Vizcaya
20.09.2016

Top 5 Clareador Facial: Os Mais Potentes

Porque ninguém precisa ter manchas, né?

Já estava com um top 10 de clareador facial pronto, mas decidi refazer a coisa toda e separar entre os mais potentes, que clareiam mais rapidamente, e os mais suaves, porque nem sempre o mais potente é o melhor.

Explicando: pra quem mora em locais muito quentes, como eu,é complicado usar alguns produtos durante todo o ano porque a pele sensibiliza demais e basta um vacilo pra coisa desandar, e é aí que os clareadores faciais mais suaves entram, sabe?

Portanto, hoje a gente vai papear sobre os mais porradões, e amanhã a gente conversa sobre os mais suaves, combinado?

Top 5 Creme Clareador Facial

Antes de falar dos produtos em si, aqui vai um recado: clareadores são maravilhosos, mas não use sem orientação do seu dermatologista!

Só o seu médico, após avaliar a sua pele, pode definir qual é o melhor tratamento para o seu caso e quais produtos são os mais indicados, e quem “pula” essa etapa corre o risco de ganhar ainda mais manchas, que serão mais difíceis de tratar.

Portanto, todo cuidado é pouco. Juízo, viu? Juízo!

melhor clareador facial juro valendo

1. Hidratante Noturno Manipulado

Nunca neguei que tenho uma queda por produtos manipulados, né? Amo, não só pelo preço, porque é sempre fica mais barato, mas porque a coisa é mais específica, mais individualizada e vai levar em conta as necessidades da minha pele, tudo o que ela precisa, entende?

Esse hidratante noturno, que foi receitado por minha dermato muito tempo atrás, é o poder da Bahia! Combate muito bem as manchas, deixando a pele muito mais uniforme e iluminada, e ainda dá aquela hidratação boa, e sem pesar.

Ele tem vários ativos (veja a fórmula aqui), inclusive Pentaglycan, Hyasol (ácido hialurônico), Hidroquisan (hidroquinona de grau farmacêutico), Ácido Glicirrízico, Tretinoína, Vitamina C, Ascorbosilane (vitamina C + silício) e Aquassome, e deixava minha pele maravilhosa.

Voltarei a usá-la na próxima semana, depois do preenchimento no “bigode chinês”, aí vou mostrando os resultados pra vocês! Ah, só é formulado com receita e custa, em média, R$90,00.

2. Glyquin XM

Ele é ruim, mas é bom, sabe como é? hahaha Sério, detesto o tanto que ele é pegajoso e deixa a pele melequenta, e não suporto o cheiro, mas amo o resultado que esse bendito entrega, então ele tem que entrar na lista, né?

Conta com ácido glicólico e hidroquinona, tem um ótimo custo-benefício, age rápido, mas é preciso ter muito cuidado com o uso, porque com hidroquinona a gente não brinca… Nada de usar sem acompanhamento do dermato, rai ai!

Custa R$65,00, é vendido em farmácias e, como é um medicamento, com receita médica.

3. Dual Clear Max, Ada Tina

Tem melasma? Então se joga nesse bonito aqui! Ele é pra ser usado, preferencialmente, em conjunto com o Dual Clear Night, e deve ser aplicado só nas manchinhas ( o Clear Night aplica no rosto todo) e entrega bons resultados.

Minhas manchinhas acima dos lábios são muito resistentes, e quando usei essa dupla senti uma melhora boa, mas aí parei pra testar outras coisas aqui pro blog e ele ficou no cantinho do armário.

Um absurdo, claro, até porque ele tá custando mais de R$300,00 realidades!

4. Suavicid

Ácido retinoico é o amor da minha vida, e hidroquinona funciona muito bem na minha pele (mas é perigoso pra outras, cuidado!), então é lógico que o Suavicid dá certo por aqui, né? Amo esse danado!

A fórmula dele, que só é vendido com receita (é um medicamento), é a mesma do Tri-Luma, Vitacid Plus e Triderm, só que ele é mais barato (R$48,00 nas farmácias). Entrega um ótimo resultado, não piora minha oleosidade nem deixou a pele descamando, e já fiz resenha dele nesse post aqui.

5. Kiaritá, TheraSkin

Dos 5 clareadores que falei hoje, ele é o mais “suave”, mas funciona super bem, inclusive pro melasma, e não irrita a pele. Gosto muito pra manutenção, sabe? Ele segura bem a onda!

Vem com Arbutin, Niacinamida, bisabolol e retinaldeído, custa, em média, R$120,00 e não precisa de receita (é um dermocosmético).

Além de todo o cuidado com o uso de clareadores, sobretudo os que são medicamentos, não custa lembrar que se você usar clareador facial e não usar protetor solar do jeitinho certo, todos os dias, as manchas vão piorar.

É sério isso, gente! Não dá pra brincar com esse tipo de coisa, não dá pra esquecer, porque com mancha na cara a gente não brinca, né?

Já falei por aqui sobre manchas faciais e clareamentos, e vou deixar uns posts que indico muito a leitura:

E vocês, usam qual clareador facial? Têm algum preferido? Dividam aí, meninas!

Beijos, Ju♥

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

Vizcaya
22.01.2016

Minhas Mãos Mancharam: Socorro!

Sol + limão: uma mistura que não funciona!

Quem acompanha o blog há mais tempo sabe que eu tenho uma leve obsessão com minhas mãos, a ponto de, por exemplo, dirigir de luvas pra que elas não fiquem manchadas, coisa que comentei por aqui tempos atrás e vocês até hoje me matam na resenha. Pois nesse verão minhas mãos mancharam, não foi pouco, e eu fiquei pra perder o juízo, com drama e tudo, claro!

Tomei todos os cuidados com filtro solar, e inclusive usei nas mãos o Bioré rosinha, porque ele é resistente a água e só sai com demaquilante, então a coisa é mais segura, só que essa história de ficar fazendo uma roska aqui e outra ali não deu muito certo, porque a praga do limão queimou meus dedos, criou bolhas, feriu e “respingou” nas mãos, criando manchas. Fiquei virada no saci, porque passei a vida inteira tomando todo cuidado do mundo, daí bastou um vacilo pra tudo ir por água abaixo… Injusto isso!

minhas-mãos-mancharam-limão

Minhas mãos mancharam de verdade!

Quando mostrei no Snapchat (jurovalendo, segue lá), várias meninas disseram que essas manchinhas de sol saiam com o tempo, só que as minhas não são exatamente (ou só) de sol, são de limão também, o mesmo, aliás, que causou a praga da mancha que eu tenho no buço há anos e que, mesmo tratando o tempo todo ainda não desapareceu.

Logo que cheguei a ideia era marcar dermato, mas estava com tanta coisa acumulada que não deu tempo e fui me virando com o que tinha em casa e resolvi deixar a consulta pra depois do carnaval, quando o ano começa oficialmente (pois é…).

Aí comecei a usar a Suavicid, uma pomadinha tudo de bom pra clarear manchas, que tem ácido retinoico (tretinoína) e a hidroquinona na composição, ativos que sempre usei. Estou usando há duas semanas nas manchas e já comecei a notar suaves melhoras: as manchas das mãos estão mais claras, e as dos dedos, que são maiores e feias, estão começando a clarear.

minhas-mãos-mancharam-limão

Já usava a Suavicid, que foi receitada por uma dermato, então ele não me dá problema, mas não é o tipo de pomada que qualquer pessoa pode usar, tem que ter sempre indicação e recomendação médica, tá?

Daí, de manhã lavo as mãos pra remover a pomada, mas lavo bastante, por que não dá pra brincar com hidroquinona e ácido retinoico, né? Em seguida aplico bastante protetor solar, e continuo dando preferência ao Bioré Bright Face Milk (esse aqui), justamente porque ele é mais difícil de sair e agora eu sou uma mocinha que cuida da casa hahaha

Tem funcionado, mas é obvio que eu vou conversar direitinho com minha dermato, até porque acho que essas manchas maiores não vão sair tão facilmente, sabe? E eu, que sempre fui apaixonada por mãos, não quero ficar com as bichinhas manchadas não, não aceito de jeito nenhum!

minhas-mãos-mancharam-limão

E que isso sirva de alerta, porque muita gente usa limão pra “clarear a pele”, em receitas usadas durante a noite, sem saber de uma coisa bem simples, que eu já expliquei aqui no blog: quando entra em contato com a pele, o limão consegue penetrar na epiderme e por lá fica por até 7 dias, que é o tempo que a pele leva pra gerar a descamação. Durante esses 7 dias, mesmo que tenha sido aplicado a noite, o limão está ali na sua pele, de modo que o contato do sol, por menor que seja, pode levar a uma “queimadura” conhecida como fitofotodermatose, que, simplificando, causa manchas escuras, bolhas e pode deixar cicatrizes.

Ou seja, não da pra brincar, né? E não dá, também, pra tomar roska e esquecer das coisas! hehehe

Beijos, Ju♥

28.07.2015

Melasma: 8 Cuidados Essenciais Pra Tratar o Problema

Uns dois ou três anos atrás, numa consulta dermatológica, coloquei o rosto dentro de uma maquininha e fiquei em estado de choque com a aparência interna da minha pele, porque a verdade é que “por dentro” ela parecia extremamente manchada, mesmo que externamente a coisa fosse infinitamente mais branda. Foi aí que comecei um relacionamento sério com o tal do melasma, essa praga.

Nesse aparelhinho vi manchas mais claras e mais escuras, e minha dermato explicou que as manchas claras é que eram as mais problemáticas, porque significava que o pigmento estava mais profundo, então eu teria que levar a coisa a sério pra evitar que, em pouco tempo, a minha pele ficasse, a olho nu, como estava lá na maquininha.

Ela me orientou direitinho, como expliquei nesse post aqui, e receitou algumas coisas, que já postei aqui no blog, mas já falo mais sobre isso.

De lá pra cá, venho cuidando da pele, claro que com alguns “escorregões”, e quero compartilhar o que mais tem feito diferença!

Tratamento Para Melasma em 8 passos

melasma como tratar

1. Melasma ? Filtro solar é rei!

Eu moro em uma cidade extremamente quente, e isso facilita, e muito, o surgimento e a piora das manchas, então a recomendação número um, a mais importante, é caprichar no protetor solar!

Mas não é qualquer protetor solar, porque ele o ideal é que ele tenha o PPD acima de 12, coisa que é pouco divulgada por aqui. A questão é que são os raios UVA os maiores causadores de manchas, e a medida de proteção desses raios é o PPD, que quase não aparece nos filtros solares nacionais.

Expliquei tudinho sobre isso nesse post aqui e recomendo demais a leitura: Como Identificar a Proteção Contra os Raios UVA.

A princípio, a recomendação era que eu aplicasse o protetor solar 4 vezes ao dia, mesmo estando dentro de casa (Sim, mesmo dentro de casa a gente precisa aplicar filtro solar, e expliquei isso nesse post aqui), e eu só parei de seguir essa recomendação quando comecei a usar o Bioré Rosinha, meu filtro solar preferido (resenha aqui), que tem o PPD super alto e é mega resistente, do tipo que só sai com demaquilante bifásico, mas se vou me expor diretamente ao sol, reaplico mesmo assim, porque prevenção é tudo!rs

No mais, minha dermato disse que filtro solar com cor não era indicado no meu caso, e expliquei os motivos nesse post aqui, e que a aplicação do filtro solar,  pra ser eficaz, deveria ser feita numa quantidade que, nem de longe, eu pensava em usar, e sugiro que você leia esse post aqui pra entender certinho como a coisa funciona.

Ou seja, tem melasma? O investimento maior tem que ser no filtro solar, seu melhor amigo, então pague pelo melhor, e pague sem pena!

2. Filtro solar em cápsulas com Picnogenol

Além do filtro solar de uso tópico, minha dermato recomendou um reforço: o filtro solar em cápsulas! O meu é formulado com picnogenol, vitamina C, vitamina E, selênio e zinco, e tomo uma cápsula ao dia, mas nunca quando tomar café, já que o café interfere na absorção da vitamina C, o que acabaria com o efeito do bonitinho aí.

Postei a fórmula do meu filtro solar em cápsulas nesse post aqui, mas existem alguns que são vendidos em farmácias, e falei mais sobre isso nesse post aqui.

melasma como tratar

Ele funciona como um coadjuvante, que vai garantir ainda mais proteção pra pele, então nem pense em substituir o filtro de uso tópico por ele, tá? E sim, sinto uma diferença bem boa com ele, que, além de proteger a pele, é rico em antioxidantes e previne o envelhecimento.

3. Melhor Clareador

Sim, os clareadores são maravilhosos e vão ajudar a combater o problema, clareando as manchas, mas nem pense em usar um produto desse tipo sem orientação do seu dermatologista, porque os riscos de ganhar manchas maiores e mais difíceis de sair são enormes!

No mais, só o seu dermato, após avaliar a sua pele, vai definir qual o melhor tratamento pro seu caso, quais produtos são os mais indicados pra clarear as manchas, estabilizar e impedir que elas voltem.

Minha dermato receitou uma fórmula pro dia e uma pra noite, que usei por vários meses e deram excelentes resultados, mas por teima parei de usar, porque queria testar outras coisas aqui pro blog, mas agora em agosto volto lá e peço minhas fórmulas de novo!

Postei as fórmulas aqui no blog, mas só a título de referência, porque, ainda bem, elas não podem ser feitas sem receita, o que é muito bom, porque, como falei acima, esse tipo de produto tem que ser receitado por um dermatologista, de acordo com as necessidades da sua pele.

Pra quem quiser conferir, a fórmula pro dia é essa aqui e pra noite é essa aqui (é só clicar onde está em negrito).

4. Cuidado com o anticoncepcional!

Não existe uma causa definida para o melasma, mas sabe-se que ele está relacionado com fatores como a exposição solar, a gravidez, a predisposição genética, ao uso de determinados medicamentos, a fatores hormonais e, também, ao uso de pílulas anticoncepcionais.

Isso significa que quem tem melasma não pode usar pílulas anticoncepcionais? Não, isso significa que é essencial conversar com o seu dermato e com o seu dermatologista sobre a melhor opção pro seu caso, que geralmente contém uma quantidade menor de hormônios.

melasma como tratar

5. Mantenha o estresse e a ansiedade sob controle!

Apesar de não existirem provas “definitivas” sobre isso, minha dermato ressaltou que tanto o estresse quanto a ansiedade pioram o melasma, e depois disso fui procurar informações na net, vi vários estudos sobre o assunto e acho que faz todo sentido, já que, quando o estresse e a ansiedade tomam conta, liberamos diversos hormônios que podem sim agravar o problema.

6. Resistência a insulina: cuidado!

Outra coisa que minha dermato explicou foi que, apesar de não existem, ainda, provas científicas, é fato que a resistência a insulina também está relacionada ao melasma, assim como o excesso de peso, coisa que a Dr. Denise Steiner também já abordou nesse post aqui.

Ou seja, se você, como eu, tem resistência a insulina, é preciso tratar isso, tanto pra melhora da sua saúde quanto pra obter melhores resultados no clareamento das manchas.

7. Depilação: escolha o melhor método!

Quem depila o buço precisa ter bastante cuidado com o método escolhido, porque quando o método agride a pele, como a cera, por exemplo, a tendência é que a pele pigmente mais, o que causa manchas.

E, conselho de amiga: fuja dos cremes depilatórios! Já vi vários casos em que eles causaram manchas de difícil remoção.

Eu, que tenho medo do laser, uso a pinça, tanto no buço quanto na sobrancelha (ops, no girino que eu chamo de sobrancelha rs), que é uma opção mais segura.

8. Mudança de hábitos

Se você quer que as suas manchas clareiem e que seu melasma não piore, tem que mudar de hábitos. É preciso evitar a exposição solar em horários de sol mais forte, é preciso proteger o rosto não só com filtro solar, mas com o uso de chapéu quando vai a praia ou piscina, é preciso fazer do filtro solar o seu melhor amigo, usar corretamente os clareadores recomendados e ter disciplina, o que é chato sim, mas é melhor, muito melhor do que ficar com a pele toda manchada, né?

A Vivian, do Dias de Sol, tem um ótimo post sobre porque o seu melasma não clareia (leia aqui), e ainda essa semana faço um top 10 de filtro solar pra quem tem melasma, combinado?

E se você tiver mais alguma dica, compartilhe aí!

Beijos, Ju♥

O que você acha do JV?
Eu simplesmente amo esse blog!!! Já perdi a conta de quantos produtos comprei depois de ver resenhas daqui, porque sei que são reais. Bioextratus foi…