Vizcaya
25.04.2015

Livro da Semana: O Quarto do Sonho, Renata Dias

Nunca mais fiz resenha de livros por aqui, mas voltei com um livro que as mocinhas maiores de 18 anos (hahaha) vão adorar: O Quarto do SonhoEntre Quatro Paredes, da Renata Dias.

Antes de começar a falar do livro, preciso falar da alegria que sinto de ver uma escritora baiana, que faz lindamente mais um monte de coisas na vida (é uma DJ incrível, uma empresária das boas, escreve um blog…), publicando um livro tão bacana e que foge totalmente do clichê, sabe?

Mas, vamos ao livro…

o-quarto-do-sonho-entre-quatro-paredes-renata-dias

O Quarto do Sonho é descrito como um soft porn, mas vai bem além disso. Tem história, e das boas. Tem uma narrativa envolvente, tem um romance quente e explícito, daqueles de tirar o fôlego.

O Gabe, personagem principal, foi muito bem escrito e é fácil se apaixonar por ele, principalmente na fase “pós transformação”. Foi legal acompanhar as mudanças dele, de quando deixou pra trás o conformismo e aquela vidinha monótona pra embarcar numa viagem que, na verdade, “revela” a sua real identidade, os seus desejos mais profundos.

O-Quarto-do-Sonho---Entre-Quatro-Paredes,-da-Renata-Dias.

E quando o Gabe se permite ser verdadeiro com ele mesmo, com os próprios quereres e deixa o racional de lado, ele passa a ser “o cara”, “aquele cara” que, além de lindo, é incrível, que sustenta os próprios sentimentos e vontades.

Claire é diferente do Gabe em todos os aspectos, e isso deixa tudo mais interessante. Amei e odiei a Claire em vários momentos. Amei odiar sua “vilania” seguida de doçura. E amei querer voar no pescoço dela por causa de tantas atitudes “duvidosas”.

O-Quarto-do-Sonho---Entre-Quatro-Paredes,-da-Renata-Dias.

Mas amei, sobretudo, o fato de ver que os personagens eram humanos, cheios de defeitos e qualidades, do tipo que erram mesmo, que machucam o outro (querendo ou mesmo sem perceber), que têm muitas dúvidas e indecisões,  e que são imperfeitos, poque assim é mais fácil se identificar e “entrar na história”, sabe?

Falando em história, que foi muito bem escrita, a linguagem é simples, bastante descritiva e a leitura flui fácil. E sim, o livro é quente, bem quente, explicita e detalhadamente quente, se é que vocês me entendem…

O-Quarto-do-Sonho---Entre-Quatro-Paredes,-da-Renata-Dias.

Mas, calma lá, é quente, mas sem ser clichê. E é instigante, do tipo que nos deixa “imaginando coisas”, sabe?

E o final me deixou com aquele gostinho de quero mais, doida pra saber o desfecho dos personagens, mas isso a gente só vai saber no próximo livro, porque sim, trata-se de uma trilogia!

O-Quarto-do-Sonho---Entre-Quatro-Paredes,-da-Renata-Dias.

Quem gosta de “romances” que pegam fogo vai adorar o livro. E pra quem ainda tem receio desse tipo de leitura, por “vergonha” ou algo do tipo, recomendo mais ainda… É sempre bom descobrir coisas novas e quebrar paradigmas, viu?

E, vamos combinar, esse tipo de livro faz a imaginação “voar”, o que é sempre bom pra dar uma esquentada nas relações, né? E, falando nisso, já fiz um post aqui com vários livros desse tipo, clica pra conferir: 6 Livros Pra Esquentar a Relação.

O-Quarto-do-Sonho---Entre-Quatro-Paredes,-da-Renata-Dias.

Onde Comprar: na Americanas tá saindo por R$21,90, no Amazon também está por R$21,90, na Saraiva tá por R$31,90 e na Cultura tá por R$39,90.

Vocês gostam desse tipo de livro? Já leram quais? Contem aí!

Beijos, Ju ♥

Vizcaya
16.03.2015

Livro da Semana: Fangirl, da Rainbow Rowell

Vamos começar a semana com um livro fofo, leve e divertido? Geralmente falo de livros no final de semana, mas tô tão apaixonada e zangada com Fangirl que quero dividir logo!

Comprei esse livro no dia que cortei o cabelo, lá no Hiper, e devorei as 419 páginas em uma noite, porque ele é o tipo de livro que a gente lê numa sentada, sabe?

fangirl

O livro conta a história de Cath e Wren, irmãs gêmeas que foram abandonadas pela mãe e criadas pelo pai. Elas sempre foram muito unidas, apesar de terem personalidades nem diferentes, mas tudo muda quando entram na faculdade, já que Wren, além de não dividir o quarto com Cath, coisa que elas fizeram a vida toda,  faz novas amizades e deixa a irmã de lado.

fangirl

Wren é a típica menina extrovertida, que vive de festa em festa e tem muitos “amigos”, enquanto Cath é mais quieta, introvertida e, de certa forma, dependente. Sua colega de quarto é a Reagan, que aos poucos vão se transformando em amiga “meio pirada” e é a pessoa que ela mais “convive”, além de Levi, que é ex e amigo da Reagan, e Nick, que era sua “dupla” de estudos.

fangirl

A história do livro é bem legal, os personagens são bem construídos e me vi, várias vezes, tanto na Cath tímida e responsável, que toma conta do pai, quanto na Wren festeira e, em certo momento, perdida. Ou seja, rolou identificação!

Também morri de amores pelo Levi, um daqueles meninos fofos pelo qual todo menina deveria se apaixonar (mas a gente só vai nos cafas, né? Ô dedo! rsrs),  e achei a historinha dele e da Cath um amor, bem coisa de adolescente mesmo, coisa que todo mundo já viveu, sabe?

fangirl

É legal, tantos anos depois, reconhecer na personagem algumas das inseguranças que eu mesma vivi. É bom que não seja um conto de fadas. É bom que a personagem principal seja uma menina como nós fomos, com medos e inseguranças que a torna humana e real.

Não gostei muito das partes onde tinham os trechos da fanfiction  que a Cath escrevia, basicamente no início de cada capítulo, porque o troço é meio chato, principalmente nas partes em que é longo, e fiquei muito zangada com o final sem final, típico da Rainbow!

fangirl

Sério, vocês lembram de Eleanor e Park? É dela e o final é sem final também, daí fica aquele gostinho de quero mais, de querer saber o que acontece depois dali, sabe? Dá vontade de escrever pra ela e falar: “ei moça, me tira da agonia e conta o final da história, vai!”

Apesar disso, é um livro fofo e encantador, e eu já quero todos os livros da Rainbow, todos! Ele é da Novo Século e tá saindo por R$25,37 na Saraiva.

Alguém já leu? Estão lendo o que? Indiquem aí!

Beijos

Ju

23.01.2015

Livro da Semana: Feliz Por Nada, Martha Medeiros

Esse foi um dos presentes mais legais que ganhei esse ano, porque além de ser da Martha, o gênio da raça, foi presente da Dany ♥, uma leitora lá de Minas que virou amiga e que também me “apresentou” ao Carpinejar.

Ops, não conhece o Carpinejar? Menina, você precisa conhecer, sério! Falei de um livro dele nesse post aqui, mas já comprei mais dois e daqui em breve teremos mais resenhas dos livros dele, tá?

Agora vamos falar desse livro da Martha…

feliz por nada

Feliz Por Nada é uma coletânea de mais de 80 crônicas da Martha Medeiros, e em todas elas, em um momento ou outro, parece que ela está falando com a gente, sabe como é?

As crônicas falam de comportamento, de relacionamentos, do cotidiano, das coisas da vida mesmo,  só que sob o ângulo de quem “viveu” aquilo e não de um “observador” distante. E é por isso que a gente se identifica tanto, porque são coisas que todo mundo vive, pensa ou sente em algum momento.

feliz por nada

A crônica que abre o livro, Dentro de Um Abraço, parece que foi colocada ali pra que a gente se apaixonasse logo de cara, porque sim, eu também gostaria de estar agora dentro de um abraço, o melhor lugar do mundo…

E o livro segue assim, como uma conversa com aquela amiga mais sensata e leve, aquela que tem clareza pra enxergar as coisas e consegue colocar na mesa os vários “e se” de cada questão.

As crônicas da Martha têm o poder de me deixar mais leve e muito menos culpada por ser humana e imperfeita. E sim, elas também têm o poder de me deixar feliz por nada… Ou por tudo!

feliz-por-nada

Recomendo muito o livro, que é daqueles que a gente vai saboreando aos poucos, em pequenas doses, sabe? Ei, Dany, muito obrigada pelo presente! ♥

Ele custa R$36,00, mas tá saindo por R$18,10 lá na Saraiva. Alguém já leu?

Beijos

Ju

 

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…