05.08.2014

Cabelo Elástico : Guia Rápido Pra Recuperar o Cabelo!

Já fiz alguns posts aqui sobre cabelo elástico, mas tenho recebido tantas perguntas sobre isso que resolvi montar um “guia rápido” pra deixar as coisas mais fáceis de serem encontradas.

O que é e como identificar

O cabelo elástico é aquele em que o fio perdeu a elasticidade natural, o que resulta num cabelo fino, frágil e seco, sendo que essas características são mais visíveis quando o cabelo está molhado. Como identificar? Puxe o fio do cabelo e observe se ele volta ou não ao normal. O cabelo saudável volta ao estado normal, já que tem elasticidade pra isso, enquanto o cabelo elástico fica “engrunhado” ou, em muitos casos, se parte.

cabelo elástico

Uma coisa que já aconteceu comigo e é bom ficar muito atento é o tal do corte químico. Em muitos casos o cabelo “parte” e cai na hora, mas em outros o cabelo fica emborrachado (elástico), muito frágil e vai partindo aos poucos, como expliquei nesse post aqui: Corte Químico – O Que É e Como Identificar.

Porque o cabelo fica emborrachado?

O cabelo pode ficar elástico por vários motivos, quase todos relacionados com químicas capilares como progressivas, alisamentos, relaxamentos, colorações, descolorações, botox capilar e por aí vai. O excesso de química, bem como a teimosia de fazer algum procedimento quando os fios estão fragilizados são as razões mais comuns pro “emborrachamento” do cabelo.

Já fiz um post completinho sobre isso aqui no blog, e lá tem todas as informações sobre isso, então sugiro a leitura: Porque o Cabelo Fica Elástico.

cabelos elásticos

Como Evitar que o cabelo fique elástico?

O mais básico de tudo é avaliar o estado do cabelo antes de fazer qualquer procedimento químico, e aqui é preciso muito cuidado porque não são poucos os salões que vendem como tratamento o que é, na verdade, progressiva disfarçada, e já dei uns toques sobre isso aqui e aqui.

Se o cabelo estiver frágil não deve receber nenhum procedimento químico, porque o risco de emborrachar e/ou partir é enorme. E aqui vai outra dica: progressiva não recupera cabelo, não caiam nessa (tem post sobre isso aqui).

Tem um post super detalhado explicando como evitar que o cabelo fique elástico, e pra conferir é só clicar aqui.

cabelos elásticos

Como recuperar um cabelo elástico

Pra tratar o cabelo elástico você vai precisar de 3 coisas:

1. Parar de fazer química até o cabelo se recuperar: O cabelo está frágil e elástico, e você quer descolorir, fazer progressiva ou algo do tipo? Pode tirar o cavalinho da chuva! Eu sei que a vontade é enorme, mas é preciso fazer uma escolha entre ter ou não cabelo porque, a depender do grau do dano, o cabelo pode ficar destruído, e aí só a tesoura pra resolver!

2. Mudar a rotina de tratamento: A rotina de tratamento de um cabelo elástico é diferente da de um cabelo saudável, e nesse post aqui expliquei tudinho, indicando os melhores tratamentos hidratantes, nutritivos e reconstrutores, a ordem de cada um e tudo o que você vai precisar pra recuperar o cabelo. Outro post que tem várias informações pra recuperar o cabelo elástico é esse aqui.

O “calendário” de tratamento varia muito, e  sou da opinião de  que regras nesse caso só atrapalham, porque quem vai “dizer” o que precisa é o cabelo, e cada cabelo é uma sentença, então não dá pra generalizar! Expliquei tudo isso nesse post aqui.

cabelo elástico

3. Paciência: Essa é a parte mais difícil porque nós somos imediatistas, claro, e queremos resultados rápidos, só que quanto maior o dano mais demorada será a recuperação. Claro que usando os produtos certos, na frequência certa e da maneira certa a coisa se torna mais fácil, mas é preciso tempo pra que o cabelo se recupere. Nesse post aqui expliquei quanto tempo demora pro cabelo se recuperar e o que fazer pra que isso ocorra, então sugiro a leitura.

+ Tratamento para cabelos elásticos

Selecionei mais alguns posts que podem ajudar e já estou preparando um guia de produtos bem completinho pra esses casos, tá?

Quem quiser mais dicas de como tratar um cabelo elástico é só clicar aqui.

Beijos, Ju

Quer mais dicas de cabelo como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

20.03.2014

O Que É Melhor: Reconstruir ou Cauterizar?

Sempre que coloco alguma coisa aqui sobre reconstrução alguém pergunta se  cauterizar dá o mesmo efeito, se um é melhor que o outro e coisas do tipo, e pra deixar tudo bem claro resolvi fazer um post explicando.

Cauterização: O Que É ?

A cauterização é um tipo de reconstrução no sentido de que repõe aminoácidos e proteínas, o que ajuda na reestruturação da fibra capilar.  Só que, via de regra, essa reposição usa fonte de calor pra “cicatrizar” a cutícula dos fios e fazer com que os nutrientes que foram depositados permaneçam nos fios por mais tempo.

Nesse post AQUI expliquei quando usar a cauterização.

Reconstruir ou Cauterizar?

Reconstrução: O Que É?

Reconstruir é fazer reposição proteica, ou seja, é devolver aos fios proteínas e aminoácidos, nutrientes essenciais para a saúde do cabelo, porque sem isso não existe cabelo!  É a reconstrução que repõe o “cimento” que vai “unir” as cutículas dos fios, resultando em um cabelo com a estrutura restaurada, recuperada.

Ou seja, a reconstrução  é mais ampla, porque engloba qualquer processo que faça, de forma específica, reposição de proteínas, inclusive a cauterização, a queratinização e por aí vai.

Nesse post AQUI expliquei como saber que o cabelo precisa de reconstrução. Se você não sabe se o seu cabelo precisa de hidratação, nutrição ou reconstrução, é bom dar uma olhada nesse post aqui.

Reconstruir ou Cauterizar?

Reconstruir ou Cauterizar: Qual É Melhor?

Aqui não existe melhor ou pior, existe o que é mais indicado para o seu cabelo naquele momento.

Quem vai determinar se é o momento de cauterizar ou de reconstruir é o seu cabelo, os danos que ele possui. Ou seja, é preciso fazer um diagnóstico do cabelo, do estado do cabelo, e somente depois disso é que dá pra saber, com mais segurança, se é melhor usar um ou outro, já que cada cabelo possui necessidades e características próprias, e o que é remédio pra um cabelo pode ser veneno pro outro.

Eu, Ju, prefiro reconstruir primeiro, principalmente se o cabelo estiver muito danificado, porque a tração da escova usada na cauterização (pra secar os fios), bem como o calor térmico, pode detonar um cabelo que esteja muito fragilizado, por exemplo.

Reconstruir ou Cauterizar?

Assim, se o cabelo estiver muito detonado, eu reconstruo primeiro pra fortalecê-lo um pouco, de modo que possa aguentar a cauterização, sabe?

Ah, e vale lembrar que não pode exagerar na reconstrução e na cauterização, porque o excesso de proteínas é tão prejudicial quanto a sua falta!

Posts que podem ajudar:

Beijos

Ju

05.11.2013

Corte Químico: O Que Fazer Pra Salvar o Cabelo?

Uma das novas Tags do blog é a “Por Um Fio”, onde eu vou tratar de forma mais completa de vários dramas capilares, e vou começar pelo pior: corte químico!  Ao longo dessa semana farei vários posts sobre o assunto, que é longo, mas vou começar com os “cuidados imediatos”, tá?

Já falei nesse post aqui que tive vários cortes químicos, sendo que o último foi no final do ano passado, e consegui recuperar o cabelo de forma relativamente rápida, porque em menos de três meses o cabelo já estava digno novamente, mas até hoje, um ano depois, ele ainda tem resquícios do problema, embora eu cuide bastante.

Isso é normal porque o tempo médio que um cabelo leva para se recuperar de um corte químico é de 2 anos. Ou seja, cuidado com o que você faz pra não se arrepender depois!

corte químico

Corte químico:Como Identificar?

O corte químico acontece quando utilizamos químicas incompatíveis, mas, como já expliquei antes, também considero como corte químico a quebra dos fios quando, estando fragilizado, aplicamos algum tipo de química, como descolorações, selagens, progressivas e alisamentos, bem como quando aplicamos alguma química que é muito agressiva, mesmo estando com o cabelo saudável, e o cabelo não aguenta.

O resultado em qualquer um desses casos é um cabelo emborrachado, poroso, muito frágil, fino e com quebra. Essa quebra dos fios pode ocorrer de forma imediata, quando os fios partem no local exato onde a química foi aplicada, ou após algum tempo, o que é muito comum em quem usa progressiva, selagem, botox e similares, porque, a princípio, o cabelo fica ótimo, já que está “encapado”, mas depois de duas semanas começa a partir em pedacinhos.

Quando isso acontece, o cabelo perde as substâncias essenciais para sua existência, como as proteínas, que são o “cimento” capilar, a água, os minerais e os lipídeos.

juro valendo

Diante desse quadro é preciso estabelecer um “plano de ataque” com cuidados imediatos e com cuidados mediatos, porque o tratamento será longo!

Corte químico: como tratar?

A primeira coisa a fazer após o corte químico é uma reconstrução. Nenhum outro tratamento vai ajudar nesse momento, porque o que o cabelo precisa, em primeiro lugar, é de massa, é de proteína, e quem fornece isso é a reconstrução. Hidratação e nutrição são ótimos, mas não é, de imediato, do que o cabelo precisa.

Qual reconstrução usar? A melhor que você puder pagar! A minha sugestão é, sempre, o Extreme Up, que é um levanta defunto. Ele vai resolver? Claro que não, porque serão precisos meses de tratamento pra que o cabelo melhore, mas ele vai dar o suporte necessário para que o cabelo sobreviva.

Existem outras boas reconstruções? Sim, aos montes, e você precisa fazer alguma, e isso no mesmo dia do corte químico. Não tem nenhuma? Use queratina!

A queratina não vai salvar seu cabelo, porque uma boa reconstrução tem muito mais que queratina, mas ela vai segurar até que você vá em algum salão ou compre alguma máscara. Falo isso porque já tive um corte químico num sábado de feriado e nada funcionava, então usei queratina imediatamente pra que o cabelo “aguentasse” até a segunda.

juro valendo

Reconstrução salva!

Se o corte químico aconteceu no salão, faça a reconstrução e peça pra secar e escovar o cabelo, mas com muito cuidado, porque  o cabelo com corte químico demora muito pra secar e embola completamente, e isso faz com que ele quebre mais facilmente.

Dependendo do tamanho do estrago, sugiro cortar o cabelo. Sei que isso é de arrasar com qualquer ser vivente, mas é muito melhor ter um cabelo curto, mas “simétrico”, do que ter um cabelo longo todo irregular e partido! No meu último corte químico, cortei o cabelo ainda no salão,  antes da reconstrução, e isso ajudou a disfarçar o estrago.

Essas são as primeiras providências, e nos próximos posts vou explicar qual é o “cronograma” de tratamento e quais os produtos indicados, tá? Recomendo muito esse post aqui: Cabelo Elástico: Guia Rápido pra Salvar o Cabelo!

Tratamentos baratex que podem ajudar:

Beijos, Ju

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

O que você acha do JV?
Adoro!! Sigo há muito tempo!!
3 Segredos Para Transformar a Energia da Sua Casa! Protetor solar para quem transpira muito: 3 dicas salvadoras! Azeite de oliva é tudo de bom pro cabelo! 4 Mitos sobre beleza da pele! Testamos: Perfume Shakira Dance Diamonds! Perfume Yes I Am Cacharel Perfume Idôle Lancôme: Elegância e Delicadeza! Pele madura: 3 Cuidados Essenciais!