31.07.2017

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

Protetor solar para peles oleosas faz parte da categoria “busca eterna”, e quando o danado tem “cor”, promete alta proteção com aparência natural e toque aveludado, a gente não resiste, né? Pois essas são apenas algumas das promessas do Photoderm Nude Touch 50 + da Bioderma!

E a coisa não para por aí não, viu, gente? As promessas são muitas, de fazer babar!

Photoderm Nude Touch: As Promessas

De acordo com a marca, “trata-se de um protetor solar para peles mistas e oleosas com textura líquida que vira pó, garantindo aparência natural e efeito mate aveludado.

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

É muito resistente à água, sem perfume, com textura ultraleve e alta proteção UVA (25) e UVB (FPS 62). Também não contém parabenos, é 100% mineral, hipoalergênico, oil control com ação anti-brilho de 8 horas e promete melhora na textura e uniformidade da pele em até 21 dias.”

No folheto informativo diz que, com o uso contínuo, dia após dia as imperfeições da acne são atenuadas (-74%) graças aos ativos que regulam a produção do sebo, melhoram a textura da pele e conferem ação antioxidante.

O Photoderm Nude Touch está disponível em 3 cores: muito claro, claro e dourado. A que recebi da marca foi a dourada, e ela é uns 2 ou 3 tons acima do tom da minha pele.

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

Resenha do Photoderm Nude Touch Bioderma

A embalagem é plástica e durinha, tem tampa de rosquear e o biquinho dosador é do tamanho ideal, mas gostaria mais se tivesse algum “biquinho” ou pump, porque aí não encostaria na pele no momento da aplicação.

Vem com 40 ml, a textura é bem fluída e leve, e não tem perfume. Antes de aplicar é preciso agitar bem o produto até ouvir o barulho das bolinhas.

Espalha facilmente e o sensorial é interessante… Assim que aplico a textura parece a de um primer levinho, mas a coisa vai evoluindo e minutos depois a sensação é de um pó bem aveludado mesmo, um troço diferente! rsrs

Ele não deixa a pele oleosa, melequenta nem esbranquiçada, mas não é completamente absorvido nem desaparece na pele como o Bioré, por exemplo. A gente sente que tem “algo” ali, sabe?

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

Não deixa a pele oleosa nem brilhando, mas também não controla, pelo menos até o momento, a situação. O brilho natural da pele começa a dar as caras umas 4 horas depois, mas como ainda não completei 21 dias de uso, não posso dar um parecer final sobre o assunto. Se notar algo de diferente volto pra contar, combinado?

O acabamento é semi mate e tem uma cobertura baixa, do tipo que adiciona cor a pele e uniformiza suavemente, mas nem de longe ele substitui a base, e nem se propõe a isso, então não podemos cobrar, né?

Acho que a cor ideal pra mim seria a Clara, e achei a Dourada amarelada demais.

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

Para pele oleosa e melasma: compensa?

Gostei bastante do fator de proteção alto, sobretudo o UVA, que é de 25, excelente para quem, como eu, tem melasma, e é um dos poucos protetores de alta proteção que não melecam a cara toda nem deixam resíduos esbranquiçados.

Ah, também consigo usar tranquilamente com maquiagem por cima e não tive nenhum tipo de problema.

Dos protetores com cor para peles oleosas, ele fica um pouquinho atrás do da Adcos, que adere melhor a minha pele, mas é sim uma ótima opção!

Photoderm Nude Touch 50+ Bioderma

Custa R$89,90 e é vendido em farmácias e perfumarias.

Alguém já testou? Conta aí o que achou! Aproveita e me diz qual é o seu protetor solar com cor preferido para peles oleosas!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

28.07.2017

Vamos Falar Sobre o Rodrigo Hilbert

Faz tempo que as redes sociais “falam” sobre Rodrigo Hilbert, e já vi textos engraçadíssimos pedindo pra alguém dar um freio no moço, que estava levando a coisa a patamares inalcançáveis.

Mas o que o Rodrigo faz de tão diferente pra chamar tanta atenção?

Hummm, vejamos… Além da genética abençoada (Deus benzaaa hahaha), ele é bem sucedido, famoso, cozinha muito bem, lava, passa, faz ioga, casa de madeira, chapa para churrasqueira e crochê, é “pau pra toda obra”, gente boa, se diverte com a molecada, cuida da avó, é espiritualizado, se preocupa com a natureza, é bom pai, bom marido, boa pessoa.

Alguém viu algum feito extraordinário aí? Eu não.

Me parece muito óbvio que quem suja tem que limpar. Que quem bagunçou tem que arrumar. Que quem quer comer deve cozinhar. Que a roupa que você sujou, você deve lavar, passar, guardar. Que cuidar de si e de suas coisas é o básico do básico.

rodrigo hilbert

Que ter um filho vem com o pacote cuidar, educar, criar, amar. Que ter uma pessoa ao lado é uma parceria, onde os dois compartilham a vida e o dia a dia de forma igual. Que ser amigo de seus amigos e cuidar dos que você ama quando eles precisam é o natural.

Que é bom saber se virar, aprender coisas diferentes e não precisar gritar por socorro até pra bater um prego. Que se preocupar com a preservação da natureza é uma necessidade indiscutível, porque é o mundo em que você vive, e pra viver você depende, evidentemente, dele. Que ser solidário e estender as mãos para quem precisa, quando você pode fazer, é pressuposto básico de humanidade, e não motivo para palmas e confetes.

E isso, gente, vale pra todo mundo, pra homem e pra mulher.

Só que na “vida real” não é o que acontece, né? A “regra” é que a mulher seja cozinheira, faxineira, governanta, costureira, babá e mãe dos filhos e do marido/namorado. Porque isso, dizem, “é coisa de mulher”.

Mas não é, é coisa de gente, e fazer cada uma dessas coisas é obrigação de todos.

Isso não significa que você não possa fazer nada pelo outro, que tudo tem que ser calculado. Não, tudo deve acontecer muito naturalmente, você pode fazer o que quiser, mas como opção e não porque é sua “obrigação como mulher”.

Não é sua obrigação carregar o peso de “criar” marido/namorado, como se ele fosse um incapaz. Ele é gente, assim como você, é plenamente capaz, e tem que agir como tal, ué.

E isso vale pra você também, tá? Não existe isso de “coisa de homem”, e quanto mais habilidades você tiver, quanto mais coisas você souber fazer, melhor pra você.

Então, sim, Rodrigo Hilbert parece ser um cara bem legal e cheio de habilidades, um desses que, não deveria, mas ainda é raridade hoje em dia. Só que ele não eleva o patamar, ele faz o que os outros deveriam fazer.

Não é que ele seja “demais”. É que a imensa maioria ainda se comporta como se “de menos” fosse o bastante, simples assim.

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

27.07.2017

Body Mist Mango The Body Shop

Pra usar no corpo e no cabelo também!

Meses atrás a Lay me deu o Body Mist Mango, da The Body Shop, marca que amo pra vida, e tenho usado muito, mas de um jeito “diferente” rs.

É que eu amo cabelo cheiroso (culpa eterna do shampoo Darling! hahaha), cês sabem, e a Lay também! Daí ela começou a usar body mist como “perfume pra cabelo”, testou esse, se apaixonou e achou que eu me apaixonaria também. Tava certíssima!

O Body Mist Mango é um spray perfumado com cheirinho de manga, que pode ser usado no corpo todo quando a gente quiser.

body mist mango the body shop resenha juro valendo

A embalagem é de vidro e vem com 100 ml de produto. O cheiro é uma delicinha, frutal, docinho e lembra muito aquelas bonecas com cheiro de fruta (tipo a Moranguinho, lembram?) que tive na infância.

Body Mist Mango: Pro Corpo e Cabelo!

Apesar de delicioso, o cheirinho não dura muito na pele, é tipo água de banho ou um perfume bem diluído, sabe? A fixação é fraquinha, mas não esperava mais que isso porque essa é a proposta desse tipo de produto.

Uso, de vez em quando, depois do banho, quando vou ficar em casa e quero um cheirinho docinho e leve, e acho legal, mas não compraria se fosse pra usar somente dessa forma…

body mist mango the body shop resenha

É que o uso no cabelo tem um resultado diferente e o cheiro dura bem mais, e mesmo que vá suavizando com o passar das horas, aquele cheirinho de manga permanece no cabelo. Quanto mais perto a gente chega, mais sente o cheiro.

Fiquei com receio de ressecar o cabelo, porque tem álcool, mas já tô quase na metade e não notei nenhum ressecamento além do “normal”, então continuo usando, feliz da vida!

Não é o mais indicado, sei disso, mas tá alimentando deliciosamente meu vício de cabelo cheiroso, então tá valendo! rs

body mist mango the body shop resenha

Lay falou que ela usou o de morango também, e que acha o cheiro mais intenso. Quando esse acabar vou comprar o de morango pra testar!

Pra quem gosta de perfume de cabelo, indico também um infantil super gostosinho que falei nesse post aqui, e também a versão caseira que ensinei aqui no blog, porque sim, dá pra fazer perfume de cabelo em casa mesmo!

O Body Mist Mango custa R$ R$40,00 e é vendido nas lojas da The Body Shop. Alguém já usou? Já testou no cabelo? Indicam algum outro? Quero saber!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…