26.01.2015

Ácido Glicólico: 3 razões para amar!

Eu amo ácidos, amo, inclusive o ácido glicólico! Já perdi a conta de quanto tempo faz que uso e parei recentemente com o ácido retinoico (post aqui) porque minha pele estava muito fina e o calor muito intenso. Mas não abro mão deles porque noto que o efeito é mais rápido, sabe? E quando a gente chega nos 30 eficácia e rapidez são palavrinhas mágicas!rs

Antes de conversar com minha dermato sobre a troca do ácido retinoico, o soberano do reino dos ácidos, fui pesquisar sobre os vários ácidos existentes pra já chegar lá sabendo o básico, porque assim poderia tirar as dúvidas sobre cada um e dividir aqui com vocês.

 

ácido glicólico

Parti logo pro ácido glicólico, que já usei e gostei muito por causa da maior absorção e penetração na pele, e ele é, inclusive, utilizado junto com outros ativos pra facilitar a absorção dos mesmos.

Mas vamos aos 3 motivos do meu amar esse ácido:

O que é e para que serve o ácido glicólico

Pra começar, o ácido glicólico tem ação esfoliante, então além de ajudar na penetração de outros ativos, ele renova a pele, o que é música para os meus ouvidos (as balzacas entenderão!). Também atua no colágeno, combatendo e revertendo sinais de envelhecimento como rugas e linhas, além de manchas faciais.

É usado em cicatrizes, inclusive de acne, e ajuda bastante no caso de poros dilatados. E ele pode ser usado também no corpo, sendo bem indicado para o tratamento das estrias vermelhas.

Fora isso, o que mais me lembro do uso desse ácido é que ele melhora a textura da pele, deixando-a mais lisinha, mais suave ao toque, com mais “viço”, sabe?

ácido-glicólico

A depender da concentração ele pode ter ação hidratante, rejuvenescedora, esfoliante e por aí vai. Ou seja, é um “ácido Bombril”!

Ele irrita menos a pele e tem menos efeitos colaterais que o ácido retinoico

Um dos grandes problemas do ácido retinoico, que eu amo, é que ele tende a irritar a pele, principalmente nos meses mais quentes. Já o ácido glicólico tem menos efeitos colaterais e é mais bem tolerado, de modo que casos de irritações são menos frequentes e intensas.

Vale lembrar que quem usa ácido deve evitar o máximo possível a exposição solar e jamais sair de casa sem protetor. Já esqueci umas duas vezes e tive queimadura no rosto, que ficou inchado, com bolha e todo vermelho.

Sim, ele é menos eficaz que o ácido retinoico, mas seu uso também é mais seguro, sobretudo agora no verão, e seus efeitos colaterais, quando aparecem, se resumem basicamente a hiperpigmentação e eritemas.

ácido-glicólico

Ele é facilmente encontrado

O ácido retinoico é um medicamento e a sua venda depende de receita médica, já o ácido glicólico pode ser um medicamento, um cosmético ou um dermocosmético, a depender da concentração.

No caso de cosméticos ou dermocosméticos, ele é facilmente encontrado e sua compra é facilitada, de modo que em toda farmácia  dá pra achar hidratantes e sabonetes faciais, dentre outros, que contenham a substância. Um bom exemplo é o hidratante da Neutrogena, que já falei nesse post aqui.

Claro que o ideal é que um dermato indique o melhor produto pra sua pele, porque é ele quem vai saber qual a real necessidade naquele momento, qual ativo deve ser usado e qual a concentração desse ativo, mas pra quem não costuma frequentar um dermato (é um investimento gente!), o fato do ativo estar presente em produtos de venda livre facilita as coisas.

ácido-glicólico

Ácido Glicólico é amor!

Resumindo: prefiro apostar em produtos com ácidos, que são mais eficazes e fazem uma diferença maior na pele, e o ácido glicólico sai na frente em vários aspectos, já que é bem tolerado, tem vários usos, combate e reverte (até certo ponto, claro) o envelhecimento, e é encontrado em vários produtos de marcas que eu já conheço e confio. Ah, ele também pode ser manipulado, e aí são usadas concentrações maiores, mas nesse caso é necessária receita médica (ao menos aqui).

Alguém aqui usa ou já usou? Qual foi o produto? O que achou?

Beijos

Ju

23.05.2014

Bepantol Mamy: Por Uma Pele Sem Estrias!

Bepantol é um daqueles produtos tão bons que se não existisse teria que ser inventado, sabe? Serve pra meio mundo de coisas e quebra o maior galho, mas já falei mais sobre isso aqui e aqui, então podem conferir lá. Só que pra deixar o que era bom ainda melhor, foi lançado aqui no Brasil o Bepantol Mamy!

Pra quem ainda não conhece, é a oitava maravilha do mundo pra quem não quer/pode gastar horrores em produtos pra pele. Fiquei empolgada mesmo, porque o troço tem várias utilidades e não é absurdamente caro.

Bepantol Mamy: Para Que Serve?

Ele é direcionado para as gravidinhas, justamente porque nessa fase da vida as estrias tendem a aparecer com força total, mas pode, e deve, ser usado por todas as mulheres e não só pra prevenir estrias, mas pra várias outras coisinhas.O produto é enriquecido com dexpantenol, centella asiática, glicerina e lipídeos cutâneos, ativos que ajudam a reduzir a perda hídrica, a hidratar, a reforçar a barreira cutânea e a estimular a produção de colágeno (centella).

bepantol mamy

Tô esperando dar 4 semanas de uso pra fazer a resenha, mas é visível o tanto que ele melhora a hidratação, assim como a resistência da pele. E não é só isso, porque embora seja super concentrado, não deixa a pele melequenta, sabe? Tipo (ô vício!), ele deixa melecado quando aplica, mas seca e é absorvido rapidinho. Ah, não aplique na pele molhada senão ele não espalha direito!

É bom para estrias?

Além de ajudar na prevenção de estrias e suavizar a textura das que já existem, ele é mara para as partes mais ressecadas, tipo joelhos, cotovelos e calcanhar. E aqui vai uma dica pra quem, como eu, tem coxa grossa: aplique um tiquinho todos os dias antes de sair que garanto que as coxas não vão ficar arranhando e não vão escurecer.

Sempre tive a perna grossa e usava uma fórmula com ácido e trocentos ativos hidratantes pra evitar que a região escurecesse e desde que comecei a usar esse trocinho, de dia e antes de dormir, a região está muito melhor, mais hidratada e clarinha. Não fez milagre, mas tá ajudando!

Quem tem ceratose pilar ou quem está com a pele descamativa também se beneficia, e, de verdade, é um treco tão hidratante que quero algumas toneladas, só pra garantir!

preço e onde comprar

Aqui paguei 59,90 Dinheiros, mas na net já vi até de 100 Dinheiros (o povo é sem noção, né não?rs). É bem mais do que eu costumo pagar por um hidratante, mas o efeito  compensou, principalmente por causa do efeito na coxa, porque isso sempre me incomodou, sabia? Troço feio!

Alguém já usou?

Ah, isso não é publi não (se fosse eu avisaria, lógico), viu gente? É um caso de amor mesmo, e sem nenhuma pulada de cerca, mas se alguém souber de algum melhor e mais em conta avisa aí que corro pra testar, porque né,  meu “coração belezístico” padece de infidelidade crônica!

Beijos, Ju

11.03.2014

Tratar Estrias: O Que Realmente Funciona?

Poucas coisas já me incomodaram tanto como as benditas das estrias, e eu já usei tudo que vocês puderem imaginar pra tratar estrias, de cremes a ácidos, passando por tratamentos diversos.

Dos tratamentos, na verdade, só consegui fazer mesmo os peelings e o roller, porque sou covarde pra dor e não dou conta de aguentar o laser  e a carboxi. Até tentei, mas não aguentei e pedi pra parar no início da sessão.

Com isso, as coisas ficaram um pouco mais “complicadas”, e eu precisei apostar forte nos cremes, e gostei bastante de usar o roller (dermaroller), que acho bem menos doloroso que a carboxi, por exemplo. Só que o roller exige tempo, coisa que eu não tenho, então acabo com preguiça de “fazer”.

O Que Funciona Pra Tratar  Estrias

 Tratar Estrias

Bom, eu já tenho 31 anos  e desde os 15 uso produtos pra reduzir as estrias, então acho que já tenho experiência suficiente pra falar, né?

Como tratar estrias em casa

Pra evitar as estrias e para deixar a pele mais hidratada, o que, claro, melhora a aparência das estrias, eu gosto das “misturebas”. Já postei uma receita aqui, que leva rosa mosqueta, hidratante de ureia e bepantol, mas faço com o que tiver em casa, ressaltando que o óleo de rosa mosqueta é indispensável.

Como a estria é uma cicatriz (sim, estria é cicatriz) e o óleo de rosa mosqueta é um excelente cicatrizante, ele é bem indicado, até porque ele também ajuda na regeneração dos tecidos e ativa os fibroblastos.

Explicando: se não tiver bepantol em casa, coloco o creme Nívea da latinha azul ou hipoglós, misturo algum óleo vegetal (abacate é ótimo!) e algum outro hidratante com o óleo de rosa mosqueta, que é vendido em farmácias.

Os Cremes para estrias

Já usei muitos produtos manipulados e acho que são sim bem interessantes, a depender dos ativos e concentrações, e já usei vários produtos comerciais, que também são bons, a depender do que você espere deles. Ah, em relação a isso vale ler esse post aqui.

O Que Realmente Funciona Pra Tratar as Estrias

Sim, porque quem espera milagre e quem espera resultados do dia para a noite pode se frustrar! O tratamento é longo, bem longo, e é preciso ter paciência e persistência para chegar aos resultados.

Só ressalto que nunca usei nenhum creme que fizesse com que minhas estrias brancas sumissem por completo, o máximo que consegui foi redução na espessura e profundidade, mudança na textura da pele, redução daquele aspecto “fundo” das estrias e coisas do tipo, sendo que nas estrias vermelhas o resultado é muito mais rápido e melhor.

Usei por muitos meses a caneta que “acaba” com as estrias e ela também é uma ótima opção, mas não vai acabar com nada, não vai fazer milagre. Ah, por último tentei o tal do Cicatricure e não gostei!

Ácido retinoico para estrias

Nessas idas e vindas posso dizer, sem a menor dúvida, que o que mais funcionou pra mim foi o ácido retinoico! Se as estrias forem vermelhas, os resultados serão rápidos, e se forem brancas os resultados são demorados, mas a melhora é constante.

tratar estrias

Vai acabar com as estrias? Não, não vai, mas vai melhorar muito, porque ele estimula a produção do colágeno, reorganiza as fibras elásticas, ajuda na renovação celular, melhora a irrigação da pele e várias outras coisas.

Mas, ácido retinoico só deve ser usado com indicação e acompanhamento de um dermato, e aqui em Jee não vende sem receita (até a concentração de 0.05% vende, mas a de 0.1%, que é a que eu uso  no inverno para as estrias, não vende porque é medicamento), até porque se não tiver os cuidados necessários a pele fica muito pior.

Então, pra mim, o que realmente funciona é o ácido retinoico, que é muito mais barato que todos os cremes que já usei. Mas, durante o dia uso algum creme, quando lembro de comprar, ou passo a mistureba. Quando a pele fica muito sensível, reduzo o uso do ácido e fico aplicando a mistureba, e hoje minhas estrias estão bem melhores.

Alguém já usou algum creme, alguma coisa que deu bons resultados para tratar estrias? Divide aí com a gente!

Beijos

Ju

O que você acha do JV?
Eu acho esse blog maravilhoso. A Ju fala de tudo com muita emoção, muito carinho e ao mesmo tempo muita verdade, muita seriedade. Isso é…