expliquei isso (e como reverter o problema!) nesse post aqui.

Caso 4: Você vem reconstruindo, mas o cabelo insiste em ficar poroso, com muito frizz e “desalinhado”? Invista na nutrição! Será preciso continuar reconstruindo, claro, mas o tratamento principal nesse caso é, via de regra, a nutrição.

Isso é só um resumo, já que as possibilidades são muitas, mas achei que seria bom fazer sobretudo pras meninas que estão chegando agora aqui no blog, porque a grande maioria não entende muito bem os diferentes tipos de máscara, sabe?

Se vocês tiverem dúvidas sobre isso deixem nos comentários que faço posts como resposta!

Beijos

Ju

 

27.06.2014

Como Preparei Meu Cabelo Pras Luzes

Voltei pro loiro semana passada e na agonia da viagem não deu tempo de mostrar o cabelo por aqui nem de fazer posts explicando o que eu fiz antes e tal, mas já tô corrigindo essa “falha”!

Antes de escurecer, meu cabelo tava bem danificado e com as pontas finas, e mesmo cuidando e cortando a coisa não me satisfazia porque eu gosto de cabelo bonito, macio e brilhoso, do tipo que dá vontade de pegar, sabe? Como a descoloração estraga bastante,  acabei escurecendo pra tratar mais sem ter interferências no meio do caminho, mas expliquei isso melhor nesse post aqui: Como Recuperei Meu Cabelo.

Mesmo meu cabelo estando recuperado, eu sabia que a descoloração causaria danos, já que junto com os pigmentos o descolorante remove também “matéria capilar”, o que deixa o cabelo fraco e quebradiço.

luzes

Por isso, 15 dias antes de fazer novas luzes fiz uma reconstrução pesada com o Extreme-Up, da Itallian, que já falei muito por aqui, e 8 dias antes fiz outra aplicação. Precisa ser essa reconstrução? Não, pode ser a  reconstrução  (tem que ser reconstrução!) que você tiver em casa (desde que seja boa, o que não significa cara), e até mesmo a misturinha reconstrutora (post aqui) ajuda muito, porque o importante é que o cabelo esteja preparado pra agressão a que será submetido.

Pra quem quiser sugestões de reconstruções (caras e baratas) tem esses posts aqui:

Há quem ache uma perda de dinheiro reconstruir antes de descolorir, mas eu sou plenamente fiel ao “prevenir é melhor que remediar” e prefiro reconstruir antes pra evitar danos maiores depois, porque me soa meio lógico que quanto mais forte estiver o cabelo menores serão os danos.

luzes

Claro que depois de descolorir eu reconstruo, mas isso já é assunto pra outro post, né?

Por hora basta dizer que o que fiz foi apenas reconstruir duas vezes num intervalo curto de tempo antes de fazer as luzes pra que o cabelo estivesse mais forte e preparado pro “porradão” do descolorante. É assim pra todo mundo? Não, porque cabelo não é receita de bolo, mas é o que funciona pra mim!

Isso ajudou muito, mas mesmo assim a textura do cabelo após as luzes muda, mesmo usando um ótimo descolorante, o que significa que os cuidados precisam ser constantes, que não dá pra vacilar!

No próximo post mostro o antes e depois, tá? E pode deixar que vou explicar tudinho!

+ Cabelos Loiros

Beijos

Ju

24.04.2014

Meu Cabelo: Corte e Cor

Semana passada postei algumas fotos do meu cabelo lá no insta (segue lá: @JuroValendo)  e no Face e muita gente perguntou da cor e do corte, daí resolvi fazer um post bem explicadinho, certo?

Começando do Começo

A cor natural do meu cabelo é castanho escuro mas faço descoloração (Pó Descolorante + Ox de 40 vol) e matizo com o Biocale há muitos anos. Acontece que anos de descoloração, retocando a cada 60 dias, acaba estragando o cabelo, e depois do corte químico que ele sofreu no final de 2012 a coisa complicou, porque ele afinou muito, e mesmo já tendo acabado de tirar toda a parte que tinha progressiva (sim, eu usava e defendia, até que quase fiquei careca…), o cabelo mudou e nada melhorava de forma significativa a questão do “afinamento”.

Ju Lopes

Por causa disso, decidi, em dezembro, que iria escurecer os fios pra poder tratar sem ter que me preocupar com descoloração e seus danos. Aí vem a pergunta: escurecer trata os fios? Claro que não, escurecer significa dar um tempo na descoloração, que agride muito o cabelo, e nesse tempo tratar de forma intensa.

Também estava bem agoniada pra mudar a cor do cabelo (já tive váriasss cores, e mostrei nesse post aqui), mas não conseguia decidir o que queria, sabe? Daí achei que começar de novo, partindo do “zero”, com a base neutra.

A Cor

A cor que uso quando preciso escurecer ou fazer inversas é a 6.7, mas não tinha ela em casa e sou ansiosa, daí joguei a 7.0 da Soft Color (da Wella). Nesse post aqui expliquei todo o processo, inclusive de pré- pigmentação.

Ju Lopes

Acontece que comecei a ficar com a “mão coçando” pra dar uma iluminada, mas sem tinta nem descolorante, só uns reflexos mais naturais, sabe? Pra fazer isso usei a Biondina, um clareador natural, algumas vezes. Já expliquei tudo sobre esse processo nesse post aqui, e é bom dar uma olhada pra entender melhor.

A Biondina não “pega” na minha raiz, mas ilumina bastante o comprimento e, principalmente, as pontas, daí o efeito é de californianas. Como meu cabelo, por baixo da tinta, era descolorido, ele vai desbotando um pouco, e até por isso as pontas ficam ainda mais claras, mas lógico que a Biondina fez uma diferença boa.

O Corte

Quero muito deixar meu cabelo enorme novamente, mas não vejo sentido em ter o cabelo grande e feio, e as pontas do meu cabelo estavam bem finas e feias, daí achei que deveria logo cortar, já que era o restinho da progressiva (achei que já tivesse cortado tudo da última vez, mas o cabeleireiro disse que não…).

Ju Lopes Juro valendo

Tirei coisa de “5 dedos” do comprimento e ao invés de fazer só o degradê na lateral, pedi umas camadas bem suaves, em pouca quantidade, e só na lateral, pra dar movimento, sabe? A “franja”começou na altura dos lábios, porque assim não tenho muito trabalho pra ajeitar.

No post de amanhã explico certinho tudo o que usei e fiz pra tratar os fios e recuperá-los nesses quase 4 meses, tá? Agora em maio vou clarear de novo, mas ainda tô procurando uma cor que me agrade!rs

Fico estranha de cabelo escuro, né? Eu acho!

Beijos

Ju

 

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…