Vizcaya
17.03.2015

Deixe Seu Leave-In Muito Mais Potente!

Já falei por aqui dezenas de vezes que não dou sorte com leave-in! É raro encontrar algum que seja “na medida”, e pra não acabar “perdendo” o produto, comecei a testar algumas coisas pra potencializar o bonitinho.

A questão é que só faço a misturinha na hora de aplicar o produto nos fios, porque fico em dúvida se poderia estragar, sabe? Mas, vamos aos “potencializadores”:

1. Com Óleo Vegetal

Óleo vegetal é tudo de bom pro cabelo, porque trata mesmo, e acrescentar 1 gotinha de óleo vegetal no leave-in que deixa o cabelo “muito leve”, que não alinha, que, resumindo, não segura a onda, é uma ótima pedida!

Misturo na mão mesmo, de 1 a 2 gotinhas, e aplico nos fios. O efeito é bem bom e dá pra usar qualquer óleo vegetal, mas os que mais gosto são os que falei nesse post aqui.

potencializar-leave-in-e-creme-de-pentear

2. Com óleo finalizador

Não costuma usar óleo vegetal? Pode usar óleo finalizador também, só que ao invés de usar já com o cabelo seco, misture no leave-in! Aqui vale usar mais que duas gostinhas porque ele costuma ser menos potente que o óleo vegetal, mas vai depender do cabelo.

Pode usar o que tiver em casa, e se quiser opções boas e baratas é só clicar aqui.

3. Com Bepantol Solução

Existe alguém nesse mundo que ame mais Bepantol do que eu? Impossível! Já dei muitas receitinhas aqui com Bepantol, que também serve pra potencializar as máscaras (post sobre isso aqui), mas ele também é uma ótima pedida pra potencializar o leave-in, sabia?

Coloco umas gotinhas no leave-in, aplico e o o cabelo ganha maciez e sedosidade extras!

Se tiver dificuldade em colocar as gotinhas, aqui vai a dica: coloquem o Bepantol (e o óleo também!) potinhos com conta-gotas, como aqueles de florais. Em qualquer farmácia de manipulação tem e eu tenho estoque em casa! rsrs

4. Com glicerina

Lembram que, tempos atrás, ensinei como fazer um spray hidratante com glicerina (post aqui)? Pois é, já testei acrescentando o leave-in, mas tudo em menor quantidade pra que o produto não estrague, e deu super certo! Ah, e se quiser pode acrescentar um tiquinho de óleo, umas gotinhas de bepantol… Fica mara!

Ah, e vale lembrar que a glicerina também potencializa as máscaras, viu? Mostrei como fazer nesse post aqui.

potencializar-leave-in-e-creme-de-pentear

5. Reaproveitando

Tem algum leave-in que “pesa” demais? Misture com um mais fraquinho! Faço isso sempre e a coisa funciona bem! Outra dica é reaproveitar coisas que você tenha em casa, como aqueles sprays de queratina sem enxágue (mas aí só se o cabelo estiver precisando de reconstrução, e só pode de vez em quando), compostos de aminoácidos ou vitaminas, tutano, gotinhas de óleo essencial e por aí vai.

O certo é que não dá pra desperdiçar as coisas, sabe? Se não funcionou bem a gente vai tentando com outras coisas até que o produto sirva pro nosso cabelo, porque né, dinheiro não aceita desaforo!

Tem alguma outra dica? Conta aí!

Beijos

Ju

Vizcaya
26.02.2015

Óleo de Abacate: Maravilhoso pra Pele e Cabelo!

Amo óleo de abacate e é um dos melhores pra umectar o cabelo, como mostrei nesse post aqui, mas ele é bom pra tantas coisas que eu preciso compartilhar a dica!

Antes de começar é preciso avisar pra ter cuidado no momento da compra, já que muitos óleos vendidos como de abacate são, na verdade, “montados” a partir do óleo de soja. O óleo de abacate extra-virgem é verde, sendo que alguns chegam a coloração verde esmeralda, já que é extraído da polpa e não do caroço.

Seu cheiro também é forte, e ele é rico em vitamina A,  vitamina D, vitamina E e ômega 9, dentre outras coisas. O grande teor de vitamina E faz dele um poderoso antioxidante, sendo, por isso, usado pra combater e reduzir os sinais do envelhecimento.

oleo de abacate

Óleo de Abacate na pele

Geralmente é usado diluído (2 à 6 ml pra cada 100g de creme), e  ele é maravilhoso pra tratar rugas, melhorando o tônus e a vitalidade da pele, já que é eficaz em síntese de colágeno. Por esse motivo, aliás, é que é tão indicado no tratamento das estrias.

Pra estrias ele pode ser usado puro ou associado a óleos essenciais. Eu faço com ele uma misturinha maravilhosa que mostrei nesse post aqui, e uso não só nas estrias, mas também nas partes mais ressecadas do corpo, sabe? É tudo de bom!

Quando usado com o óleo essencial de hortelã pimenta ajuda no clareamento da pele, e dizem ter efeito botox quando usado com o óleo de mirra, que vou providenciar com urgência, porque né, 32 aninhos não é brinquedo não! Pode ser usado, também, como óleo facial, como mostrei nesse post aqui.

É um dos óleos com maior poder de absorver os raios UV, sendo, por isso, usado em muitos cosméticos como protetor solar. Também é indicado para o tratamento de dermatites, queimaduras, acne, inflamações, bem como no pós-cirúrgico, devido ao seu poder cicatrizante, ajudando a prevenir a formação de queloides e/ou manchas.

No caso da cicatrização, de acordo com estudo publicado no jornal Wond Care, ele é eficaz tanto no uso interno como externo, ou seja, tanto ingerido quando usado topicamente para tratamento de cicatrizes e escaras.

oleo-de-abacate

Seu efeito cicatrizante é ainda maior se associado ao óleo de cipreste e/ou palmarosa, e no caso dos quelóides a mistura com o  óleo de rosa mosqueta mostra-se bem indicada.

Óleo de Abacate no cabelo

No cabelo o óleo de abacate é festa pura! Nutre, restaura e trata verdadeiramente os fios, principalmente os mais ressecados, danificados e porosos.

Ajuda a fortalecer os fios, a proteger o cabelo da ação dos raios solares, evitando o desbotamento da cor, potencializa o brilho, alinha e controla, o que é ótimo pra cabelos volumosos e/ou cacheados ou crespos.

Pode ser usado como óleo pré shampoo (tem tudo sobre isso nesse post aqui), pra nutrir e umectar (veja como nesse post aqui), pra potencializar máscaras capilares e pra melhorar a aparência das pontas espigadas, e o modo de fazer expliquei nesse post aqui.

Vale lembrar que várias marcas apostam nesse óleo pra enriquecer seus produtos, e recentemente testei dois: o Avorganic Magic Oil e o Oil Reflections.

oleo-de-abacate

O óleo de abacate que eu uso é o da Laszlo e custa R$29,88 (compre aqui), e indico muito os produtos de lá! Ah, não tenho nem nunca tive nenhum tipo de vínculo com a marca/loja, é que minha professora do curso de aromaterapia sempre indicou os produtos deles, então uso há bastante tempo e confio.

Alguém já usou esse óleo? Testou pra alguma outra coisa? Divide aí menina!

Beijos, Ju

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

06.02.2015

Umectação: Como fazer e Óleos Umectantes Preferidos!

Pedi pra que as meninas lá da Fan Page (bora papear por lá também!) deixassem sugestões de posts e a Veridiane Horjas fez uma pergunta que recebo muito por aqui, sobre os óleos que uso pra fazer umectação, então vamos começar com ela!

O que é e como fazer

Pra quem ainda não conhece, a umectação é o velho “banho de óleo”, feito com óleos ou manteigas vegetais para nutrir os fios, ajudando a reduzir o frizz, a controlar o volume, a doar brilho, reduzir o ressecamento, tratar pontas espigadas e muitas outras coisas.

Pra entender direito o que é a umectação, em quais casos ela é indicada e como funciona, recomendo esse post aqui.

umectação

São muitas as formas de usar óleos no cabelo, e a maioria delas está nesse post aqui.

Umectação quente ou fria: a umectação pode ser fria ou quente, e a fria é feita aplicando o óleo nos fios secos, do comprimento até as pontas (sem encharcar!), penteando e deixando o óleo agir no cabelo por, pelo menos, 1h.

Umectação Noturna: pra ter um resultado top faço de noite e só lavo no dia seguinte (lave como de costume), mas não dá pra fazer isso com o namorado ou marido do lado, viu? Tem coisas que os meninos não precisam ver! rs

Pra fazer a umectação quente é só amornar o óleo antes de aplicar nos fios (em banho-maria ou no micro, mas é amornar e não ferver, tá?), e isso é interessante porque ajuda bastante na penetração, o que garante resultados ainda melhores.

Existem dezenas, senão centenas, de óleos e manteigas vegetais que podem ser usados pra fazer umectação, e até prometi um “inventário” de óleos vegetais por aqui (que esqueci completamente, mas que vai sair!), mas vou me concentrar nos que mais uso e gosto, tá?

1. Umectação com Óleo de Coco:

Esse é um dos óleos que mais gosto pra fazer umectação e o que uso há mais tempo porque o efeito dele no meu cabelo é imediato. Deixa os fios muito macios, o cheiro não é ruim, ajuda demais a controlar e alinhar os fios, dá uma reduzida boa no frizz, trata pontas espigadas e é ótimo pra potencializar aquelas máscaras que a gente compra e não funcionam muito bem.

umectaçãoE quando o cabelo fica “duro”, até pelo excesso de queratina ou reconstrução, ele é a salvação, já que consegue dar uma boa “amolecida” na estrutura enrijecida dos fios.

Uso o da Copra (aquele de beber), que é vendido em lojas de produtos naturais, farmácias e mercados, e independente do que for comprar, optem sempre pelos 100% puros, porque se for misturado com óleo mineral (e os de uso cosmético, via de regra, são) não vai funcionar.

Nesse post aqui tem as várias formas de uso do óleo de coco, e lá tem bem mais informações.

2. Com Óleo de Abacate

Esse trata muito o cabelo, nutre e restaura, e acho uma maravilha pra quem tem o cabelo mais poroso, pra quem faz química ou está com os fios muito ressecados.

É bem emoliente, fortalece o cabelo, melhora o brilho, protege o cabelo dos raios solares e ajuda no controle dos fios. Ele também é incrível pra pele, inclusive pra estrias, mas falo disso em outro post, tá? Prometo!

Uso o da Laszlo e custa R$29,88 (compre aqui).

3. Com Óleo de Jojoba:

Óleo de jojoba é amor por vários motivos, só que o mais legal é que funciona em qualquer tipo de cabelo, dos mais finos aos mais grosso, sabe?

umectação

É rico em proteínas, minerais e antioxidantes e tem uma ótima ação umectante, emoliente e restauradora, ajudando a nutrir, amaciar, doar brilho e a dar “vida nova” aos fios. Também é excelente pra tratar o couro cabeludo oleoso e/ou com caspa ou descamação. Nesse post aqui tem mais indicações dele, formas de uso e outros detalhes.

Ele não “amolece” tanto os fios como o óleo de coco, mas trata bastante e é uma ótima opção pra aplicar nas pontinhas ou como anti frizz.

Gosto bastante do da Laszlo, que faz um dos melhores óleos do país, mas está esgotado. Vocês encontram em lojas de produtos naturais, e na net pode ter na Sabão e Glicerina, que vende vários óleos vegetais.

4. Com Óleo de Pracaxi:

É conhecido como o “silicone natural”, já que forma uma “capa” protetora que mantém os fios protegidos dos raios solares e evita a formação do frizz.

É um óleo com ação nutritiva e hidratante que mantém a umidade dos fios, controla o volume, ajuda na maciez, doa brilho, tem um efeito restaurador maravilhoso e deixa a textura dos fios mais sedosa.

Não tenho mais ele aqui, mas quando usei foi o da Laszlo (vende aqui), e várias marcas, inclusive a Kérastase, acrescentam esse óleo (e também o de abacaxi, coco e jojoba) em seus produtos.

5. Com azeite de oliva

A umectação de azeite é, sem a mais fácil de fazer, porque é o tipo de óleo que quase todo mundo tem em casa, né? É um óleo que ajuda a manter a hidratação dentro dos fios, forma uma película protetora e reduz o frizz, e o grande segredo do uso do óleo de oliva no cabelo é dar uma “esquentadinha” nele antes, e faço isso em banho-maria. Assim a penetração dele é maior e o efeito melhor! Ah, opte sempre pelo azeite extra-virgem, tá?

Fiz um apanhado geral, mas se tiver alguma dúvida deixa aí nos comentários que monto um post explicando tudinho, tá?

E vocês, costumam fazer umectação? Usam qual óleo? Gostam mais de qual?

Beijos

Ju

O que você acha do JV?
Bom dia , eu não conhecia o blog mais entrei hoje e adorei , tem muitas dicas , orientações, e as explicações não são pela…