22.07.2015

Nutrição Capilar: O Guia Completo!

Falo sempre de nutrição capilar por aqui, e é fato que os produtos nutritivos são os meus preferidos, mas sempre que posto algo sobre o assunto surge a dúvida de como identificar se o cabelo precisa ou não de nutrição.

Já fiz um post aqui, tempos atrás, mostrando, em linhas gerais, como saber se o cabelo precisa de hidratação, de nutrição ou de reconstrução (veja aqui), mas como também já tinha feito um só sobre hidratação (post aqui), resolvi também fazer um sobre nutrição e outro sobre reconstrução, porque assim dá pra sanar as dúvidas mais comuns.

nutrição capilar: Como saber se o cabelo precisa de nutrição

O que é Nutrição Capilar

Pra gente conseguir identificar do que um cabelo precisa, temos que olhar qual é a sua composição, de que ele é formado, e o nosso cabelo é formado basicamente por 90% de queratina (proteína que contém 18 aminoácidos na sua estrutura), 8% de água, lipídeos, glicogênio e ácido glutâmico, e 2% de minerais diversos.

Sabendo disso é fácil notar que o cabelo precisa de proteínas (reconstrução), de água (hidratação), de lipídeos (nutrição), além de minerais e outras coisinhas que falaremos depois. Como a maior parte do cabelo é formada por queratina, muita gente vai logo achando que o que o cabelo mais precisa, o tempo todo, é de queratina, que essa é a parte mais importante, e a coisa não é exatamente assim, pois todos os nutrientes são igualmente importantes.

O que acontece é que, a depender das necessidades do cabelo naquele momento, a gente vai priorizar uma coisa ou outra, e se engana quem pensa que só quem faz química capilar precisa tratar os fios, porque a verdade é que o cabelo perde nutrientes o tempo todo e isso precisa ser reposto, variando somente na “potência” e constância da reposição.

Qual cabelo precisa de nutrição?

Todo cabelo, em um momento ou em outro, em maior ou menor grau, vai precisar de nutrição, mas alguns tipos se beneficiam mais de produtos com maior potencial nutritivo, que são aqueles que são ricos, principalmente,  em óleos e manteigas vegetais (nesse post aqui tem uma listinha das principais substâncias nutritivas).

nutrição capilar: Como saber se o cabelo precisa de nutrição

De modo geral, os fios cacheados, afros e crespos são os que mais necessitam de nutrição, e o que melhor respondem a esse tipo de produto, sobretudo porque a forma espiralada desse tipo de cabelo impede que a oleosidade natural se espalhe pelo comprimento e pontas, o que deixa o cabelo desalinhado, com mais frizz e também mais poroso.

Quem tem cabelo mais cheio, com muito frizz ou indomável, assim como quem tem mais porosidade nos fios e quem faz química, também se beneficia demais dos produtos nutritivos.

E sim, as meninas de cabelos finos e oleosos podem usar produtos nutritivos, desde que eles sejam mais leves, que possuam uma concentração menor de substâncias nutritivas, que sejam enriquecidas com óleos ou manteigas que não “pesem” tanto, então é tudo uma questão de escolher com cuidado.

Como saber se o cabelo precisa de nutrição?

A primeira coisa que você vai fazer é olhar pro seu cabelo. Ele está com muito frizz, tá desalinhado e sem definição, tá sem brilho,  tá com o volume “descontrolado” ou tá poroso? Ele precisa de nutrição!

Agora sinta seu cabelo, tente sentir a textura dele… Um cabelo bem nutrido fica mais sedoso, mais “molinho” e os dedos deslizam mais facilmente, e se isso não acontece, se ele parece meio duro, é hora de investir numa boa nutrição!

E aqui já aviso que o fato de precisar de nutrição não significa que ele não precise também de hidratação e/ou de reconstrução, e o ideal é, na maioria dos casos, buscar máscaras mais balanceadas, que tragam ativos que façam não só a reposição lipídica, mas também a reposição hídrica e a protéica.

nutrição capilar: Como saber se o cabelo precisa de nutrição

Meu cabelo, por exemplo, é cacheado e sempre precisou mais de nutrição que de qualquer outra coisa, e mesmo depois de tantas químicas, continuo achando que ele responde melhor a produtos que tenham um bom poder nutritivo.

Claro que aposto em reconstruções, e aposto muito, já que ele é quimicamente tratado e precisa disso, mas não abro mão de produtos nutritivos, que é, na verdade, o que mais uso, mas isso, claro, vai depender de cada cabelo.

Quando Nutrir os Cabelos?

Não gosto de regras fixas porque um cabelo nunca é igual ao outro, então as necessidades sempre serão diferentes, o que significa que a frequência também será diferente, afinal, cabelo é igual menino birrento: cada hora quer uma coisa e tudo tem que ser como ele quer!

Falei mais sobre isso no post do Cronograma Capilar (clique aqui), e eu faço da seguinte forma: no geral, uso máscara nutritiva uma vez na semana, e faço também uma umectação, que é maravilhosa pro cabelo e que expliquei certinho nesse post aqui.

Mas, quase sempre fujo a minha própria regra, e nessa fase de pós luzes, por exemplo, tô usando nutrição adoidado, inclusive após a reconstrução, porque tô sentindo uma necessidade enorme de coisas que “amoleçam” e domem os fios. Ou seja, “ouça” o seu cabelo e dê o que ele pede, no momento que ele quiser, porque quem manda é ele e ponto final!

nutrição-capilar--Como-saber-se-o-cabelo-precisa-de-nutrição

Como fazer nutrição capilar?

A nutrição capilar pode ser feita com máscaras de nutrição, óleos e manteigas vegetais. As umectações são extremamente úteis para nutrir os cabelos, e a gente pode usar diversos tipos de óleo, inclusive o azeite de oliva.

São muitas as formas de fazer umectação, e já mostrei aqui no blog 10 formas de usar óleos vegetais nos cabelos, lembram? Pra quem gosta de misturinhas, uma boa forma de ter uma nutrição capilar caseira é usando algum óleo vegetal para potencializar as máscaras que você já tem em casa. Basta acrescentar 5 gotinhas e usar a máscara como de costume.

Qual máscara escolher?

Já faço um post explicando como identificar certinho as máscaras nutritivas, e mais uma vez bato na tecla de que a escolha é individual, vai depender do seu cabelo, de como ele está, e, justamente por isso,  uma máscara que é incrível pra mim pode não ser pra você!

Pra quem quiser sugestões, vejam essas aqui:

No próximo post a gente fala mais sobre nutrição, mas se tiver alguma dúvida sobre nutrição capilar é só deixar aqui nos comentários!

Beijos, Ju♥

Quer mais dicas como essa?Vamos papear nas redes sociais⇒ Instagram ♥ Snapchat ♥ Twitter ♥ Pinterest ♥Facebook⇒   @jurovalendo

30.06.2015

Umectação com Óleo de Rícino e Bepantol

Quando fiz o post falando dos benefícios do fedido óleo de rícino para os cabelos (post aqui), prometi uma receitinha mara, lembram? Pois vim cumprir a promessa! A receitinha é uma umectação com óleo de rícino e Bepantol, e ela tem feito maravilhas no meu cabelo!

Resolvi “misturar” os dois porque acho o óleo de rícino muito “preguento”, não gosto da textura, sabe? Daí tentei fazer um “mexido” com os dois e não deu certo, lógico, porque eles não se misturam direito (embora o D-Pantenol seja solúvel em óleo e em água), mas como sou insistente tentei de outro jeito e deu certo. Anota aí:

Você vai precisar de:

  • 10 ml de Bepantol solução
  • 5 ml de óleo de rícino
  • 1 borrifador (opcional)

umectação com óleo de rícino

A quantidade vai variar muito, porque depende do tamanho e do volume do cabelo, mas pro meu cabelo essa quantidade é o bastante.

Como fazer a Umectação com Óleo de Rícino e Bepantol

Com o cabelo seco, borrifo o Bepantol no cabelo, caprichando nas pontas e nas partes mais estragadas, mas se você não tiver borrifador em casa (vende em casa de cabeleireiro), coloca a medida na tampinha, vai derramando aos poucos na mão e passando nos fios.

Espera uns 5 minutinhos pra que o cabelo absorva melhor o produto e comece a aplicar o óleo de rícino nas pontas e no comprimento. Aqui vale lembrar que o óleo, assim como qualquer outro produto de cabelo, deve ser aplicado no sentido da cutícula, ou seja, de cima para baixo.

Deixe o produto agir por 1 hora, lave com shampoo (não pode ser antirresíduos!) e finalize com uma máscara, preferencialmente nutritiva.

Pra quem não tem problema com o cheiro (eu tenho!), vale fazer essa umectação de um dia pro outro, mas aí tem que proteger o cabelo com uma touca daquelas plásticas ou de alumínio pra não sujar a fronha, é que o máximo que consigo aguentar com o óleo de rícino é 1 hora, porque esse cheiro não é de Deus não! rs

Ah, e é legal dar uma “abafada” no cabelo com uma touca ou mesmo com papel alumínio, pois isso ajuda a potencializar o efeito, porque melhora a penetração dos produtos.

Resultados

No meu cabelo, que é quimicamente tratado e poroso, essa mistureba funciona muito bem, os fios ficam muito mais alinhados, sedosos e “controlados”, sabe? O efeito nas pontas é show de bola, e o melhor é que não pesa no meu cabelo, ao contrário, deixa o cabelo soltinho e leve. Puro poder!

Alguém já tentou algo parecido? Conta aí! E se quiser mais misturinhas, confere essas aqui, ó:

Beijos, Ju♥

P.S: Meninas, a Ju está descansando e, enquanto isso, eu, Larissa, estou cuidando aqui do blog e das redes sociais dela, e assim que ela tiver melhor os comentários serão respondidos. Ela já tinha muitos posts agendados, então o blog segue com 2 posts diários.

04.05.2015

Tratamento Nutritivo Vitality Rejuvenated – Dove

Tempos atrás recebi os produtos da linha Vitality Rejuvenated, da Dove, e fiz resenha do shampoo e do condicionador, que, aliás, entrou no vídeo de favoritos, e como muita gente tem perguntado sobre o Tratamento Nutritivo da linha, resolvi fazer a resenha.

Tratamento Nutritivo Vitality Rejuvenated - Dove

De acordo com a marca, os produtos dessa linha ajudam a “repor nutrientes que o cabelo perde com a idade. Nutre e fortalece pra garantir um aspecto rejuvenescido.”

A embalagem vem com 350g de produtos, é bojuda e conta com tampa de rosquear, ótima pra evitar vazamentos. A textura é cremosa e não muito densa, ela é branca e não interfere na pigmentação dos fios, e o cheiro é adocicado.

Tratamento-Nutritivo-Vitality-Rejuvenated---Dove

Usei a máscara 3 vezes e em todas elas fiquei com a sensação de que estava faltando alguma coisa, não porque ela seja ruim, mas porque o poder nutritivo, que é o que vem estampado na embalagem, é fraco. Meu cabelo, que é enfraquecido pela química, não ficou macio e não notei aquela sensação boa de “derretimento”, que era o esperava numa máscara com potencial nutritivo, sabe?

Tratamento-Nutritivo-Vitality-Rejuvenated---Dove

Acho que ela é mais fortalecedora, mas não consegui olhar os ativos presentes na composição porque as letras são muito pequenas e não consegui ler o que estava escrito.

Resolvi fazer um teste e passei o produto pra minha mãe, que tem cabelos com luzes, só que finos, lisos e fortes, e com ela o efeito foi bem mais interessante, já que amaciou sem pesar, deixando os fios soltinhos.

Tratamento-Nutritivo-Vitality-Rejuvenated---Dove

Ou seja, se o cabelo é mais fino e tem menos danos, ela funciona bem, mas em cabelos realmente danificados, que fazem química frequentemente, não é a melhor opção!

No meu cabelo, o efeito do condicionador (resenha aqui) foi infinitamente melhor que o da máscara, nem tem comparação, o que eu até estranhei, porque no geral as máscaras são mais “potentes” que os condicionadores, né?

Tratamento-Nutritivo-Vitality-Rejuvenated---Dove

Pra quem tiver procurando máscaras de nutrição “de mercado”, sugiro essas que falei nesse post aqui, ó! Ah, e minhas preferidas da vida são as que mostrei nesse outro post aqui.

Ela custa, em média, R$19,00 e é vendida em mercados e farmácias. Alguém aqui já testou? Teve um resultado diferente? Compartilha aí!

Beijos, Ju ♥

O que você acha do JV?
8 Coisas Pra Eliminar de Sua Casa Já! Transforme a Energia da Casa em 10 passos Fáceis! Loiro Platinado: 5 produtos essenciais! 5 Dicas Para Cabelos Ressecados Óleo de Rosa Mosqueta Salva a Pele! Óleo de coco salva o cabelo! 5 Formas de usar Água Termal Cabelo Comprido em 5 dicas fáceis!