Vizcaya
06.10.2014

#100DiasDeBeleza: Pare de Falar Besteira!

Meninas, tivemos uma “pausa” no #100DiasDeBeleza porque no início de setembro fiz um “pequeno procedimento médico” e as coisas, no decorrer do tempo, não foram tão tranquilas como imaginei, vou precisar de mais tempo do que calculei pra me recuperar e essa história de tomar muito remédio tem me deixado meio lesa, sabe? Mas eu sou teimosa e minha leseira não é mais forte que eu, oras! Portanto, vamos continuar com o nosso projeto!

O título do post parece agressivo, mas na verdade é pra chamar a atenção pra uma coisa que a gente faz muito, que é falar besteira! A gente fala tanta besteira, internaliza e acredita tanto naquilo que a coisa se transforma em um “padrão”, de modo que  acabamos acreditando que aquilo é uma “verdade” quando, quase sempre,  não é.

pare de falar besteira

Quantas vezes você se olhou no espelho e disse que não era bonita, ou,  pior, disse que era feia ou que estava acabada? Quantas vezes você, conversando com as amigas, disse que seu cabelo, seu corpo, seu rosto ou qualquer outra parte sua não era bonita? Quantas vezes você se diminuiu?

Muitas, né? Às vezes a gente nem percebe, a coisa já vai no “automático” e tudo isso vai, aos poucos e sem que a gente perceba, minando nossa autoestima.

E a coisa piora quando as pessoas que estão ao nosso redor “confirmam” as besteiras que a gente fala, às vezes na brincadeira, às vezes sem maldade, mas muitas vezes com a intenção de nos diminuir, e é por isso que sempre bato na tecla de que é essencial só ter por perto quem nos quer bem, quem nos faz bem.

Portanto, comece a observar o quanto você se critica (você vai se surpreender!), o quanto você fala que não consegue, que não é capaz, que é pior que fulana ou cicrana, que é feia ou qualquer coisa do tipo. Identificar esse tipo de coisa é o primeiro passo, e o mais importante, porque quando você identifica você “olha” pra questão e assim fica muito mais fácil de resolver.

pare de falar besteira

E sempre que você “falar besteira”, você vai parar e dizer pra si mesma exatamente o contrário. E você vai se elogiar, e vai fazer isso todos os dias até acreditar nisso.

Da mesma forma, comece a observar o quanto você é crítica com as outras pessoas, o quanto você aponta os “defeitos”, o quanto você diminui o outro, porque sim, todo mundo faz (ou fez) isso. Só que do mesmo jeito que a gente “aprendeu” a fazer, pode desaprender. Aliás, pode fazer melhor: pode olhar pro melhor que a pessoa tem e elogiar.

O exercício de elogiar, a nós e aos outros, é algo que precisamos fazer todos os dias. Sim, é algo “pequeno”, mas faz diferença! Afinal, como você se sente quando alguém chega e te faz um elogio? E imagine o quanto seria legal se você  falasse que “ó, tô me achando horrível!” e alguém falasse “horrível com um cabelo/corpo/pele/olhos/etc  incrível desses? Te acho tão bonita/charmosa/interessante”!

Faria uma diferença enorme pra você, né? Pois é, então faça isso por você mesma e pelos outros, e, quem sabe, vendo o seu exemplo e se sentindo bem com o seu elogio, “o outro” comece a fazer a mesmo.

Vamos tentar? E se quiser acompanhar os posts do #100DiasDeBeleza é só clicar aqui.

Beijos

Ju

Vizcaya
13.09.2014

#100DiasDeBeleza: E Desde Quando Beleza Tem Padrão?

Um dia, não se sabe quando, alguém  que não tinha muito o que fazer (só pode, né?) definiu que bonito mesmo era ser magra. Magra não, pele e osso, e se o osso se sobressair tratem de mandar pra mesa de cirurgia. As baixinhas não teriam vez, e bonita mesmo era a mulher loira, de olhos azuis ou verdes, lábios carnudos, nariz pequeno e mais uma lista de exigências.

Não se enquadra nisso? Mas que absurdo! Trate de fazer dieta, de passar fome se preciso for, de malhar o dia todo, de fazer todos os tratamentos estéticos possíveis, se jogue nas mãos do cirurgião, do dermatologista, do cabeleireiro e só saia de lá nos padrões aceitáveis, porque aí, quem sabe assim, você consiga deixar de ser invisível.

padrão de beleza

Parece absurdo né? Mas o bombardeio diário que é feito pela mídia (com raríssimas exceções), de mulheres impossivelmente perfeitas “pede”, direta ou indiretamente, isso. E com isso nós, mulheres reais, perdemos completamente a perspectiva do que “devemos ser”, e a partir daí nada, absolutamente nada, parece bom o bastante, porque, vamos raciocinar, como “competir”com isso, gente?

Como se olhar no espelho e se achar incrível se a moça da revista ao lado nem poros tem? Não tem poros, não tem celulites, estrias, manchas… Na verdade ela não tem nada, porque ela sequer existe, não passa, em último grau, de uma manipulação de um programa de imagem…

padrão de beleza

A irmã de uma das minhas melhores amigas é modelo, dessas famosas, e um dia ligou pra casa, do alto dos seus 18 anos, aos prantos porque, pasmem, queria ser como ela era no editorial da revista. Ela queria ser ela depois de “editada”. Ela, assim como milhões de meninas e mulheres no mundo, queria o padrão impossível.  Vocês têm noção do que é isso?

Pois é isso que essa padronização burra da beleza faz. E faz mais, porque gera uma busca desenfreada por uma beleza irreal e inalcançável que é sim uma das grandes responsáveis por essa epidemia de baixa estima e de insatisfação que atinge mulheres do mundo inteiro.

padrão de beleza

E já que não dá pra “parar o mundo e pedir pra descer”, o que a gente deve fazer todos os dias é tentar não se contaminar com tudo isso, é valorizar a nossa beleza, o que nós temos de melhor, e o que nós temos de melhor é infinitamente mais bonito do que essa beleza fabricada que a gente, por vias tortas, tanto deseja.

Beleza não é um conjunto de traços perfeitos. Beleza é aquele “quê” de mágica que ninguém consegue explicar, e essa beleza não dá pra comprar e o tempo não consegue apagar, porque ela vem de dentro, e ilumina, e exala, e encanta…

padrão de beleza

Então, pare de tentar se enquadrar no que quer que seja, esqueça essa baboseira de padrões e olhe, com todo o amor do mundo, pra si mesma. Se olhou? Então trate de redescobrir o tanto de beleza que você tem aí e se apaixone perdidamente por si mesma, pela mulher incrível que existe aí dentro e que você ainda não consegue enxergar!

Beijos e bom final de semana! Ah, pra acompanhar os outros posts dos #100DiasDeBeleza é só clicar aqui!

Ju

05.09.2014

#100DiasDeBeleza: Aprenda a Valorizar Seus Pontos Fortes

Não consegui postar o #100DiasDeBeleza ontem porque na quarta fiz um “procedimento” médico e preciso ficar de repouso, mas pode deixar que compenso vocês, tá?

Nos dois últimos posts dessa série eu pedi pra que vocês olhassem pra vocês (post aqui), que conhecessem cada parte de seus corpos, e que vocês começassem a se adorar, porque cada uma de vocês é o personagem principal da própria vida (post aqui), e no post de hoje a gente vai aprender a valorizar tudo o que a gente tem de melhor pra se amar cada vez mais!

valorizar os pontos fortes

Você tem aí a listinha de seus pontos fortes e dos fracos? Coloca aí do lado e pegue papel e caneta.

Exercício 1:

Olhando a lista de “pontos fracos”, veja o que você pode melhorar de forma simples. Exemplo: minhas manchas no rosto me incomodam, mas se eu usar um creme despigmentante e investir no filtro solar minha pele vai ficar melhor.

Depois anote em outra folha de papel aquilo que você não tem como mudar, como, por exemplo, a estrutura do corpo, que é larga (esse é um exemplo meu!rs), ou o pé que é de pato (também é exemplo meu).

Com essa primeira lista você vai fazer um compromisso de fazer tudo o que estiver ao seu alcance pra mudar o que pode ser mudado, e vai começar hoje. Isso vai exigir renúncias e vai dar trabalho? Vai, mas o retorno será se sentir muito melhor, e quanto mais você sentir que está realmente lutando por si, mais empolgada ficará pra melhorar cada vez mais.

valorizar os pontos fortes

A outra lista, do que não tem como mudar, você vai queimar, mas queimar “de verdade”. Queimar é um ato simbólico, mas é muito importante, porque nesse momento você vai se comprometer a não mais perder tempo e vida se chateando com algo que você não pode mudar. Queime, sopre o que restar, aceitando que isso é uma característica sua e não um defeito, e se sinta livre!

Exercício 2:

Vamos pra parte mais legal: a lista de pontos fortes!

O que você vai fazer aqui é anotar formas de realçar seus pontos fortes. Por exemplo, se você adora seu cabelo, nem pense em deixá-lo preso e sujo! Se ele é bonito, mostre isso pra você mesma e pro mundo. Ande com ele arrumado, perfumado (é tão bom…), solto. Se você tem um colo bonito, esqueça que seu braço é fino ou grosso demais. Ao invés disso, aposte em decotes que valorizem o seu colo!

valorizar os pontos fortes

Você precisa reconhecer cada ponto forte e jogar a seu favor! Não sabe como fazer isso? Então deixe aqui nos comentários o que você quer realçar que prometo fazer quantos posts forem necessários pra que você tenha meios de “botar a beleza pra fora”, certo?

Boa sorte na “tarefa de casa” e amanhã tem mais!  Ah, pra acompanhar o #100DiasDeBeleza e ler todos os posts é só clicar aqui.

Ju

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…