21.08.2018

*Glycare Sérum Mantecorp

: Rejuvenescedor Multibenefícios!

Já tinha falado do Glycare Sérum, da Mantecorp, por aqui mês passado, quando mostrei minha rotina de cuidados com a pele no inverno, lembram? Pois hoje tem a resenha completinha dele!

Fiquei muito interessada nesse produto por ser um rejuvenescedor que entrega multibenefícios e, também, por ser ideal para peles mistas e oleosas.

E isso faz diferença, gente! Porque quanto mais benefícios um produto entrega, mais enxuta pode ser a nossa rotina de cuidados.

glycare sérum mantecorp resenha

Por outro lado, a imensa maioria dos rejuvenescedores que venho testando não levam em conta a questão da oleosidade da pele, o que, pra mim, é essencial, pois não quero nada que piore isso, né?

Mas, vamos pra resenha!

Glycare Sérum Mantecorp: O que é e  Para que serve

De acordo com a marca, o Glycare Sérum é um rejuvenescedor que contém em sua formulação  ácido glicólico nanoencapsulado,  niacinamida e uma associação de componentes hidratantes que proporcionam melhora nos sinais do envelhecimento.

O ácido glicólico é um importante agente de renovação celular que proporciona melhora na textura e uniformização da pele, dentre outras coisas. Inclusive,  já fiz um post aqui sobre ele, ó: 3 razões para amar o ácido glicólico.

glycare sérum mantecorp resenha

E o Glycare sérum diz entregar o ácido glicólico de duas formas:

  1. Matriz Nano D, para liberação prolongada.
  2. Nanotectologia, para permeação mais profunda.

Já a niacinamida aumenta a síntese de ceramidas e ácidos graxos, fortalecendo a barreira cutânea e mantendo a pele protegida e hidratada. Também melhora a textura da pele, vez que estimula a renovação celular, regenera o tecido cutâneo e é uma aliada no controle da produção de sebo, o que ajuda a evitar o surgimento de cravos e espinhas.

A depender da concentração também ajuda a reduzir a hiperpigmentação e uniformizar o tom da pele sem causar irritações ou ter ação  fotossensibilizante.

glycare sérum mantecorp resenha

E o melhor de tudo é que tem boa tolerância em todos os tipos de pele, inclusive nas mais sensíveis e reativas, como a minha. É que ela também previne o aparecimento de coceiras, irritações e vermelhidão.

Multibenefícios, o Sérum Glycare  promete ajudar na proteção contra o fotoenvelhecimento, controlar a oleosidade, reduzir poros aparentes, uniformizar o tom da pele, melhorar a textura, maciez, firmeza e elasticidade da pele, atuar na renovação celular, promover melhora nas rugas e linhas de expressão, assim como nos sinais de envelhecimento do rosto, colo e pescoço.

A fórmula do produto é ideal para peles mistas e oleosas, e ele é dermatologicamente e oftalmologicamente testado.

glycare sérum mantecorp resenha

Como Usar

A forma de uso indicada na embalagem é bastante simples: aplique uma fina camada do produto no rosto, pescoço e colo, com a pele limpa e seca, massageando até completa absorção.

Não deve ser aplicado nas pálpebras, no canto externo do nariz e dos lábios, nem em áreas lesionadas ou irritadas.

Usar duas vezes ao dia, ou conforme orientação médica.

Comecei usando uma vez ao dia, em dias alternados, no período noturno, e como minha pele tolerou bem, segui a recomendação da minha dermatologista (antes de usar qualquer produto, consultem o dermato de vocês!) e passei a usar de manhã e de noite todos os dias.

glycare sérum mantecorp resenha

Sempre começo o uso dos ácidos aos poucos pra ver como a pele vai reagir, e é comum, nas primeiras aplicações, sentir a pele pinicando ou mais ressecada, mas com esse isso não aconteceu.

Glycerare Sérum Mantecorp: Resenha

A embalagem tem um acabamento bonito e resistente e conta com um pump com bico dosador do tamanho ideal para evitar desperdícios.

São 30 ml de produto, e rende muito, vez que basta uma quantidade pequena para espalhar por todo o rosto e pescoço (no colo estou usando apenas de noite). Estou usando há 51 dias e está chegando na metade agora.

glycare sérum mantecorp resenha

glycare sérum mantecorp

Com 30 dias de uso, , pela manhã, antes da rotina facial.

O sensorial dele faz muita diferença: a textura é leve, cremosa e tem um toque perolado. Ele é clarinho e o cheiro é quase imperceptível, muito discreto.

O uso é muito confortável, ele espalha facilmente, não deixa nenhum tipo de sensação oleosa e, na minha pele, promove uma sedosidade instantânea, sem causar nenhum tipo de irritação.

Após a terceira semana de uso, e está tudo  salvo nos stories, lá no Instagram (é só procurar por Peles nos destaques que tem as aplicações e a evolução da pele lá), era visível a melhora na textura da pele, no controle da oleosidade, nos poros, que começaram a ficar mais “fechadinhos”, na uniformidade e também na luminosidade da pele.

glycare sérum mantecorp resenha

A pele foi ganhando mais viço, ficando mais lisa, suave ao toque  e revitalizada. Também não tive nenhum episódio de acne cosmética durante o período de uso (falei sobre isso aqui).

Mas, além da melhora geral da pele, que é nítida, me chamou atenção a ação rejuvenescedora do produto, sua ação  nas linhas que tenho no canto externo dos olhos (3.6, minha gente!) e o fato de entregar, em pouco tempo, um resultado tão bom.

Tô amando a aparência da minha pele (fora as olheiras, mas já comecei a tratar “minhas meninas” rs) e é, com certeza, um dos melhores rejuvenescedores que já usei!

glycare sérum mantecorp resenha

Preço e onde comprar

O Glycare Sérum é vendido em farmácias e o preço médio é R$156,00.

Quem já usou ou está usando? Conta aí o que achou! E pra acompanhar os posts do Peles Que Contam Histórias é só clicar aqui. Os testes e rotinas de pele, tudo em tempo real, sem cortes, rola lá nos stories do Instagram (@jurovalendo).

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Facebook ♥ Pinterest ♥ Twitter⇒ @jurovalendo

*Publicidade. A Mantecorp é uma das marcas que acredita e faz parte do Peles Que Contam Histórias.

23.07.2018

Cuidados Com a Pele no Inverno: Minha Rotina

Meus cuidados com a pele mudam muito, e quem está acompanhando pelos Stories já deve ter notado isso, né? Mas, pra esse mês estabeleci um rotina básica de cuidados com a pele no inverno.

Isso porque, como trabalho com beleza, recebo bastante produto e acabo usando muita coisa. E muitas de vocês pediram um exemplo de rotina com poucos produtos, que seja prática, rápida e eficaz.

Já tinha feito um post para o Peles Que Contam Histórias falando de cuidados com a pele, daquele básico que vale investir. E hoje vou mostrar o que estou usando, a função de cada coisa e os resultados obtidos até o momento, combinado?

cuidados com a pele no inverno juro valendo

1. Cuidados Com a Pele no Inverno: Limpeza

Pele limpa é tudo e essa é uma tecla na qual eu bato há anos por aqui, né?

Já expliquei que “a pele deve lavada, em regra, duas vezes ao dia, com água em temperatura ambiente, para remover as impurezas e o excesso de sebo (no caso de peles oleosas), o que garante que a barreira existente entre a pele e os produtos usados para tratá-la seja a menor possível.

Isso é importante porque só com a pele limpa o aproveitamento dos ativos de tratamento será adequado. Simplificando: não adianta investir os tubos em um produto maravilhoso se a sua pele está suja, porque ele não vai conseguir agir de forma adequada.”

E pro inverno escolhi voltar a usar o Glycare Duo, da Mantecorp, um produto que gosto bastante por vários motivos. É sabonete e máscara facial ao mesmo tempo, tem ácido glicólico, que amo, niacinamida, óleos e manteigas vegetais, e consegue limpar a pele profundamente sem irritar ou ressecar.

Age super bem nos cravos, melhor ainda nos poros, entrega um resultado rápido, não dá efeito rebote, rende horrores e custa R$ 47,40 nas farmácias (compre aqui). Um verdadeiro achado!

Fiz resenha dele meses atrás, pra conferir é só clicar aqui.

2. Hidratação leve e eficaz

Como o inverno é a temporada dos ácidos (amooo), que tendem a sensibilizar mais a minha pele, que já é sensível e reativa, comecei a usar, após o sabonete, o Bepantol Derma Spray no rosto para hidratar e, gente, como faz diferença!

Tem dezenas de posts aqui sobre o Bepantol, e já tinha inclusive dado a dica de usá-lo antes do ácido retinoico, mas quando incorporei na rotina, usando todos os dias, percebi que ele faz muito mais que apenas suavizar a pele, sabe?

Dou uma borrifada no rosto, espero secar e, em seguida, aplico o ácido.

Além de hidratar, deixando a pele com viço, e sem melecar, deixar resquícios ou algo do tipo, anulou qualquer possível desconforto, como vermelhidão e irritação, por exemplo, que os ácidos geralmente causam na minha pele.

Não fico mais sem, e indico muito!

3. O rejuvenescedor tudo em um

Ao invés de usar vários produtos, cada um com uma função, apostei em um que é super completo: o Sérum Glycare, da Mantecorp!

É um rejuvenescedor com ácido glicólico nano e niacinamida que reduz os poros, melhora rugas e linhas de expressão, melhora a textura, maciez, firmeza e elasticidade da pele, estimula a renovação celular, auxilia na uniformização e no controle de oleosidade, ajuda a proteção contra o fotoenvelhecimento e pode ser usado no rosto, pescoço e colo.

Ou seja, é um produto curinga, que faz tudo de uma só vez, né?

E tudo isso com uma textura super leve, que espalha fácil e “some na pele”, deixando apenas uma suave sensação de sedosidade.

Ácido glicólico funciona demais pra mim, inclusive já falei sobre ele nesse post aqui, mas esse sérum tá me surpreendendo muito! Em pouco mais de 20 dias de uso já vejo muita diferença na pele, coisa que contei aqui ó.

Ele custa R$177,00 (compre aqui), mas rende muito e dura, por baixo, uns 3 meses ou mais, viu? Já faço uma resenha completa!

4. Proteção

Minha rotina de proteção varia muito e depende do meu grau de exposição solar durante o dia.E sim, não importa se é inverno ou verão, tem que usar protetor solar, viu?

No geral uso o Anthelios Airlicium Antioleosidade FPS 30, que é super sequinho e maravilhoso, e complemento com uma camada de cor pra proteger a pele da luz visível.

Vinha usando, há meses, como última camada, o Anthelios Airlicium Antioleosidade FPS 70 com cor, da La Roche-Posay, mas desde a última semana tô usando a base Dermablend, da Vichy, que tem uma cobertura super alta.

Com essa rotina minha pele tem respondido bem demais: a oleosidade está sob controle, os poros estão bem mais fechadinhos, ela está com a textura suave, mais uniforme, viçosa e luminosa.

Pra minha surpresa, também está menos sensível que nos últimos 3 meses.

A única coisa que tem me incomodado é a região abaixo dos olhos, que amanhece super inchada e demora mais da metade do dia para voltar ao normal.

Mas, vou resolver isso com minha dermato!

Agora contem aí quais os cuidados com a pele no inverno que vocês não abrem mão e os produtinhos que têm usado!

Já testou algum dos que falei aqui? Conta aí o que achou!

Pra acompanhar todos os posts do Peles Que Contam Histórias é só clicar aqui. E se quiser ver tudo em tempo real é só ficar ligada nos stories lá do Instagram. Inclusive, tô salvando tudo nos destaques, em Peles, tá?

Beijos, Ju♥

Bora papear mais? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥  Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

O que você acha do JV?
Ju, amo seu blog!!! suas dicas!!! vc é maravilhosa com sua opinião honesta!!! Sempre quando quero comprar algum produto venho aqui pra ver o que…
As leitoras mais incríveis da vida
    Quer ver a sua foto publicada aqui no blog?
    Poste no instagram uma foto com a hashtag
    #JuroValendo