07.12.2016

Jejum Intermitente: Tô Fazendo!

Vocês já ouviram falar do Jejum Intermitente? A Vivi, do Pop Topic,  falou sobre ele um tempo atrás e logo depois duas amigas minhas falaram que estavam fazendo e gostando dos resultados, e aí resolvi pesquisar pra entender como a coisa funcionava.

Vi muita coisa interessante, inclusive as constatações de Yoshinori Ohsumi, ganhador do Nobel de medicina deste ano, e também muita gente que é contra, então fui conversar com meu médico, porque uma coisa ali chamou a minha atenção.

É que ele altera os níveis hormonais, inclusive a insulina, que é o que mais me interessa. Tenho resistência à insulina, e o fato do jejum melhorar a sensibilidade à insulina, assim como reduzir os seus níveis no sangue, me deixou super interessada.

jejum intermitente

Imagem: Shutterstock

O Que é Jejum Intermitente?

Conversei com meu médico pra saber se poderia fazer e, mais ainda, se poderia adequar a minha alimentação, já que faço dieta com baixo carboidrato (justamente por causa da insulina) e ele disse que sim, pois o jejum não é uma dieta, já que não limita o que ou quanto você come, mas quando você come.

Mais do que ajudar a emagrecer, ele estimula autofagia, o que faz com que as células “comam” suas partes internas, degradando o que não está bom e gerando uma renovação que é extremamente benéfica, vez que isso ajuda a prevenir problemas de saúde e induz a longevidade.

Como Fazer Jejum Intermitente

Existem vários protocolos de jejum, e o que estou seguindo é o protocolo Leangains, também conhecido como método 16/8.

Por esse protocolo, nós temos uma janela de alimentação de 8 horas, que começa no horário que a gente quiser, seguido de um jejum de 16 horas. O 16/8 é mais indicado para homens, e para mulheres a indicação é 14/10. Contudo, quis começar com o 16/08 pra conseguir avaliar mais rapidamente como a coisa funciona.

jejum intermitente

E pra mim tem funcionado bem, viu? Minha perda de peso, que é muito lenta, dobrou. E depois do sufoco da primeira semana, onde queria comer até as paredes de noite, que é o período onde fico agoniada pra beliscar, tô me sentindo mais controlada e com menos compulsão, sabe?

Acredito que isso tenha a ver com a questão hormonal, ao menos no meu caso, mas não sei como funciona para as outras pessoas.

Vale ressaltar que no período de jejum pode ser consumida qualquer bebida não calórica, como água, chás e café, por exemplo, desde que sejam sem açúcar.

Falei mais disso no vídeo abaixo, e vocês tiverem alguma dúvida é só deixar nos comentários, tá?

E claro que não é o tipo de coisa que funciona pra todo mundo, muito menos algo que a gente comece a fazer sem orientação, já que em alguns casos ele não deve ser feito, então o melhor é, sempre, consultar seu médico ou nutricionista de confiança.

E se alguém aqui já fez ou está fazendo, bora papear aí, quero saber de tudo, porque ó, tô na terceira semana ainda, e preciso saber como a coisa fica depois de 2, 3 meses por exemplo. Contem aí!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

20.11.2016

3 Chás Que Ajudam A Emagrecer

Adoro chá (menos o de boldo haha), tomo desde pequena, e bem sei que, como são diuréticos, eles dão uma forcinha na dieta. Por isso, aproveitei pra mostrar lá no canal 3 chás que ajudam a emagrecer, que são os que estou tomando no momento.

Chás que ajudam a emagrecer

Claro que nenhum chá vai fazer ninguém emagrecer, e acho importante deixar isso claro logo no início, porque tem gente que ainda se ilude, sabe? O chá pode ser um ótimo coadjuvante, pode ajudar sim a reduzir o inchaço e outras coisas mais, só que o trabalho duro quem tem que fazer é você.

chás que ajudam a emagrecer

Nenhum chá vai dar resultado sem uma alimentação equilibrada. Aliás, nada dá resultado se a gente não aprende a comer direito, né?

E tem que tomar todos os dias, incluir o bendito na rotina, ter disciplina, sabe? Disciplina, aliás, é essencial em qualquer dieta.

Outra coisa que acho bom avisar: chá também tem contra-indicação e não pode ser tomado aleatoriamente. Portanto, antes de tomar qualquer chá, converse com seu médico, nutrólogo, nutricionista, enfim, com alguém que possa te orientar direitinho.

Agora que já dei meus avisos (rs), vamos falar dos chás, né?

Chá de Cavalinha

Esse é meu companheiro das antigas e já falei dele algumas vezes aqui no blog.  É um diurético dos bons, ajuda a desintoxicar o organismo e tem bastante silício e enxofre, duas substâncias que são super boas para os cabelos e as unhas. Tem, inclusive, post sobre isso aqui ó: Extrato de cavalinha para o cabelo.

É o meu preferido, porque é suave, barato e ótimo pra fazer “suco de chá“, como expliquei nesse post aqui.

Chá de Casca de Noz Pecã

Tem gostinho amanteigado, ajuda a desinchar, a desintoxicar e a regular o intestino. Li várias coisas boas sobre esse chá, que é rico em antioxidantes, inclusive em relação a resistência à insulina, mas não vi nenhum estudo conclusivo sobre o assunto, então fico mesmo na parte básica, que é de coadjuvante na eliminação do excesso de líquidos, sabe?

Chá de Hibisco

Esse já é bem conhecido e,  além de diurético, dizem que ajuda também a reduzir a absorção de carboidratos e o acúmulo de gorduras.

Tenho tomado todos os dias, geralmente alternando, mas tem dias que misturo os três. Faço dois litros, e já me disseram que é muito, mas como tomo bastante café o dia todo, tô tentando substituir um pouco do café pelos chás.

Tem gente que só toma em jejum ou antes das refeições, mas eu tomo sempre que tenho vontade mesmo, tenho muita regra pra isso não, viu?

E gosto dos resultados, acho sim que ajuda a eliminar o excesso de líquidos e dar uma desinchada, coisa que percebi ainda mais no período menstrual.

Falei mais sobre cada um deles no vídeo, e quero muito que vocês me ajudem com os vídeos da dieta, porque não sei exatamente o que vocês querem saber. Portanto, avisem nos comentários, tá? Vai ajudar demais!

E se você toma algum chá com essa mesma finalidade, conta aí pra gente!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

07.11.2016

Dieta Low Carb: Como Fazer e o Que Comer

Sim, voltei a fazer dieta, e dessa vez a coisa é completamente diferente. Estou fazendo a dieta low carb, com restrição de carboidratos, que é a mais indicada pra mim.

Resolvi esperar um pouco até falar sobre isso por aqui porque essa não é a minha primeira dieta, vocês sabem, mas será a última, juro valendo.

Dieta Low Carb Funciona sim!

Falei um pouco sobre isso no último vídeo, e com certeza farei muitos outros vídeos com cardápios, receitas, relatos e tudo o mais. Mas, o mais importante é que entendi que a mudança principal tinha que ser feita na minha cabeça, era interna.

Sim, eu tenho problemas de saúde que levam ao aumento de peso. Tenho resistência à insulina, deficiência de cortisol (fadiga adrenal crônica) e preciso repor todos os dias um monte de hormônios. Mas a coisa vai além disso…

Eu estava engolindo sentimentos, frustrações e todas as coisas que não sabia como reagir, e falei bastante sobre isso no vídeo abaixo.

Hoje vamos falar, de forma resumida, como funciona a dieta low carb, tá? Não dá pra entrar em muitos detalhes em um só post, cês sabem. Mas, muitos outros virão! Porque sim, dessa vez eu tô focada como nunca estive. E centrada também.

dieta low carb: como fazer?

Na dieta low carb é bastante simples: a gente come uma menor quantidade de carboidratos e aumenta a ingestão de proteínas e gorduras boas. O importante aqui é reduzir o açúcar, os doces e o amido, e passar a comer “comida de verdade” ao invés de alimentos ricos em calorias vazias e pobres em nutrientes.

Ao contrário da grande maioria das dietas, na low carb ninguém passa fome. Você pode comer até que esteja satisfeito, não existe limite de quantidade e não precisa contar calorias. E isso, sinceramente, é essencial pra mim! Não nasci pra passar fome, muito menos pra viver de folha de alface. Sinto muito, mas não dá! rs

Simplificando, é assim: quando a gente ingere uma quantidade menor de carboidratos, os níveis de açúcar no sangue estabilizam e os níveis de insulina são reduzidos. Isso aumenta a saciedade, aumenta a queima de gordura e facilita a perda de peso. E sim, isso é comprovado por diversos estudos científicos.

Pra quem acha que essa é uma dieta difícil e que não pode comer nada, sinto informar que a coisa é bem diferente! No próximo vídeo faço um apanhado detalhado de tudo o que pode e não pode, mas hoje vou falar resumidamente por aqui, tá?

dieta low carb

Dieta low carb: o que comer?

Pra começar, pode comer carnes de todos os tipos, todos, inclusive a gordura das carnes e o bacon. Crustáceos e frutos do mar também estão liberados. Ah, quando falo em carne, é “carne de verdade”, o que não inclui salsicha, nuggets e a grande maioria das linguiças, que são cheias de amido.

Eu como carne de soja, mas em quantidade bem reduzida. E como ovos, muito, de todas as formas! Ah, e amo ovo de codorna! Como ovos com queijo no café da manhã, e adoro a pizza de ovo que vivo postando lá no Instagram!

Também pode-se comer verduras/ vegetais como tomate, couve, repolho, brócolis, couve-manteiga, escarola, chuchu, palmito, quiabo, vagem,  abobrinha, pimentão, cebola, pepino, espinafre, berinjela, alface, couve-flor, azeitona, aspargos, rúcula e agrião.

E é bom evitar aipim (mandioca), batatinha, cenoura, beterraba e milho, ao menos até chegar no peso que você considere ideal, pois eles são ricos em carboidratos.

E gorduras boas estão liberadas: o organismo precisa delas e o nível de saciedade aumenta. Eu, por exemplo, amo manteiga e não abro mão. Pode-se usar, também, azeite de oliva, óleo de coco, óleo de abacate e banha de porco, dentre outros.

Nozes, amêndoas, macadâmia, castanhas diversas e pistache também são permitidas, e amo torrar a semente do cacau pra beliscar quando tô com vontade de chocolate.

dieta low carb

Muita gente come também amendoim e manteiga de amendoim, que tem mais carbo que as nozes, por exemplo, mas do amendoim não sou fã… Vou procurar a manteiga! Ah, e na dieta paleo não pode amendoim, mas paleo é diferente de low carb em várias coisas, e quem quiser entender direitinho, esse post explica muito bem.

Frutas e laticínios: pode?

Na dieta paleo original, os laticínios não são recomendados, mas a minha dieta é a low carb, e muitos deles são low carb. O ideal é optar sempre pelos integrais, evitar produtos com “sabor” (iogurte de morango, por exemplo), adoçados e sem gorduras.

Como bastante queijo, sobretudo os amarelos, já que os queijos brancos, normalmente indicados em dietas de emagrecimento, contém uma maior quantidade de lactose, que é o açúcar do leite.

Creme de leite e nata também consumo bastante, e quando for comprar o creme de leite, olhem a quantidade de carboidrato no rótulo. A versão em lata da Nestlé é a que costumo usar, porque a versão em lata costuma ter menos carbo que a versão de caixinha. Ah, e tenho usado cada vez mais nata pra fazer molhos ou gratinar verduras.

No caso do leite, é preciso saber dosar bem, pois ele possui bastante lactose, que é o açúcar do leite. Evito ao máximo.

As frutas, via de regra, devem ser evitadas, já que são ricas em frutose (carboidrato). As que mais consumo são coco e abacate, que têm poucos carboidratos, além de morango. Nunca vi essa recomendação, mas consumo, vez ou outra, maracujá, que tem pouquinho carboidrato (4,21 gramas, sendo que 1,9 é de fibras e 2,02 é de açúcar).

Falei do básico aqui, mas existem outros alimentos permitidos. Alguns são menos conhecidos, menos utilizados, por isso não foquei neles. Mas, no próximo vídeo faço uma lista completa!

dieta low carb

Dieta Low Carb: o que não comer

Açúcar de qualquer tipo, doces, sucos, chocolates, pães, tortas, sorvetes, biscoitos,  achocolatados, bolos, mel, caldo de cana,  massas, cereais matinais, mingau, arroz e batatas não devem ser consumidos na dieta. E não importa se é integral ou não, não pode do mesmo jeito.

Farinha de trigo, de mandioca e de tapioca, bem como qualquer coisa que seja feita com essas farinhas devem ser evitadas. Leguminosas também devem ser evitadas, por serem ricas em carboidratos, inclusive feijão e lentilha. A quinoa deve ser evitada na fase de perda de peso, mas pode ser consumida depois.

Sobre o depois, aliás, eu falo no momento certo, tá? É que algumas coisas podem ser reinseridas aos poucos, após a perda de peso.

Margarina deve ser excluída da sua vida, não só por causa da dieta low carb, mas porque é péssima para a saúde.

Cerveja não pode, e bebidas como o uísque, conhaque, vodka e vinho (seco) podem ser consumidos com (muita) moderação.

No caso do chocolate, o que pode, em pequenas quantidades (30g por dia), é o amargo, com mais de 70% de cacau, mas vou ensinar pra vocês duas receitas que mostrei lá no insta que matam a vontade de doce e levam só óleo de coco, cacau em pó e semente de cacau (pode ser castanha também).

Água, água aromatizada, café e chá, sempre sem açúcar, também estão liberados, claro.

dieta low carb

Como começar, cardápios e outras dúvidas

O básico, pra mim, é começar cortando o açúcar e as massas, que são os mais problemáticos. Depois é ir se adequando aos poucos, sabe? Cada um tem um ritmo, e é preciso respeitar isso.

Dá pra fazer muita receita, muitos pratos deliciosos e ninguém precisa passar fome, o que acho essencial. Não dá pra falar de cardápio, porque apesar de ser considerada uma dieta, a Low Carb é muito mais um estilo de alimentação. Contudo,  já tô me organizando pra montar um post aqui com tudo o que comi em uma semana completinha.

O post ficou imenso e tem muita coisa pra ser falada, então a gente conversa mais nos outros posts e vídeos, tá? Acompanhem lá no canal que vou postar mais por lá sobre isso, e vou mostrar minhas refeições todas no Instagram (@jurovalendo).

Podem deixar as dúvidas nos comentários que faço vídeos respondendo tudo! Ah, aproveita e se inscreve logo lá no canal que tá rolando vídeo todos os dias!

E muito obrigada por cada mensagem de apoio no youtube e nas redes, foi (e é!) muito importante pra mim. Obrigada por estarem sempre comigo. Sempre torcendo, sempre apoiando, sempre junto. Obrigada por serem as melhores leitoras que eu poderia ter… Obrigada!

Beijos, Ju

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

18.08.2016

Sobre Aceitar o Próprio Corpo

Desde que comecei a falar por aqui sobre dieta, várias meninas estão sugerindo que eu fale mais sobre aceitar o próprio corpo, bem como sobre o excesso de peso, a dificuldade em encontrar roupas em qualquer loja e coisas do tipo, e já respondi tantas coisas sobre isso que resolvi fazer um post.

Talvez esse post não seja exatamente o que a maioria queira ler, porque não estou aqui pra falar o que as pessoas querem ouvir. Estou aqui pra falar sobre o que eu, como indivíduo, penso, sinto e vivo. E, talvez, a minha forma de pensar seja um pouco diferente.

A verdade é que quando decidi criar o blog foi pra falar com e para mulheres, com todas elas, sobre todos os assuntos que viessem a minha cabeça.

aceitar o próprio corpo juro valendo ju lopes

E, nesse caso, não vejo razão em diferenciar as mulheres por causa do peso, da cor da pele, da altura, do tipo de cabelo ou de qualquer outra coisa, porque, afinal, uma mulher não deixa de ser mulher porque é gorda ou magra, porque tem cabelo liso ou cacheado e por aí vai.

Isso não significa, contudo, que não ache válido a criação de blogs de nicho, voltados especificamente pra o público plus size, por exemplo.  Ao contrário, acho extremamente importante, aplaudo de pé, e tem muita gente por aí fazendo um trabalho lindo, como a Paulinha Bastos e a Ju Romano, que inspiram, arrasam demais, postam looks lindos e textos incríveis.

Só que esse é o foco delas, elas têm o dom de falar sobre isso, eu não tenho, até porque as nossas realidades são muito diferentes.

Claro que poderia falar mais sobre isso por aqui, até porque os muitos anos de efeito sanfona e excesso de peso me deram uma “bagagem” enorme, e eu ainda tô longe do peso que considero ideal pra mim, mas a minha vontade sempre foi falar “com todo mundo”, falar sobre muitas coisas, falar do que vem na minha cabeça quando sento e começo a digitar, simples assim.

Então, no dia que algum texto sobre isso “brotar”, no dia que a vontade surgir, como aconteceu hoje, ele vai aparecer por aqui, mas eu não seria eu se me obrigasse a postar sobre um determinado assunto, porque a verdade é que nunca sei o que vou escrever até sentar em frente ao computador, entende?

Sobre aceitar o próprio corpo…

E pra quem acha que eu deveria levantar bandeiras, bom, a única bandeira que levanto é a da aceitação, porque não importa qual o seu peso, a sua cor, o seu tipo de cabelo ou qualquer outra coisa: você precisa se aceitar, se respeitar e se amar.

aceitar o próprio corpo juro valendo ju lopes

A não aceitação, a falta de amor e de respeito por si mesma, pela pessoa que se é, é uma doença, assim como a obesidade, só que muito mais profunda e destrutiva, porque é emocional e não tem dieta, exercício ou remédio que cure.

E se engana quem acha que “ficar” magra vai resolver o problema da autoestima porque, sinto informar, a coisa não é exatamente por aí, até porque, se assim fosse, pessoas magras não teriam esse tipo de problema, né?

Eu, Ju, tenho um amor profundo por mim e, não importa o que digam ou façam, isso não vai mudar.  Mas não festejo o excesso de peso porque, no meu caso, ele é uma doença e me fez e faz muito mal.

Tenho resistência a insulina, fadiga adrenal crônica, reponho uma quantidade enorme de hormônios todos os dias e já tive esteatose hepática, então não vou chegar aqui e falar que não tem nada demais estar acima do peso porque estaria mentindo.

Tem sim. Tem porque me limita de muitas formas, me faz gastar horrores com remédios e hormônios ( eu sou pão dura, gente! rs), porque me estressa ter que explicar para as donas das lojas que as roupas que elas vendem são inadequadas pra meus 118 cm de quadril (era 115, aumentou! hahaha) e por aí vai.

Ah, e faço questão de falar isso: ninguém tem que se sentir inadequado por causa do excesso de peso. Ninguém tem que ficar constrangido por que uma roupa não cabe. Ninguém. Inadequadas são as marcas que não fabricam roupas para todas as mulheres. Constrangidas deveriam ficar as mulheres, donas de lojas,  que se recusam a vender roupas acima do 44, isso sim.

aceitar-o-próprio-corpo-juro-valendo-ju-lopes

Não me sinto inadequada e não permito, de forma alguma, que quem quer que seja tente me constranger por causa do tamanho do meu manequim.

Não tenho  raiva ou vergonha de mim por causa do meu peso. Gosto de mim, da pessoa que  me tornei, e me aceito como sou, independente do peso, mas não me sinto bem com ele porque não quero estar doente, porque quero ser saudável, quero subir e descer montanha sem morrer de cansaço, quero ter fôlego pra fazer trilha, pra viver a vida que sempre gostei de viver.

E não, gente, não existe contradição entre se aceitar e querer emagrecer, porque uma coisa não tem nada a ver com a outra, ao menos pra mim.

Porque, raciocinem comigo, se você tem uma doença, e no meu caso são várias doenças, é lógico que você quer se livrar dela, né? Mas o fato de ter uma doença vai impedir que você goste de si mesma? Que se aceite? Que se ame, que se ache o máximo? Eu acho que não…

Sabe, tenho amigas que são gordinhas, saudáveis e nem pensam em emagrecer, assim como tenho amigas magras que têm vários problemas de saúde, só que eu sou gordinha e tenho problema de saúde pra dar, vender e emprestar, então tenho sim que resolver meu peso, que é um problema, só que isso não tem nada a ver com me aceitar ou não.

A coisa é bem mais simples: problemas existem para serem resolvidos, ponto final.

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Página 1 de 912345
O que você acha do JV?
Amo o JV, depois que comecei a acessar, meu cabelo melhorou muuuito, e tudo isso baratex, com as dicas que pego aqui! Sem falar que…
As leitoras mais incríveis da vida
  • Vamos brindar? Vamosssss, que a vida é feita pra isso, pra celebrar! 🍸✨ Estamos aqui comemorando os 4 anos do blog, e eu só tenho que agradecer! 🙏🏻🙌🏻 Meu pisciano com ascendente em Gêmeos é lindo e tem as leitoras mais incríveis da vida! ❤️
Pense num menino de sorte? É ele! ☺️💫🎉 #JuroValendo #Jujuland
  • #hair #blondhair #blondhairdontcare #loiro
#jurovalendo seco ao natural! Aquele cabelo que você respeita! 💇👱
@jurovalendo valeu Ju! #salvafios
Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
Poste no instagram uma foto com a hashtag
#JuroValendo