22.02.2017

10 Produtos de Beleza Que Marcaram a Minha Vida!

Tava conversando com mainha aqui em casa ontem e lembrando dos cosméticos que usava há mais de 20 anos atrás, e foram tantas coisas legais (e engraçadas!) que separei os 10 produtos de beleza que marcaram a minha vida, porque lembram muito a minha avó, pra gente se divertir juntas. Vamos lá!

Eu tive uma influência enorme da minha mãe e da minha avó materna, que, como já falei por aqui, viveu a vida todinha na roça, ou, como se diz nas novelas da Globo, na “fazenda”. E, se aqui em Jequié já era difícil achar alguma coisa lá em meados dos anos 80, imagine na “feira do 100”, que era onde vovó fazia as compras pro armazém, de onde saiam os produtos que ela e as mulheres lá da região usavam?

Quando estava em casa, em Jequié, usava produtos infantis e, vez ou outra, as coisas de mainha, mas vovó, que não tinha vaidade nenhuma, era minha ídola, e as pouquíssimas coisas que ela usava eram, pra mim, tudo de melhor o mundo.

Então, hoje vou mostrar os produtos que ela usava que mais me marcaram, mas prometo fazer um com os que mainha usava, combinado?

Os produtos de beleza que marcaram a minha vida!

produtos de beleza que marcaram a minha vida

1. Óleo de glostora

O óleo de glostora, com colesterol (sim! hahaha), lanolina e cheiro de lavanda era a riqueza da riqueza, e o meu sonho era ter, além do óleo, a brilhantina e o fixador da mesma linha. E sim, todas as minhas bonecas tinham óleo de glostora no cabelo, e já tomei muita palmada por isso! hahaha

2. Talco cashmere Bouquet

Tinham vários produtos da Cashmere Bouquet, mas o que mais me recordo é do talco, que sempre ficava na cômoda de vovó, pra usar de noite. Amiga, aquele talco era, pra mim, pó de pirlimpimpim, e quando vovó me deixava usar, me sentia a criança mais especial do mundo! hahaha

Vem daí a minha mania de talco, que uso até hoje (os infantis)! Tinha um outro talco que vó usava, que tinha uma esponja bem felpuda, mas não consigo lembrar o nome, só sei que ele “tem cheiro de vó”.

3. Pó de Arroz Promesa Myrurgia

Amigas do pó compacto, meu sonho de maquiagem aos 5 anos de idade era o pó de arroz Promesa (com um “S” só rs) Myrurgia, que vovó usava apenas em ocasiões ilustres, porque né, na roça não precisa de pó. Aquilo, pra mim, significava que o pó era uma preciosidade, sabe? Impossível esquecer!

4. Pomada Trim para cabelo

Essa pomada existe até hoje, vocês já viram? Vende em mercado e vovó, que tinha o cabelo bem liso, grosso e pesado,  usava pra “lustrar” o cabelo, mas todas as vezes que tentei fazer o mesmo, usei muito e o cabelo ficou um sebo, todo grudado no couro cabeludo.

Pouco antes de morrer, ela mudou pra um outro produto que tinha cheiro de coco, branquinho com tampa marrom,  e a logomarca tinha algo como uma coroa, mas não consigo lembrar o nome. O cheiro, contudo, reconheceria em qualquer lugar do mundo!

5. Óleo de licuri

Sabe minha paixão por óleo de coco? É por causa de vó Nete! As mulheres lá na roça faziam óleo de licuri, que é uma espécie de coquinho, no pilão, e todo mundo usava! Lembro de Nice, que tá forte e valente até hoje, com o cabelo, as pernas, os braços e os pés lustrados com óleo de licuri hahaha. Que saudade!

6. Pond´s

Cadê o Pond´s, gente, cadê? Vovó usava o da tampa verde, e futucando em sites gringos achei versões novas, com embalagens “atualizadas”, mas não sei se a fórmula é a mesma, sabe? O que sei é que Pond´s era o melhor creme facial por aqui, e eu jurava que se usasse ficaria jovem para sempre. Ô inocência, meu Deus!

7. Leite de Rosas

Ah, Leite de Rosas era desodorante, perfume, produto de pele e tudo mais que vocês puderem imaginar. E em toda casa que entrava lá na roça, tinha um, lindo e bonito, em cima da cômoda! hahaha

8. Minancora

Quero dizer que Minancora foi um importante produto de beleza dos anos 80/90, e que eu tenho até hoje no banheiro, tá? Apego emocional, gente! hahaha

Era usado como desodorante por muita gente, mas via Vovó usando nos pés pra evitar chulé, e até hoje, quando vou lá na roça, vejo nas cômodas das mulheres mais velhas. Ah, e já falei das utilidades da Minancora nesse post aqui, ó.

9. Sabonete Phebo

O primeiro cheiro que lembro de minha avó usando era de um sabonete verdinho da Alma de Flores, ele tem o cheiro do abraço dela, e sempre que sinto a fragrância me dá um quentinho no coração, sabe?

Quando fiquei um pouquinho mais velha, ela começou a usar também esse da Phebo e adorava. Lembro do cheiro até hoje! Ah, e lembro também de um que eu não suportava, o “Vale Quanto Pesa”, que sempre espirrava quando ela estava usando! hahaha

10. Shampoo Opus

Lá no armazém tinha de várias cores diferentes, e eu, que me achava o máximo por usar “Vital Ervas” (hahaha), desdenhava do Opus, mas ele com certeza marcou a minha infância porque lembra muito da minha avó, muito!

E vocês, já usaram algum desses produtos? Conhecem? Contem aí quais produtos de beleza marcaram a vida de vocês, quero saber!

Beijos, Ju♥  

Quer mais dicas como essa? Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒ @jurovalendo

18.12.2015

10 Dicas de Beleza do Tempo da Vovó

E sim, elas funcionam!

Vamos falar de dicas de beleza do tempo da vovó? Tenho certeza que, assim como eu, vocês conhecem alguma, né?

Passei a infância indo pra fazenda da minha avó o tempo todo, coisa que só foi mudar lá pelos 14 anos, quando mudei de cidade, e em todo esse tempo vi muitas “receitas de beleza” do pessoal de lá, porque sim, eu sempre fui “a curiosa”, a que vai pra casa de todo mundo e quer saber de tudo, sabe? Ficava observando o que elas usavam e fazia um milhão de perguntas, e até hoje lembro o cheiro de certas receitinhas.

E, por incrível que pareça, minha vó Nete, que viveu na fazenda a vida toda e nunca deve ter ouvido falar em protetor solar e em todos esses cuidados que a gente não abre mão, tinha uma pele firme e sem manchas. O segredo, dizia ela, era o tal do Pond´s, que acho que todas usavam, e chapéu o dia todo pra proteger o rosto. Mas, lembro de outras coisas, olhem só:

Dicas de beleza do tempo da vovó

dicas de beleza do tempo da vovo

1. Bucha vegetal é amor!

Olha aí de onde vem meu vício por esfoliação, ó! Minha avó usava bucha vegetal todos os dias para esfoliar a pele, deixando-a lisinha (exagerada igual a mim, né? rs), e pra fazer uma massagem vigorosa na pele, estimulando a circulação e, dizendo ela, prevenindo a celulite.

Que a bucha esfolia muito bem, é fato. Já essa história de evitar e combater a celulite, não sei dizer, mas já li em vários lugares que as mulheres de antigamente usavam, além da bucha, crina de cavalo pra massagear o corpo e evitar a celulite. Será que funciona, gente?

2.Água maravilha na pele!

Já ouviram falar de água maravilha? Lá na fazenda tem em todas as casas, porque ela serve pra várias coisinhas e é bastante útil numa região de acesso mais difícil, onde é preciso viajar um tempinho até o posto de saúde/hospital mais próximo.

E, minha avó usava quando chegava em casa no final da tarde como tônico facial/loção pós-sol, coisa que, hoje, me preocuparia, porque apesar de ter Hamamelis Virginiana como ingrediente ativo, tem álcool, o que não é legal pra pele, né?

A Hamamelis tem ação adstringente, cicatrizante e anti-inflamatória, e é usada em compressa nas queimaduras de sol e em peles com acne, mas com esse álcool aí, sei não, viu?

3. Pés e mãos lisinhos com vaselina

Tá aí uma coisa que lembro nitidamente de vovó: o tanto que ela tinha os pés e joelhos lisinhos, e as mãos macias. E lembro também do cheiro disso, que não era muito legal (rsrs): vaselina! Hoje a gente acha vaselina “purificada” [falei sobre a Geleia de Vaselina nesse post aqui, e ela tem muitos outros usos], com a textura fácil de aplicar e muito menos viscosa, mas antigamente a bicha era preguenta e tinha cheiro de petróleo, apenas! hahaha

Minha avó, que era uma mulher sem vaidade, mas que se cuidava,  sempre aplicava esse troço fedido nas mãos, nos joelhos, nos pés e nos cotovelos antes de dormir, e foi dela que “herdei” essa mania de dormir toda cheia de creme, só que cremes cheirosos!

Hoje eu indicaria usar cremes potentes, mas naquela época, nessa região, não existiam muitas opções, né?

4. Mãos macias já!

Outra coisa que já a vi fazendo pra deixar as mãos lisinhas era deixá-las de molho numa “bacia” pequena com óleo (ela sempre usou o de coco, feito lá mesmo) e água morna. Quando as mãos ficavam muito grossas, o que era esperado pra quem vivia numa fazenda, ela “amaciava” assim, deixando as mãos de molho por 10 minutinhos. Acho bem melhor que a vaselina! rs

5. Óleo de coco nos cabelos

O cheiro que mais me lembra vovó Nete, depois de café, é coco, porque a vida inteira ela usou óleo de coco nos cabelos, e o que hoje a gente chama de umectação, antes era chamado de banho de óleo mesmo! hahaha Além dos banhos de óleo, ela, que tinha o cabelo bem liso, mas volumoso e pesado, usava umas gotinhas do óleo toda manhã pra “assentar” o cabelo.

O vício em óleo é de família, tá? Já falei muito de óleo de coco por aqui, e nesse post tem várias formas de utilizá-lo.

dicas de beleza do tempo da vovó

 6. Minancora

Quem aqui não lembra do cheiro de cânfora da Minancora? Lá na fazenda as mocinhas usavam essa pomada como desodorante (sim!) e nos pés para evitar o chulé, e é o tipo de produto que, sempre que vou por lá, vejo em cima das”cômodas”, assim como o leite de rosas e, hoje, o creme Nívea de latinha.

A Minancora tem vários usos e já falei sobre isso aqui no blog, quem quiser conferir é só clicar nesse post: As várias utilidades da Minancora.

7. Leite de Rosas

Sim, o Leite de Rosas também era o poder e todo mundo usava para limpar e clarear a pele (?), como tônico facial e como desodorante.

Não sei hoje, porque faz tempo que não vejo a composição do produto e lembro que recentemente eles foram reformulados, mas a quantidade de álcool era bem grande, o que poderia causar vermelhidão e irritação na pele, além de piorar a oleosidade por causa do efeito rebote.

8. Nada de unha amarelada!

Não lembro de já ter visto minha avó Nete usar esmalte, mas ela tinha unhas sempre clarinhas graças a uma receitinha que já compartilhei aqui no blog no post sobre como clarear unhas amareladas.

Basta, uma vez na semana, deixar as unhas de molho por 10 minutos numa vasilha com 250 ml de água, 1 colher (das de sopa) de água oxigenada volume 10 e 1 colher (das de chá) de bicarbonato de sódio, enxaguando em seguida. Funciona muito bem!

9. Touca de cabelo

Vocês acreditam que mês passado comprei uma touca de cabelo?  Juro valendo! hahaha Mostrei no Snapchat (jurovalendo, segue lá!) morrendo de vergonha, mas tenho que admitir: ela funciona!

Lembro claramente de minha avó, minhas tias e minha mãe usando essas toucas, geralmente de meia, e resolvi testar porque sempre acordo com o cabelo parecendo um fuê, sabe? E ficava retada quando fazia escova de noite e no dia seguinte o cabelo já estava uma bagunça. Pois bem, testei e, pra minha surpresa,   com ela o cabelo escovado acorda todo certinho. Recomendo, mas não na frente do marido/namorado!

10. Pés cansados

Quando os pés estão cansados, seja por causa do salto alto ou porque andamos muito durante o dia, o alívio é imediato quando a gente “mergulha” os pés por 20 minutos numa bacia com água morna e 3 colheres de vinagre [qualquer um].

Vovó fazia isso sempre, e além de aliviar o cansaço, isso ajuda a amaciar os pés, coisa que já falei por aqui no post do tratamento de choque para pés ressecados.

Com certeza tem muitas outras dicas e truques de beleza do tempo da vovó, umas que funcionam, outras que não me arrisco porque acho que não têm fundamento, e quero saber quais são as dicas que vocês aprenderam com as avós de vocês, contem aí!

Beijos e bom final de semana, Ju♥

20.02.2015

Guia Quebra-Galho: As 4 Pomadas Queridinhas da Beleza!

Já conhecem e usam as pomadas da beleza? Vamos falar dos “quebra-galhos” delas hoje!

O Guia Quebra-Galho, aliás,  tá fazendo o maior sucesso por aqui, uma prova de que, por mais que a gente goste de produtos tudo de bom, todo mundo quer opções mais acessíveis e que sirvam pra várias coisas.

E eu acho isso ótimo, porque quase nada me diverte tanto quanto fazer a alquimista e testar as várias possibilidades de cada produto. Mania de criança, sabe?

E o nosso guia de hoje vem recheado de 4 pomadas que a gente ama, e que quem não conhece precisa testar e amar, porque são pomadinhas que ajudam em vários problemas de beleza, e sem pesar no bolso!

As pomadas da beleza!

pomadas

Baby Dove

Pra começar, minha mais recente descoberta, a Baby Dove! Ela é composta por ativos bem legais, como o óxido de zinco, a cera de abelha, o sulfato de zinco, o óleo de rícino e o extrato de calêndula, sendo indicada, a princípio, pra prevenir assaduras, mas faz muito mais que isso!

É ótima pro pós-depilatório, ajuda quando a pele está “irritada”, em picadas de insetos, em brotoejas e em pequenas escoriações. É ótima pra evitar assadura nas coxas mais gordinhas (#presente!), tem ação cicatrizante e suavizante, e serve de base pra algumas misturinhas que mostrei nesse post aqui.

Tô fazendo outros testes com ela e assim que achar mais “funções” volto pra contar, tá?

Ela custa R$ 14,00 e é vendida em farmácias.

Hipoglós

O hipoglós, nosso velho, bom e fedido amigo, é bastante útil na beleza, em parte por causa do “creme mágico” que a Glória Maria diz usar pra manter a pele jovem, e que dei a receita nesse post aqui.

Mas, como é rico em vitamina A, vitamina E, óxido de zinco, óleo de amêndoas e lanolina (a versão de óleo de amêndoas, que é menos fedida rs), serve pra muito mais coisas.

Só pra exemplificar, serve pra aliviar irritações na pele, prevenir rugas, amenizar manchas (por causa da vitamina A, que é, simplificando, retinol), amenizar olheiras (tem a receita da misturinha pra olheiras  aqui) e muito mais coisas, como mostrei nesse post aqui.

Custa R$12,30 e é vendido em farmácias e mercados.

pomadas

Minancora

A Minancora é uma pomadinha bem antiga, coisa de vó mesmo, mas serve pra várias coisas! Ela é, basicamente, uma mistura de óxido de zinco, o cloreto de benzalcônio e  cânfora, tendo boa ação adstringente, antisséptica e cicatrizante, ajudando em vários “problemas de pele”.

É bem indicada pra secar espinhas, e falei disso no último Guia Quebra-Galho, pra assaduras, pra escaras e frieiras, pra irritações cutâneas e várias outras coisas que mostrei nesse post aqui.

Ela é encontrada facilmente em farmácias, dura horrores e custa R$6,65.

Bepantol

O Bepantol é uma coisa tão, mas tão útil que não dá pra ficar sem! Tenho sempre a versão “líquida”  pra usar no cabelo, e a pomadinha pra todo o resto.

É muito hidratante, ótima pra peles cansadas e desvitalizadas, ajuda a melhorar a elasticidade da pele e facilita a sua regeneração. Hidrata os lábios, as cutículas (tem receita da misturinha pra cutículas aqui) e é excelente para aquelas partes mais ressecadas do corpo, como pés, joelhos e cotovelos.

É ótimo no pós-depilatório, pra acalmar a pele no caso de queimaduras solares, nas assaduras (inclusive na coxa!) e serve de base pra uma receitinha mara pra evitar estrias que já postei aqui.

Tá achando que é muito coisa? Clique nesse post aqui que tem muito, muito mais! Ah, a Bepantol tem canal no Youtube (clique aqui) com várias dicas, vale o clique!

+ Produtinhos 1001 Utilidades

Já testou alguma pomada dessas? Descobriu alguma outra forma de uso? Compartilha aí! Ah, e se quiser ver mais Guia Quebra-Galho é só clicar aqui!

Beijos

Ju

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…